1

Dr. Yglésio também defende vacinação de rodoviários…

Deputado ouviu categoria e entendeu a necessidade de imunização para os profissionais de 40 a 60 anos, o que já tinha sido cobrado também pelo vereador Marquinhos; prefeitura anunciou inclusão da categoria na vacinação contra a Influenza H1N1, mas não se manifestou sobre a CoVID-19

 

Yglésio pediu ao secretário Joel Nunes a inclusão de motoristas e cobradores na lista de prioridades da vacina contra a CoVID-19

O deputado estadual Dr. Yglésio (PROS) solicitou à Secretaria Municipal de Saúde, nesta segunda-feira, 10, a inclusão de  motoristas e cobradores do transporte público da capital, com idade entre 40 e 60 anos, fossem incluídos na lista de prioridades da vacinação contra a CoVID-19.

Há três semanas, o vereador Marquinhos (DEM) também já havia cobrado a imunização dos rodoviários de São Luís.

Dr. Yglésio ouviu representantes da categoria e entendeu a necessidade de vacinação. 

– Aquelas pessoas que trabalham nos ônibus estão expostas a um nível muito alto de se contaminar, de contaminar outras pessoas. E o pior é que não possuem proteção suficiente para evitar isso, podendo, inclusive, ajudar a propagar a doença na cidade – afirmou o deputado.

Motoristas de ônibus estão expostos sem nenhum tipo de proteção à CoVID-19,e precisam se virar como podem para escapar do coronavírus

A Prefeitura de São Luís incluiu  motoristas e cobradores anunciou nesta terça-feria, 11, a inclusão de caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano de longo curso na lista de vacinação contra a gripe influenza H1N1, que começa nesta terça-feira, 11.

Mas não se manifestou ainda sob re a vacinação deste público contra a CoVID-19…

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

  1. ninguém lembra do funcionários do saneamento básico, os funcionário da caema esta largados as moscas, sem reajustes a anos, perdendo direitos, e sendo esquecido para vacinação…. se para o saneamento o caos na saúde seria infinitamente pior…. e ninguém fala nada

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *