18

UPAs: quem conhece, reconhece…

Padilha conversa com paciente atendida na UPA…

As Unidades de Pronto Atendimento que funcionam no Maranhão foram construídas por intermédio de um convênio do Governo Federal, repetido também em outros estados.

Mas em nenhum outro estado as UPAs funcionam como funcionam no Maranhão.

A qualidade do serviço foi reconhecida pelo próprio ministro da Saúde, Alexandre Padilha, que visitou São Luís , semana passada.

– Eu fiquei muito impressionado – exclamou Padilha, após visita à UPA do Araçagy, na última sexta-feira.

E verifica a qualidade dos modernos equipamentos

A impressão do ministro é a mesma dos quase 75 mil atendidos pela unidade desde a sua inauguração. Impressão esta que é referendada também por jornalistas, políticos, funcionários públicos e populares.

Este reconhecimento já foi tema deste blog, no post “Upas já são alternativa a planos de saúde…”

A qualidade do serviço prestado pela UPA no Maranhão pode garantir, inclusive, maior aporte de recursos federais para sua manutenção.

– Hoje, temos 10 UPAS em funcionamento no Maranhão e se todas elas forem bem avaliadas, o Estado receberá R$ 30 milhões a mais para manutenção e contratação de novos médicos – garantiu o ministro.

A governadora Roseana Sarney (PMDB) e o secretário de Saúde, Ricardo Murad, acompanharam a visita de Alexandre Padilha à unidade Araçagy…

Marco Aurélio D'Eça

18 Comments

  1. Antonio Moreira, os pacientes das Upas são originarios de demandas espontaneas que ao serem atendidos, são estabilizados e em 24hs transferidos para os hospitais de retaguarda, afim de completar o ciclo do seu atendimento. As unidades do Samu ao contrario do que vc coloca tem como função encaminhar esses pacientes para os hospitais de retaguarda como explicado acima. Quanto ao atendimento das UPAS hoje diferentemente do seu papel tecnico está sufocada pela desmobilização das Unidades Mistas do municipio que não tem qualquer resolutividade e a população corre de lá, bem como “pela falta de leitos” nos hospitais sob gestão tambem do municipio,tais como HU Materno, Presidente Dutra, Santa Casa etc….além disso as UPAS estao sendo pressionadas pela rede municipal no encaminhamento de pacientes tipicos dos Socorroes, numa jogada de omissão politica, prejudicial à nossa população.

  2. Será que disseram ao Ministro Padilha que nas UPA´s as ambulâncias da SAMU não podem entrar. Que por ordem do Sr. Ricardo Murad, as ambulâncias da SAMU que socorrem vítimas de acidentes e outros atendimentos são impedidas de deixar tais pacientes nas UPA´s. Pq vc Marco Aurélio q é um jornalista tão corajoso não apurar e mostrar essa realidade pra população. Um abraço

  3. Glauber cobre do seu prefeito os serviços que a nossa população precisa, inclusive esse serviços que os citado por vc sao obrigados a irem pra Sao Paulo. Tanto a Gov como o Secretario tem condiçoes financeiras de fazerem isso, infelizmente a massa não dispoe dessas condiçoes. Não tenha receio não, cobre desse prefeito de obras virtuais ou informe pra ele que a saude aqui em Sao Luis é MUNICIPALIZADA desde a epoca em que Jackson era prefeito, OU seja de sua reponsabilidade.

  4. Luciana acho que voce deve ter ido numa unidade de saude da Prefeitura,pois todo mundo que já foi atendido lá da um depoimento sem qualquer conatação politica. deveria os inconformados fazerem esses registros num posto policial atraves de B.O, ou filmar esse atendimento para não ficar nas leituras que fazemos nos blogs, a ideia de cor partidaria. O que mais acho estranho do pessoal que segue a corrente oposta é não discernimento para comparar o que está sendo feito atualmente com o passado bem recente nas administrações Zé Cornão e o finado Jáckson. Atualmente tambem para não buscar-mos os tempos idos, o Prefeito de grandes Obras Virtuais, tem propalado a continuação da Av. Litoranea, porem quando vc passa no local a visão é de total inercia, com a presença de uma escavadeira e outro trator menor e sem qualquer movimentação de materiais retirados ou colocados na obra. Enquanto isso tanto a via expressa como a do quarto centenario estão a todo vapor e cada vez mais matando de raiva os opositores. Tem um amigo que ouviu uma declaração de um caostelista que não irá passar de forma alguma nessas avenidas e que só vai andar de VLT.

  5. Eu fico indignada quando vejo matérias como essa, pois precisei dessa porra de UPA e nem atendida fui, lá só resolvem caso de pressão alta, diarreia, dor de cabeça ou algo similar, pelo menos a da Cidade Operária é assim posso falar porque já fui lá, se acaso as outras funcionam eu não posso dizer, mas acho pouco provável…..

  6. O Secretário de Saúde Ricardo Murad,merecidamente recebeu os elogios do Ministrio Alexandre Padilha na íntegra,admirando o seu trabalho que tem como consequencia o atendimento das UPAS,que hoje se responsabilza por boa parte das saúde maranhense.Muito bem secretário!

  7. Sou morador da Vila Luizão e gostaria resaltar a forma e qualidade do atendimento que minha mãe recebeu por duas vezes na UPA do araçagi. Fiquei impressionado com a rapidez no atendimento e na qualidade do espaço.

  8. Quero agradecer governadora e ao sec. de saúde ricardo por terem coragem de implantar um projeto tão audacioso.como o saúde é vida.que alem de prestar um atendimento de boa qualidade a população mais necessitada do nosso estado com implantacão de upas e hospitais de pronto atendimento e de alta e baixa complexibilidade.estão tambem beneficiando aos usuarios de planos de saúde e suas carencias nos hospitais particulares.

  9. Graças a Deus abriram essas UPAs, senão a gente não teria pra onde correr na hora da urgência. Os hospitais particulares são uma tragédia e os Socorrões, esses nem se fala!

  10. Grupo de Trabalho Pro-Saenamento Ambiental Terras e Pesca da Upaon-Açu do Maranhão

    Por que será que a SEMA-MA se acovarda em obrigar o tratamento da agua residuária produzida por essas UPAs, contaminando o Solo, o Meio Ambiente e Recursos Hidricos de varios municipios deste estado ?

  11. enquanto as UPAs vão de vento a poupa as obras da UFMA vão ficando igual as obras do Aeroporto sendo subistituidas por lonas fui sexta feira na UFMA e ao chegar no centro de esporte da instituição me deparei com varias lonas sendo montadas eu pergunto pra que a lajes engenharia esta pagando horas extras a funcionario que estão trabalhando na construções de predios da UFMA?

  12. Ricardo agradeçe!
    Primeiro, calculam-se os custos de funcionamento do ICN. Segundo, Empregam-se os apadrinhados e amigos da familia REAL sem concurso e tudo CLT. Terceiro, não tem licitação para comprar e somente os fornecedores fechados com a familia Real que vendem. Terceiro, acrescenta o lucro de Ricardão para o ICN repassar. Que maravilha.

    Imagina que ICN já movienta mais de R$ 50.000.000,00 por mês. Quando porcentos vão parar na mão de Ricardão…

  13. Que essas UPAS funcionam é brincadeira!!!! êta que Ricardão deve tá rindo a toa com esses 30 milhões do MS e 1 bilhão do CMN, quem é que quer largar essa vaca, manda trabalhar vê se ele quer.

  14. E TÃO BOA QUE QUANDO A GOVERNADORA E O SECRETARIO PRECISAM DE TRATAMENTO DE SAUDE CORREM PARA SÃO PAULO!

  15. Vou deixar de ler esse blog, pois já sou assinante do Estado do Maranhão e já estou cansado de louvores ao governo

  16. Há mais de 30 anos que a comeram o dinheiro da metade da BR 226 que vai de Presidente Dutra a Timon, fizeram exatamente 100 KM e comeram o trecho de 100 Km que passa pelo Baú a Timon, quem viaja por lá vai cair na real, como é o verdadeiro Maranhão dos poliqueiros safados que só no Maranhão tem.

    A BR 226 é um poeiral doido, buraqueira geral, É O FIM DO MUNDO, ainda vem esses poliqueiros safados pedir votos em época de elição, vão se catar bando de sanguessuga, enquanto essa BR não for asfalta nós que somos dessa região vamos fazeR campanha pra votar em branco, é melhor que eleger esses politiqueiros maranhenses que vivem e ficam ricos através da política.

    BR 226: 100 KM DE UM VERDADEIRO INFERNO, ASSALTO E ROUBO DE CARGAS, E O DINHEIRO NO BOLSO DESSES POLITICOS SEM VERGONHA.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *