4

Documento indica apelido de Flávio Dino no esquema da Odebrecht…

Planilha de codinomes em poder do Ministério Público Federal aponta a inscrição “Cuba”, ao lado da sigla MA e do número 200, o que indica referir-se ao governador do Maranhão

 

Extrato da Planilha com os codinomes dos beneficiários de propina da Odebrecht: Dino seria o “Cuba”?

O governador Flávio Dino (PCdoB) era apelidado de “Cuba” no esquema de pagamentos de propina e de caixa 2 criado pela Construtora Odebrecht.

Pelo menos é o que indica planilha em poder do Ministério Público Federal ao qual este blog teve acesso.

Na  lista, que traz os apelidos com os quais os políticos eram tratados pelos executivos da Odebrecht há a inscrição “Cuba”, ao lado da sigla “MA” e do número “200”.

Flávio Dino no Porto do Itaqui, com Dilma, seu alaido Chico Lopes, e outros comunistas: forte interesse no PL 2279

Cuba era o destino de interesse da Odebrecht com relação ao projeto 2279/2007, que tinha Flávio Dino (PCdoB) como protetor. MA é o estado de origem do codinome, no caso, o Maranhão. E 200 faz referência aos R$ 200 mil que o executivo João Pacífico decidiu pagar a Flávio Dino.

Note que abaixo do nome Cuba há outro: “Boca Mole”. Já é de conhecimento público que Boca Mole é o deputado federal Heráclito Fortes (DEM-PI), exatamente como está na Planilha.

Cuba, portanto, seria o governador comunista do Maranhão.

Simples assim…

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. Meu caro, tem uma outra planilha de pagamentos de propina de caixa 2 com o codinome ‘a rainha’ da Odebrecht, com a sigla ‘MA” e número 5,5 milhão, direcionado à Roseana Sarney.

    Resdp.; Engraçado… Acho que o STF não levou muito em consideração, por que simplesmente mandou arquivar o caso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *