0

Pandemia ameaça realização de debates eleitorais

Emissoras de TV e entidades interessadas em ouvir o contraponto de opiniões dos candidatos ainda não têm ideia dos protocolos para realização dos eventos, principal expectativa dos vários postulantes à Prefeitura de São Luís

 

O debate de 2016, na TV Mirante, provocou uma reviravolta na reta final da campanha, levando Eduardo Braide ao segundo turno com Edivaldo Júnior

Tidos como principal trunfo para alguns dos pré-candidatos a prefeito de São Luís, os debates realizados em plenárias de instituições e nas emissoras de rádio e TV podem ficar fora do processo eleitoral de 2020.

Com a pandemia de coronavírus, as emissoras, principalmente, ainda não têm ideia de que protocolo seguir para realização do programa; e esperam que a própria Justiça Eleitoral defina as regras sanitárias.

Em 2016, o debate da TV Mirante, o mais esperado, acabou causando reviravolta no primeiro turno, tirando Eliziane Gama (cidadania) e Wellington do Curso (PSDB), e levando o então azarão Eduardo Braide (PMN) ao segundo turno.

É com base neste histórico que adversários do porte de Neto Evangelista (DEM), Duarte Júnior (Republicanos), Rubens Júnior (PCdoB), Adriano Sarney (PV) e Carlos Madeira (Solidariedade) têm expectativa, agora, de garantir um segundo turno com o mesmo Braide.

Da TV Mirante, o blog Marco Aurélio D’Eça recebeu a informação de que ainda aguardam definição sobre os debates.

– Nada definido – disse a diretoria da emissora.

Outras emissoras, como TV Difusora e TV Guará, até mantêm calendário de debates, mas ainda sem nenhuma orientação ou recomendação da Justiça Eleitoral e do Ministério Público, que podem barrar os programas.

Sem os debates, com restrições de reuniões públicas e caminhadas, as campanhas terão que se fortalecer na internet.

E neste campo minado, vence quem já tem histórico nas redes sociais.

E engajamento, sobretudo…

2

100 mil mortes: tragédia do tamanho do desgoverno Bolsonaro, diz Zé Inácio

Deputado do PT ressalta que o presidente não reconheceu a dimensão da pandemia, que já matou no país, em cinco meses, quase o dobro do que a guerra do Vietnã, considerada uma das maiores da história, matou em 10 anos

 

O deputado estadual Zé Inácio (PT) lamentou em discurso na Assembleia a chegada do Brasil à marca de 100 mil mortes; e responsabilizou diretamente o governo Jair Bolsonaro pela tragédia.

– O Brasil é o segundo país no mundo a atingir essa triste marca. Hoje [ontem] nós já temos mais de 101 mil mortos, mais de 3 milhões de infectados e são números que chamam a atenção de todos nós, brasileiros, e de todo o mundo – ressaltou o parlamentar.

Zé Inácio lembrou que o coronavírus já matou mais do que a gripe espanhola, a guerra do Paraguai, a  guerra  do Vietnã, que é  considerada  uma  das  guerras  que mais marcou a  história  mundial.

– Em  dez  anos  de  guerra,  no Vietnã, morreram  59 mil  pessoas; no Brasil, em apenas cinco meses, são mais de cem mil brasileiros mortos, na  sua maioria pobres da periferia, negros que não têm a mesma oportunidade de conseguir um bom tratamento  de  saúde – disse.

Ressaltando a importância do Sistema Único de Saúde, o deputado do PT criticou a forma como o governo federal tem tratado a pandemia.

Segundo ele, o resultado do governo Jair Bolsonaro está aí, uma tragédia do tamanho do seu desgoverno. O presidente não reconheceu a dimensão da pandemia, diz o deputado, não tomou as medidas necessárias para fazer o enfrentamento que pudesse ter evitado tantas vítimas no nosso país.

– Os recursos públicos que o Congresso Nacional aprovou, na ordem de R$ 39 bilhões para o combate ao coronavírus, não foram aplicados sequer 30%. Dos 46 milhões de testes para que pudéssemos detectar no Brasil o número de infectados, foram feitos pouco mais de 12 milhões, uma falta de compromisso, com o povo brasileiro, uma falta de compromisso com a saúde pública do nosso País – disse o deputado, pedindo 1 minuto de silêncio em memória dos que perderam a vida na pandemia.

 

3

Assembleia em luto por 100 mil vítimas da coVID-19

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), decretou, neste domingo (9), luto oficial de três dias em memória das mais de 100 mil vítimas da Covid-19 no Brasil.

O parlamentar se  solidarizou com as famílias que perderam seus entes para a doença e lamentou a triste marca alcançada esta semana.

“Chegamos a esta triste marca no país. E neste momento de dor, lamento a perda de cada uma das vidas brasileiras ceifadas por essa doença. São mais de 100 mil vidas que importam muito. Que Deus possa confortar o coração das pessoas que perderam alguém do seu convívio em razão da Covid-19”, declarou Othelino Neto.

De acordo com o consórcio de veículos de imprensa, o total de óbitos registrados é de 100.240, com 2.988.796 casos da doença. A luta dos brasileiros começou em março, quando foi registrada a primeira morte.

Desde então, a Organização Mundial da Saúde, o Ministério da Saúde, Secretarias de Estado da Saúde e demais órgãos competentes da área se mobilizaram em prol do isolamento social, no intuito de todos seguirem as medidas de biossegurança necessárias, na tentativa de minimizar os riscos de contágio pelo novo coronavírus.

1

Prefeitura de Ribamar disponibiliza testes de coVID-19 ao time do São José

A Prefeitura de São José Ribamar, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) disponibilizou testes sorológicos para o time do São José de Ribamar Esporte Clube. Equipe técnica, jogadores e outros profissionais do clube da cidade realizaram os testes da COVID-19 para retornarem as atividades nos gramados, no campeonato maranhense, previsto para recomeçar no dia primeiro de agosto.

Os exames foram realizados na unidade da Rede Acolhe da Sede (Clínica de Reabilitação Maria Amélia Bastos), criada para atendimento de pessoas com síndromes gripais leves.

O município de São José de Ribamar sai na frente mais uma vez e é o primeiro município do Maranhão a disponibilizar os testes do time local e, assim, a garantir a participação do clube nas demais competições, que exigem a realização dos testes como pré-requisito para os clubes voltarem a competir.

De acordo com o treinador do Peixe Pedra, Carlos Ferro, essa ação da Prefeitura vai colaborar com a volta do time ao campeonato maranhense e é muito importante para garantir o cumprimento dos protocolos exigidos pela FMF e CBF.

“Nós só temos que agradecer à Prefeitura de São José de Ribamar, que por meio da Secretaria Municipal de Saúde, nos disponibilizou esses testes para garantir nosso retorno aos gramados. Para voltarmos a disputar o (campeonato) maranhense era necessário seguir algumas medidas estabelecidas pela FMF e CBF e a Prefeitura nos deu esse apoio e agora a gente vai poder entrar em campo e buscar bons resultados”, disse o treinador

0

Imperatriz terá reinício de aulas a partir de 3 de agosto…

Retomada se dará de forma remota, para estudantes do primeiro ao nono ano, por plataforma adquirida pela prefeitura; professores serão treinados até o fim de julho para acompanhamento dos alunos

 

Estudantes do 1º ao 9º ano terão senha de acesso à plataforma que auxiliará no ensino remoto em Imperatriz

 

Com processo licitatório em fase de conclusão para aquisição da plataforma virtual, a Secretaria Municipal de Educação de Imperatriz (Semed) anunciou como se dará a retomada das atividades letivas para o ensino fundamental da rede municipal de ensino. 

– Estamos na fase final para contratação do ambiente virtual para as aulas não presenciais. Já adotamos um cronograma de início com formação para gestores, coordenadores pedagógicos e professores, de 29 a 31 de julho, para familiarização com a ferramenta – revelou o secretário de Educação, José Antonio Pereira.

A partir do dia 3 de agosto terá início, oficialmente, as aulas não presenciais para estudantes de 1º ao 9º ano, via plataforma. Os alunos terão login e senha disponibilizados e o acompanhamento da participação dos estudantes será identificada conforme acesso. 

Além disso, a ferramenta on-line deverá ser utilizada não só para o período de distanciamento social e aulas não presenciais, mas como proposta auxiliar para as atividades do ensino híbrido, muito discutido e recomendado para implantação nos próximos meses,  para auxiliar no cumprimento do ano letivo.    

3

São Luís volta a agir como se a pandemia tivesse acabado

Bares, restaurantes, praias e shoppings voltam a receber multidões no fim de semana, a maioria sem máscara; e as autoridades também ignoram as medidas de proteção e de restrição nos estabelecimentos

 

Os bares e vilas de lanchonetes ficaram lotados, sem a menor preocupação com coVID-19 durante o fim de semana

Quem passeou por São Luís no fim de semana teve a impressão de que a cidade está absolutamente livre da pandemia de coronavírus.

O blog Marco Aurélio D’Eça visitou os principais locais de aglomeração desde a sexta-feira, 17 – bares, restaurantes, praias e shoppings – e constatou que a capital maranhense vive uma acelerada volta à normalidade.

De acordo com o último boletim da Secretaria de Saúde, deste domingo, 19, o Maranhão já registra 106.335 casos, com 2.708 mortes.

Na sexta-feira e no sábado, bares da Lagoa da Jansén, da Península da Ponta D’Areia, e da Avenida Litorânea realizaram festas, inclusive com música ao vivo; e extrapolaram o horário de 0h00, estabelecido para encerramento.

Nestes bares, alguns funcionários – só alguns – utilizavam os equipamentos exigidos de proteção (máscaras e face shield); mas ninguém exigia os cuidados necessários aos clientes.

A impressão que se teve desse passeio é que as autoridades também deixaram as exigências de lado; algumas viaturas policiais foram vistas, mas nenhuma abordagem foi feita nos bares e restaurantes.

Nas praias, as mesas na areia ficaram lotadas, mas ninguém respeitou a exigência do distanciamento e do uso de proteção individual

No domingo, as praias da região do Calhau e da Ponta D’Areia foram as vilãs.

Bares e restaurantes também ignoravam as medidas de segurança; praticamente ninguém usava máscaras na areia e muito menos nas mesas dos estabelecimentos, que seguiram sem distanciamento.

O maior rigor se dá mesmo nos shoppings centers, em que o controle de entrada segue com teste de febre e higienização com álcool em gel; mas não há controle sobre o total de pessoas no estabelecimento.

O “nem aí!” com a pandemia segue também nas casas.

Tem sido comum se vê festas em residências, inclusive com música ao vivo, que segue proibida. Nesses eventos não há a menor preocupação com uso de máscaras ou higienização.

A tendência é que a normalidade aumente nas próximas semanas do chamado período de férias de verão maranhense.

Simples assim…

4

Governo pode liberar apenas “voz e violão” em bares

Proposta da Secretaria de Indústria e Comércio já esta sob avaliação das pastas de Saúde e da Casa Civil do Governo do Estado e faz parte da liberação gradual das atividades noturnas em São Luís

 

O estilo Voz e violão está em estudo do governo para liberação em bares e restaurantes

A proposta da Secretaria de Indústria e Comércio para liberação de musica ao vivo em bares e restaurantes contempla apenas o estilo “voz e violão”.

No entendimento do secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, esta modalidade de música ao vivo garante maior atrativo aos estabelecimentos sem risco de maiores aglomerações, como ocorre com bandas completas.

– A proposta ainda tem que passar pela Casa Civil e pela Saúde – explicou Simplício.

Os bares e restaurantes voltaram a funcionar desde o dia 27 de junho, mas sem música ao vivo; estabelecimentos que tentaram burlar as regras chegaram a ser multados pelo governo.

A ideia de liberar a música ao vivo de forma gradual visa exatamente conter o avanço da coVID-19.

Ainda não há previsão de quando o estilo voz e violão poderá ser utilizado…

0

Eudes Sampaio e Pedro Lucas entregam respiradores em Ribamar

Os resultados positivos de São José de Ribamar no enfrentamento ao Novo Coronavírus são sinônimos de muito trabalho. E o prefeito Eudes Sampaio (PTB) continua adotando medidas para manter esses avanços. No último domingo (12), ele e o deputado federal Pedro Lucas, também do PTB, realizaram a entrega de mais 7 novos respiradores para fortalecer o sistema municipal de saúde e os atendimentos às pessoas infectadas pelo vírus.

Antes, eram 4, dos quais dois estavam no hospital e outros dois eram de transporte. Agora, com a chegada dos novos equipamentos, o município passa a contar com 11 respiradores. 5 serão destinados ao Hospital Municipal e 2 atenderão ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU).

Em maio, o município já havia recebido dois respiradores para reforçar o trabalho no auxílio, cuidado e tratamento de pessoas infectadas com o Novo Coronavírus.

Com o reforço, o Hospital Municipal passa a ter um suporte ainda maior para oferecer às pessoas que busquem atendimento em caso de infecção pela doença. Atualmente, São José de Ribamar é o 25º colocado em números absolutos. O município já foi o segundo em casos confirmados.

Todos os leitos destinados à internação de pessoas contaminadas pelo Novo Coronavírus estão livre há onze dias. De acordo com o boletim epidemiológico divulgado no último dia 12, 700 ribamarenses estão curados.

Eudes Sampaio esteve, neste domingo (12), acompanhado do deputado federal Pedro Lucas (PTB), dos vereadores Marlene Monroe, Cristiano Pinheiro, Valdo Coelho e Nádia Barbosa e do secretário de saúde Willian Ferreira, para fazer a entrega simbólica dos equipamentos e garantiu que continuará adotando medidas de enfrentamento à COVID-19.

“Temos a satisfação em receber esses respiradores para o Hospital Municipal de São José de Ribamar para ajudar a saúde do município no combate ao Novo Coronavírus. E nós vamos trabalhar para continuar com os resultados que temos alcançado no enfrentamento a esse vírus, que tem assolado o mundo todo”, comemorou o gestor.

Pedro Lucas falou do combate ao Novo Coronavírus que já vem sendo realizado pelo município e falou do reforço que a cidade ganha com esses novos respiradores.

“Juntamente com o prefeito Eudes, estamos entregando os respiradores, que vão ajudar no combate ao Novo Coronavírus. A cidade de São José de Ribmar já tem se preparado bastante no combate a esse danoso vírus, mas está aqui reforçando essas ações com esses 7 respiradores”, disse o deputado.

1

Líder do governo na Assembleia testa positivo para coVID-19…

Rafael Leitoa vinha participando dos trabalhos da Casa; Foi o primeiro caso registrado após retomada das sessões presenciais e não há informação de testes em outros parlamentares que tiveram contato com ele

 

Rafael Leitoa participou e várias sessões presenciais na Assembleia até ser diagnosticado com coVID-19; Direção da Casa ainda não se manifestou

Líder do governo Flávio Dino (PCdoB) na Assembléia Legislativa, o deputado estadual Rafael Leitoa (PDT) testou positivo para a Covid-19.

A informação foi confirmada pelo próprio parlamentar em suas redes sociais.

É o primeiro caso  e coVID-129 registrado na Assembleia desde a retomada dos trabalhos presenciais, há cerca de 15 dias.

– Estou me sentindo bem, ficarei em isolamento e tratamento adequado para manutenção da saúde dos que estão próximos e da minha família – disse o deputado.

O parlamentar manteve contato com outros nas sessões da Assembleia, mas a Casa não informou se haverá testes em deputados e servidores. 

Rafael se recupera em sua residência, em Timon. 

Veja abaixo o exame do deputado:

 

0

PM vai fiscalizar postos para evitar aglomerações no fim de semana…

Força-tarefa policial agirá em conjunto com o próprio Sindicato dos Combustíveis para evitar as tradicionais festas de som automotivo características das lojas de conveniências que funcionam em toda a Grande São Luís

 

As festas de som automotivo são características das lojas de conveniências de postos de combustíveis; e geram intensa aglomeração durante a madrugada

Uma operação da Polícia Militar atuará em postos de combustíveis da Grande São Luís a partir desta sexta-feira, 10.

O objetivo é coibir a realização das chamadas festas de som automotivo, que marcam as noites de fim de semana em vários postos da Ilha.

A ação foi pedida pelo próprio Sindicato dos Postos de Combustíveis, após constatação de várias aglomerações desde que o governo Flávio Dino (PCdoB) decidiu liberar o funcionamento de bares, restaurantes e similares.

Na última quinta-feira, 9, o professor-doutor da Universidade Federal do Maranhão, Antonio Augusto Moura da Silva, alertou para um aumento considerável nos números da coVID-19 nas últimas duas semanas, exatamente após a liberação dos estabelecimentos, que incluem as conveniências.

Para ajudar na represssão ao som automotivo, os empresários foram orientados a retirar mesas das áreas externas das lojas de conveniência durante a madrugada; a reunião de grupos será restringida e a lei que proíbe venda de bebidas alcoólicas entre as 2h e as 6h da manhã será aplicada.

 Quem desobedecer está sujeito á prisão e a multas de até R$ 50 mil.