0

Hilton Gonçalo no páreo de 2018…

Diante de nomes em profusão já postos, prefeito de Santa Rita vira opção na disputa por uma das duas vagas de senador; e deve mesmo fazer uma movimentação partidária para se viabilizar

 

Gonçalo tem experiência e credibilidade para a disputa

A disputa eleitoral de 2018 no Maranhão já tem um cenário praticamente definido: a dicotomia entre o grupo Sarney e o governo Flávio Dino (PCdoB) pelo Palácio dos Leões.

Já a disputa pelo Senado começa a apresentar uma profusão de nomes de políticos – muitos sem experiência ou enrolados com a Justiça.

Prefeito de Santa Rita pela terceira vez, o médico Hilton Gonçalo (PCdoB), surge como uma dessas opções, com o diferencial de poder controlar a própria agenda político-partidária.

Gonçalo tem a aprovação cristalizada em seu município, trunfo que poucos gestores conseguem manter; os índices superam os 80%.

Mais do que isso, o médico tem experiência administrativa consolidada.

O prefeito com Eduardo Braide, Wellington, Rose Sales e André Fufuca: base em São Luís

No campo político, Hilton Gonçalo deu provas na eleição do segundo turno em São Luís de que é extremamente habilidoso: conseguiu agregar nomes importantes para a campanha de Eduardo Braide (PMN) evitando o isolamento do deputado estadual.

Leia também:

Hilton Gonçalo e Eduardo Braide na disputa estadual…

Hilton Gonçalo abrindo caminhos…

Hilton Gonçalo quer manter projeto de “terceira”…

Sua força política também vai para além dos territórios de Santa Rita.

Hilton Gonçalo elegeu a esposa, Fernanda Gonçalo (PMN), em Bacabeira. Reelegeu a irmã, Iriane Gonçalo (SD), em Pastos Bons e ainda ajudou na vitória de pelo menos outra dezena de prefeitos, entre eles Domingos Dutra (PCdoB), em Paço do Lumiar e Jorge Garcia (PP), em Palmeirândia.

Com Domingos Dutra em Paço do Lumiar: força na Grande São Luís

Na capital maranhense, ele mantém boa relação com os deputados estaduais Eduardo Braide e Wellington do Curso (PP), com a deputada federal Eliziane Gama (PPS) e com o vereador Francisco Chaguinhas (PP).

Sem perder tempo, ele vai costurando os caminhos que podem lhe levar a disputa majoritária, mesmo sabendo que isso possa exigir a saída do PCdoB.

Mas esta é outra história…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *