3

Cenário definido para 2018…

Candidatos de oposição tiveram semana consistente na geração de fatos positivos, em contraposição a uma semana horrorosa do ponto de vista político-eleitoral para o governador Flávio Dino

 

CONSOLIDADOS. Roseana e Roberto Rocha mostraram força partidária e são candidatos-natos

Os candidatos de oposição ao governo Flávio Dino colecionaram, em uma semana, fatos tão positivos quanto negativos foram as ações em torno do próprio comunista. E neste período, consolidou-se claramente o cenário das eleições de 2018 no Maranhão, com uma clara tendência de segundo turno.

O primeiro fato a consolidar a oposição maranhense foi o anúncio da ex-governador Roseana Sarney, na sexta-feira, passada, de que vai mesmo disputar o governo contra Dino. A decisão de Roseana repercutiu fortemente nos meios políticos, gerando reações, inclusive, do próprio Dino.

Na segunda-feira, o senador Roberto Rocha (PSDB) foi chamado a Brasília pelo presidente nacional do partido, Tasso Jereissati, para ser comunicado de que vai mesmo comandar o PSDB maranhense, em substituição ao vice-governador Carlos Brandão.

NO PÁREO. Ricardo Murad garantiu legenda para a disputa; Maura Jorge foi reafirmada por Aluisio Mendes

Uma das reações a esses movimentos  veio da ex-prefeita Maura Jorge (PODE), que reafirmou sua condição de candidata e descartou compor como vice.

A decisão de Maura Jorge gerou o segundo fato para a oposição.

Na quarta-feira foi a vez do ex-deputado Ricardo Murad também ser alçado à presidência do seu PRP, o que lhe garante as condições de ser candidato.

Assim, a oposição maranhense termina a semana com quatro candidatos consolidados e com peso suficiente para influenciar nas eleições de 2018.

E outros nomes ainda podem surgir até julho do ano eleitoral…

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. A princesa da ODEBRECHT com força ? Essa senhora está blefando, anunciou de maneira tímida essa tal pré candidatura, ao ver ex aliados indo para o lado do governador Flávio Dino, o tiro de misericórdia foi a adesão de Ildon Marques ao grupo do governador, asa de avião nem se fale, nesse ninguém confia. Vai ser Flávio em 2018.

  2. Engraçado, como o medo consegue influir a pessoa a mostrar o seu pior, os ataques tomam cunho pejorativo e desesperado… felizmente há vários nomes na disputa de 2018, assim o povo poderá escolher a melhor agenda para o Estado, e acredito que a agenda comunista já deu, e fracassou na pratica… E diante da derrota eminente os comunistas recorrem a práticas antes combatidas com veemência, deixando claro, que não há nada de real nessa “mudança” que outrora foi vendida ao povo do Maranhão… Triste fim da saga comunista no Maranhão, a derrota é certa, Não precisa ser um vidente, ou ser o mais hábil dos analistas políticos pra sentir esse fim… Basta ouvir o povo nas ruas e ter um dedinho de prosa em alguma dessas rodas de conversa em qualquer Rincão desse grande Maranhão!!!

  3. Se tuas previsões forem corretas e com a força de mãe Nagiba, é tudo que a oligarquia quer é forçar um segundo turno, coisa que não vai acontecer nunca. Nenhum desses candidatos da oligarquia tem cacife para a disputar essa eleição, todos são decadente por vários motivos; Roseana renunciou uma vez, quem renuncia demonstra fraqueza e irresponsabilidade. ROBERTO ROCHA, ambicioso, traira e demagogo barato, Maura Jorge, pau mandada, se não tem tu, vai tu mesma. Ricardo Murad esse quer forum previlegiado, ate lá ja foi preso e condenado, quem mais?
    Não haverá segundo turno, essa curriola vai pru brejo é cedo. Anota ai, anotou?.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *