0

Região tocantina continuará sem representação na Câmara Federal…

Apesar de terem mais de 10 candidatos a deputado federal, os mais de 1 milhão de eleitores – de Itinga ao Alto Parnaíba; de Imperatriz a Barra do Corda – optaram por candidatos de outras regiões

 

Ex-prefeitos de Imperatriz e ex-deputados federais, Sebastião Madeira e Ildon Marques não conseguiram se eleger à Câmara

A região tocantina – e notadamente os municípios de Imperatriz e Açailândia – continuarão sem nenhuma representação oficial na Câmara Federal a partir de 2019.

Foram mais de 10 candidatos lançados pelos municípios daquele setor do estado, mas nenhum deles conseguiu obter votação suficiente para garantir mandato.

Em Imperatriz havia seis candidatos da terra; o mais votado deles, Ildon Marques (PP) obteve 23.294 votos, mas ficou apenas em terceiro lugar em seu partido, atrás do eleito André Fufuca e de Paulo Marinho Júnior.

Os ex-deputados federais Davi Alves Silva (PR) e Sebastião Madeira (PSDB) – segundo e terceiro mais votados em Imperatriz – também não conseguiram se eleger.

Em Açailândia e Barra do Corda, outros dois municípios de porte na região, os mais votados também fic arfam de fora da lista de eleitos.

Em Açailândia ficou à frente Jardel Bom Jardim, com 15.226 votos.

O mais votado em Barra do Corda foi Dr. Jerônimo, com 7.149 votos.

Sem representação oficial na Câmara, Imperatriz terá que contar com os serviços da bancada no Senado, para onde foi eleito Weverton Rocha (PDT), que nasceu no município, e onde já está Roberto Rocha (PSDB), que tem forte atuação na região.

E esperar 2022 para recuperar o tempo perdido…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *