0

Em concorrida posse, Fábio Câmara assume mandato e marca importante posição política pró-Weverton

Em solenidade com a presença da prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge, e dos deputados estaduais Roberto Costa e Fábio Braga, vereador deu o tom do debate que pretende ter na Câmara Municipal, reforçou as bases do senador pedetista e disse que o Maranhão precisa “tirar o entulho do Flávio Dino do Palácio dos Leões”

 

Fábio Câmara relembrou sua trajetória e mostrou o tom que pretende dar à sua passagem pela Câmara Municipal, com foco no debate sobre o legado de miséria de Flávio Dino

O vereador Fábio Câmara (PDT) tomou posse nesta segunda-feira, 11, na Câmara Municipal de São Luís, e estabeleceu logo em seu discurso inaugural o debate sobre o legado de pobreza deixado pelo grupo Flávio Dino (PSB) no Maranhão.

Os ânimos acirrados logo na sessão solene de investidura no mandato mostrou o tom que Fábio Câmara pretende dar neste período como vereador, tendo como alvo o legado de miséria deixado pro Flávio Dino e mantido pelo governador-tampão Carlos  Brandão (PSB).

– Eu nunca acreditei em Flávio Dino; ele é um estelionatário eleitoral, um falsário que fracassou como governador do Maranhão – disse o novo vereador pedetista.

Vereadores alinhados ao projeto de poder do Palácio dos Leões tentaram contrapor o discurso de Câmara, que não se intimidou e manteve o tom crítico em relação ao fracasso do governador Dino no combate à miséria, reforçando o apoio ao senador Weverton Rocha, a quem chamou de “Meu Preto”.

– São 16% da população maranhense completamente analfabeta; tínhamos 21 cidades maranhenses na lista das 50 mais pobres, hoje, são 40. É tanto fracasso que o próprio Dino pediu desculpas ao deixar o mandato; ele próprio reconhece o fracasso de sua gestão – afirmou o vereador, citando alguns dados que reforçam a miséria maranhense.

Fábio Câmara também mostrou prestígio político, ao levar para a posse a prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSDB), os deputados estaduais Fábio Braga (PP) e Roberto Costa (MDB), além do secretário municipal Pavão Filho (PDT), que representou o prefeito Eduardo Braide.

Todas as lideranças saudaram o novo parlamentar.

Câmara vai permanecer no Parlamento até o fim das eleições.

E pelo tom do seu primeiro discurso, o debate político ganhará mais força…

Sem categoria

Marco Aurélio D'Eça

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *