4

A farsa do tratamento de esgoto na gestão comunista…

Técnicos da Caema confirmaram ontem a parlamentares de oposição que as estações de tratamento de esgoto não dispõem da “Câmara de ozônio”, equipamento fundamental para garantir a limpeza da água jogada nos rios, mangues e praias

 

Deputados ouviram dos próprios técnicos da Caema a inexistência de esgoto totalmente tratado (imagem: Paulo Soares/O EstadoMaranhão)

É uma farsa o discurso do governador comunista Flávio Dino sobre o tratamento de esgoto em São Luís durante o seu governo.

Nenhuma das três estações de tratamento de esgotos existentes em São Luís dispões da Câmara de Ozônio, equipamento que garante a limpeza total dos dejetos recolhidos e lançados nos rios, mangues e praias.

A revelação foi feita ontem por técnicos da própria Caema, que confessaram o tratamento de, no máximo, 80% do esgoto, pelo sistema de clorificação.

– O ozonizador foi adquirido, mas faltaram algumas peças que a fábrica não entregou no prazo. E as fábricas demoram a construir, pois são peças específicas, que ficaram de ser entregues até o mês de outubro. Até dezembro será montado o ozonizador, que vai fazer a desinfecção final dos efluentes – admitiu o diretor de meio ambiente da Caema, João José Azevedo.

Em julho, a deputada Andrea Murad já havia denunciado que, no governo Flávio Dino, o tratamento de esgoto na capital maranhense foi reduzido a zero.

E nem mesmo a estação do Vinhais – recém-inaugurada pelo governo comunista – estava funcionando corretamente.

A denúncia da deputada pôde ser confirmada in loco pelos colegas parlamentares…

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. Sem o “ozonizador”a ETE,não serve pra nada!!! Caro escriba,levante quanto foi gasto nesta ETE do Vinhais.Jogado fora ou foi para…

  2. Pela forma como o senhor se refere ao governo, logo se vê o cunho tendencioso de sua matéria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *