1

Márcio Jerry força homem de confiança de Flávio Dino a deixar o PCdoB…

Paulo Guilherme de Araújo, que foi chefe de gabinete da Embratur, chegou a assumir postos no Maranhão, mas foi esvaziado e aponta “fatos políticos desagradáveis” relacionados à gestão do homem forte do governo comunista

 

 

CONFIANÇA E QUEDA. Paulo Guilherme tinha prestígio com Flávio Dino até começar a ser minado por Márcio Jerry

O ex-chefe de gabinete da Embratur e ex-presidente da comissão de Licitação do governo Flávio Dino (PCdoB), Paulo Guilherme de Araújo, anunciou sua desfiliação do PCdoB,  onde estava havia 20 anos.

Ele atribui sua saída a “fatos políticos desagradáveis” relacionados à sua militância “sob a gestão do presidente Márcio Jerry”.

Sem entrar em detalhes sobre o assunto, Araújo encaminhou uma carta de desfiliação ao PCdoB, ao qual o blog teve acesso.

– Alguns fatos políticos desagradáveis, para afirmar o mínimo, relacionados a minha relação de militância sob a gestão do presidente Márcio Jerry, notadamente fatos que suscitam questões relacionadas aos fatores de confiança e desconstrução de minha imagem, me fizeram entender que não há mais ambiente político, pra minha permanência nos quadros de filiados do PCdoB, portanto, necessária minha saída – afirmou Paulo Guilherme de Araújo.

FATOS NÃO EXPLICADOS. A carta em que Paulo Guilherme anuncia desfiliação do PCdoB: citação direta a Márcio Jerry

Militante nacional do PCdoB, Paulo Guilherme foi indicado pela direção nacional para chefiar o gabinete de Flávio Dino na presidência da Embratur, entre 2011 e 2013.

Em 2013, ele deixou a Embratur e assumiu  a Secretaria-adjunta de Educação na do prefeito Edivaldo Júnior (PDT), aliado de Dino. (Relembre aqui)

Apenas alguns meses depois ele deixou o posto, minado pelo PCdoB de São Luís, à época comandado por Jerry, que era chefe da comunicação do prefeito Edivaldo Júnior.

Em, 2014, Araújo foi nomeado por Flávio Dino chefe da Comissão de Licitação do governo, mas também caiu, tendo sido substituído por um aliado de Márcio Jerry.

O ex-chefe de gabinete de Flávio Dino permaneceu como seu assessor especial até agora.

Mesmo sem poder de decisão no governo, no entanto, continuou a ser minado pelo lugar-tenente do governador.

A ponto de sair, inclusive, do PCdoB…

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

  1. Comunista briga à toa uns com os outros. Vão perder as eleições em novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *