5

Lula quer Haddad com o grupo Sarney…

Entre os bilhetes – manuscritos e não digitados – divulgados pela revista IstoÉ, que está nas bancas, há um recado direto do ex-presidente, dizendo que quer a família da ex-governadora Roseana no apoio ao seu candidato

 

COM TODOS NO MARANHÃO. a capa de IstoÉ com a ilustração dos recados a Dino e aos Sarney: projeto Haddad

Reportagem da revista IstoÉ, que começa a circular nesta sexta-feira, 28, traz uma série de bilhetes manuscritos do ex-presidente Lula, com recados para a arregimentação da campanha do petista Fernando Haddad.

Entre outras coisas, os bilhetes confirmam abordagem deste blog e reforça a suspeita de que a suposta carta assinada por Lula em favor de Flávio Dino (PCdoB) – digitada e não manuscrita – é, de fato, forjada pelos comunistas. (Entenda aqui)

Um dos bilhetes – manuscrito e não digitado – tem um recado direto para o grupo da ex-governadora Roseana Sarney.

– Quero a família Sarney na campanha de Haddad – determina Lula, segundo a IstoÉ.

Outro trecho da reportagem mostra um Lula chateado com o apoio do governador Flávio Dino a Ciro Gomes, com um recado direto ao comunista: “Dino tem que deixar de apoiar Ciro”.

REFORÇANDO A CAMPANHA. Lula pede aos seus mensageiros que encaminhem recursos à campanha de Weverton Rocha, principal nome do PDT

Até mesmo o deputado pedetista Weverton Rocha foi lembrado pelo ex-presidente, que, segundo a revista,  encaminhou recursos para a campanha dele ao Senado.

Em troca, Rocha também passaria a apoiar Haddad.

De acordo com a revista IstoÉ, o objetivo de Lula é reforçar as posições de Haddad no Nordeste, com apoio das principais lideranças da região, a fim de contrapor o potencial dos adversários no Sul do país.

A revista IstoÉ está nas bancas desde as primeiras horas da manhã desta sexta-feira…

Marco Aurélio D'Eça

5 Comments

  1. Meu caro Jornalista,
    sou admirador e assíduo leitor do seu blog, mas as vezes ficamos decepcionados com determinadas noticias publicada em seu blog, que muitas vezes nos deixa duvidas sobre a seriedade de suas reportagens, como por exemplo nessa da matéria da revista Isto E, quando você faz referencia aos bilhetes supostamente escritos pelo ex-presidente Lula, deixa transparecer que esses manuscritos merece credibilidade porque não foram digitados, mas esqueceu apenas de verificar que a letra constante dos “supostos bilhetes” e muito diferente daquelas que já apareceram nas cartas divulgadas como sendo do ex-presidente. Portanto, entre serem digitadas e escritas por terceiros, não existe absolutamente nem uma diferença.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *