3

Governo vai endurecer medidas contra bares e restaurantes…

O desrespeito às regras de funcionamento durante a pandemia – com música ao vivo e aglomerações, que já lavaram a atuações, interdições e multas – levou a força-tarefa a ampliar a fiscalização em toda a Grande São Luís

 

O auto-intitulado “Posto A”, na Ponda D’Areia, foi um dos “pontos de bacanas” interditados pela Vigilância Sanitária; mas o desrespeito se dá em toda São Luís

Depois do grande desrespeito às regras de funcionamento durante a pandemia em bares – tanto na chamada área nobre quanto na periferia de São Luís – o Governo do Estado decidiu endurecer a fiscalização.

No fim de semana, houve desrespeito com música ao vivo no restaurante Coco Bambu, pagode na área de “bacanas” da Ponta D’Areia auto-intitulada “Posto A” e festas em bares de bairros e casas noturnas.

A força-tarefa composta por Governo do Estado, Prefeitura de São Luís, Vigilância Sanitária, Polícia Militar, Blitz Urbana e secretarias de Saúde interditou casas noturas e bares, fechou o tal “Posto A” e decidiu endurecer ainda mais a fiscalização.

 

Já na sexta-feira, 24, o restaurante Coco Bambu foi flagrado desrespeitando a proibição de música ao vivo foi autuado pelo Governo do Estado

A partir desta quarta-feria, 29, os homens da força-tarefa estarão m toda São Luís e as casas que apresentarem reincidência poderão até receber multas, que chegam a R$ 50 mil.

O endurecimento das regras tem um objetivo: o governo quer evitar ter que voltar a proibir a abertura de toda atividade de bares e restaurantes.

Mas espera contar com a colaboração das próprias casas.

O que não vem ocorrendo em São Luís…

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Deviam era fiscalizar se os restaurante estão cumprindo o decreto com relação à quantidade de pessoas por mesa. O decreto permite no máximo 04. Um grupo de 05 pessoas vai junto no mesmo carro, mas não pode sentar na mesma mesa. Particularmente acho que deveriam permitir um pouco mais, pelo menos 06 pessoas, como está sendo em Brasília… Fica ruim pra um casal com 03 filhos pequenos…

  2. Alguns restaurantes têm música ao vivo, porém não ferem o decreto, pois o tipo de música ao vivo não promovem aglomerações ou movimentação. Em um restaurante onde todos ficam sentados em suas mesas (com no máximo 04 pessoas, respeitando o decreto) apenas apreciando a música, não está promovendo nenhum tipo de movimentação ou aglomeração. Há casos e casos. Segue abaixo o decreto:
    1.44 Ficam proibidas atrações musicais, culturais e de qualquer tipo que promovam aglomeração ou movimentação, até nova deliberação dos órgãos sanitários.

    Resp.: Meu caro, é proibido musica ao vivo, seja de que tipo for. Então, se tem musica ao vivo, seja de violão, viola~, teclado, acordeon ou a capela, não pode. simples assim…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *