2

Gastão Vieira assina CPI que apurará crise da saúde em Manaus

O deputado federal Gastão Vieira (PROS) assinou nesta quinta-feira, 21, requerimento para criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investigará as causas e as responsabilidades pelo colapso do sistema de saúde de Manaus, no Amazonas.

Em justificativa, o documento aponta que de todos os absurdos dessa tragédia que atinge o Brasil, cujas mortes pela covid-19 representam 10% das mortes do mundo pela doença, o maior de todos foi o colapso no sistema de saúde de Manaus, em propagação pelo
interior da região Norte do país.

Sem oxigênio nos hospitais, leitos fechados por falta do insumo, doentes levados a outros estados, cemitérios sem vagas e toque de recolher, a capital
do Amazonas vive uma crise sem precedentes.

Na avaliação de Gastão, a Câmara dos Deputados não pode se omitir da investigação desses fatos gravíssimos.

0

217 municípios receberão vacina nesta terça-feira, 20…

Doses do imunizante serão usadas em profissionais da saúde, idosos asilados e indígenas, em todas as regiões do estado, onde os carregamentos devem desembarcar até o meio dia

 

Até o meio-dia desta terça-feira, 20, todos os 217 municípios maranhenses receberão doses da vacina contra a coVID-19.

A garantia é do governo Flávio Dino e do Ministério da saúde, que estão articulando o transporte destas cargas.

Serão vacinados os profissionais de saúde que estão na linha de rente contra a coVID-19, idosos em asilos e indígenas aldeados.

A segunda dose dessa vacina será aplicada em três semanas…

0

Secretários alertam para importância da 2ª dose da vacina

Titulares das pastas da Saúde do estado e de São Luís lembram que as pessoas vacinadas nesta semana contra a CoVID-19 precisam retornar em 21 dias para receber nova dose, caso contrário a vacina estará desperdiçada

 

Joel Nunes e Carlos Lula estão na linha de frente da organização da vacina contra a covid-19

Os secretários de Saúde do estado, Carlos Lula, e do município de São Luís, Joel Nunes, alertaram nesta terça-feira, 20, para a importância da segunda dose da vacina contra a covID-19, cuja primeira dose foi iniciada esta semana.

– Daqui três semanas terá a segunda dose. Se não tomar, pode desperdiçar a vacina – alertou Carlos Lula, em entrevista à TV Mirante.

Joel Nunes, que comanda a Saúde em São Luís, alertou sobre o público alvo nesta primeira fase: profissionais de saúde que atuam na linha d frente contra a coVID-19, idosos em asilos e a população indígena que vive em aldeia.

– Por enquanto, é só esse pessoal que será vacinado – afirmou.

Carlos Lula informou que, atendendo as regras de prioridades, todos os municípios maranhenses receberão doses da vacina até o meio-dia de hoje.

Mas tanto Lula quanto Nunes alertam: “essa campanha vai durar meses, com longos períodos sem vacinação por falta de insumos”.

Para os dois secretários, a briga aberta pelo Governo Brasileiro contra países produtores da vacina prejudica a chegada do medicamento ao país.

Mas esta é uma outra história…

0

Pinheiro também começa vacinação contra a Covid

O prefeito de Pinheiro Luciano Genésio anunciou para esta quarta-feira, 20, o início da vacinação contra a Covid-19. O primeiro lote da vacina CoronaVac chegou a Pinheiro hoje.

Segundo o prefeito Luciano Genésio, nesta primeira fase são vacinados os profissionais de saúde que estão na linha de frente da Covid, idosos, quilombolas e ribeirinhos com mais de 75 anos.

“Que felicidade compartilhar com vocês que o primeiro lote das vacinas contra o Coronavírus já chegou em Pinheiro! Nossas equipes de saúde já estão preparadas para iniciar a imunização dos pinheirenses a partir de amanhã (20). Nessa primeira fase, serão imunizados os profissionais da saúde que estão na linha de frente contra o vírus; pessoas acamadas; idosos, quilombolas e ribeirinhos com 75 anos ou mais, conforme o Plano de Vacinação do Município”, destacou Luciano Genésio.

0

Técnica de enfermagem é a primeira imunizada da rede municipal

Domingas Ramos Alves, 49, recebeu a primeira dose da vacina contra a coVID-19 em São Luís sob a coordenação do prefeito Eduardo Braide

 

Eduardo Braide acompanhou os primeiros passos da imunização contra a coVID-19 em São Luís

O prefeito Eduardo Braide deu início hoje à vacinação contra a covid-19 no Socorrão I, em São Luís. O próprio Braide acompanhou a primeira imunização, da técnica de enfermagem Domingas Ramos Alves, de 49 anos.

As seringas, agulhas e luvas usadas na imunização da capital maranhense para garantir a imunização foram doadas pelo Governo do Estado.

 

0

Covid-19: Maranhão inicia distribuição de insumos para vacinação

O Governo do Estado iniciou neste fim de semana a distribuição de seringas e agulhas aos municípios para a primeira fase da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 no Maranhão. No sábado (16), foram beneficiadas as Regiões de Saúde de Itapecuru e Rosário.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destaca que o trabalho é intenso até a chegada da vacina. “Estamos preparando nossas equipes, distribuindo os insumos aos municípios e trabalhando em conjunto para, assim que as vacinas chegarem, iniciarmos a imunização no Maranhão. Com um planejamento previamente elaborado, o Governo vem se organizando para este momento que é tão esperado por todos nós”, ressalta.

A ação faz parte da execução do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19. A distribuição diz respeito a primeira fase do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19.

1

Ministério Público quer inviabilizar pré-carnaval no Maranhão

Instituição quer impedir aglomerações por causa da pandemia, o que significa “ações coordenadas” contra os bailes populares que antecedem o período de momo em São Luís e no interior

 

Os tradicionais bailes de pré-carnaval em São Luís estão ameaçados pelas ações do Ministério Público

Assim como fez com os bailes de Reveillon, o Ministério Público já mandou recado contra os bailes pré-carnavalescos – e contra o próprio Carnaval – em São Luís e no interior maranhense.

Numa nota divulgada nesta quarta-feira, 13, o parquêt anunciou o planejamento de uma “atuação coordenada para impedir aglomerações antes e durante o período de carnaval”.

isso significa dizer que eventos de pré-carrnaval, como os bailes do Centro histórico, blocos de bairros e eventos em bares e restaurantes podem receber visita de fiscais e da polícia.

Na prática, com  a nota, o  Ministério Público tenta inviabilizar a organização desses bailes populares antes mesmo de sua realização, já que, com a ameaça da presença policial, foliões acabam evitando comprar pulseiras ou abadás pra participar da festa.

– Evitar a ocorrência de situações que favoreçam o aumento de casos de Covid-19 no estado é uma necessidade preeminente – afirma o documento do MP. Veja abaixo a íntegra da nota:

 

NOTA

O Ministério Público do Maranhão, reforçando seu papel de defesa dos direitos da população e respeitando a independência funcional de cada membro, informa que está planejando uma atuação de forma coordenada para impedir aglomerações antes e durante o período de Carnaval, assim como tem feito desde o início da pandemia. Esclarece ainda que evitar a ocorrência de situações que favoreçam o aumento de casos de Covid-19 no estado é uma necessidade preeminente. O Ministério Público do Maranhão ressalta que, nos limites de suas atribuições, continuará atuando no sentido de proteger a saúde população maranhense.

0

Comissão de Recesso da Câmara de São Luís tem encontro com Carlos Lula

A Comissão de Recesso da Câmara de São Luís, composta pelos vereadores João Batista Matos, Chico Carvalho e Marlon Botão Filho, esteve com o secretário Estadual de Saúde, e presidente do Conselho Nacional de Secretários Estaduais da Saúde (Conass), Carlos Lula, onde discutiram sobre a imunização contra a Covid-19, expectativa de retorno à sala de aula dos alunos da rede municipal de ensino e outros temas que envolvem a saúde da população.

Um dos objetivos da reunião também foi estreitar as relações e ampliar as parcerias entre a cidade de São Luís, o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís.

“Nós, membros da Comissão de Recesso da Câmara de São Luís, vereadores da capital, somos os representantes do população Ludovicense. E nossa população pede e exige parceria por nossa cidade”. Prefeitura e governo juntos por São Luis. É por isso que estamos aqui, conversando com o Carlos Lula e também vamos conversar com o Dr Joel, secretário municipal. Todos por São Luís”, disse o vereador Batista Matos (Patriotas).

3

César Pires cobra de Dino planejamento para vacinação

O deputado César Pires (PV) voltou a cobrar do governo estadual o planejamento da Secretaria de Estado da Saúde (SES) para a vacinação contra a Covid-19 no Maranhão. Em novo ofício encaminhado ao secretário Carlos Lula, o parlamentar solicita informações sobre a aquisição, armazenamento e distribuição de vacinas, e quais as medidas tomadas para garantir a imunização dos maranhenses.

Desde o ano passado, César Pires vem buscando informações da Secretaria de Estado da Saúde sobre o planejamento da vacinação contra o coronavírus, já que a imunização é apontada como a única alternativa para superar a pandemia e garantir que a população retome suas atividades normais em segurança.

“Se o governo estadual diz que não vai esperar pelo governo federal, e já obteve até autorização do Supremo Tribunal Federal para adquirir vacinas e executar seu próprio plano de vacinação, por que não apresentam o seu planejamento? Como parlamentar, já solicitei esclarecimentos duas vezes e até agora não obtive respostas da Secretaria de Estado da Saúde”, ressaltou César Pires.

O deputado lembrou que, em entrevistas, tanto o governador Flávio Dino quanto o secretário Carlos Lula têm criticado o governo federal exatamente por não tomar as medidas necessárias para imunizar a população, como estão fazendo os demais países. “O Ministério da Saúde já anunciou que há seringas e comprará vacinas em quantidade suficiente para iniciar a imunização ainda neste mês de janeiro. O governo de São Paulo já reuniu os prefeitos e detalhou como imunizará os paulistas a partir do dia 25 deste mês. E o governo do Maranhão, que é tão crítico, o que está fazendo para vacinar os maranhenses? Terá condições de armazenar vacinas a 70 graus negativos?”, questionou César Pires.

Para o parlamentar, em vez de criar polêmica e intrigas com o governo Bolsonaro para manter-se na mídia, o governo maranhense precisa dar respostas concretas à população sobre a vacinação contra o coronavírus. “O que todos nós queremos é superar esse momento difícil para voltar à normalidade em segurança. Esse deve ser o principal objetivo dos nossos governantes”, finalizou.

0

Hilton Gonçalo discute plano de vacinação da covid-19 em Santa Rita

O prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, reuniu a equipe de imunização da Secretaria municipal de Saúde para discutir o plano de vacinação da covid-19 no município.

O Governo Federal anunciou na quarta-feira (16), que repassada ao estados e estes repassarão aos municípios as doses das vacinas contra o novo coronavírus.

Já pensando em uma estratégia, Hilton Gonçalo já se antecipou e discutiu com os técnicos como será feito o processo de imunização que consistirá em quatro fases começando pelos profissionais da saúde, maiores de 75 anos, maiores de 60 anos que residem em abrigos e indígenas.

Na segunda fase serão contemplados os que estão entre 60 e 74 anos. Na terceira fase pessoas com comorbidades, independente da faixa etária e na quarta fase professores, força de segurança e salvamento, assim como funcionários do serviço prisional.

A Prefeitura de Santa Rita vem tentando antecipar a vacinação no município, tanto que chegou a socializar ao Governo da Rússia, doses da Sputnik V, porém apenas o Governo Federal é que tem o poder de distribuir doses de vacina no país.