8

Conversa sobre liberdade…

O blog republica como post o debate que teve na área de comentários do post “O Brasil já está sob tutela militar…”, com o leitor Emanoel de Jesus,  para quem a ideia de liberdade tem a ver com “os ensinamentos dos velhos sargentos”

 

TORTURA PÚBLICA. Era assim, no pau-de-arara, que eram tratados, não marginais, mais todos os que se opunham aos desmandos da ditadura; e só não via quem também batia continência

Primeiro o comentário do leitor:

Há amigo marcos! Trocaria eu tudo em que confio nessa tal “liberdade” que vcs falam. Que que isso? Que há tempos não veio por aqui; pra ser mais exato, há 52 anos que tenho vivido e não sei dessa tal liberdade.

Se ela existir deve ser só para os políticos e apadrinhados dos mesmos, porque para o povo a escravidão continua.

Dá ânsia de ver essas quadrilhas de bandidos se aposentando das riquezas do nosso país, desviando dinheiro e mais dinheiro, mais até do que podem gastar, pois quardam em apartamentos buracos e sabe-se lá mais onde.

As escolas abandonadas. As públicas no caso. Os pobres sendo alimentados com migalhas. Restos onde muitos tem provisões, mas não há empregos. As empresas do Estado deixam muitos capacitados para dar lugar a apadrinhados dos políticos que muitos nem vão por lá, só recebem o dinheiro final de mês.

Isso sem falar dos jovens morrendo todos os dias, os bons e os maus, não há distinção. Que liberdade é essa?

Acho que essa liberdade tanto falada que tão com medo de acabar é a dos bandidos. Ladrões, corruptos e mais, pois somente eles durante a minha vida toda eu vi fazendo o que queriam.

Realmente, eu quero que acabe essa liberdade. Eu ainda espero ver nos meus dias de vida o trabalhador sendo remunerado de maneira justa, o empresário correto tendo a ajuda certa pra poder pagar suas contas. O filho, o pai, a mãe, a família sendo respeitada como nos velhos tempos em que meu avô relatava os ensinos dos velhos sargentos.

Se for assim eu quero, espero e do torcendo pra que essa tal liberdade acabe…

ORDEM UNIDA. Criança eram perfiladas em escolas para inspeções nos moldes militares: imposição de valores e castração de pensamentos

Agora, a resposta ao que ele entende por liberdade:

Até o fato de muitos “loucos” estarem hoje defendendo que um outro louco assuma o comando do país, é resultado da liberdade democrática em que vivemos.

Acusar o PT de corrupção, apontar que nele só tenha corruptos, também é resultado desta liberdade de expressão em que vivemos.

Liberdade que perdemos por 21 anos (entre 1964 e 1985) quando os militares – por intermédio de um golpe – cassaram os direitos dos cidadãos.

Claro, é verdade que há muitos que viveram nos tempos da Ditadura e dizem que “não foi tão ruim assim”.

Mas basta analisar a vida destes para se saber porque pensam assim: são sempre os que baixaram a cabeça para os militares, que aceitavam caladinhos toda a opressão que os militares impuseram a todos os cidadãos.

Esses que seguiram caladinhos, faziam a ordem unida exigida, evitavam contrariar os militares, não questionavam sequer a própria vida.

É claro que esses não sentiram os efeitos, porque, também, não lutavam contra as injustiças.

E quando viam um vizinho apanhar dos militares, ao invés de denunciar, botavam a culpa no vizinho, que era chamado – você lembra? – subversivos.

Os militares também desviavam dinheiro a torto e a direito. Muitos enriqueceram às custas da Ditadura.

A Odebrecht, a Mendes Júnior, as empresas todas que você vê hoje denunciadas por corrupção, começaram a roubar a Petrobras e desviar dinheiro de obras exatamente com os militares.

Sabe porque você não via isso? porque era proibido fazer denúncias contra os militares.

Porque nós, Emanoel, nós jornalistas, convivíamos com soldados dentro das redações, para que os jornais só dissessem o que os militares achassem que era bom.

Por isso você nunca viu.

E nunca viu, repito: porque também batia continência para os soldados.

Botava a mão no peito para cantar o hino nacional, obrigado, nas escolas, mesmo que seus pais, seus tios, irmãos, primos ou vizinhos tivessem sido “desaparecidos”.

Mas muito lutaram, Emanoel.

Muitos derramaram sangue, muitos morreram para que eu, você, e mesmo aqueles que se calaram diante das atrocidades dos militares, pudessem estar hoje debatendo desta forma, livre, questionando governos, criticando lideranças.

E isso jamais, meu caro, será possível em um governo autoritário, um governo perseguidor, um governo em que as liberdades estarão suspensas.

É disso que falo…

Marco Aurélio D'Eça

8 Comments

  1. Marco,como você têm tanta paciência pra debater com incultos e banais? Só posso desejar um estômago forte pra você.
    Resp.; Faz parte da democracia…
    rsrsrs

  2. Rapaz vou te dizer umas coisinhas: 1ª quem lê esse teu blog nao sao as pessoas pobres, ingenuas e desinformadas que moram la dentro dos matos no interior, que infelizmente o PT partido de corruptos que voce defende e levou o Brasil a essa crise horrivel consegue comprar com mentiras e esmolas. 2º Quem lê esse blog somos nos pessoas com opinioes formadas livre da influencia de politicos e alguns jornalistas mentirosos e fanaticos, a tua opiniao nao vai mudar a cabeça de ninguem aqui, ate pq para sua raiva aumentar mais Bolsonaro vai ser presidente do Brasil, e isso é pela vontade do povo. E voce deveria ter mais respeito por nos eleitores de Bolsanoaro ao nos chamar de loucos. Porque louco? O Voto é nosso e è voto consciente. Na democracia respeita-se a vontade da maioria e neste momento nos o eleitores de Bolsonaro somos a maioria. Deu pra entender ou quer que coloque em um painel? 3ª Ja que voces gostam tanto de comunismo, porque todos voces nao se mudam pra Cuba ou Venezuela, Pra China Ou pra Coreia do Norte. Ai Sim todos voces petistas iriam viver submissos pro resto da Vida. Mais isso aqui e Brasil cara, nos nao queremos mais essa cambada de ladroes no governo.

  3. Particularmente, só leio blogs quando estou cagando, e é triste ver “jornalistas” escreverem artigos e notícias de acordo com a conveniência de quem vos paga. Quem não acredita em Deus é vazio e medíocre.

  4. Prezado Marco,
    Considero sua resposta muito bem elaborado e contextualizada. O que me deixa pensativo é ver um grupo de pessoas defendendo um determinado candidato, que em 27 anos de mandato não tem nada a mostrar para seus admiradores. é só mais um dos tantos sangue-sugas, que tem nesse nosso congresso

  5. Mesmo sendo crítica a muito dos teus textos, neste retiro o chapéu para tuas palavras. Só quem viveu com militares dentro das redações dos jornais sabe o que é luta pela liberdade. Os “cegos” conseguem “ver” apenas um lado, a tal família brasileira e bandidos. Esquecem de muitas outras coisas que podem ser afetadas no futuro…mas, infelizmente, quando a besteira estiver feita, não poderão mais voltar atrás. Teremos que aceitar (ou não) quatro anos calados….tudo em nome da “verdadeira família brasileira” e de uma suposta “moralidade e amor ao país”.

  6. nos estamos no seculo 21 as coisas mudaram e estao mudando as vezes melhor as vezes pior. a verdadeira librdade ela tem que brotar de dentro do coraçao do homem enquanto isso vamos vivendo dominados pelos politicos cada puxando saco para um lado e esquecemos que devemos olhar para o verdadeiro que e DEUS NA PESSOA DE JESUS CRISTO E NO ESPIRITO SANTO

    Reps.: Não dá, né? Você inicia falando que estamos no século 21 e termina com baboseiras do tipo “Deus na pessoa de Jesus Cristo e no Espírito Santo”?!? essas coisas primitias não importam mai, meu caro.

  7. Hoje estamos a Mercê de bandidos, educação pública abaixo de zero, ordem abaixo de zero, ninguém pode sair na rua com tranquilidade, pois tem-se a possibilidade de ser assaltado ou assassinado…
    Prefiro os militares…

  8. Manoel Parabens pelo texto!
    Nao perca tempo com alguem que acreditou que um governo pode interferir em suas praáticas sexuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *