0

Farra dos capelães mancha a imagem dos evangélicos, atesta pastor da Igreja Batista…

Elizeu Fernandes, presidente da Ordem dos Pastores Batista, cobra ação enérgica do Ministério Público por entender que a relação das igrejas com o governo mistura interesses religiosos com política

 

Pastor Elizeu Fernandes fez contundente crítica à farra dos capelães promovida por Flávio Dino

O presidente da Ordem dos Pastores Batista do Maranhão (OPB-MA), Elizeu Fernandes, foi um dos entrevistados na ampla reportagem da TV Mirante/Rede Globo que mostrou a farra da nomeação de capelães evangélicos no governo Flávio Dino (PCdoB).

O reverendo batista defendeu a nomeação de capelães apenas por concurso público.

– A nomeação de capelães ou de outro setor da vida pública, o acesso há de ser por concurso. O Ministério Público deve estar atento a essas práticas – ressaltou Fernandes.

O ministro evangélico avalia que as recentes notícias em torno da nomeação dos capelães na PM, no Corpo de Bombeiros e no sistema penitenciário prejudica o próprio segmento religioso.

– [Essa prática] vem trazendo prejuízos a imagem dos evangélicos, porque se entende como uma mistura das práticas religiosas com a política –  criticou o pastor Fernandes.

Nos últimos anos, Flávio Dino aumentou de 14 para 50 o número de capelães na PM e nos Bombeiros; e prevê a criação de mais 10 vagas em 2018.

Todas preenchidas por pastores ou parentes de pastores ligados a lideranças políticas da Assembleia de Deus.

A farra está sendo questionada na Justiça…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *