7

De como Weverton Rocha constrói seu time para 2022…

Senador reúne em torno de si aliados emergentes, novas lideranças e políticos com perspectiva de poder; e a exemplo do que fez em 2018, vai construindo as bases para tornar irreversível sua candidatura à sucessão do governador Flávio Dino

 

COM ALIADOS EM TODAS AS INSTÂNCIAS DO PODER MARANHENSE, Weverton vai consolidando seu projeto para 2022

O blog Marco Aurélio D’Eça acompanhou de perto a candidatura a senador do então deputado federal Weverton Rocha (PDT), desde seu início, lá no fim de 2016.

E entende que, se dependesse do governador Flávio Dino (PCdoB), o agora senador nem seria candidato.

A construção da candidatura – que obteve quase 2 milhões de votos, a maior votação da história do Maranhão – se deu por uma característica própria do pedetista: a capacidade de consolidar apoios em torno e si.

COM PORTAS ABERTAS NO SENADO, WEVERTON ATRAI TAMBÉM DEPUTADOS, PREFEITOS E VEREADORES de todo o Maranhão a Brasília

Nesse aspecto, o que teriam a ver os deputados federais Juscelino Filho (DEM), Gil Cutrim (PDT), e Pedro Lucas Fernandes (PTB), os presidentes da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB); da Famem, Erlânio Xavier (PDT); e da Câmara Municipal, Osmar Filho (PDT); o candidato a prefeito Neto Evangelista (DEM), além dos deputados estaduais Glalbert Cutrim, Rafael Leitoa, Fábio Macedo(todos do PDT), diversos prefeitos e um sem número de vereadores em São Luís e no interior?

Todos eles fazem parte do time de Weverton Rocha, a base que ele vai construindo, à sua maneira, para chegar como nome de peso na sucessão de Flávio Dino.

E assim como Dino nunca quis Weverton senador – até ser engolido pela irreversibilidade de seu nome – também não o quer candidato a governador; pelo menos não em 2022.

Mas vai querer.

O comunista vai ter que querer.

DESDE 2016 O SENADOR VEM REUNINDO MEMBROS DA CLASSE POLÍTICA, QUE SOLIDIFICAM CADA VEZ MAIS SEU PROJETO, que pode se viabilizar em 2022 ou mesmo só em 2030…

Por que a questão não envolverá apenas Weverton Rocha, mas Othelino Neto, vários deputados federais e estaduais, além de uma crescente lista de prefeitos empoderados e com trânsito na Brasília bolsonarista a que Dino não tem acesso.

É assim que se constrói candidaturas

É assim que se vence eleições…

Marco Aurélio D'Eça

7 Comments

  1. Votei em Weverton Rocha pela chapa com Flávio Dino. Se não fosse Flávio TB não teria votado nem em Eliziane Gama. Em 2022…será o que estiver alinhado com a atual gestão e pt saudações.

  2. Minha visão é outra: acho que Dino e Weverton ainda são aliados e Dino o quer como Governador. Dino sabe que seu Governo irá aos trancos e barrancos e antes de ficar pior (caos total) que é extremamente previsível, ele entregará para Brandão. Brandão, tadinho, ficará com a culpa pelo caos e mesmo assim se lançará À reeleição. É nessa hora que o atual Grupão se desintegrará em vários e Dino não compactuará com o caos da gestão de Brandão e tchan tchan tchan! Dino apoiará Weverton para o Governo. Pra eles o Brandão estará enfraquecido e os Sarneys tb ainda não terão um nome de peso, ou seja, sem adversários, terão uma gloriosa vitória (Pra eles). Essa é a verdadeira história!!! Espero que não aconteça, pois o Estado não merece mais tanto sofrimento.

  3. Weverton um grande político, mais esqueceu dos amigo que acreditaram nele desde o começo nas pequenas reuniões que foi feita quando os grandes não acreditavam mais agora os grandes valem mais e os pequenos são esquecidos.

  4. Deus não deixa. Já basta “lulas” no comando. Assim como boa parte do Brasil quer ver os corruptos e assassinos na cadeia o Maranhão não ficará a observar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *