0

Zé Inácio destaca prioridade para trabalhadores da educação no plano de vacinação

O deputado estadual Zé Inácio (PT), em discurso durante sessão remota da Assembleia, destacou o início da vacinação dos profissionais da educação da rede estadual. A vacinação teve início hoje, 20, por profissionais com 55 anos ou mais nesta primeira etapa.

“Parabéns ao governador Flávio Dino  pela importante iniciativa de priorização dos trabalhadores da educação no Plano Estadual de Vacinação. É uma forma de se estabelecer um retorno seguro das atividades presenciais nas unidades da educação em todo o estado do Maranhão. E quando nós nos referimos aos trabalhadores da educação, é além dos professores. E isso foi uma defesa nossa, desde o início do ano, sobretudo, quando veio essa segunda onda do Covid-19, nós destacamos a importância e a necessidade de se vacinar os professores como também todos os profissionais da educação, como a equipe gestora que atua nas escolas, os técnicos, os zeladores das escolas, os serventes, merendeiros, os serviços gerais e etc. Então todo o conjunto de trabalhadores que fazem parte deste trabalho nas escolas merecem ser vacinados.”, afirmou o deputado.

O parlamentar também destacou a vacinação dos profissionais de educação das redes municipais de ensino, que teve início em São Luís na segunda-feira (19).  

“É importante destacar que para os profissionais da educação da rede municipal e privada a competência de proceder a vacinação é das prefeituras. Então os prefeitos têm um papel importante nessa tarefa da vacinação dos profissionais da educação.”,disse.

E por fim ressaltou que a educação é uma atividade que, por excelência, gera aglomeração e se dá em espaços limitados e por um período prolongado. Daí a necessidade e extrema importância de vacinar os profissionais dessa área.

0

Edilázio quer incluir novas categorias na prioridade de vacinação…

Deputado federal pediu ao governo Flávio Dino inclusão de trabalhadores da Educação, Segurança Pública, Salvamento e transporte de passageiros no Plano Estadual de Vacinação

 

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) encaminhou ofício ao governador Flávio Dino (PCdoB) com a solicitação para que haja priorização no âmbito do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19, dos trabalhadores da Educação, das Forças de Segurança e Salvamento e dos profissionais que atuam no Transporte Coletivo Rodoviário de Passageiros.

No documento encaminhado ao Palácio dos Leões, Edilázio argumenta que as categorias estão atrás – no Plano Estadual de Vacinação -, de outros grupos que, apesar de também sujeitos à infecção, não estão tão expostos quanto os mencionados.

“Ademais, também deve ser ponderado que os trabalhadores das Forças de Segurança e Salvamento e os Trabalhadores de Transporte Coletivo Rodoviário de passageiros estão diretamente expostos à Covid-19 ao efetuarem seu trabalho, seja coibindo aglomerações, seja no transporte/salvamento de pessoas, podendo inclusive serem considerados um grupo da linha de frente no combate à propagação do vírus”, destaca trecho do documento.

O parlamentar espera que haja sensibilidade por parte do chefe do Executivo ao analisar o pedido e priorize as categorias que estão mais expostas ao vírus no momento, mas sem qualquer expectativa de data para início do processo de imunização.  

4

Maranhão é último em vacinação contra CoVID-19…

Do blog Marrapá

Enquanto a variante brasileira do covid-19 varre o território nacional, o Maranhão, só para variar, aparece na ponta de baixo do ranking nacional de vacinação por estado alimentado de forma independente por veículos de comunicação.

Abaixo os cinco estados mais avanços na vacinação até esta quarta-feira, considerando a proporção entre o número de habitantes e as doses ministradas, e os cinco territórios mais atrasados na corrida das vacinas

Estados mais avançados na 1ª dose da vacinação

Amazonas (4,82%)
Roraima  (3,69%)
Mato Grosso do Sul  (3,47%)
Distrito Federal (3,63%)
São Paulo (3,16%)

Estados mais atrasados na 1ª dose da vacinação

Pará  (1,43%)
Acre  (1,44%)
Goiás (1,69%)
Sergipe (1,73%)
Maranhão (1,75%)

0

Ministério Público quer lista diária de imunizados contra CoVID-19

Promotores que acompanham a implementação do Programa Nacional de Imunização no Maranhão investigam suspeitas de “fura-fila” na aplicação das doses contra a CoVID-19

 

O Ministério Público já notificou o Governo do Estado e todos os secretários municipais de Saúde para que seja informada a atualização diária da vacinação contra a CoVID-19 e os critérios de prioridades em cada município. 

Promotores investigam denúncias de  vacinação fora da ordem de prioridade e devem abrir processos judiciais em casos comprovados.

Para garantir o cumprimento das regras de prioridades, o parquêt acompanha diariamente os dados do Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização e a lista das pessoas vacinadas.

Até agora,  estão sendo investigados 15 casos suspeitos de “fura-fila” em todo o estado.

0

Técnica de enfermagem é a primeira imunizada da rede municipal

Domingas Ramos Alves, 49, recebeu a primeira dose da vacina contra a coVID-19 em São Luís sob a coordenação do prefeito Eduardo Braide

 

Eduardo Braide acompanhou os primeiros passos da imunização contra a coVID-19 em São Luís

O prefeito Eduardo Braide deu início hoje à vacinação contra a covid-19 no Socorrão I, em São Luís. O próprio Braide acompanhou a primeira imunização, da técnica de enfermagem Domingas Ramos Alves, de 49 anos.

As seringas, agulhas e luvas usadas na imunização da capital maranhense para garantir a imunização foram doadas pelo Governo do Estado.

 

2

Carnaval pode ser proibido no Maranhão

Ministério Público insiste com recomendações – que já são inerentes à própria situação de pandemia – e cria clima de desmobilização em festas populares, bailes e eventos carnavalescos em todo o Maranhão; felizmente, a vacina chega ao mesmo tempo ao estado

 

Imagens como esta serão raras no Maranhão durante o período carnavalesco sob influência da pandemia de coronavírus, embora com vacina já sendo usada na população

Assim como ocorreu com as festas de reveillon – muitas delas canceladas após ameaças abertas do Ministério Público – o pré-carnaval e o próprio carnaval maranhenses poderão ser proibidos.

No que depender de figuras como o promotor Cláudio Guimarães e outros que o auxiliam na campanha contra tudo o que entendem representar aglomeração, nenhum baile, nenhum bloco, nenhum cortejo sai sem as medidas rígidas de controle contra a CoVID-19.

Isso significa automaticamente a não-realização de nenhuma destes tipos de eventos.

Já imaginou um bloco com a restrição de público em pleno espaço público?

só para efeito de comparação, o que seria da Rua Grande com o controle de acesso limitado a uma quantidade X de pessoas? Felizmente, o Maranhão e o restante do Brasil começaram a vacinar a população nesta segunda-feira, 18.

São imunizantes ainda em fase de testes, sem que se tenha real certeza de seus efeitos.

Mas já é um começo…

0

Covid-19: Maranhão inicia distribuição de insumos para vacinação

O Governo do Estado iniciou neste fim de semana a distribuição de seringas e agulhas aos municípios para a primeira fase da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 no Maranhão. No sábado (16), foram beneficiadas as Regiões de Saúde de Itapecuru e Rosário.

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destaca que o trabalho é intenso até a chegada da vacina. “Estamos preparando nossas equipes, distribuindo os insumos aos municípios e trabalhando em conjunto para, assim que as vacinas chegarem, iniciarmos a imunização no Maranhão. Com um planejamento previamente elaborado, o Governo vem se organizando para este momento que é tão esperado por todos nós”, ressalta.

A ação faz parte da execução do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19. A distribuição diz respeito a primeira fase do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19.

0

Hilton Gonçalo discute plano de vacinação da covid-19 em Santa Rita

O prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, reuniu a equipe de imunização da Secretaria municipal de Saúde para discutir o plano de vacinação da covid-19 no município.

O Governo Federal anunciou na quarta-feira (16), que repassada ao estados e estes repassarão aos municípios as doses das vacinas contra o novo coronavírus.

Já pensando em uma estratégia, Hilton Gonçalo já se antecipou e discutiu com os técnicos como será feito o processo de imunização que consistirá em quatro fases começando pelos profissionais da saúde, maiores de 75 anos, maiores de 60 anos que residem em abrigos e indígenas.

Na segunda fase serão contemplados os que estão entre 60 e 74 anos. Na terceira fase pessoas com comorbidades, independente da faixa etária e na quarta fase professores, força de segurança e salvamento, assim como funcionários do serviço prisional.

A Prefeitura de Santa Rita vem tentando antecipar a vacinação no município, tanto que chegou a socializar ao Governo da Rússia, doses da Sputnik V, porém apenas o Governo Federal é que tem o poder de distribuir doses de vacina no país.

0

Maranhão sob risco de volta da paralisia infantil…

Estado tem 14,29% de municípios onde a cobertura vacinal atingiu menos de 50% das crianças e é considerado pelo Ministério da Saúde como “foco de alto risco para o retorno da Poliomielite”

 

As campanhas de vacinação perderam fôlego nos últimos anos, o que ameaça as crianças

O Maranhão está na lista dos estados com alto risco de ter de volta a paralisia infantil, alertou o Ministério da Saúde.

Balanço do ministério aponta o estado em segundo lugar como área de risco, atrás apenas da Bahia. (Saiba mais aqui)

De acordo com o levantamento, 14,29% dos municípios maranhenses vacinaram menos de 50% das crianças contra a Poliemielite.

A recomendação é que sejam alcançadas 95% das crianças.

Em todo o Brasil, há 312 cidades com risco de volta da paralisia, mesmo não faltando vacinas nos postos de saúde.

3

Projeto propõe criar ‘cartão digital de vacinação’ em São Luís

Autor do projeto que cria a carteira de vacinação eletrônica na capital é o vereador Pedro Lucas, que acredita na redução de gastos com vacina indevida

 

A carteira eletrônica controlará melhor a vacinação

Criar um banco de dados compartilhado nas Unidades Básicas de Saúde para facilitar o acesso às informações sobre a vacinação.

Foi com esse objetivo que o vereador Pedro Lucas Fernandes (PTB) apresentou na Câmara de São Luís, essa semana, um Projeto de Lei que determina a criação do “Cartão de Vacina Digital” na capital maranhense para acompanhar a aplicação das vacinas por meio da Internet, desde o nascimento.

A carteira de vacinação é um documento obrigatório para garantir o acesso de trabalhadores a benefícios sociais e para ingresso e permanência de crianças e adolescentes nas escolas. Segundo o vereador, a medida tem a finalidade de resguardar os dados do usuário visando proporcionar maior agilidade na hora da vacinação de adultos e crianças na rede municipal de saúde.

Além de facilitar o acesso às informações sobre a vacinação, a carteira eletrônica também vai substituir os cartões de vacinação em papel que esfarela com o tempo. A norma que ainda está em tramitação deve passar por quatro comissões da Casa antes de ‘

Autor do Projeto, Pedro Lucas acredita em redução de ustos

De acordo com Pedro Lucas Fernandes, com a medida o cidadão vai deixar de se imunizar ou tomar várias vezes à mesma dose. Ele afirmou ainda que a proposta ajudaria a reduzir gastos com a vacinação indevida.

“Precisamos facilitar a vida do cidadão ludovicense e garantir que ele receba todas as vacinas em dia, sem depender de um pedaço de papel, que é incompatível com a digitalização de documentos e processos de que necessitamos hoje em dia”, destaca o vereador. 

O líder do PTB na Câmara justifica que sua proposta dará maior controle econômico por parte da prefeitura, pois economizará dinheiro público com a não confecção e distribuição dos cartões de papel, gerando assim, economia e colaborando com a natureza, além de auxiliar o usuário a manter a imunização em dia, e acima de tudo, arquivar seu histórico de vacinas.