3

Dr. Yglésio a caminho da oposição…

Candidato a prefeito pelo PROS, que iniciou a pré-campanha apostando em ter uma forte coligação com partidos da base do governador Flávio Dino é cada vez mais crítico da gestão comunista e se mostra duro com adversários da base

 

Mesmo isolado no PROS, Yglésio manteve campanha firme e mostra postura cada vez maior de oposicionista

O deputado estadual Dr. Yglésio (PROS) apostou alto em seu projeto de candidatura a prefeito de São Luís.

Na pré-campanha, ele sonhou ter um partido forte e uma coligação forte, dentro da base do governo Flávio Dino (PCdoB), com estrutura de campanha e tempo na propaganda para – acreditava ele – chegar ao segundo turno.

Algo deu errado na articulação de Yglésio ele acabou isolado no pequeno PROS, com apenas 16 segundos de tempo na propaganda e praticamente sem chapa de vereadores.

Desde então, o deputado tem sido cada vez mais duro com o governador Flávio Dino – a quem já deu reprimenda pública – e contra os candidatos do chamado consórcio governista, incluindo o comunista Rubens Pereira Júnior, candidato do Palácio dos Leões.

E já deixou claro que não apoiará nenhum candidato no segundo turno.

Mas esta é uma outra história…

3

O fator Weverton Rocha nas eleições de São Luís…

Acostumado a enfrentar ambientes eleitorais hostis, senador tem no pleito de 2020 uma das mais duras missões: ajudar a levar ao segundo turno o democrata Neto Evangelista, mesmo contra todo o fogo amigo na própria base; e ao contrário do que se pensa, o pedetista mostra cada dia mais entusiasmo com o desafio

 

Os eventos de Neto Evangelista têm se transformado em sucessivos recordes de público, tendo por trás o entusiasmo contagiante do senador Weverton Rocha, mesmo em ambiente eleitoral hostil

Análise de conjuntura

Não há dúvidas de que o senador Weverton Rocha (PDT) – à época deputado federal – foi o principal responsável pela virada histórica que resultou numa reeleição dada como perdida do prefeito Edivaldo Júnior (PDT), em 2016.

A façanha – que resultou, inclusive, em sua consolidação como candidato a senador – vem sendo contada desde então pelo blog Marco Aurélio D’Eça, em sucessivos posts. (Relembre aqui)

Agora, nas eleições de 2020, o senador pedetista tem um novo desafio: ajudar a levar o deputado estadual Neto Evangelista (DEM) ao segundo turno das eleições na capital maranhense.

Em dadas circunstâncias, a missão seria tranquilamente factível, dada a força do PDT na capital maranhense, somada ao carisma do próprio Neto Evangelista e da conjunção de aliados envolvidos no projeto.

Mas Weverton enfrenta nestas eleições ambiente hostil, criado em sua própria base de aliados.

O senador-presidente do PDT enfrenta não apenas o favoritismo quase inalcançável do deputado federal Eduardo Braide (Podemos), mas também um fogo-amigo ininterrupto da própria base do governo Flávio Dino (PCdoB), que querem o mesmo que ele.

Mas do que tirar Neto do segundo turno, as forças que gravitam em torno dos candidatos Duarte Júnior (Republicanos) e Rubens Pereira Júnior (PCdoB) – e do próprio Braide – querem ferir de morte o projeto de Weverton para 2022.

Imagem-símbolo da vitória de Edivaldo em 2016: Weverton Rocha arregaçando as mangas, com seu grupo, para reverter uma derrota que já se dava como favas contadas

O que impressiona em toda esta situação é o entusiasmo com que o senador encara todos esses obstáculos.

Ele não apenas veste a camisa de Neto Evangelista, como participa da maioria dos eventos de campanha, envolvendo a militância pedetista e com a plena convicção de que chegará ao segundo turno, mesmo diante das pesquisas – que aliás, jogavam contra ele também em 2016 e 2018.

O resultado são os eventos cada vez maiores em torno de Neto Evangelista, que bate recordes de público nas comunidades de São Luís, a exemplo do que ocorreu no Centro, com Fábio Câmara, na Vila Luisão, com Ivaldo Rodrigues, e ontem no Anjo da Guarda, como mostram as imagens que ilustram este post.

É com esta convicção que o senador diz estar envolvido diretamente na campanha, por que, segundo ele, o segundo turno será outra batalha.

Quando o fator Weverton Rocha marcará ainda mais posição…

0

Bandas com até quatro integrantes devem ser liberadas em São Luís

Casa Civil do Governo do Estado deve anunciar nesta sexta-feira, 4, o Decreto com regras para realização de shows em bares, restaurantes e casas noturnas ampliando o número de artistas no palco

 

Por enquanto, as apresentações estão restritas a dois músicos em palco, mas a realidade para os artistas deve mudar a partir deste fim de semana

O secretário-chefe da Casa Civil do governo Flávio Dino (PCdoB), Marcelo Tavares, deve anunciar nesta sexta-feira, 4, novo Decreto regulamentando as apresentações de música ao vivo em bares, restaurantes e casas noturnas de São Luís.

A partir do novo documento – que deve entrar em vigor já neste fim de semana – as bandas e grupos musicais podem ter até quatro componentes.

Atualmente, apenas dois músicos podem se apresentar juntos nestes estabelecimentos.

A nova medida visa atender um pedido da classe artística, que diz não aguentar mais tanto tempo sem trabalhar.

O horário de funcionamento de bares e restaurantes deve continuar o mesmo, com licença somente até a 0h00.

O anúncio das novas medidas deve ser feito pelo próprio governador Flávio Dino, em seus já tradicionais pronunciamentos de sexta-feira.

0

Rafael Leitoa rebate oposição: “Se saúde não for urgente, não sei mais o que será”

Em participação via internet – devido a contaminação por coVID-19 – Rafael Leitoa defendeu aprovação de projetos do governo Flávio Dino

Uma grande discussão girou em torno da aprovação da Medida Provisória nº 319, enviada à Assembleia Legislativa do Maranhão pelo Executivo estadual no último dia 17 de junho. A MP solicita crédito extraordinário de setenta e um milhões, duzentos e vinte mil, seiscentos e cinquenta reais para combate à pandemia da covid-19.

De um lado, a oposição na lida diária de desconstrução das ações positivas do governo Flávio Dino. Do outro, deputados que defendem os investimentos e trabalhos executados de maneira pontual e correta desde os primeiros infectados pelo coronavírus no Maranhão.

Com a participação via internet, o deputado Rafael Leitoa, que recentemente testou positivo para a covid-19, continuou a defesa da aprovação da Medida Provisória 319, ressaltando a urgência, pois há quase um mês tramita na Casa.

“A MP cumpre um preceito orçamentário. Como cobrar um plano de aplicação para aprovação dessa Medida Provisória, se os preceitos dessa aprovação são de relevância e urgência? Se saúde pública não for relevante e urgente no seu conceito, deputado César Pires, eu não sei o que mais será”, rebateu o deputado Rafael, destacando que para ver a aplicação correta de recursos e das atividades de combate à covid, basta analisar os números de leitos que o Governo do Estado abriu nesse período, os números de respiradores que foram para o interior do Estado, aquisição de materiais, de suprimentos. “Esse é o verdadeiro plano de aplicação, salvando vidas, se hoje o Estado do Maranhão tem índices bons com relação à pandemia, foi por conta de todo esse investimento, apesar da crise financeira”, afirmou.

Rafael Leitoa continuou rebatendo, afirmando tristeza, inclusive, nas falas diárias dos deputados César Pires e Wellington do Curso, que desmerecem toda e qualquer ação do governo do Maranhão, que tentam transformar a urgência de soluções, por parte do Executivo, em improbidade.

“O deputado César tenta passar para a opinião pública que nós estamos dando um cheque em branco para o Governador Flávio Dino. Não é isso! Estamos fazendo uma adequação à legislação orçamentária. O deputado César é experiente, sabe o que nós estamos aprovando. Se a gente pesquisar outros pronunciamentos dele, enquanto líder do Governo passado, vamos verificar ele fazendo defesa com relação ao crédito orçamentário de maneira semelhante”, destacou.

Ao finalizar, Rafael Leitoa lembrou que Timon, sua cidade natal, conta hoje com 20 leitos de UTIs, e respiradores, graças à política de expansão de combate ao coronavírus em todo o Maranhão. Tudo em virtude dos investimentos positivos na saúde pública do estado.

“Não tenho dúvida nenhuma da execução orçamentária, do trabalho brilhante que o nosso Secretário Carlos Lula tem feito, tanto que foi aclamado para ser o Presidente do Conass, por unanimidade, representando todos os secretários de saúde do Brasil, tendo em vista o seu grande trabalho e sério na aplicação dos recursos públicos. Encaminho pela aprovação da Medida Provisória”, finalizou.

Da assessoria

2

Rafael Leitoa destaca transparência do governo durante a pandemia

Em contraponto à oposição, líder da base governista ressaltou a luta diária da gestão comunista no combate ao coronavírus; ele rebateu também declarações relacionadas à segurança pública e à Polícia Militar

 

Em pronunciamento ocorrido na manhã desta quarta-feira, 08, o deputado Rafael Leitoa, líder do governo na Assembleia Legislativa, mais uma vez defendeu a postura de Flávio Dino e seu secretariado nestes tempos de pandemia.   Em dois momentos durante o pronunciamento, Rafael Leitoa destacou a luta diária do governo do Maranhão no combate ao coronavírus e na manutenção da coerência em sua gestão estadual.

Rebatendo uma das falas da oposição, o deputado Rafael lembrou que o treinamento de diversos alunos do curso de formação de policiais militares está suspenso, impossibilitando a nomeação e envio desses alunos às ruas.

“O governador Flávio Dino nomeou metade do efetivo atual da Polícia Militar do Maranhão, é o gestor que realizou o maior concurso da PM em toda a história do estado”, destacou o deputado, lembrando que existe uma programação para essas nomeações, impossíveis de acontecerem agora. “Estamos sempre atentos, dialogando com o governo e em breve esses candidatos estarão nas ruas, são práticas de nivelamento que duram 4 meses, não tenho dúvida que eles serão convocados”, reforçou.

No segundo momento, o deputado Rafael destacou a atuação do Secretário de Saúde, Carlos Lula já na presidência do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde (Conass), que em reunião recente com o Ministro da Saúde, sugeriu a criação de uma Câmara de Mediação, reunindo órgãos de controle e fiscalização para evitar abusos de preços, falhas nas entregas e devolução de recursos.

O deputado atentou para a funcionalidade dessa Câmara, pois a aquisição de produtos essenciais no tratamento e prevenção da covid-19 sumiram das prateleiras em todos os países, causando uma grande procura, porém, com pequena oferta. Preços elevados obrigaram a readequação de governos pelo mundo todo.

“Temos pela primeira vez um maranhense na presidência do CONASS, isto demonstra o reconhecimento e seriedade que o governador Flávio Dino e o secretário Carlos Lula têm a nível nacional. É leviano usar a palavra superfaturamento, com o intuito de incriminar um governo sério, com resultados eficientes no combate à pandemia. Neste período, dezenas de hospitais e UTIs foram entregues em todo o Maranhão”, finalizou.

2

Secretário de Cultura: Madeira é o melhor nome para São Luís

Anderson Lindoso declarou apoio ao candidato do Solidariedade, o que ampliou o número de membros da base do governo alinhados à sua candidatura; o ex-juiz recebeu o apoio também de representantes do Bumba-meu-boi de São Luís

 

Entre Simplício Araújo e Carlos Madeira, Anderson Lindoso é o terceiro auxiliar do governo a declarar apoio ao candidato do Solidariedade

O pré-candidato do Solidariedade a prefeito de São Luís, Carlos Madeira, recebeu nesta terça-feira, 7, o apoio do secretário de Estado da Cultura, Anderson Lindoso, o que ampliou sua base entre os membros do governo Flávio Dino (PCdoB).

Para Lindoso, Madeira é melhor nome para a cultura da capital maranhense.

– Ele tem grandes ideias para ajudar a transformar a nossa política cultural, com projetos assertivos voltados para o fazedor de cultura, para que ele possa ter meios de se manter e valorizar cada vez mais a cultura de nossa cidade –  destacou o secretário.

O apoio de Anderson Lindoso é, para Madeira, emblemático, tendo em vista seu projeto de valorização e prestígio à cultura do Maranhão.

– Como um homem da cultura, Lindoso compreendeu o projeto de quem gosta e acredita na cultura e vai atuar para ela seja respeitada e valorizada. É um apoio seguramente que me deixa feliz e orgulhoso. Faremos uma boa caminhada – afirmou o candidato.

 

Representantes de grupo de Bumba-meu-boi também fecharam apoio ao ex-juiz Carlos Madeira, ampliando os segmentos que estão com seu projeto

Presidente do Solidariedade no Maranhão e articulador da campanha do ex-juiz federal, o secretário Simplício Araújo lembrou que o ex-juiz já tem também o apoio do secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, além da deputada estadual Helena Duailibe e do vereador Afonso Manoel, e também de segmentos como o trade turístico.

– A vinda do secretário Anderson Lindoso soma com o perfil de Carlos Madeira que é o melhor para gerir a cultura de um município como o de São Luís, que tem um vasto acervo cultural – frisou.

O candidato do Solidariedade recebeu também o apoio de representantes dos grupos de Bumba-Meu-Boi de São Luís, entre eles do Boi Brilho da Ilha e do Boi da Maioba.

1

Vereador contesta proibição de artistas em bares…

Raimundo Penha argumenta que, se o estabelecimento já está com a capacidade máxima definida no próprio decreto de abertura, a presença de música ao vivo não fará nenhuma diferença para efeito de aglomeração

 

Os bares reabriram, mas sem a presença de artistas nos palcos, que ficam vazios desde o último sábado, 27

O vereador Raimundo Penha (PDT) contestou nesta terça-feira, 30, a regra do Governo do Estado que proibiu a realização de música ao vivo nos bares e restaurantes de São Luís.

Estes estabelecimentos ganharam permissão para voltar a funcionar a partir do último sábado, 27, mas com a proibição de shows e a apresentações artísticas.

– Queria entender o sentido de não ter música ao vivo em bares. Se estes já tem uma capacidade definida, ao m,eu ver, a presença dos artistas não vai alterar em nada – ponderou o parlamentar de São Luís.

O vereador Raimundo Penha contestou em suas redes sociais a proibição dos shows aos vivo nos bares

Na avaliação de Penha, ao contrário de prejudicar, a presença de artistas é uma forma de ajudar no reforço às normas de prevenção e proteção nos próprios estabelecimentos.

O vereador anunciou que vai apresentar requerimento à Prefeitura de São Luís pedindo a liberação imediata dos shows ao vivo nos bares e restaurantes.

1

‘Muita enganação’, afirma César Pires sobre rede para atender Covid-19

O deputado César Pires questionou nesta terça-feira (30) os dados informados pelo governo Flávio Dino sobre a oferta de leitos hospitalares exclusivos para o tratamento de pacientes acometidos pela Covid-19 em São Luís. Segundo ele, cerca 55 respiradores foram instalados na rede estadual da capital maranhense até agora. “O governo, mais uma vez, mente ao repassar informações ao povo maranhense”, afirmou ele.

Ressaltando não ser contra a aquisição de respiradores e ampliação do número de leitos, César Pires afirmou que o inaceitável é o governo mentir para a população informando ter instalado uma rede que não existe. “Recebi informações de fontes confiáveis, que diariamente têm que lidar com a pouca disponibilidade de equipamentos tão necessários para salvar a vida das vítimas do coronavírus”, enfatizou ele.

Em pronunciamento na tribuna da Assembleia Legislativa, César Pires informou, por exemplo, que o Hospital Real, contratado pelo governo estadual em São Luís, ofertou 220 leitos para tratamento da Covid-19, ocupando no máximo 60% desses leitos, com 10 respiradores. No Hospital São José, também privado, eram 55 leitos com apenas três respiradores. No HCI, foram disponibilizados 60 leitos e 25 respiradores para atender os pacientes com coronavírus, e o hospital de campanha instalado em São Luís conta com 10 respiradores.

Ao apresentar esses dados, César Pires quis mostrar à população que o governo Flávio Dino divulgou o que de fato não entregou aos maranhenses. Para ele, a propaganda oficial foi muito maior que os investimentos feitos para o enfrentamento da pandemia no Maranhão, onde mais de 2 mil pessoas já morreram em decorrência da Covid-19.

“Estamos encaminhando ofício à Secretaria de Estado da Saúde, para informar se esses dados a nós repassados por fontes fidedignas estão corretos ou não, e também vamos solicitar à Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa, para que também fiscalize essa situação acompanhada dos três deputados da oposição. O Legislativo tem que cumprir o seu papel de cobrar transparência e fiscalizar os atos do Executivo. Foi muita propaganda pelo pouco que foi feito para salvar vidas no Maranhão”, concluiu ele.

2

Covid-19: Rafael Leitoa diz que reconhecimento ao governo causa ânsia nervosa da oposição

O deputado estadual e líder do governo na Assembleia Legislativa, Rafael Leitoa (PDT), saiu, mais uma vez, em defesa dos avanços da saúde que o Maranhão teve nos últimos meses para conter a pandemia do novo coronavírus. Na sessão de hoje, ele enterrou as críticas vazias feitas por César Pires (PV) e Wellington do Curso (PSDB), e afirmou que elas se dão porque a população do Maranhão reconhece os investimentos realizados pelo governador Flávio Dino.

“Talvez o governador mais atuante no combate ao coronavírus. Então fico muito tranquilo de subir a esta tribuna e fazer essa defesa clara, transparente, de forma objetiva, porque o governo tem se esforçado diariamente, diuturnamente”, afirmou Rafael Leitoa, destacando a inauguração de mais 10 leitos de UTI em Timon e em Caxias, entregues neste final de semana.

“Hoje nós contamos com 20, em março, nós não tínhamos nenhum e, há décadas, esperávamos esse leito de UTI que chegou num bom momento não só para Timon, mas para todas regiões do estado. Se não tivéssemos a coragem e altivez do governador Flávio Dino, com certeza, nós estaríamos em momento pior”, reiterou, citando a inauguração de hospitais e leitos em todas as regiões do estado.

Respiradores

Mais uma vez os respiradores foram temas de debates na Assembleia Legislativo. E, novamente, Wellington do Curso e César Pires usaram discursos falaciosos para imputar culpa no governo do Estado em relação a compras frustradas do Consórcio Nordeste.

“A devolução que o Deputado César Pires e Deputado Wellington do Curso se referem todo mundo sabe aqui do estado que, infelizmente, o Consórcio Nordeste fez uma compra que foi frustrada por um fornecedor que não entregou os respiradores e que teve as contas bloqueadas pela Justiça”, explicou, informando que o caso está em investigação na Bahia.

Já sobre a segunda compra, Rafael Leitoa esclareceu que ela foi devolvida na mesma moeda.

“Foi pago em dólar e foi devolvida em dólar. Você não pode comprar em dólar e ser devolvido em uma moeda diferente. A mesma quantidade de dólares pagos pelo governo do Estado foi a quantidade de dólares devolvidos e ressarcidos aos cofres públicos”, respondeu.

Ao fim, de novo, a oposição não contestou os argumentos do líder do governo.

Da assessoria

0

Mais um início de semana com reaberturas…

Shoppings centers voltam a funcionar nesta segunda-feira, com restrições de lotação; Câmara Municipal também reabre forma gradual a atividades; e a Sedel inicia discussão para retomada do calendário esportivo no estado

 

O comércio da Rua Grande e outros centros começar já está praticamente todo de volta; e tende a reabrir gradualmente nos próximos dias

 

Esta segunda-feira, 15 marca mais uma etapa da reabertura gradual das atividades econômicas no Maranhão.

A partir de hoje, os shoppings centres voltam a funcionar, com restrição de horário e de lotação; e com regras rígidas de proteção e higienização – à exceção das praças de alimentação e cinemas, que continuarão fechados.

O governo Flavio Dino (PCdoB) já havia autorizado a reabertura de igrejas católicas e evangélicas, que voltaram a funcionar neste fim de semana – também com regras de lotação e higienização.

A partir de hoje, a Câmara Municipal também começa a funcionar com atividades presenciais, de forma gradual, até retomar todas as suas ações.

E a Secretaria de Esportes e Lazer (Sedel) já definiu agenda com federações e associações esportivas para retomada de treinos, campeonatos e eventos esportivos.

O Maranhão tem hoje quase 60 mil casos de coVID-19 e quase 1,5 mil óbitos.