3

O “conselho” de comunicação de São Luís gera dúvidas

Por Hugo Freitas

A Câmara Municipal de São Luís aprovou, na última quarta-feira (12), a criação do Conselho Municipal de Comunicação por UNANIMIDADE.

Os parlamentares aprovaram o projeto em primeiro turno.

O projeto de Lei de autoria do Executivo Municipal, ou seja, dos atuais mandatários da Prefeitura de São Luís, teve apoio de TODOS os vereadores presentes na sessão ordinária de ontem.

O conselho será composto por 16 representantes, metade indicados pelo poder público e a outra metade eleita pela sociedade civil, em conferência municipal que deverá ser realizada a cada dois anos.

Segundo informou a Secretaria Municipal de Comunicação (Secom), o Conselho Municipal de Comunicação Social será um órgão de caráter consultivo e deliberativo com a finalidade principal de propor políticas públicas de comunicação por meio da ampla participação popular.

Ainda de acordo com a Secom de São Luís, a criação do Conselho de Comunicação parte da intenção dos atuais gestores dos recursos da capital de aprofundar os canais de diálogo com a sociedade, visando a “democratização dos meios de comunicação e o fortalecimento da inclusão digital”.

Os Sindicatos dos Jornalistas Profissionais de São Luís, dos Radialistas de São Luís, a Associação Brasileira de Rádios Comunitárias no Maranhão (Abraço-MA), Associação Maranhense das Emissoras de Rádio e Televisão, Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Maranhão (Aclem), Agência Matraca, Curso de Comunicação da UFMA, Comunidades Eclesiais de Base (CEBs), Sindsep/MA, EBC (Empresa Brasileira de Comunicação) e Câmara de Vereadores de São Luís participaram da elaboração do plano.

Contudo, muitos temem que o Conselho de Comunicação seja um órgão censor e controlador dos conteúdos veiculados nos órgãos de imprensa “tradicionais” e das novas mídias digitais, como os blogs, por exemplo, que se tornaram uma verdadeira “febre” no Maranhão, espalhados às centenas por todo o estado, e alvo de disputas entre grupos políticos que almejam a cadeira de governador.

Por atuarem numa plataforma que estimula a liberdade de pensamento e expressão, já que não são, “teoricamente”, subordinados aos ditames dos grupos políticos que controlam as concessões de licenças públicas para a exploração dos serviços de comunicação no Maranhão, os blogs, criados gratuitamente na internet, (e os veículos de comunicação não alinhados ao projeto político municipal) tendem a ser os mais prejudicados e “cerceados” em sua livre manifestação do exercício do raciocínio crítico, prerrogativa garantida pela Constituição Federal.

Num estado ferrenhamente dividido politicamente, onde os abusos e absurdos atentados contra a liberdade de pensamento e de expressão pululam dos dois lados beligerantes da contenda, não é difícil imaginar que a Comunicação na capital seja literalmente “aconselhada” a seguir o que lhe for imposto pelos “censores” travestidos em pele de democratas.

Além disso, o fato do projeto ter sido aprovado por unanimidade, ainda que em primeiro turno, levanta a tese de que os vereadores da capital não estão considerando os riscos que um “conselho” deste tipo possa trazer para a nossa democracia, haja vista que não houve voz contrária ao projeto, principalmente no que tange à questão da criação de uma TV Pública, financiada pelo dinheiro do contribuinte ludovicense, que poderá ser utilizada como arma de propaganda eleitoral pelos atuais ocupantes do Palácio de La Ravardiére.

(Continue lendo aqui)

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Importante o diálogo com as comunidades e isso vai fazer uma diferença muita grande e positiva, pois precisamos dos nossos líderes apresentando as dificuldades de cada bairro de cda lugar. devemos olhar sempre o lado positivo primeiramente, para os q querem ver sl no lixo só resta os comentários maldosos.

  2. E desde quando esse blogueiro Hugo tem credibilidade perante a sociedade maranhense? Nunca li tamanha ignorância. Pior é saber q outros blogueiros q a gente ainda acompanha, repercutem esse tipo de coisa.

  3. Sugestão de notícia: Insatisfeita com maus serviços de capacho de Sarney, Dilma dá um pé na bunda de Gastão Vieira. Gastão é responsável por um rombo de 20 bilhões na Conta Turismo…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *