7

O mau exemplo que Flávio Dino deu a ele mesmo…

Governador que determinou, por Decreto, a retirada de nomes de adversários políticos de logradouros públicos – sob alegação de que a lei não permite homenagem a vivos – inaugurou pessoalmente uma creche, em Tuntum, que homenageia parente vivo de um de seus aliados

 

Flávio Dino no ato de inauguração da escola que leva o nome de pessoa viva, o que é proibido por ele mesmo

Flávio Dino no ato de inauguração da escola que leva o nome de pessoa viva, o que é proibido por ele mesmo

Este blog já mostrou, em textos próprios ou em declarações de políticos, que o governador Flávio Dino (PCdoB) é o maior poço de incoerência da política maranhense.

E as imagens que ilustram este post mostram mais um exemplo da incoerência do comunista.

Dino resolveu, por Decreto, criar uma cruzada para substituir nomes de escolas, praças, pontes, avenidas e outros logradouros públicos que homenageiam pessoas vivas.

A escola que leva o nome de um parente de Tema Cunha

A escola que leva o nome de uma parente de seu aliados…

Mas parece que sua sanha pretende atingir apenas adversários políticos.

O governador que cobra legalidade nas homenagens públicas é o mesmo que vai de encontro ao seu próprio Decreto ao inaugurar, em Tuntum, já como governador, em 2015, uma creche que homenageia parentes vivos de aliados políticos seus.

...E o governador embasbacado com a homenagem que ele mesmo deveria proibir

…E o governador embasbacado com a homenagem que ele mesmo deveria proibir

A creche foi batizada com o nome de Raimunda Brauniene Medeiros, esposa de um médico ligado a Dino. E muito bem viva e saudável.

Detalhe: a obra foi entregue quando Dino já havia determinado a criação de uma comissão para retirar nomes de pessoas vivas de logradouros públicos.

Embora a escola seja de responsabilidade da prefeitura, o comunista deveria recusar-se a participar de um ato que ele mesmo viria a proibir meses depois.

Fica claro com estas imagens que o objetivo de Dino é perseguir adversários, criando uma cortina de fumaça com o argumento de não homenagear também “ditadores” do regime militar.

É assim no Maranhão da “mudança”…

Marco Aurélio D'Eça

7 Comments

  1. O choro é livre D’eça.
    O Maranhão está sendo libertado do jugo de Sarney e seus asseclas, palavra que você ama usar.
    Aceite, os novos tempos já se fazem presentes.
    Larga esse osso e vai procurar fazer fazer um blog sério e não-assalariado
    Beijinho no ombro

  2. Flávio Dino não sabe nem quem é o esposo de Brauniene, homenageada, quanto mais ser amigo dele. Quem é amigo dele é o prefeito Dr. Tema, nada ver. O que você gosta é de criar situação para tentar confundir as pessoas, mas ninguém cai mais nesses truques, isso é antigo. O povo sabe do compromisso do Flávio, ele é o governador que o Maranhão precisava

  3. Te conforma Deça, Sarney nunca mais volta pra ti esnobar dos teus colegas jornalistas, como fazia costumeiramente

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *