6

Weverton se fortalece em grandes colégios eleitorais…

Senador poderia ter deixado a corrida eleitoral de 2020 em maus lençóis, mas movimentos equivocados de adversários – combinado com o seu próprio tino político – acabaram por abrir relações do pedetista com outros atores em São Luís, Imperatriz e Pinheiro

 

Com Assis Ramos, Weverton finca importante base no segundo maior colégio eleitoral do Maranhão; ele avança também em São Luís

Análise de conjuntura

Ao fim do primeiro turno das eleições em São Luís e em outros municípios, o senador Weverton Rocha (PDT) poderia ter sido carimbado com o selo da derrota,

Apesar de o seu PDT ter elegido a maioria dos prefeitos, ele havia ficado de fora do segundo turno na capital e perdido em colégios importantes, como Codó, Rosário e São José de Ribamar.

Mas seus potenciais adversários de 2022 resolveram esticar a corda e fazer movimentos equivocados, que acabaram pondo o senador pedetista no colo de alguns prefeitos importantes.

Em São Luís, Weverton aproximou-se efetivamente do prefeito eleito Eduardo Braide (Podemos), levando todo o grupo – que inclui, além do PDT, o DEM, o PTB, o MDB e partes do PT, do PCdoB, do PP e do PSB – à base do novo líder ludovicense.

A aliança de Braide e Weverton tem sólidos pilares para 2022, que deve se consolidar ainda mais ao longo de 2021.

A partir da aliança com o deputado federal Juscelino Filho (DEM), Weverton acaba de garantir também o apoio do prefeito de Imperatriz, Assis Ramos (DEM), fortalecendo-se no segundo maior colégio eleitoral do Maranhão.

A sólida amizade com o presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB), o levou ao prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP), outro a cerrar fileiras em favor do projeto pedetista para 2022.

O senador já tinha apoio do grupo Leitoa, em Timon, que manteve a força na cidade, elegendo a prefeita Dinair Veloso (PSB).

Grupo de Weverton tem nos deputados Neto Evangelista, Othelino Neto, Juscelino Filho e Glalbert Cutrim alguns dos importantes líderes

Com uma forte base de prefeitos pedetistas, democratas e trabalhistas, que podem se somar aos emedebistas e progressistas, Weverton é sem dúvida o principal candidato a governador nas eleições de 2022.

Diante da conjuntura atual, resta agora saber o que dizem os números das pesquisas específicas sobre a sucessão do governador Flávio Dino (PCdoB).

Números que começam a sair a partir de janeiro de 2021.

É aguardar e conferir….

Marco Aurélio D'Eça

6 Comments

  1. Já tá empenhado em garantir uma boquinha em km eventual governo desse pilantra aí?
    Te acalma! Depois do Maranhãozinho (ser preso), vai ser a vez desse bandido.

  2. Um nome que também é forte em boa parte do estado,é o Secretário de Educação Felipe Camarão , que faz um excelente trabalho na educação e serve de modelo para outros estados . Ele talvez seja uma opção do governador,caso queira acabar com essa celeuma entre os outros dois ex amigos.

    • Triste Maranhão.
      E ainda tem gente que não consegue enxergar um oalma à frente da fuça.
      Esse crustáceo sabe mesmo é enfeitiçar barnabé e montar esquemas milionários às custas da pasta.
      E ainda há idiotas o vangloriando.

  3. Não se pode deixar de reconhecer a capacidade de articulação e tino politico do Senador.
    É como dizem: “quem chega primeiro na cacimba bebe água limpa”.
    2022 é logo ali.

  4. Difícil Braide se inserir no projeto Weverton 2022, isso inviabilizaria o projeto Braide 2026.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *