5

Candidatura de Edivaldo é impugnada por desvio de R$ 33 milhões do ISEC…

Coligação São Luís de Verdade entrou com ação na Justiça Eleitoral pedindo a cassação do prefeito, que, segundo a acusação, usou dinheiro público para angariar apoio político e eleitoral; esta é a segunda ação contra Edivaldo por corrupção eleitoral

 

Ex-juiz diz que Edivaldo usou dinheiro público para comprar apoio de vereadores e de partidos

Ex-juiz diz que Edivaldo usou dinheiro público para comprar apoio de vereadores e de partidos

O esquema de corrupção envolvendo R$ 33 milhões dos cofres públicos municipais – que já está sendo investigado pelo Ministério Público – chegou agora à Justiça Eleitoral.

A coligação “São Luís de Verdade” apresentou na tarde desta quarta-feira, ao TRE, Ação de Investigação Eleitoral contra o candidato do PDT, Edivaldo Júnior, acusado de desviar os recursos para se beneficiar de apoio político e eleitoral.

– O volume de provas já obtidas revela um grave desvio de finalidade da Administração Pública, que foi transformada num poderoso mecanismo de compra de apoio político em favor do prefeito municipal – argumentou o advogado Marlon Reis, ex-juiz da Ficha Limpa e um dos subscritores da denúncia contra o prefeito.

Marlon Reis explica gravidade das denúncias contra Edivaldo

Marlon Reis explica gravidade das denúncias contra Edivaldo

O esquema do ISEC consistia na contratação, pelo Instituto, de indicados por vereadores, secretários e lideranças partidárias, com salários que variavam de R$ 1 mil a 3 mil, sem que nenhum deles precisasse trabalhar.

O contrato foi assinado em julho de 2015, pela Secretaria Municipal do Orçamento Participativo. (Relembre aqui)

Esta é a segunda ação contra o prefeito Edivaldo Holanda nestas eleições.

No mês passado, o mesmo ex-juiz Marlon Reis apresentou denúncia ao TRE acusando o prefeito de usar dinheiro público em promoção social, via Secretaria de Comunicação e com propaganda nas redes sociais.

As duas ações tornam a candidatura do prefeito sub judice.

E podem levar à perda do seu mandato e da condição de candidato…

Marco Aurélio D'Eça

5 Comments

  1. É UM LARAPIO DE CARA LAVADA,ESSE EVANGÉLICO DO CAPETA.CARA DE PAU MESMO. COITADO DO POVO DE SÃO LUIS QUE AINDA VOTA NESSES CANALHAS.

  2. Ele fez o decreto 41609 de 13 de Agosto de 2014 em forma de Conspiração com falsas testemunhas contra o Ministerio Exercito de Jesus Cristo representado pelo Pastor Presidente e Fundador Jose Costa Santos da Igreja Pentecostal Celestial Exercito de Deus ….

    Sem apoio do Comandante Supremo Jesus Cristo…Fora da prefeitura de São Luís…..já já já . Povo de São Luís nao merece um prefeito processado pelo Exercito de Deus o Exercito de Jesus Cristo….

  3. Eeeetah! Que a irmãzinha que prega campanha limpa, não segue nada que diz, pois agora que bateu o desespero após sua queda brusca nas pesquisas, está tentando judicializar a eleição a qualquer custo, quer levar no tapetão. Essa prática dela já é corriqueira, pois ela foi uma das que avalizou o golpe la em Brasília, agora pensa que vai vencer as eleições dessa forma em São Luís.

  4. Ano passado o magistrado extinguiu um processo desses sobre o ISEC, ele deixou claro que nada clarificou a lesão à moralidade administrativa, estão tentando requentar esse assunto apenas para tentar atingir a imagem de Edivaldo, mas já sabemos que isso é mais um factóide de Eliziane.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *