0

Grande São Luís terá mais ônibus circulando segunda-feira

Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) publicou a Portaria nº 284/2020 determinando a circulação de 100% da frota do sistema de transporte coletivo semiurbano

 

Os ônibus do sistema metropolitano pretendem reduzir o número de aglomerações no transporte da Grande São Luís

Os municípios de  São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar, vão ter mais ônibus circulando entre suas regiões a partir da segunda-feira, 8,.

A Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) publicou a Portaria nº 284/2020 determinando a circulação de 100% da frota.

A portaria estabelece ainda que os passageiros devem utilizar máscaras de proteção e que as viagens sigam somente com passageiros sentados.

Assim têm andado a maior parte dos ônibus do sistema urbano da capital desde a reabertura das atividades comerciais

Na manhã desta sexta-feira, 8, o blog Marco Aurélio D’Eça divulgou imagens de aglomerações nos pontos de ônibus, além de coletivos circulando lotados em São Luís, focos para transmissão de coVID-19. (Relembre aqui) 

A MOB entende que a circulação dos ônibus dos seu sistema vai diminuir as aglomerações…  

1

Pressão dos números da coVID-19 faz Dino desistir de volta às aulas

Governador anunciou em suas redes sociais que não mais autorizará a reabertura das escolas no próximo dia 15; ele fará nova previsão na semana que vem, quando deve ser analisado também o impacto do libera geral no comércio da Grande São Luís

 

Flávio Dino decidiu esperar um pouco mais para a reabertura das aulas, prevista e forma condicional para o dia 15

Os últimos números da coVID-19 e o avanço da doença no interior – combinado com o forte crescimento de aglomerações na Grande São Luís – levou o governador Flávio Dino (PCdoB) a recuar da reabertura das aulas.

Ele anunciou em suas redes sociais, na manhã desta sexta-feira, 5, que a data prevista, de 15 de junho, será revista e outra data será fruto de avaliação na semana que vem.

Na coletiva em que anunciou o “libera geral” do comércio, há uma semana, Dino havia estabelecido uma previsão para reabertura das aulas no dia 15, mas condicionou isso à situação vigente na época da decisão.

Como os números da coVID-19 só aumentam no interior – o que levou a Justiça a determinar fechamento geral em alguns municípios – ele decidiu recuar e rediscutir as datas.

A situação em São Luís é perigosa por conta de aglomerações em ônibus e em centros comerciais e de lazer da cidade

Na manhã de hoje, o secretário de Saúde Carlos Eduardo Lula admitiu também que a flexibilização do comércio pode ser revista, diante do aumento dos números.

A situação da pandemia de coronavírus parece estabilizada na Grande São Luís, mas o grande número de aglomerações na Rua Grande, na Avenida Litorânea, incluindo festas em bares – somado ao aumento do casos no interior – pode gerar uma segunda onda de contaminação.

A partir de segunda-feira, 8, o governo deve começar a analisar a situação em cada região…

3

Justiça volta a fechar tudo no interior maranhense…

Alguns municípios, como Codó, tiveram forte aumento nos casos de coronavírus desde a abertura das atividades comerciais, o que levou a novo fechamento das atividades; em outras cidades, a Justiça e o Ministério Público estão cobrando explicações das prefeituras

 

Diante do número do aumento dos casos de coVID-19, as autoridades de Codó decidiram acordar pela volta do fechamento radical do comércio (imagem: blog o Acélio Trindade)

O Município de Codó determinou nesta quinta-feira, 4, pela terceira vez, o fechamento total das atividades na cidade por causa do aumento dos casos de coronavírus.

Um acordo do Ministério Público com a prefeitura foi homologado pelo juiz Marco André Teixeira Tavares, determinando a volta da validade do decreto anterior, mais radical, que fecha tudo, desta quarta até a terça-feira, 9.

Já a partir da quarta-feira, 10, ficarão proibidos os serviços não-essenciais e qualquer forma de comercialização de  bebidas. (Entenda aqui)

Codó tem hoje 1.254 casos confirmados de CoVID-19, com 38 mortes, registrando aumento significativo desde a reabertura do comércio.

Além de Codó, a Justiça de vários municípios está determinando o fechamento ou cobrando informações das prefeituras por causa do aumento de casos de coVID-19 após abertura geral das atividades.

Em São Luís, as autoridades vão aguardar as análises da semana que vem para decidir se mantém ou revogam a reabertura.

Mas esta é uma outra história…

4

Fechamento de bares gera efeito dominó na noite de São Luís

Segmento é ignorado nas discussões sobre retomada das atividades econômicas pós-pandemia, o que acaba prejudicando também profissionais como garçons e artistas da noite, sem perspectivas de receitas

 

Os bares continuam sem perspectiva de voltar a abrir em São Luís, o que gera uma reação em cadeia, prejudicando garçons, atendentes e artistas da noite

Editorial

Um dos segmentos mais ignorados no debate sobre a retomada econômica pós-pandemia no Maranhão é, especificamente, o de bares.

Empreendimento que depende exclusivamente de sua rede física – já que não tem característica de drive thru ou de delivery – um bar precisa também de garçons e de animação para garantir o lazer à noite.

Mas fechados – e com altos alugueis para honrar – acabam por prejudicar também os profissionais de atendimento e os artistas da noite, ambos dispensáveis no atendimento virtual.

O pior é que os bares devem ser os últimos a voltar a funcionar, já que não se enquadram em nenhum tipo de serviço essencial.

Os restaurantes podem fazer entregas em casa ou funcionar para retirada na loja; os depósitos e lojas de conveniências seguem abertos para compra de bebidas e afins, que podem ser consumidas em casa.

Mas quem vai pedir petisco e cerveja em seu bar preferido para receber em casa? 

Os bares funcionam como um atrativo físico por si só. Seu ambiente, sua luz, sua música e sua bebida é que levam as pessoas a frequentá-lo.

E essa experiência não pode ser virtual. 

Milhares de artistas que vivem exclusivamente de suas apresentações em bares estão em dificuldades financeiras desde o fechamento das atividades.

Milhares de garçons estão esperando o retorno das atividades para poder trabalhar em ambientes físicos.

Mas não há nenhuma discussão conhecida sobre a reabertura deste segmento, que movimenta milhões por ano apenas em São Luís.

São três setores interdependentes, que se juntam nesta pandemia numa espécie de abraço de afogados.

E muitos, sequer, terão condições de voltar ao final da crise…

0

Prefeitura de Santa Rita tenta frear crescimento da Covid-19

O município de Santa Rita vem conseguindo frear o crescimento de casos do novo coronavírus. Medidas adotadas pela Prefeitura vem contribuindo para que a população venha vencer a guerra contra a doença que vem abalando o mundo. De acordo com o relatório da Secretaria estadual de Saúde, já são 140 casos registrados, o número mostra um avanço lento da doença no município.

No mês de abril, Santa Rita chegou a figurar entre as 5 cidades com maior número de casos da covid-19, os números atuais demonstram a situação controlada no município.

As medidas adotadas como a instalação de túneis de descontaminação, os quais foram instalados próximo ao Hospital Municipal e também na Caixa Econômica Federal, ajudaram no controle da doença.

Uma medida de saúde, adotada pelo prefeito Hilton Gonçalo também foi a garantia de distribuição de remédios de forma gratuita para casos suspeitos e confirmados da doença. Os suspeitos recebem o protocolo 1 com uso de ivermectina, já os confirmados recebem o antibiótico, hidroxicloroquina e corticoide, se for necessário.

O resultado disto é que o número de mortes está estacionado em quatro. O prefeito Hilton Gonçalo lamenta cada vida perdida, mas tem trabalhado incessantemente para que novos óbitos não venham ser registrados.

Hoje, o número de recuperados no município é de 76 pessoas, o que estabelece um percentual de 55%.

Uma equipe da saúde também foi montada para fazer o teleatendimento, ou seja, faz monitoramento diário com as pessoas confirmadas e também com os suspeitos.

No âmbito hospitalar, Prefeitura de Santa Rita ainda montou 20 leitos exclusivos distribuídos em seis UBS´s, assim como no Hospital municipal, que ainda possui três leitos de UI – Unidades Intensivas.

E para garantir o atendimento de outros pacientes que não estão infectados pelo novo coronavírus e não aumentar o número de doentes crônicos de diabetes, hipertensão, um centro de especialidade foi montado na UBS do bairro Gonçalo, garantindo consultas e procedimentos para quem não tem covid-19.

1

“O avião está em plano de vôo ajustado”, diz Yglésio sobre candidatura

Deputado ativo durante a quarentena da pandemia coronavírus se prepara agora para retomar a pré-campanha e se preparar para as convenções que definirão chapa e alianças para as eleições de outubro

 

Mesmo em isolamento social na pandemia, Dr. Yglésio manteve-se ativo tanto como deputado quanto como político e médico

O deputado estadual Dr. Yglésio (PROS) retomou nesta semana a agenda de conversas sobre a candidatura a prefeito de São Luís, que ficou em segundo plano durante a pandemia de coronavírus, em que atuou na linha de frente.

– Seguir o trabalho. O avião está em plano de voo ajustado – afirmou o parlamentar.

Um dos mais ativos pré-candidatos a prefeito durante todo o processo de enfrentamento da coVID-19 em São Luís, Dr. Yglésio esteve na linha de frente como médico, como pesquisador e como parlamentar, repercutindo fortemente nas redes sociais.

Agora, ele pretende reforçar suas ações também na discussão de outros setores da cidade.

– Estou muito otimista, sobretudo com crescimento orgânico nas redes; alguns números também me animam muito – disse o pré-candidato do PROS.

Ele lembra que o tempo é curto até o pleito, mantido o calendário já definido, mas ressalta que a hora e de trabalhar em curto prazo.

Um dos primeiros atos é acompanhar Gastão Vieira em Brasília, além de garantir a chapa de candidatos a vereador e buscar alianças partidárias…

0

Flávio Dino dá autonomia a prefeitos para reabertura de atividades

Governador disse que caberá às prefeituras definir as regras e os protocolos para reabertura de comércio e serviços, cabendo ao governo o auxílio e o socorro se necessário dentro do processo de reabertura do Maranhão; aulas do Ensino Superior devem ser retomadas a partir de 15 de junho

 

O governador Flávio Dino (PCdoB) declarou hoje, durante anúncio dos novos protocolos para reabertura gradual das atividades no estado, que cada prefeito adotará as medidas cabíveis, dentro da sua própria realidade.

– Como eu não aceito que outra esfera de governo imponha a sua visão para o Governo do Estado, do mesmo modo eu não faço imposições para outras esferas de governo – afirmou Dino.

Em seu anúncio, Dino liberou os salões de beleza e similares para reinício das atividades a partir de segunda-feira, 2, dentro dos protocolos estabelecidos pela Secretaria da Casa Civil.

Também projeto para dia 15 de junho a reabertura dos cursos universitários; nas semanas seguintes, as demais instituições de ensino, até chegar ´´as séries iniciais do Ensino Fundamental e Infantil.

Mesmo liberando prefeitos para tomar decisões sobre abertura de academias e shoppings centers – alguns municípios já liberaram até restaurantes – o governador faz ressalvas quanto a essas atividades.

– Nós consideramos o risco sanitário maior. Ambientes fechados, intensidade de pessoas, dificuldades de manutenção de medidas preventivas. É claro que nós estamos discutindo protocolos, e faço questão de sempre lembrar: esta é a orientação do Governo do Estado. A diretriz do Governo do Estado é de que, em relação a estas duas atividades ainda não é o momento de fazer a reabertura – completou.

As Portarias com as diretrizes e protocolos para reabertura devem ser divulgadas por toda esta sexta-feria, 29…

2

Líderes evangélicos pressionam por reabertura de igrejas

Usando lideranças políticas vinculadas ao segmento religioso, pastores das principais denominações reuniram-se nesta quinta-feira, 5, em conferência virtual, com o governador Flávio Dino, que deve ceder e anunciar regras para o funcionamento

 

Acompanhado dos seus representantes políticos, líderes de várias igrejas evangélicas pressionaram o governador, que deve anunciar regras para abertura de igrejas

O governador Flávio Dino (PCdoB) deve editar até o fim desta semana um novo decreto, com regras específicas para a reabertura das igrejas evangélicas e católicas em todo o Maranhão.

Pelo menos oi isso que ele prometeu nesta quinta-feira, 28, em reunião com líderes evangélicos, que estavam acompanhados por políticos ligados ás denominações religiosas.

A pressão pela reabertura das igrejas, sobretudo as evangélicas – cujo grosso da arrecadação se dá pelos dízimos e ofertas durante os cultos – vem sendo feita desde abril, a começar pelo interior.

O pastores vêm usando políticos vinculados às denominações para pressionar prefeitos, primeiro em Santa Inês, depois em Imperatriz, que autorizou a reabertura nesta quarta-feira, 27.

A parir da abertura nos municípios, a pressão se voltou a Flávio Dino, que admitiu a volta dos cultos, segundo apurou o blog.

O mais provável é que as igrejas já possam abrir a partir deste domingo, 1º, quando entrarão em vigor novas regras para o distanciamento social.

A partir daí,outros setores começarão a abrir, seguindo protocolos de segurança sanitária…

1

Maranhão se aproxima das mil mortes por coVID-19

No mesmo período em que o governo libera setores do comércio e municípios abrem ainda mais atividades – de restaurantes a igrejas, de academias a shoppings centers – estado está a pouco mais de 100 registros de chegar ao patamar simbólico e triste dos mais afetados pelo coronavírus

 

Quase mil famílias choram a morte de seus entes no Maranhão, enquanto as autoridades começam a afrouxar as regras para que tudo volte ao normal (imagem meramente ilustrativa)

Com 34 novos óbitos registrados nesta quarta-feira, 27, o Maranhão se aproxima da triste marca dos estados que já registraram mil mortes por coVID-19.

Agora já são 887, faltando 113 para atingir a desagradável marca.

Mas a triste meta se dá no momento em que tanto o Governo do Estado quanto as prefeituras começam a afrouxar as regras do isolamento social.

O governo já liberou setores do comércio regido por ambientes familiares e caminha para afrouxar mais ainda, a partir deste domingo, 1º de junho.

No interior, onde a coVID-19 já se alastra rapidamente, a liberdade está ainda maior.

Desde abril, alguns municípios já haviam liberados comércios de roupas e calçados, pequenos restaurantes e lanchonetes.

Em Imperatriz, a partir desta quinta-feira, 28, já estão liberados restaurantes e até shoppings center’s. (Entenda aqui)

O Número de contaminados pela coVID-19 em todo o Maranhão está se aproximando dos 30 mil casos confirmados.

Mais precisamente 27.979…

3

Imperatriz anuncia reabertura de igrejas, shoppings, restaurantes e academias

O shopping imperial será reaberto a partir desta quinta-feria, 28; além dele, estão liberados academias, restaurantes e igrejas

A prefeitura de Imperatriz anunciou nesta quarta-feira, 27, novo decreto, permitindo a abertura de igrejas católicas e evangélicas, academias e até shoppings centers.

O documento impõe algumas regras, como número reduzido de presentes, algo em torno de 30% da capacidade, e  área de pelo menos 20 metros quadrados para as academias.

O último boletim da pandemia de coronavírus apresentou 1.610 casos em Imperatriz, com 79 mortes.