2

Brandão demite aliados de Flávio e Jerry em Imperatriz e militância culpa Madeira

Crise nos bastidores do governo-tampão no segundo maior colégio eleitoral do estado se dá pela histórica relação de guerra dos partidos do campo progressista com o ex-prefeito da cidade, tucano que hoje comanda a Casa Civil

 

Madeira é apontado como responsável pelo corte nas posições de Adonilson (sentado à direita do ex-prefeito), aliado de Márcio Jerry

A demissão de gente ligada ao ex-governador Flávio Dino (PSB), ao deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), ao PT e outros partidos do campo progressista, tem gerado uma nova crise nos bastidores do governo-tampão de Carlos Brandão (PSB).

Os cortes nas estruturas do estado na região tocantina são apontados como uma ação do chefe da Casa Civil, Sebastião Madeira (PSDB), que sempre sofreu oposição do PT, do PCdoB e do PSB em Imperatriz.

Ex-prefeito da cidade, Madeira é hoje o chefe da Casa Civil do governo Brandão, responsável pelo comando da máquina do estado.

Os cortes teriam atingido diretamente posições do professor Adonilson Lima (PCdoB), ligado diretamente a Márcio Jerry; outros cortes atingiram outros membros do PCdoB e do PT.

As demissões promovidas pelo governo Brandão estão ocorrendo também em diversos municípios, o que acaba sendo usado por adversários locais e criando clima de instabilidade política no Palácio dos Leões.

Brandão tenta se livrar da imagem de “poste” de Flávio Dino, nomeando homens de confiança no governo; mas acaba por chamar gente da antiga elite política tradicional, o que gera insatisfação nos setores do campo progressista.

E ele só tem mais 70 dias para ajustar sua gestão antes da campanha…

3

“O povo contra as elites tradicionais”, diz Weverton, sobre eleições de outubro

Ao falar a membros do PT de todo o Maranhão, em evento na quarta-feira, 20, pré-candidato do PDT ao governo destacou que as fotos de encontros dos seus principais adversários mostram que as velhas práticas políticas estão de volta ao estado

 

A classe trabalhadora, os movimentos sociais, sindicatos e representações do campo, da cidade e dos povos negros e indígenas estão ao lado de Weverton contra as elites tradicionais maranhenses

O senador Weverton Rocha (PDT) definiu, na quarta-feira, 20, em encontro com petistas maranhenses, o tom de como será as eleições de outubro, em que a população estará claramente contra a imposição das elites tradicionais maranhenses.

– Antigas elites políticas estão de volta. Basta ver as fotos de quem está comandando o governo, que já nasce fracassado pelas velhas práticas – afirmou Weverton.

Embora não tenha citado nomes, o senador se referia ao governador-tampão Carlos Brandão, que trouxe de volta ao poder figuras já consideradas superadas na política maranhense, como o ex-governador José Reinaldo Tavares, os ex-deputados Anderson Lago, Marcone Farias, Nan Souza, os ex-prefeitos de São José de Ribamar, Luiz Fernando Silva, e de Imperatriz, Sebastião Madeira, além de diversos remanescentes do antigo Grupo Sarney.

Aos petistas e convidados de outros partidos do campo progressista presentes ao encontro do PT, Weverton destacou que essa relação “povo contra elite” fica clara quando se vê sua base de apoio, formada, sobretudo, por segmentos dos trabalhadores, movimentos sociais, sindicais e do campo.

– É a luta do povo contra as elites; e não é apenas uma luta de classes, mas de gerações – afirmou o senador.

A imagem acima mostra a cara do governo-tampão de Carlos Brandão, com a volta de velhas práticas políticas da elite tradicional maranhense, agora encastelada no Palácio dos Leões

Até mesmo o PT, que organizou o encontro com Weverton, mostra-se dividido socialmente nestas eleições.

Do lado de Brandão está a elite do partido, dirigentes com altos caros no Palácio dos Leões para si e para familiares; já com Weverton, estão o que ele chama de petistas-raiz, aqueles da base partidária, que atuam diretamente nas ruas e na luta da classe trabalhadora, no campo, na cidade, nas comunidades quilombolas e terras indígenas em todo o Maranhão.

E a disputa “povo X elite tradicional” se vê também na própria imprensa.

Uma parte da mídia, envelhecida, defende velhas práticas e tenta dar suporte aos antigos grupo que dominaram o governo-tampão; do outro lado, está a parte mais progressista da mídia, que sempre atuou em defesa da sociedade e da inclusão social, tanto nos governos Sarney, quanto Jackson, José Reinaldo ou mesmo Flávio Dino.

Para Weverton, essa união popular e progressista fará a diferença na disputa contra as famílias e grupos tradicionais que voltaram ao poder com Brandão.

Numa batalha de classes e de gerações…

0

Sebastião Madeira entra na disputa em Imperatriz…

Ex-prefeito será o candidato do PSDB no município e deve movimentar a cena política da cidade com o anúncio de sua candidatura

 

Entrada de Sebastião Madeira na disputa em Imperatriz movimenta a cena eleitoral do segundo maior colégio eleitoral do Maranhão

O ex-prefeito Sebastião Madeira (PSDB) confirmou que será candidato nas eleições de outubro.

Mesmo ainda sem confirmar candidatura, Madeira já havia aparecido bem nas pesquisas de intenção de votos, polarizando com o ex-prefeito Ildon Marques (PP), com o atual prefeito Assis Ramos (DEM) e com o deputado estadual marco Aurélio (PCdoB).

Na avaliação do experiente tucano – que já teve quatro mandatos de prefeito em Imperatriz, além de várias passagens pela Câmara Federal – com pequenas diferenças entre os principais candidatos, a disputa no município se mostra absolutamente aberta.

Sebastião madeira e Ildon Marques devem protagonizar mais uma das históricas disputas entre os dois políticos…

0

Roberto Rocha consegue liberação de recursos para APAE de Imperatriz

A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Imperatriz tem muito o que comemorar: ‘E que o senador Roberto Rocha (PSDB) conseguiu junto ao Governo Federal a liberação de recursos no valor de R$ 350 mil reais, destinados a melhorias físicas da entidade.

Esse dinheiro é oriundo de emenda parlamentar do então deputado federal, Sarney Filho, mas que estava parado desde 2014. Só uma pequena parcela da emenda havia sido liberada, o que impedia a APAE de continuar as obras de melhorias que estavam sendo feitas no local.

Os diretores da APAE estiveram no Escritório de Representação do Senador Roberto Rocha, em Imperatriz, e foram recebidos pelo ex-prefeito do município, Sebastião Madeira, a quem pediram apoio para que conversasse com o senador, no sentido de resolver o problema.  Assim que tomou conhecimento da situação, o senador Roberto Rocha intermediou junto ao governo federal e o recurso que faltava foi imediatamente depositado na conta da APAE, que poderá, agora, retomar as obras e dar melhor comodidade para os mais de 600 usuários que são atendidos todo mês.

“Fico feliz em poder colaborar com o trabalho da APAE, uma entidade que presta um serviço de muita relevância para todas as pessoas dessa região que necessitam desse atendimento especial e diferenciado. O meu escritório estará sempre de portas abertas e, no que depender de mim, vou continuar ajudando e estaremos sempre à disposição da APAE e de todos que precisarem”, garantiu Roberto Rocha. 

A diretora da APAE de Imperatriz, Maria Margareth Araújo, agradeceu pelo empenho do parlamentar maranhense.

“Quero agradecer o esforço do senador Roberto Rocha, pois sem ele, não teríamos conseguido a liberação desse recurso que é tão importante para a nossa Associação. Agradecemos também a colaboração do ex-prefeito Sebastião Madeira, que fez essa intermediação junto ao senador para que a nossa demanda fosse atendida”, reconheceu Maria Margareth.

0

Região tocantina continuará sem representação na Câmara Federal…

Apesar de terem mais de 10 candidatos a deputado federal, os mais de 1 milhão de eleitores – de Itinga ao Alto Parnaíba; de Imperatriz a Barra do Corda – optaram por candidatos de outras regiões

 

Ex-prefeitos de Imperatriz e ex-deputados federais, Sebastião Madeira e Ildon Marques não conseguiram se eleger à Câmara

A região tocantina – e notadamente os municípios de Imperatriz e Açailândia – continuarão sem nenhuma representação oficial na Câmara Federal a partir de 2019.

Foram mais de 10 candidatos lançados pelos municípios daquele setor do estado, mas nenhum deles conseguiu obter votação suficiente para garantir mandato.

Em Imperatriz havia seis candidatos da terra; o mais votado deles, Ildon Marques (PP) obteve 23.294 votos, mas ficou apenas em terceiro lugar em seu partido, atrás do eleito André Fufuca e de Paulo Marinho Júnior.

Os ex-deputados federais Davi Alves Silva (PR) e Sebastião Madeira (PSDB) – segundo e terceiro mais votados em Imperatriz – também não conseguiram se eleger.

Em Açailândia e Barra do Corda, outros dois municípios de porte na região, os mais votados também fic arfam de fora da lista de eleitos.

Em Açailândia ficou à frente Jardel Bom Jardim, com 15.226 votos.

O mais votado em Barra do Corda foi Dr. Jerônimo, com 7.149 votos.

Sem representação oficial na Câmara, Imperatriz terá que contar com os serviços da bancada no Senado, para onde foi eleito Weverton Rocha (PDT), que nasceu no município, e onde já está Roberto Rocha (PSDB), que tem forte atuação na região.

E esperar 2022 para recuperar o tempo perdido…

0

“Não há veto do PSDB a Zé Reinaldo”, garante Sebastião Madeira..

Secretário-geral da legenda no Maranhão, ex-prefeito de Imperatriz desautoriza José Genésio, para quem a direção estadual vai vetar a candidatura do ex-governador ao Senado

 

Zé Reinaldo tem o aval de Madeira para pleitear o Senado; Genésio falou por si só

O ex-prefeito de Imperatriz Sebastião Madeira descartou qualquer veto do PSDB á candidatura do ex-governador José Reinaldo Tavares ao Senado.

Em entrevista exclusiva ao titular deste blog, Madeira desautorizou a declaração do ex-prefeito de Pinheiro, José Genésio, que defendeu a escolha do aliado Waldir Maranhão como um dos candidatos a senador.

– Não há qualquer veto do PSDB a José Reinaldo. Ele é um dos nossos pré-candidatos a senador e vamos discutir isto encontrando a melhor forma de acomodar a todos – afirmou Madeira.

O ex-prefeito de Imperatriz reconhece que há uma questão a ser resolvida, mas ela será discutida com todos, de forma a encontrar uma solução pacífica.

– São três candidatos valorosos a senador [Zé Reinaldo, Waldir Maranhão e Alexandre Almeida]. Vamos buscar uma forma de acomodar a todos. Mas não há veto no PSDB a Zé Reinaldo. Não seria digno para o partido fazer isso com ele – afirmou Madeira.

A convenção do PSDB está marcada para o dia 4 de agosto, mas Madeira espera que a solução seja encontrada bem antes.

– Nem queremos levar esta questão para a convenção, afirmou…

2

Mas qual barco “está afundando”?!?

Citação acima foi feita pelo ex-governador José Reinaldo em sua respostas às críticas do ex-prefeito Sebastião Madeira, que condenou sua defesa da candidatura de Eduardo Braide

 

Ficou uma dúvida no enunciado do ex-governador José Reinaldo Tavares (PSDB) em sua nota de respostas às críticas do ex-prefeito Sebastião Madeira (PSDB).

No documento, Tavares cita um barco, que, na sua opinião, está afundando. Leia, ipisis líteris:

[Sebastião Madeira] “não servirá de tábua de salvação para nenhum tripulante de um barco que está afundando.

Para muitos analistas, Tavares estava falando do próprio barco de Roberto Rocha, que, na sua avaliação não tem rumo; outros entendem que o ex-governador faz metáfora para falar de Flávio Dino, o principal alvo das forças oposicionistas.

O fato é que a resposta de José Reinaldo deixou claro seu posicionamento político atual no Maranhão.

E trará desdobramentos…

2

Sebastião Madeira: mais uma vítima da ingratidão de Flávio Dino…

Ex-prefeito de Imperatriz conta em vídeo como se entregou à campanha do comunista na região tocantina – levando-o a índices de 80% de votos – e depois teve a gestão perseguida por esse mesmo comunista

 

O ex-prefeito Sebastião Madeira (PSDB) conta em vídeo que circula na internet como se deu sua relação com o governador Flávio Dino (PCdoB) e a ingratidão do comunista com sua gestão em Imperatriz.

No vídeo, em que elogia a gestão da ex-governadora Roseana Sarney (MDB), reconhece seus feitos pela região tocantina e classifica Flávio Dino de “desastre político”, Madeira diz não ter dúvida de que o comunista só não é um desastre maior por causa dos R$ 2 bilhões deixados por Roseana na conta do governo.

– Para você ter ideia do que é R$ 1 bilhão, se for contar de R$ 1,00 em R$ 1,00, 24 horas por dia, passará 33 anos para terminar; imagine R$ 2 bilhões – destacou o ex-prefeito.

Veja o vídeo acima…

0

Madeira desconversa sobre apoio do PSDB a Roseana, mas cita Braide…

Ex-prefeito de Imperatriz e figura mais histórica da legenda que tem o senador Roberto Rocha como candidato a governador critica as pesquisas de intenção de votos e diz ter convicção no segundo turno

 

Figura mais histórica do PSDB no Maranhão, o prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, em entrevista recente, fez uma análise de conjuntura do atual momento da pré-campanha eleitoral no Maranhão.

Questionado sobre a possibilidade de o PSDB aliar-se, eventualmente, com a ex-governadora Roseana Sarney, ele desconversou e disse que precisa, primeiro atravessar uma ponte – que é o primeiro turno – para, só depois, discutir outra ponte.

– Primeiro que nós vamos lutar e acreditar que o nosso candidato estará no segundo turno. Se ele não for, com suas ideias, seus projetos… se ele não for, o candidato que abraçar este projeto é o que nós vamos apoiar – respondeu Madeira.

O próprio ex-prefeito, no entanto, fez questão de citar o nome de Braide, logo em seguida:

– Pode ser o Braide também, né?!? O Braide tem muito carisma e mostrou que ele vira o jogo quando dão chance.

Quando questionado sobre a garantia de segundo turno, Madeira deixou claro não apenas acreditar como ter certeza de que irá ocorrer. E criticou as pesquisas que apontam 60% de votos para Flávio Dino.

 

1

Ricardo, Madeira e Joaquim Haickel em almoço eleitoral…

Madeira com Haickel e Ricardo; almoço eleitoral

Os ex-deputados Sebastião Madeira (PSDB), Joaquim Haickel (MDB) e Ricardo Murad (PRP) reuniram-se em um almoço na última quinta-feira, 4.

E o assunto foi eminentemente eleitoral.

Ricardo Murad é candidato a governador; Madeira é secretário-geral do PSDB, que tem o senador Roberto Rocha como outro candidato ao governo. E Haickel tem sido um dos principais contrapontos ao governo Flávio Dino (PCdoB) nas redes sociais e na imprensa.

A imagem mostra que a eleição de outubro terá mesmo páreo duro na disputa…