2

Imagem do dia: Senadores que vacinam unidos…

Weverton Rocha e Eliziane Gama tomaram hoje a segunda dose da vacina contra o coronavírus em uma escola de São Luís; os dois senadores são da mesma faixa etária e decidiram ir juntos para se imunizar

 

Os senadores Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania) decidiram ir, juntos, nesta segunda-feira, 30, vacinar-se contra o coronavírus.

Os dois parlamentares são da mesma faixa etária e vacinaram-se unidos em uma escola de São Luís.

Até para que, como diz o ditado – completando o título do post – …permaneçam unidos….

0

Prefeitura de Santa Rita inicia vacinação de adolescentes a partir de 12 anos

A Prefeitura de Santa Rita iniciou a vacinação de adolescentes a partir de 12 anos nesta quarta-feira (11). O município recebeu da Secretaria estadual de Saúde 1000 doses da Pfizer, as quais foram destinadas para atender o público que entre 12 e 17 anos, uma vez que o público adulto já recebeu a primeira dose em larga escala.

A Secretaria municipal de Saúde iniciou a vacinação dividindo os adolescentes em dois grupos, o primeiro que compreende os que tem entre 12 e 17 anos com comorbidades e o outro com aqueles que tem entre 16 e 17 anos, os que estão enquadrados nessa categoria vão receber o imunizante na quarta-feira (11) e quinta-feira (12).

A primeira adolescente a ser vacinada foi Geovana Luiza Costa torres de 16 anos. Com a imunização dos adolescentes, as aulas podem ser retomadas em breve no sistema presencial em Santa Rita, assim como também a volta da normalidade com o fim da covid-19 no município.

Para tomar a vacina é necessário apresentar documento de identidade, cartão do SUS e estar acompanhado do pai ou responsável.

0

Santa Rita já aplicou a primeira dose de vacina em 71% da população

A Prefeitura de Santa Rita segue avançando em passos largos para garantir a imunização por completo da população vacinável (a partir de 18 anos) do município contra o coronavírus. De acordo com relatório do Ministério da Saúde, 18.960 pessoas já receberam a primeira dose, o que corresponde a 71,4% do contingente de 26.541 de pessoas aptas a receber os imunizantes contra a covid-19.

Santa Rita já vem se destacando pelos números de vacinação. O município foi um dos primeiros a atingir a meta de vacinar a população quilombola. No total, 10.280 doses foram aplicadas na população remanescente de quilombos, sendo 5.786 primeiras doses e 4.443 segundas doses, garantindo quase 100% do ciclo completo.

Já na população em geral, Santa Rita também tem números expressivos, pois já garantiu a segunda dose para 8.546 moradores, o que representa 32,19% da população vacinável.

No mês de julho, Santa Rita tem vacinado mais de 1.000 pessoas em média por dia. Já os casos de covid-19 vem diminuindo de forma vertiginosa, mas o município mantém uma estrutura pronta para atender qualquer novo caso.

0

Santa Rita antecipa segunda dose e prefeito convoca população

A Prefeitura de Santa Rita já alcançou a marca de aplicação da primeira dose em 68% da população “vacinável”. Porém agora o foco é avançar na segunda dose e pensando nisso o prefeito Dr Hilton Gonçalo decidiu antecipar a vacinação de quem tomou a AstraZeneca.

Para quem já tomou a primeira dose entre 8 e 12 semanas, já pode procurar o drive-thru e o posto de saúde montado em frente a Prefeitura de Santa Rita.

“Aproximadamente 68% da população “vacinável “de Santa Rita já recebeu a primeira dose de vacina contra Covid-19. Mas precisamos avançar e lembro a todos: é necessário tomar a segunda dose. Portanto convoco a população de Santa Rita a concluir a imunização”, declarou Dr Hilton Gonçalo.

De acordo com o Ministério da Saúde, 25.011 doses já foram aplicadas em Santa Rita, sendo 17.960 primeiras doses e 7.051 segundas doses.

0

Famem propõe ao MP modelos para consolidar dados de vacinação

A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) solicitou ao Ministério Público do Estado do Maranhão (MPMA), pedido de mudanças na metodologia de contagem do percentual de vacinação contra a Covid-19 nos municípios do estado, a fim de cessar distorções sobre o empenho dos gestores em conter a pandemia. Foram elencadas dez sugestões para dar mais transparência sobre o processo.  Erros nos critérios de avaliação e monitoramento suspenderam o repasse de doses para 87 municípios. 

Na reunião realizada no mês de maio, com  participação do Ministério Público do Estado do Maranhão, representado pelo Procurador Geral de Justiça, Eduardo Nicolau; pela Defensoria Pública do Estado e Tribunal de Contas do Estado, o presidente da Famem, Erlanio Xavier, enumerou algumas das causas da inconsistência dos dados no espelhamento da realidade da vacinação nos municípios do Maranhão. A Famem volta a recomendar que haja deslocamento da data de recorte dos dados, que vem acontecendo sempre nas sextas-feiras. Esse procedimento desconsidera o trabalho contínuo que as prefeituras vêm realizado no estado do Maranhão nos fins de semana. 

Dentre as causas descompasso de informações  no documento encaminhado pela Famem ao MPMA (Veja Aqui) é citado o envio de D2 para os municípios antes do período adequado. Isso acaba gerando queda no percentual de vacinação nos municípios, uma vez que existe um prazo, que pode ser de até três meses dependendo da vacina, para aplicação da segunda dose. A Famem sugeriu que as vacinas inseridas no estoque sejam contabilizadas apenas um dia útil após o aprazamento acertado.

“Havendo no estoque vacinas D1 e D2, a segunda dose não pode ser contabilizada como não aplicada, pois está sendo seguida à risca a posologia, com intervalos entre a primeira e segunda doses.  Sem considerar isso, nos dados oficiais contam que a prefeitura recebeu a dose e não as aplicou, o que é uma incoerência”, explica Erlanio Xavier.

A diretoria da Famem insiste ainda em evidenciar que uma das causas do descompasso da vacinação efetiva e dos dados apresentados está no próprio sistema adotado para monitorar o fluxo de atendimento. Os dados considerados sobre doses aplicadas são apresentados pelo portal LOCALIZASUS. Nessas informações são embutidos os números relativos às doses recebidas no mesmo dia. 

Em decreto, o governo do estado estabeleceu percentual mínimo de aplicação como meta mínima de cobertura do público para continuidade regular do repasse das doses às prefeituras. Segundo o critério, municípios com vacinação abaixo de 85% ficam suspensos de receber novas remessas.

0

Braide vacina mais de 80% dos adultos de São Luís…

Prefeito comandou imunização que pretende atingir público de 730 mil – correspondente aos adultos com 18 anos ou mais – dos quais 585,6 mil já haviam tomado a primeira dose até esta segunda-feira, 21

 

Braide conversou com os novinhos acima de 18 anos durante vacinação da população adulta da capital maranhense

A Prefeitura de São Luís deve fechar esta terça-feira, 22, com mais de 600 mil pessoas vacinadas em São Luís.

Hoje estão sendo vacinados todos aqueles com mais de 18 anos.

No total, o público vacinável de São Luís é de 730 mil; se mantiver a média dos últimos dias, a capital terá pouco mais de 100 mil retardatários para tomar a primeira dose da vacina, um dos maiores públicos do país.

O público vacinado em São Luís representa quase toda a totalidade dos que precisam ser imunizados.

A expectativa da prefeitura é que pessoas com menos de 18 anos sejam liberadas para vacinação pelo Ministério da Saúde nos próximos meses.

A segunda dose para todos os adultos – e dos retardatários – começará a ser dada a partir da conclusão da primeira dose.

3

Márcio Jardim lamenta “baixa cobertura vacinal do Maranhão”

Ex-secretário de Esportes de Flávio Dino reconhece “um bom trabalho da prefeitura de São Luís” e a concentração de esforços do Governo do Estado na Região Metropolitana, mas diz que, apesar disso, o Maranhão continua na rabeira da imunização no país

Márcio jardim manifestou-se sobre as campanhas de vacinação no Maranhão

O ex-secretário de  Esportes e Lazer do Maranhão, Márcio Jardim, lamentou em suas redes sociais a baixa cobertura vacinal apresentada pelo estado do Maranhão contra a CoVID-19.

Para Jardim, apesar dos esforços do governo Flávio Dino e do “bom trabalho” desenvolvido pelo prefeito Eduardo Braide em São Luís, o Maranhão continua entre os últimos em imunização.

– Não obstante os animadores dados da baixa faixa etária da vacinação na capital (…) o fato é que o Maranhão continua com uma das mais baixas coberturas vacinais do país – ressaltou.

Para Jardim, tanto a Prefeitura de São Luís quanto o Governo do Estado concentram suas ações na capital e na região metropolitana; mas ações inconsistentes no interior fazem o estado amargar a rabeira da imunização.

Jardim atua hoje como auxiliar da gestão do município  de Maricá, no Rio de janeiro.

É de lá que acompanha a movimentação político-social e administrativa do Maranhão…

0

Santa Rita vacinou quase 100% da população quilombola a partir de 18 anos

O município de Santa Rita é destaque nacional por conta da eficiência da vacinação dos povos residentes em comunidades quilombolas. Até o dia 13 de junho, a Prefeitura aplicou a primeira dose da vacina contra covid-19 em 5.120 quilombolas, representando quase 100% de todos aqueles aptos a receber o imunizante contra o coronavírus.

A população total de quilombolas em Santa Rita estimada é de 7.500, sendo que nesse contingente estão incluídas crianças e adolescentes de 0 a 18 anos, que não são contemplados pelo Plano Nacional de Imunização.

A eficiência de Santa Rita quanto aos povos quilombolas se dá pelo total interesse do prefeito Hilton Gonçalo em priorizar a vacinação desse público. Ainda no mês de fevereiro foi solicitado junto ao Ministério da Saúde, o envio de doses para imunização dos moradores de regiões reconhecidas pela Fundação Palmares como redutos quilombolas.

No dia 5 de março foi vacinado o primeiro quilombola em Santa Rita e desde então as equipes de saúde do município tem sido incansáveis na imunização. Para esse público especifico, os agentes de saúde foram de casa em casa, garantir a vacinação.

Com quase 100% dos quilombolas já imunizados com a primeira dose, a Prefeitura de Santa Rita inicia nesta semana, um novo mutirão para aplicar a segunda dose e garantir o ciclo completo da vacinação.

0

Fábio Câmara diz que Braide lidera a “Copa amiga” da vacinação

Suplente de deputado estadual diz que o prefeito de São Luís tem se revelado um líder no combate à pandemia de coronavírus, ao lado de uma equipe efetiva da Secretaria de Saúde

Imagem postada por Fábio Câmara em suas redes sociais mostra Braide em conversa com uma cidadã na fila da vacina

O ex-vereador, ex-candidato a prefeito e atual suplente de deputado estadual Fábio Câmara destacou as ações do prefeito Eduardo Braide (Podemos) no combate à pandemia de coronavírus.

– Dias difíceis servem para provar e revelar grandes homens! E como é bom amanhecer o dia liderando um ranking nacional positivo. Na “Copa Amiga” da saúde em favor da vida, São Luís do Maranhão é medalha de ouro em vacinação por faixa etária! – manifestou-se Câmara em suas redes sociais.

O trabalho de  Eduardo Braide na vacinação – agora com cadastro para maiores de 18 anos – tem sido destaque nacional; o prefeito também virou meme nas redes sociais por sua efetiva presença no combate à CoVID-19.

Para Fábio Câmara, além de Braide, todo o seu corpo técnico no setor da Saúde devem ser reconhecidos neste trabalho.

– Parabéns a nossa gente! Parabéns a todo o corpo técnico envolvido! Parabéns ao prefeito Eduardo Braide! – ressaltou o ex-vereador.

0

Prefeitura de São Luís bate novo recorde e supera 17 vacinados/dia

Total de imunizados nesta terça-feira chegou a 17.355 pessoas, superando a meta estabelecida há duas semanas,d e 15 mil vacinas por dia

 

O prefeito de São Luís, Eduardo Braide (Podemos), foi às redes sociais na noite desta terça-feira, 8, para comemorar a superação da meta de vacinação na capital maranhense.

– Recorde na vacinação? Temos. Hoje vacinamos 17.355 pessoas em todos os nossos nove pontos – comemorou o prefeito.

Com a imunização de ontem, a meta de 15 mil vacinados/dia foi superada em 2.355.

O objetivo de Braide é chegar ao final do ano com todos os adultos vacinados em São Luís; para isso, tem ampliado os pontos de vacinação.

AS grande mobilização da prefeitura pode antecipar a meta, garantindo aos ludovicenses uma imunização antes mesmo do fim de de 2021.

É aguardar e conferir…