25

A história da trama que resultou na morte de Décio Sá…

Décio foi morto para não denunciar - e por denunciar - crimes de agiotas

O jornalista Décio Sá foi assassinado por uma quadrilha formada pelos agiotas Gláucio Pontes e seu pai, conhecido por Miranda, que também executaram o “empresário” Fábio Brasil, em Teresina (PI).

A polícia também já prendeu o homem conhecido por Júnior Bolinha, que teria sido o responsável pelo agenciamento do pistoleiro, preso na semana passada.

Segundo as investigações, Décio entrou na mira de Gláucio quando começou a denunciar em seu blog as ações de agiotas no Maranhão.

Como fachada para seu negócio de empréstimo, o agiota mantinha empresas de fornecimento de material escolar e medicamentos, o que lhe gaqrantia proteção de políticos – deputados e prefeitos – e até membros da polícia e do Judiciário.

A morte de Fábio Brasil

A trama remete a outubro do ano passado. Naquele mês, o agiota recebeu um pistoleiro que lhe contou ter sido contratado para executá-lo por Fábio Brasil – ou Júnior Brasil, como era conhecido.

Motivo: Brasil lhe devia R$ 200 mil e não tinha como pagar. Como saída, resolveu matá-lo, oferecendo R$ 100 mil ao pistoleiro. Morte de Fábio Brasil teria levado à execução de Décio

Como não pagou o executor, o bandido procurou Gláucio, oferecendo o serviço pelo mesmo valor.

Tudo está registrado em uma ocorrência policial investigada pela polícia. Neste boletim, o “empresário” diz ter recusado o serviço”, mas, segundo a polícia contou a história para que Júnior Bolinha resolvesse.

Meses depois, Fábio Brasil foi morto em praça pública, em Teresina. Décio Sá publicou a notícia e, depois, foi informado de que o mandante seria Gláucio. (Leia aqui a notícia da morte de Brasil) Morte de Fábio Brasil teria levado à de Décio

Jornalistas e agiotas

Há informações de que Gláucio e Décio Sá teriam se reunido – juntamente com outros jornalistas – ocasião em que o agiota teria dito que o autor do crime contra Fábio Brasil seria, na verdade, Júnior Bolinha, que o estaria chantageando para resolver o valor da execução.

Neste meio tempo – por intermédio de um homem conhecido por Buchecha, Bolinha já havia alugado uma casa no Parque Vitória e trazido dois homens do Pará.

A princípio, a dupla faria um sequestro do pai de Gláucio, o Miranda – também preso hoje – como forma de pressionar o comparsa a pagar os R$ 100 mil pela morte de Brasil.

Mas Bolinha acabou informado – provavelmente pelo próprio Gláucio – de que Décio Sá sabia de mais e aproveitou os bandidos do Pará para executar o jornalista antes da publicação da matéria.

 

Por aqui, assassinos teriam chegado à casa-esconderijo

Rixa antiga

Bolinha já nutria ódio mortal de Décio Sá desde 2009, quando o jornalista publicou matéria do seu envolvimento em roubo de veículos – ele chegou a ser preso, em operação da Polícia Federal, com um trator roubado em sua propriedade, em Santa Inês.

Nesta mesma ocasião, Gláucio conseguiu escapar da prisão por causa da interferência de um policial amigo, que o avisou da ação da PF.

Por conta da notícia de prisão publicada no blog de Décio, Bolinha perdeu a bandeira da Coca-Cola, que representava em Santa Inês. Segundo as investigações, resolveu então que “não deixaria Décio destruir sua vida mais uma vez”, com a revelação da morte de Fábio Brasil.

Mansão no Calhau

Para matar Décio, Bolinha contou com a ajuda do próprio Gláucio na empreitada, segundo a investigação.

A polícia descobriu que o empresário-agiota mantinha uma casa no Calhau, a menos de 500 metros da área por onde os assassinos de Décio Sá empreenderam fuga. A casa servia apenas de escritório particular e depósito de material escolar.

A polícia entende que os bandidos se deslocaram para lá na noite do crime, o que impossibilitou a captura, já que não estavam nas ruas.

Com os depoimentos de Valdêmio José da Silva e a prisão de um dos executores, a polícia montou as últimas peças do quebra-cabeça, resultando na prisão dos mandantes nesta manhã.

E assim, elucidou o assassinato do jornalista…

Marco Aurélio D'Eça

25 Comments

  1. E mais uma vez o povo vai ser enganado. Ou vcs acham que a história toda eh essa? A corja de politicos envolvidos nao vai aparecer, entao a culpa eh colocada em cima desses meros mortais. Eh assim. Os verdadeiros mandantes estão assistindo tudo de camarote.

  2. cade a foto desse povo. tem que mostrar as caras!
    é revoltante, não traz a vida de volta, dá uma pena!

  3. O q q decio queria andando com esses suspeitos e acusados??????? será que nunca vamos saber da verdade verdadeira????

  4. Nesse caso, diante da sua explicação, retiro minha critica feita no comentario anterior, até eu, que sou leitor assiduo do seu blog estranhei a agressividade que atacaste o Secretário, pensei o D’eça Pirou! sei que o Décio era companheiro de Trabalho e grande amigo, pensei que estivesse revoltado e tivesse exteriorizando um sentimento de revolta que varias pessoas, inclusive eu, adquirimos, diante de um cenário de impunidade que nos envolveu diante de um crime tão barbaro, e de uma eventual impunidade! O fato do Cidadão Maranhense andar em pânico indice de criminosidade, principalmente em nossa Cidade, nos deixa bastante apreensivo. Enfim o importante é nos unirmos e combatermos a violência, prestando nossa colaboração com criticas construtivas e com atitudes que realmente sirvam de base para a construção de uma Sociedade, no minímo segura e justa! Parabens Deça até eu acreditei em sua postagem! abraço que a luta continue! Luciano Augusto

  5. marco nao faz isso, essa parte do jornalistas e agiotas nunca existiu, decio com outros jornalistas nunca sentaram num mesa com glaucio. quem falou mentiu e muito menos decio acusou glaucio de mandar matar fabio brasil. essa parte ta toda errada. o resto ta tudo certo.

  6. Cara amigo Marco so esqueceram de divulgar o nome do politico envolvido!

  7. hum, realmente paulo márcio é muito chegado de bolinha e quando era regional de s.ines morou uns tempos na casa dele e vivia com ele…e esse comandante preso, o fábio, é o que pra bolinha, são parentes, vamos ver…

  8. Esse Jr. Bolinha não era um que tinha loja de carro usado ali no Monte Castelo em sociedade com o Dep. Play?

  9. eu tbm cheguei a pensar como este blogueiro. pensei que o caso décio fosse ficar pra sempre como mais um dos casos que a polícia nunca resolve. parabéns. o secretário de segurança ganhou toda a minha admiração. nunca é tarde para percebermos que ainda ha justiça neste estado. pouca mas há.

  10. Marco, essa história de “fazia parte do script” eh cômica, reconheça. Vc tem eh que calcar a sandália da humildade.

  11. Parabéns para a Polícia Civil do Maranhão e para o Secretário Aluisio. Resta agora saber se vão prender o Delegado Paulo Márcio. Sócio e protetor de Junior Bolinha. Com certeza foi ele quem contratou o Pistoleiro. Veja: Paulo Márcio é de Belém, foi da Policia lá e conhece vários bandidos de lá. Inclusive vários traficantes de Belém, trazem Cocaina para Junior Bolinha e Paulo Márcio. Vc Marco Deça, divulgue esses fatos, pois já são do conhecimento da Policia do Maranhão e pode ser que queiram acobertar.

  12. Parabéns a Secretário de Segurança. Excelente trabalho. Queimei minha língua.

  13. PARABÉNS À POLÍCIA DO MARANHÃO.

    Trabalho sério e perfeito, sem holofotes!

  14. INAGRO NÃO PAGA A 3 MÊSES, DEIXA DÉCIO DESCANÇAR EM PAZ E VAMOS RESOLVER OS PROBLEMAS ATUAIS GOVERNADORA!!!!!!!!! ACORDA GOVERNADORA, FÁBIO DO INAGRO-MAIOR LADRÃO DO MARANHÃO!!!!!!!

  15. E agora Deça, você foi precipitado em postar a respeito da falta de condição do Dr.º Aluisio Mendes em continuar na Secretária de Segurança, foi elucidado o crime graças a grande operação montada pela equipe formada pelo nosso Secretário! Ossos do Ofício amigo! Abraço e Parabens ao trabalho dos delegados, secretário e todos que colaboraram para o êxito desta Operação! Justiça !

    Resp.: As críticas também faziam parte do script, para que os facínoras pensassem que nunca iriam chegar a eles. os próprios delegados avaliaram que era melhor os banidos pensarem que estavam imunes, para realxarem. Fiz um papel importante e tenho orgulho disso, meu caro. De uma forma ou de outra. Poucos jornalsitas estavam tão próximos destas invesigações quanto eu. O aluísio sab e, o delegado Maimone Barros sabe, Jefrey e Guilherme sabem. Isso é o que importa.

  16. Marco D’eça, você foi sem dúvida quem deu a maior e mais inteligente cobertuura ao caso Décio Sá. Acompanhei seu blog e percebi que suas duras criticas tinha mais o objetivo de instigar a policia do que propriamente critica-la. Esses bandidos presos ou mortos vivem mesmo num submundo, são covardes, arrogantes, inescrupulosos. Agora, para que o bom trabalho da policia seja completo, é necessário que a policia deixe a imprensa entrevistar os bandidos, o assassino, e ter acesso a toda investigação.

  17. Xeque Mate. Fim de jogo. Muitos que criticaram as ações da Policia deveriam ter a humildade de pedirem desculpas sinceras ao Sec de Segurança, bem como a propria policia, pois fizeram um trabalho excelente, coisa de filme. Parabens policiais, Sec. de Segurança, e todos envolvidos na elucidação no caso da morte de Decio Sá.

Deixe uma resposta para Sidney Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *