0

“Não faço mais parte da base de Brandão”, anuncia Othelino…

Deputado diz que o governo perdeu os valores que ele sempre acreditou – “e que são também os valores do PCdoB” – junta-se à oposição formada por Fernando Braide e Wellington do Curso na Assembleia Legislativa e revela que se filiará ao Solidariedade neste sábado, 4

 

Othelino compõe agora a oposição na Assembleia, ao lado de Wellington e Fernando Braide

O deputado estadual Othelino Neto (sem partido) confirmou as previsões políticas e se desligou nesta teça-geria, 30, da base do governo Carlos Brandão (PSB) na Assembleia Legislativa.

– Não faço mais parte da base de Brandão – afirmou o parlamentar em discurso na tribuna; ele justificou que os valores políticos que ele sempre teve, “e que são os mesmos do PCdoB”, seu ex-partido, já não são mais levados em conta pelo governador.

– Meus valores continuam os mesmos e são os mesmos do PCdoB; eu entendo que há momentos políticos que criam situações como estas, mas agradeço ao presidente comunista Márcio Jerry, com quem continuo no mesmo grupo; sou do grupo, mas não sou da base de Brandão – afirmou.

O deputado também anunciou que se filiará ao Solidariedade,  partido comandado pela sua irmã, Flávia Alves, no próximo sábado, 4.

Após o discurso, Othelino se reuniu no plenário com os deputados Fenando Braide (PSD) e Wellington do Curso (Novo), únicos membros da oposição na  Assembleia.

Agora, serão três os deputados deste campo político…

0

Othelino Neto pede desfiliação do PCdoB…

Em Comunicado Oficial publicado pelo deputado federal Márcio Jerry, direção estadual do partido diz que “avaliações diferentes do cenário estadual e municipal em São Luís conduziram ao desfecho”; comunistas afirmam que seguirão na base do presidente Lula e no apoio ao governo Carlos Brandão, mas continuarão dialogando com o deputado

 

O comunicado do PCdoB deixa claro sua relação com o governo Carlos Brandão, após pedido de saída de Othelino Neto

O deputado federal Márcio Jerry, presidente estadual do PCdoB, publicou nesta segunda-feira, 29, em suas redes sociais, Comunicado Oficial sobre o pedido de desfiliação do deputado estadual Othelino Neto.

– Avaliações diferentes do cenário estadual e municipal em São Luís conduziram ao desfecho”, afirmou Jerry.

 

Márcio Jerry garante que manterá o diálogo com Othelino Neto, mesmo após sua desfiliação do PCdoB

No comunicado, o PCdoB reafirmou sua posição política:

  • de atuação na base do presidente Lula (PT);
  • de apoio ao governo liderado por Carlos Brandão e Felipe Camarão (PT).

Na semana passada, a esposa de Othelino, senadora Ana Paula Lobato, filiou-se ao PDT, comandado pelo senador Weverton Rocha, num dos principais gestos políticos dos últimos anos no Maranhão.

Othelino ainda não disse a que partido se filiará…

0

Ao atacar Maura Jorge, comunistas esquecem trajetória do seu próprio partido no MA

Citando nominalmente a prefeita de Lago da Pedra – e outros políticos e lideranças não-alinhadas à ideologia de esquerda – deputados Márcio Jerry, Rodrigo Lago e Júlio Mendonça fazem uma espécie de patrulha na base do governo Carlos Brandão, escondendo o fato de que foi o governo Flávio Dino quem abriu espaço para todas as expressões políticas, de esquerdistas a direitistas, de bolsonaristas a sarneysistas

 

Agora no PP, de André Fufuca, Maura Jorge passou a ser hostilizada por comunistas ao manter relações institucionais com o governo Brandão

Análise da Notícia

Tem repercutido muito mal nas redes sociais e aplicativos de troca de mensagens os ataques do deputado federal Márcio Jerry e dos estaduais Júlio Mendonça e Rodrigo Lago (todos do PCdoB) à prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PP). Nestes espaços é vista incoerência dos parlamentares diante da trajetória do próprio PCdoB no Maranhão.

Para chegar ao poder, num passado não tão distante, o PCdoB, uniu-se com toda sorte de siglas partidárias, inclusive de direita, abrindo mão de qualquer regulamento estatutário e coerência ideológica.

Márcio Jerry questiona em suas redes sociais as relações de Maura Jorge com o governo Carlos Brandão (PSB); essa patrulha é replicada na Assembleia Legislativa por Rodrigo Lago e Júlio Mendonça, que pregam o banimento ou isolamento não apenas da prefeita, mas de todas as lideranças da chamada direita, e do bolsonarismo, inclusive a deputada estadual Mical Damasceno (PSD), aliada de primeira hora de Brandão.

Para chegar ao poder em 2014, Flávio Dino precisou fazer alianças à esquerda, mas, principalmente, com os setores à direita e mais conservadores do estado.

O próprio Brnadão, que foi seu vice em dois mandatos, pertencia ao PSDB, partido antagônico ao  PCdoB e à esquerda lulista; antes mesmo do governo Brandão começar, em 2022,  Dino e o seu PCdoB  já haviam resgatado os sarneysistas, por exemplo, contra quem ele se elegeu e reelegeu.

Neste terceiro governo Lula, o  PT nacional tem buscado alianças com todas as correntes políticas, em busca de governabilidade, o que se reflete no slogan “União e Reconstrução”.

Se coerência é o critério, tá na hora de os deputados do PCdoB olharem para a própria trajetória e aprender com Lula, Flávio Dino e Sarney, que souberam e sabem muito bem o significado de pluralidade e coalisão. (Releia aqui, aqui e aqui)

Nas redes sociais, os comentaristas não têm perdoado a incoerência dos comunistas; entre os pedidos mais harmoniosos, há os que sugerem aos deputados largar as redes sociais e começar, efetivamente, a trabalhar pelo Maranhão, por que, para além de brigas partidárias, a realidade da população é o que mais importa,

Ou pelo menos deveria…

0

Marco Aurélio reforça campo lulista em Imperatriz, diz Márcio Jerry…

Presidente regional do PCdoB está em Imperatriz para filiação do ex-deputado que vai disputar a prefeitura local como único representante da base do presidente Lula entre os pré-candidatos a prefeito

 

Após transferir-se para o PSB em 2022, quando perdeu a reeleição para a Assembleia, Marco Aurélio retorna ao PCdoB para ser candidato a prefeito de Imperatriz

O ex-deputado estadual Marco Aurélio vai se filiar nesta quinta-feira, 21, ao PCdoB, partido que ele representou na Assembleia Legislativa entre os anos de 2015 e 2023.

Do ato, participam o presidente regional do PCdoB, deputado federal Márcio Jerry, o ex-presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB) e a senadora Ana Paula Lobato (PSB).

– A volta de marco Aurélio ao PCdoB reforça o campo lulista em Imperatriz, coisa que nenhuma das candidaturas já postas tem possibilidade de fazer – disse Márcio Jerry ao blog Marco Aurélio d’Eça.

Ele se refere, sobretudo, ás candidaturas dos deputados federais Josivaldo JP (PSD) e Mariana Carvalho (Republicanos) – ambos declaradamente bolsonaristas – e à do deputado estadual Rildo Amaral, que, embora filiado ao PP, hoje na base lulista, não tem identidade com a esquerda orgânica em Imperatriz.

A candidatura de Marco Aurélio deve reunir todo o campo de centro-esquerda no município, da federação PCdoB, PT, PV, ao PDT, passando por setores do PSB e do PSOL…

0

Denúncia de Yglésio é gravíssima!!! Nota de policial só piora as coisas…

Não apenas a Assembleia Legislativa, mas o Ministério Público e o próprio sistema de Segurança Pública do Governo do Estado precisam esclarecer o que um automóvel fechado com fumê 100%  – em nome de um membro da PM do Piauí – fazia na rua da casa da mãe do deputado, que tem se exposto em diversas denúncias graves, incluindo as contra líderes políticos e partidários

 

O carro que estava monitorando a rua de Yglesio; todo fechado no fumê e em nome de policial militar Piauí

Análise da Notícia

A denúncia que o deputado estadual Dr. Yglésio Moyses (ainda no PSB) apresentou à Assembleia Legislativa esta semana é gravíssima do ponto de vista institucional; segundo o parlamentar, um carro – em nome de um policial do BOPE do Piauí – fora flagrado em frente à casa de sua mãe.

O deputado investigou a procedência e descobriu o PM piauiense – Salomão Fortes da Costa Júnior, “que tem dois processos por homicídio e responde a várias correições na PMPI” – tem relações de negócios com o Maranhão; para ele, há três hipóteses que podem justificar o monitoramento de sua vida:

  • pessoas ligadas ao Jogo do Tigrinho, que ele desarticulou em São Luís;
  • gente envolvida com a máfia Xing Ling, que ele denunciou em dezembro;
  • ou pessoas do PCdoB, que tem sede próximo e é ligado ao governo anterior, já denunciado por espionagem.

Nesta quinta-feira, 22, a Costa Lebre Amorim Advocacia, que se identificou como assessora jurídica do polícial justificou entre outras coisas, que ele não podia estar em “campana na frente da casa da genitora do deputado” por ter estado de plantão em todo este início de 2024, “o que se pode comprovar através de suas escalas de serviços na corporação”.

Mas a nota confirma que o carro está no nome do policial; segundo o documento, porém, “está cedido para a empresa da família, que presta serviços de consultoria nos estados do Piauí e do Maranhão”. Mais grave: a própria nota reconhece que o “bairro Cohafuma está inserido na rota de prestação de serviços da empresa, por isso a presença do veículo no local”.

Ainda nesta quinta-feira, 22, o rpóprio Yglesío desmentiu outros pontos da nota, como a que nega ter o policial Salomão Fortes da Costa Júnior qualquer tipo de prestação de serviços ao Governo do Estado do Maranhão; o deputado apresentou extratos de pagamento ao policial, constantes do próprio portal da transparência do Governo maranhense.

No dia da denúncia de Yglésio, na terça-feira, 20, o deputado Rodrigo Lago (PCdoB), saiu em defesa do partido e chamou Yglésio de covarde; a Mesa da Casa decidiu interferir, solicitou segurança própria ao denunciante e oficiou os órgãos de segurança para a investigação.

Até agora, nem o Governo do Estado, nem a  Secretaria de Segurança, muito menos o Ministério Público emitiram qualquer enunciado sobre o assunto…

Leia abaixo a íntegra da nota da Costa Lebre Amorim:

 

0

Os contrapontos de Othelino Neto a Carlos Brandão

A ação da senadora Ana Paula Lobato pelo controle do PSB no Maranhão e o movimento do deputado federal Márcio Jerry pela indicação de Flávia Alves a vice de Duarte Júnior indicam que o ex-presidente da Assembleia não vai deixar barato a quebra do acordo que resultou no seu apoio ao governador em 2022

 

Othelino e suas mulheres no contraponto a Brandão; sinais de guerra e rumores de guerra a partir de 24

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) deixou a Representação do Governo do Maranhão em Brasília na mesma semana em que o ministro da Justiça Flávio Dino fora indicado pelo presidente Lula (PT) para o Supremo Tribunal Federal; desde então, embora ele próprio não assuma, seus movimentos são todos de contraponto ao grupo do governador Carlos Brandão (PSB).

Othelino ressente-se da quebra de acordo por parte de Brandão, que o faria de novo presidente da Assembleia em troca do apoio ao governador  em 2022; em dezembro de 2022, este blog Marco Aurélio d’Eça revelou o tom deste acordo no post “Othelino garante que falou de presidência da Assembleia quando fechou apoio a Dino e Brandão…”.

Nesta semana natalina, dois desses movimentos deixaram claro que Othelino não irá deixar barato a quebra do acordo que resultou em seu apoio ao governador Carlos Brandão em 22.

Primeiro, a senadora Ana Paula Lobato foi ao comando nacional do PSB dizer que não concorda coma entrega do partido no Maranhão ao comando do governador. E ela tem trunfos: é senadora da República e tem oito anos de mandato, enquanto Brandão tem apenas dois anos e quatro meses.

Logo em seguida, após repercussão da suposta declaração de apoio de Brandão ao deputado federal Duarte Júnior (PSB), o também deputado federal e presidente do PCdoB no Maranhão, Márcio Jerry, indicou a superintendente do Ibama e suplente de deputada estadual Flávia Alves (PCdoB) para vice do socialista. (Leia aqui)

Ana Paula Lobato é mulher de Othelino Neto; Flávia Alves é irmã do deputado. A entrada de Márcio Jerry no embate mostra que o ex-presidente da Assembleia tem alianças importantes para contrapor o governador e seu grupo.

Para Othelino e o grupo que gravita em torno do ainda ministro da Justiça Flávio Dino, Brandão traiu o acordo firmado em campanha, assim como indica que quebrará o que fez com a senadora Eliziane Gama (PSD).

Mas pelo movimento do ex-presidente da Assembleia, o governador pode pagar caro por esta traição…

0

PSB e PCdoB tentam viabilizar Carlos Lula em Paço do Lumiar…

Deputado estadual é o preferido pela grupo do ministro da Justiça Flávio Dino para a sucessão da prefeita Paula Azevedo, mas ainda tem que convencer o presidente da Câmara Jorge Maru a abrir mão da disputa, antes de se preparar para o enfrentamento a Fred Campos

 

Apesar das boas ações do deputado em Paço do Lumiar, Jorge Maru ainda consegue convencer Paula Azevedo a resistir à candidatura de Carlos Lula

O deputado estadual Carlos Lula tem o apoio das cúpulas do PSB e do PCdoB para entrar na disputa pela Prefeitura de Paço do Lumiar; eleitor do município, ele é o preferido do grupo do ministro da Justiça Flávio Dino para a sucessão da prefeita Paula Azevedo (PCdoB), que tem defendido o nome do presidente da Câmara Municipal, Jorge Maru (PRB).

Maru é o maior empecilho para a viabilização de Carlos Lula; lançado desde o ano passado, o vereador não conseguiu se viabilizar nem mesmo no próprio grupo da prefeita, e amarga índices baixíssimos de intenção de votos.

Carlos Lula tenta a diplomacia para convencer o adversário interno.

– Eu não acredito em política individual; se eu vier, eu venho em missão de paz. Paço do Lumiar já foi vítima das disputas irracionais – ressaltou o parlamentar, em entrevista ao podcast Pinga Fogo, apresentado pelo jornalista Neto Cruz. (Saiba mais aqui)

Questionado sobre a posição irredutível de Jorge Maru, foi direto: – Não existe irredutibilidade na política.

Caso consiga vencer este primeiro obstáculo interno, Carlos Lula ainda tem outro desafio nos próximos meses: superar o adversário Fred Campos (PL), que lidera todas as pesquisas de intenção de votos com o apoio do grupo Sarney, da presidente da Assembleia Iracema Vale (PSB) e do governador Carlos Brandão (PSB).

Mas esta é uma outra história…

0

Márcio Jerry na articulação de 2024…

Comandante do PCdoB no Maranhão – e principal líder da federação Brasil-Esperança, que reúne seu partido com o PT e o PV – deputado federal é o principal avalista da candidatura do ex-prefeito Edivaldo Júnior emSão Luís, o que lhe dará cacife como liderança de peso na sucessão do prefeito Eduardo Braide

 

Márcio Jerry é o principal avalista de Edivaldo Júnior, que deve chegar forte ás eleições de 2024

O deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) é o principal avalista da candidatura de Edivaldo Júnior às eleições de 2024.

Mais do que aliado, amigo pessoal do ex-prefeito de São Luís, o comunista avalia que ele tem chances de chegar aos segundo turno da sucessão em condições reais de vencer o prefeito Eduardo Braide (PSD). 

Mas Jerry tem um desafio a suplantar.

Ele precisa convencer o ministro da Justiça Flávio Dino e o governador Carlos Brandão (ambos do PSB) que o seu projeto próprio não inviabiliza os dos dois outros líderes de seu grupo.

O comunista quer Edivaldo na Federação Brasil-Esperança, formada pelo PCdoB, pelo PT e pelo PV; já cogitou filiação do ex-prefeito ao PV e agora já abre possibilidade no PT.

Mas não descarta sequer outro caminho para o aliado, como o União-Brasil, já cogitado pelo ex-prefeito.

Com o aval à candidatura de Edivaldo Júnior, Márcio Jerry ganha musculatura para sentar na mesa de negociações para formação de alianças rumos a 2024.

E se Edivaldo passar ao segundo turno, o deputado federal estará pronto para voos mais altos em 2026.

Mas esta é uma outra história…

0

Federação desmente Duarte Jr.: “Nunca definimos isso [apoio em 2024]”

Tanto o presidente do PCdoB, deputado federal Márcio Jerry, quanto os presidentes do PT, Francimar Mello, e do PV, Adriano Sarney, negaram que já tenham debatido o assunto e definido a indicação de um vice para o candidato do PSB, que afirmou ao jornal O Globo já ter fechado com os três partidos federalizados

 

Márcio Jerry, Francimar Melo e Adriano Sarney desmentiram publicamente o deputado federal Duarte Júnior

Os presidentes de PCdoB, deputado federal Márcio Jerry, de PT, Francimar Melo, e de PV, Adriano Sarney, desmentiram nesta segunda-feira, 4, o deputado federal Duarte Júnior (PSB) sobre fechamento de aliança com a Federação Brasil-Esperança, que inclui também o PV.

– Nunca definimos isso, nem sequer debatemos – afirmou Márcio Jerry ao blog Marco Aurélio d’Eça.

– Não houve nenhuma discussão de instância partidária aqui no Maranhão – disse Melo, ao blog de Gláucio Ericeira.

– Ainda não [definimos aliança] – respondeu Adriano Sarney ao blog Marco Aurélio d’Eça.

Em entrevista ao jornal O Globo, Duarte Jr., afirmou que sua candidatura já está certa com a Federação Brasil-Esperança – que além do PT e PCdoB reúne também o PV – e que o PT iria, inclusive, indicar os eu companheiro de chapa.

Tanto Márcio Jerry quanto Francimar Melo disseram que uma declaração deste tipo é temerária por que cria um questionamento interno nas legendas, que ainda nem discutiram sobre a formação de alianças para a sucessão municipal de São Luís.

O vice-governador Felipe Camarão (PT), no entanto, apesar de não avalizar o que disse o deputado socialista, apontou que “este deve ser o caminho, sim [de aliança com Duarte]”.

Além do deputado federal do PSB, a federação Brasil-Esperança tem diálogo também com o ex-prefeito de São Luís Edivaldo Júnior (sem partido), que cogita entrar no PV.

Mas nenhum projeto eleitoral foi encaminhado ainda pelas três legendas.

Conjunta ou individualmente…

Texto alterado às 20h do dia 4/9/2023 para atualização de informação e troca de imagem

0

De como Edivaldo vai comendo o bandeco de Duarte na federação PT/PV/PCdoB

Deputado federal do PSB já ofereceu até a vaga de vice para um dos três partidos, mas tem dificuldades para agregar aliados ao tentar se impor por cima, via pressão do ministro da Justiça Flávio Dino, enquanto o ex-prefeito – que deve se filiar ao PV – trabalha na base, com apoio de dirigentes comunistas e petistas

 

Prato indigesto para Duarte Jr., o mocotó saboreado por Edivaldo ao lado de petistas e comunistas vira símbolo da virada do ex-prefeito

Análise da Notícia

Na semana passada, este blog Marco Aurélio d’Eça trouxe o post “Duarte Jr. pode ter Brandão em seu palanque, mas sua briga agora é com Márcio Jerry..”.

Tratava-se da análise dos movimentos do ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior, que, com o apoio do deputado federal presidente do PCdoB vem ocupando espaços importantes na federação Brasil-Esperança, formada por PT, PCdoB e PV.

Antes disso, ainda em julho, outro post de Marco Aurélio d’Eça mostrava como Edivaldo Júnior voltou ao jogo da sucessão em São Luís.

Apesar da segunda colocação nas pesquisas – agora já claramente ameaçada pelo próprio Edivaldo – Duarte Jr. tem uma dificuldade absurda de agregar apoios; e diante das recusas, comete o mesmo erro de 2020, quando ofereceu a vaga de vice para diversos partidos antes do início da campanha, o que só gerou mais crise e afastou aliados no segundo turno.

Outro erro do deputado federal socialista é tentar impor o seu nome de cima para baixo, também a exemplo de 2020, com a pressão do ministro Flávio Dino e seus auxiliares, sobretudo do jornalista Ricardo Capelli, que manda recados diários à base ordenando o apoio ao candidato do ministro.

Com outro perfil, Edivaldo age de forma mais simpática, sem negociações antecipadas e sem impor seu nome, costurando nos bastidores, com apoio de dirigentes importantes, a exemplo do deputado federal e presidente do PCdoB, Márcio Jerry, outro interlocutor privilegiado de Flávio Dino.

Com este estilo, o ex-prefeito já conseguiu, inclusive, suplantar o erro que cometeu em 2020, ao se indispor com todo o grupo, o que o levou a fracassar nas urnas em 2022; hoje, consegue alinhar os projetos do próprio Flávio Dino e do governador Carlos Brandão, que devem “decidir juntos” sobre as eleições de 2024.

É diante de todas essas circunstâncias, que o mocotó saboreado por Edivaldo com petistas e comunistas no último sábado virou o símbolo de uma virada para cima de Duarte dentro da base governista.

Situação que tende a piorar para o deputado dinista com a chegadas de novos números nas futuras pesquisas…