9

Porque o problema com o Uber?!?

São Luís se torna a única capital do mundo a barrar um serviço que é visto em todo o mundo como exemplo de avanço no setor de transporte

 

ACOSSADO. Além da perseguição de taxistas, o Uber enfrenta também a perseguição estatal

Em todo o mundo, o aplicativo utilizado para chamadas de transporte de passageiros – conhecido por Uber – já é uma realidade aplaudida e reconhecida por usuários e autoridades.

Em muitos países, e em grandes cidades brasileiras, este sistema já tem até concorrentes, que ajudam a melhorar ainda mais o setor de transportes.

Mas aqui em São Luís, o Uber, como quase todos os assuntos – da cultura ao futebol; do Turismo ao Meio Ambiente e aos negócios – também virou uma questão política.

E fica claro que as ações a respeito do aplicativo tendem a levar em consideração as eleições.

Primeiro foi o prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PDT), que perdeu todos os prazos para sancionar uma lei da ex-vereadora Luciana Mendes, que proibia este tipo de transporte em São Luís – na contramão, diga-se, de todo o mundo moderno.

Preocupado em se queimar com o eleitorado formado pela ativa categoria dos taxistas, que se recusam a conviver no mesmo espaço com os motoristas do Uber, Edivaldo deixou que o prazo esgotasse para jogar a batata quente nas mãos do presidente da Câmara, Astro de Ogum (PR). E ele não pestanejou em promulgar a lei, tornando o aplicativo ilegal na única capital brasileira a legislar sobre o tema.

Para tentar corrigir o problema criado, o deputado Edilázio Júnior (PV) – que muito viaja e conhece como as coisas funcionam mundo afora – apresentou projeto de lei regulamentando o Uber. E a foi a vez da bancada do governador Flávio Dino (PCdoB) ajudar a derrubar a proposta.

Aos que conhecem o serviço em outros estados e países, resta agora a ação pretendida pela promotora Lítia Cavalcanti, que quer anular a lei da Câmara.

Até lá, no entanto, Uber é um serviço clandestino na única capital mundial que tomou este tipo de medida.

Da coluna EstadoMaior, de O EstadoMaranhão

Marco Aurélio D'Eça

9 Comments

  1. estou a um bom tempo tentendo reativar o aplicativo UBR no meu email e nao consigo . Acho que a empresa em vez de facilitar e3sta e dificultando mais para quem quer voltar a usar UBER

  2. Excelente comentário Marcos Souza. Essa querra contra a inovação está perdida. Taxistas e bancários são espécimes em extinção.

  3. Sao Luis nao a unica capital do pais com este impasse. Nao fale besteiras blogueiro. so quem ta mal informado é que cai nessa. alem disso, a prefeitura nao tem nada a ver com essa confusao, provocado por astro de ogum. Este foi quem fez a lei que proibe.

  4. É meu nobre, e assim essa capital vai se enterrando no atraso cada vez mais. Quem puder, que vaze daqui o mais breve possível.

  5. Caro amigo, Marco D’eça, a verdade é que o mundo tem se desenvolvido nas mais diversas áreas. Quando falo o mundo, não posso deixar de incluir a nossa querida Ilha do Amor.

    Sou maranhense (e com orgulho), morando a alguns anos na Austrália, mais precisamente em Melbourne – a cidade número 1 em qualidade de vida, eleita pelo quinto ano consecutivo; e fico assistindo daqui, a essa “guerra” de alguns contra o UBER.

    A bem da verdade, essa tal “guerra” existe e existiu em vários países, inclusive na Austrália. Aqui em Melbourne, não faz muito tempo que o UBER foi legalizado. No começo, como toda e qualquer mudança, causou um certo desconforto aos habituados a um sistema sem inovações. Hoje existe por aqui até o UBER EATS, para delivery de comidas e a fins.

    O certo é que, num mundo aonde o que dita as regras é Internet, os mais diversos setores do nosso dia a dia têm empregado novidades a fim de facilitar a vida dos seus usuários. Veja no âmbito do jornalismo, onde outrora víamos apenas os folhetins ou jornais impressos e hoje temos os sites de notícias e os blogs. No âmbito do entretenimento, anos passados tínhamos os cinemas, depois vieram as locadoras de DVD’s, hoje temos as TV’s a cabo e os NETFLIX’s da vida.

    Portanto, no âmbito dos meios de transporte não será diferente! Vivemos num mundo onde quem se adéqua mais facilmente e melhor, sobrevive.

    Que bom que a população da nossa querida cidade está pensando para frente; e uma pena que aqueles que se dizem “escolhidos” pelo povo, apenas pensem em dirigir nossa cidade com o olho no retrovisor. Que “estes”, não coloquem a nossa Capital na via do retrocesso.

    Aguardemos, pois, as cenas dos próximos capítulos…

    Abraço!

  6. Única capital do mundo? Pesquise um pouco mais.. O UBER é proibido em vários países, como por exemplo, em toda a Espanha…

  7. É uma situação delicada, mas oque está acontecendo é que está tendo uma grande resistência por parte dos taxistas e alguns políticos. Os deputados do poder legislativo estão fugindo dessa discussão e isso é um absurdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *