0

Em encontro com Juventude do PDT, Fábio Câmara fala de analfabetismo e inclusão digital

Lembrando que entre os maranhenses há 600 mil entre 15 e 35 anos que não conseguem ler, escrever, fazer cálculos ou contar sua história, pré-candidato a prefeito de São Luís debateu com a União da Juventude Socialista (UJS) formas de dar ao jovem a capacidade não apenas de estar conectado, mas que tenha inclusão social, educacional e humana

 

Jovens iniciantes na Juventude Socialista do PDT; projeto para inclusão anão apenas digital, mas social e educacional

O pré-candidato do PDT a prefeito de São Luís, ex-vereador Fábio Câmara, teve importante encontro neste sábado, 20, com a União da Juventude Socialista (UJS) para apresentar suas plataformas de campanha a mais este segmento do partido; em sua palestra, Câmara falou sobre inclusão digital, acesso à internet, mas ressaltou a importância de incluir mais de 600 mil maranhenses educacional e socialmente.

– O PDT e nossa juventude precisam focar no fato de que entre os conterrâneos, maranhenses como nós, entre os 15 e os 35 anos de idade, há aproximadamente 600 mil analfabetos, mulheres e homens privados de ler, de escrever e de contar ou calcular suas vidas e histórias. Incluir digital e socialmente a nossa juventude é compromisso fundamental que o nosso projeto assume aqui e agora com todas e com todos vocês. Mas, para além disso, nós convidamos os jovens a somarem conosco nesse imenso desafio que é erradicar o analfabetismo da capital do Maranhão, entendendo que só assim será possível fazer inclusão plena: educacional, social, digital e humana – pregou o pré-candidato.

O encontro com a juventude pedetista faz parte da rodada de conversas que Fábio Câmara está tendo com todos os segmentos do PDT, como preparatórios para a convenção estadual do partido, marcada para o dia 10 de maio, com a presença do senador Weverton Rocha e do ministro da Previdência Social Carlos Lupi, representando o presidente Lula (PT).

Fábio Câmara falou para uma plateia de jovens militantes pedetistas e pediu participação na formação de um Plano de Governo

Fábio Câmara propôs à jovem militância do PDT que o ajude a construir dois eixos principais:

  • 1 –  elaborar e a executar um Plano de Governo onde a acessibilidade digital seja uma realidade para quem é cidadão do presente ocupado em construir cidadania do futuro;
  • 2 – firmar compromisso com o trabalhador e com a trabalhadora e com a qualidade de vida das pessoas antes mesmo da existência de negócios e de empresas.

Neste aspecto o candidato do PDT a prefeito vem desde setembro estudando todos os aspectos da capital maranhense, desde a sua infraestrutura, saúde e educação, passando pelos aspectos culturais, o turismo e, sobretudo, a qualidade de vida de cada um dos cidadãos.

Para isso, ele é o único candidato a ter aulas diárias com especialistas em todas essas áreas. (Saiba mais aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e também aqui)

A reunião organizada pela UJS pedetista reuniu antigos e novos militantes do PDT na sede do partido, no Centro de São Luís

Com a consciência da capacidade de conectividade dos jovens atuais e sua imersão na internet, o candidato pedetista vê um desafio não apenas em garantir a esta parcela da sociedade maior espaço no setor digital, mas preparar toda a sociedade para a inclusão plena.

– Se é verdade que as empresas que estão fora da internet não existem, e que pessoas que estão fora da internet estão marginalizadas de diversos novos mundos, então, o que dizer de quem não sabe a cartilha do ABC e é cego para a tabuada? Incluir digital e socialmente a nossa juventude é compromisso fundamental que o nosso projeto assume aqui e agora com todas e com todos vocês – declarou o pré-candidato.,

Até o dia 10 de maio, Fábio Câmara voltará a se reunir com representantes dos segmentos de mulheres, dos negros, do grupo LGBTQIA+ e do  meio ambiente.

Paralelo à essa agenda, ele se reúne diariamente com lideranças comunitárias, empresários, líderes políticos e formadores de opinião.

A convenção estadual do PDT será na Assembleia Legislativa…

0

PDT fará convenção estadual com Lupi, Weverton e Fábio Câmara em São Luís…

Partido vai reforçar suas candidaturas a prefeito no interior maranhense e destacar o potencial da campanha na capital, onde se apresenta como terceira via, uma vez que tem o único candidato fora das máquinas com estrutura partidária, tempo na propaganda e participação garantida em todos os debates da sucessão do prefeito Eduardo Braide

 

Além de Penha, Weverton Fábio Câmara e Erlânio, a convenção do PDT terá a presença do ministro Carlos Lupi, que vai representar o presidente Lula

O PDT vai realizar no dia 10 de maio a sua convenção estadual, ocasião em que apresentará seus candidatos a prefeito nas principais cidades, com ênfase à candidatura do ex-vereador Fábio Câmara em São Luís.

O evento, previsto para a Assembleia Legislativa, terá a presença do ministro da Previdência Social Carlos Lupi – que representará o presidente Lula (PT) – e deve confirmar o senador  Weverton Rocha na presidência regional do partido.

Com forte estrutura partidária, tempo na propaganda eleitoral, fundo eleitoral e garantia de participação em todos os debates durante a campanha, o PDT trabalha a candidatura de Fábio Câmara como a terceira via consolidada na capital maranhense, por ser o único com força partidária para quebrar a polarização entre as máquinas públicas que embalam as candidaturas do prefeito Eduardo Braide (PSD) e do deputado federal Duarte Jr. (PSB).

Além de  Fábio Câmara em São Luís, o PDT deve apresentar candidaturas de peso em alguns dos principais colégios eleitorais maranhenses; e vai compor coligações importantes em diversas outras cidades.

A performance em 2024 embasará o projeto de reeleição do senador Weverton Rocha em 2026 como membro da base do goverfno Lula.

Mas esta é uma outra história…

0

“O PDT já alcançou um objetivo: garantir o 2º Turno”, diz Raimundo Penha…

Presidente municipal do partido em São Luís destaca que a candidatura do ex-vereador Fábio Câmara tem o objetivo de tirar os adversários da zona de conforto e das redes sociais ampliando o debate sobre a cidade; o vereador acredita que a chapa de candidatos pedetistas à Câmara também fará a diferença na campanha eleitoral

 

Ao lado de Fábio Câmara, Raimundo Penha atuou para viabilizar a chapa do PDT e atua diretamente pela reeleição à Câmara Municipal

O vereador  Raimundo Penha, presidente municipal do PDT em São Luís, mostra-se satisfeito com o desempenho do partido na montagem de sua chapa para a disputa eleitoral de outubro e diz não ter dúvidas de que a legenda fará a diferença na campanha; em sua avaliação o PDT já cumpriu um primeiro papel na pré-campanha: ajudar a garantir o segundo turno na disputa pela prefeitura.

– Desde o início de sua candidatura, Fábio Câmara teve consciência de um importante papel: garantir o segundo turno em São Luís, quando se terá oportunidade de discutir mais profundamente os problemas da cidade. A candidatura do PDT tem também esse papel, tirar os adversários da zona de conforto e da campanha de internet e fazê-los discutir a cidade real, das ruas e das comunidades – ressaltou o vereador.

Com forte articulação de Penha e de Câmara, o PDT conseguiu montar sua nominata e se apresentará ao eleitor de São Luís com chapa completa de candidatos a prefeito, vice-prefeito e vereador.

– O Fábio comigo na linha de frente e o senador Weverton Rocha na retaguarda; temos uma chapa pronta para a disputa, com nomes importantes nas comunidades. Cito por exemplo o Zé Carlos da Enfermagem, forte liderança na categoria; o Charles dos Carrinhos, que já assumiu mandato na Câmara e o professor Carlinhos, líder na Cidade Operária e Região – ressaltou Raimundo Penha, ele próprio um dos principais nomes do PDT na disputa pela reeleição.

Novidade no PDT, o Coletivo Diversidade reúne representantes de todas as raças, idades, orientações sexuais e credos

Um dos destaques da campanha por vagas na Câmara Municipal é o Coletivo Diversidade, que apresentará uma opção diferenciada ao eleitor ludovicense, mantendo a tradição pedetista de abraçar as minorias e estimular as diferenças.

Vencida a etapa da formação das chapas, o partido segue agora para organização da campanha e os primeiros passos para participação na propaganda eleitoral e nos debates.

Etapa em que a população terá maior conhecimento das propostas de Fábio Câmara e dos  vereadores pedetistas.

0

Para Fábio Câmara, Fraude na cota de gênero também é violência contra a mulher…

Pré-candidato do PDT a prefeito de São Luís lamenta a perda do mandato dos deputados Fernando Braide e Wellington do Curso, diz que os dois são vítimas de um processo em que o partido é o único culpado e afirma que o debate sobre a criminalização da participação da mulher na política tem uma resposta a altura da Justiça Eleitoral e dá esperança à dignidade feminina

 

Fábio com mulheres em sua pré-campanha: “a gente segue plantando a rosa do PDT12, das mulheres e dos amantes pela ilha dos amores”

Ensaio

O pré-candidato do PDT a prefeito de São Luís, ex-vereador Fábio Câmara, abordou em suas redes sociais importante reflexão sobre a participação da mulher na política, aberto com a decisão do TRE-MA contra a fraude na cota de gênero nas eleições de 2022, que resultou na perda de mandato dos deputados Fernando Braide (PSD) e Wellington do Curso (Novo).

Para Câmara, o tema “não é sobre feminicídio, mas é, sim, sobre violência contra mulheres”.

– Nessa situação toda, para a nossa tristeza e decepção, a “política” protagoniza um outro tipo de violência, em que as mulheres são usadas, exploradas e diminuídas nos seus direitos e têm as suas dignidades solapadas – afirma o pré-candidato pedetista.

 

Entenda o caso:

  • A Lei Eleitoral estabelece que os partidos devem reservar 30% das vagas aos cargos eletivos a candidatas do sexo feminino, a chamada “Cota de Gênero”;
  • o PSC foi denunciado por ter fraudado essa cota nas eleições de 2022, usando mulheres como laranjas de outros candidatos para desviar recursos do Fundo Eleitoral;
  • o TRE-MA entendeu que houve mesmo a fraude e anulou todos os votos da chapa do PSC, o que atingiu os mandatos dos deputados Fernando Braide e Wellington do Curso.

Fábio Câmara lamentou a perda dos mandatos de Fernando Braide e Wellington do Curso.

– Faço questão de registrar o meu respeito pelos deputados Fernando Braide e Wellington do Curso. Eu tenho certeza de que ambos são vítimas de um processo onde o partido é o único culpado – disse o candidato pedetista.

Por outro lado, o ex-vereador aplaudiu a Justiça Eleitoral pela decisão que, na sua avaliação, “é uma luz que acende no túnel da esperança em favor da dignidade da mulher”.

0

Com chapa completa, PDT mantém tradição de disputar prefeitura há 36 anos…

Articulada pelo candidato a prefeito Fábio Câmara e montada pelo presidente municipal Raimundo Penha, chapa do partido apresentará 32 candidatos a vereador – com perspectiva de eleger entre dois e três representantes à Câmara Municipal – chegando à sua décima disputa ininterrupta pelo comando da capital maranhense

 

Raimundo Penha e Fábio Câmara montaram a chapa do PDT, que vai disputar pela 10ª vez seguida as eleições de São Luís com chapa completa

O PDT manterá nestas eleições municipais uma tradição que se iniciou 1988, com a candidatura vitoriosa do ex-prefeito Jackson Lago, que teve três mandatos em São Luís.

Desde então, são 36 anos que o partido disputa – e vence, de uma forma ou de outra – as eleições municipais, seja com candidato próprio, seja na coligação de candidato de outro partido, como mostrou este blog Marco Aurélio d’Eça ainda em 2022 no post “O protagonismo do PDT nas eleições de São Luís…”.

Nas eleições de 2024, o PDT tem como candidato a prefeito o ex-vereador Fábio Câmara, que será um dos representantes do campo lulista em São Luís, mas o único exclusivamente na base do presidente petista, uma vez que o outro candidato da base lulista, Duarte Jr. (PSB), tem em sua base representantes também do bolsonarismo.

A chapa de candidatos a vereador terá 32 nomes, exatamente o máximo exigido pela Justiça Eleitoral.

Liderados pelo vereador Raimundo Penha, que concorre à reeleição, o PDT tem amplas chances de fazer entre dois e três vereadores, com nomes de forte densidade nas comunidades, incluindo o próprio Penha e o suplente Charles dos Carrinhos.

Sem nunca ter deixado de concorrer a uma eleição na capital maranhense, como protagonista ou coadjuvante de um dos vencedores, o PDT parte para sua décima eleição seguida presente em chapas majoritárias, único partido a ter este registro no Maranhão.

É uma história partidária relevante…

0

Direita Bolsonarista tem maioria dos candidatos em São Luís…

Com a entrada do deputado estadual Yglésio Moyses, campo extremista e conservador será dividido entre ele, Wellington do Curso, Eduardo Braide e Duarte Jr., que quer também parte do eleitorado lulista, cujo único candidato exclusivo é o ex-vereador Fábio Câmara, do PDT

 

Yglésio com a ex-primeira-dama Michele Bolsonaro; deputado vai levantar a bandeira do ex-presidente nas eleições de São Luís

Análise da Notícia

Candidato mais alinhado à direita bolsonarista, em contato direto com a família do ex-presidente, o deputado estadual Dr. Yglésio Moyses garantiu sua participação nas eleições de São Luís ao filiar-se ao PRTB, no último dia do  prazo; mas ele vai dividir o campo ideológico da direita – bolsonarista ou conservadora – com pelo menos outros três candidatos.

Dos cinco candidatos já postos à disputa, apenas o ex-vereador  Fábio Câmara (PDT) está exclusivamente no campo lulista e vai levantar a bandeira do presidente petista durante a campanha; além dele, o deputado estadual Duarte Júnior se posiciona na base de Lula, mas namora também com a base do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL).

Um vídeo de Duarte declarando-se bolsonarista – publicado neste blog Marco Aurélio d’Eça ainda em 2020 já está, inclusive, circulando nas redes sociais e aplicativos de troca de mensagens. (Veja abaixo)

Além de Yglésio, flertam diretamente com a direita ideológica o próprio prefeito Eduardo Braide (PSD), embora este nem se manifeste quanto à questão política nacional, e o deputado estadual Wellington do Curso (Novo), que pretende conquistar a chamada direita conservadora, eleitorado-base do ex-candidato a governador Lahésio Bonfim.

A maioria dos analistas políticos maranhenses entendem que a disputa nacional e a polarização entre Lula e Bolsonaro terão pouca influência na sucessão municipal; este blog Marco Aurélio d’Eça segue, por outro lado, o entendimento da classe política, para a qual o lulismo segue forte como opção eleitoral no Maranhão e na capital maranhense.

E será esse o foco principal de todos os candidatos…

0

Fábio Câmara com Lula em São Luís; Duarte quer abraçar a todos…

Enquanto o candidato do PSB tenta vender a mesma ideia do senador  Weverton Rocha em 2022 – a de que se dá com todos os líderes nacionais, tanto o atual presidente quanto o ex, Jair Bolsonaro – o candidato do PDT se posiciona diretamente na base do petista, que influencia cerca de 35% dos eleitores na capital maranhense

 

De vermelho, Câmara assume o lulismo em São Luís, como representante do PDT; de azul, Duarte Jr. ainda quer estar com o atual presidente e com Bolsonaro

A arriscada estratégia do deputado federal Duarte Júnior (PSB), de se apresentar ao eleitor de São Luís como amigo tanto do presidente Lula (PT) quanto do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) tem deixado o candidato do PDT, ex-vereador Fábio Câmara, livre para conquistar o eleitorado lulista.

Câmara já assumiu o posicionamento pró-Lula em suas reuniões; o pré-candidato pedetista é o único dentre os nomes já postos à disputa que se declara lulista.

De acordo com pesquisas do ano passado – quando ainda não era exigido o registro na Justiça Eleitoral – o presidente do PT influencia diretamente 35% do eleitorado de São Luís.

O posicionamento bolsonarista de Duarte Júnior – apesar dos alertas do seu marqueteiro Manoel Canabarro, e da tentativa do vice-governador Felipe Camarão (PT) de descolá-lo do PL – deixa-o vulnerável a outros pré-candidatos, como o prefeito Eduardo Braide (PSD), que consegue passar sem relacionar-se diretamente com nenhuma liderança nacional.

Mas o eleitor de Bolsononaro – cerca de 25% do eleitorado, segundo as mesmas pesquisas do ano passado – tem outra opção na disputa, o deputado estadual Wellington do Curso, que concorrerá pelo Partido Novo, assumidamente de direita.

Além de Wellington também deve entrar na disputa o deputado estadual Dr. Yglésio, este sim, vinculado diretamente a Bolsonaro.

Nos alertas que faz ao insistente Duarte Júnior, o marqueteiro cita o senador Weverton Rocha (PDT) como exemplo de fracasso da estratégia que o socialista quer usar: em 2022, Weverton concorreu ao governo tentando agradar tanto os eleitores de Lula quanto os de Bolsonaro e até os de Ciro Gomes.

Resultado: o senador pedetista amargou o terceiro lugar…

0

A frase do dia é de… Fábio Câmara…

Pré-candidato do PDT a prefeito de São Luís é o único dentre os postulantes a lembrar – nesta data de 4 de abril – do passamento do Dr. Jackson Lago considerado o maior prefeito do Brasil e com marcas icônicas na capital maranhense – cidade que governou por quatro vezes – como os terminais de integração e primeira e única ciclovia feita pela prefeitura na cidade

 

Fábio Câmara foi o único candidato a prefeito a lembrar a morte do ex-prefeito Jackson Lago

O pré-candidato do PDT a prefeito de São Luís, ex-vereador Fábio Câmara, destacou em suas redes sociais nesta quinta-feira, 4, a data de falecimento do ex-prefeito e ex-governador  do Maranhão Jackson Lago, maior figura do PDT e da prefeitura em todos os tempos; Jackson partiu em 4 de abril de 2011, dois anos após ter sido tirado do poder no Maranhão.

– Foi-se o Homem! Permanece a glória da sua história! Dos terminais de integração às primeiras e únicas ciclovias; Dos melhores índices na educação e na saúde até ao status de melhor prefeito do Brasil, mais do que pétalas primorosas de excelência na gestão pública, essas são apenas algumas rosas plantadas por esse icônico jardineiro fiel – destacou Fábio Câmara.

Representante do PDT nestas eleições – partido que sempre venceu as eleições em São Luís, com candidato ou como apoiador de um candidato, desde 1988 – Câmara tem defendido o legado de Jackson Lago e do PDT na capital maranhense; no final de 2023, ele lembrou a ciclovia construída pelo ex-prefeito no São Raimundo, única deste porte já feita por um prefeito.

– Quem plantou esta rosa foi o melhor prefeito de São Luís; ele não teve como trazer para vocês, mas nós regamos. Quem plantou esta rosa, que é símbolo do PDT, foi o doutor Jackson Lago – lembrou Câmara, em, vídeo de homenagem ao ex-prefeito.®

Produção intelectual protegida pela Lei de Copyright

0

Wellington já assume contraponto a Braide….

Pré-candidato do Partido Novo em São Luís, deputado estadual atua no mesmo campo ideológico do prefeito e vai tentar aglutinar em torno de si os eleitores da direita conservadora e bolsonarista – usados por Duarte Jr. em 2020 – sobretudo com o apoio do ex-candidato a governador Lahésio Bonfim, que ficou em segundo lugar nas eleições de 2022

Wellington começou a se apresentar como o principal contraponto ao prefeito Eduardo Braide, buscando a polarização que pode levar ao segundo turno

Análise da Notícia

Lançado candidato há uma semana pelo partido Novo o deputado estadual Wellington do Curso vem fazendo, desde então, o contraponto ao prefeito de São Luís Eduardo Braide (PSD), numa clara estratégia de polarizar com o atual gestor e se cacifar para um eventual segundo turno; Wellington é hoje o principal adversário de Braide no campo da direita conservadora e bolsonarista.

O deputado do Novo pode se transformar no que o deputado federal Duarte Jr. (PSB) temia desde o início. O candidato governista teme o lançamento de outras candidaturas por que  corre o risco de ficar fora do segundo turno; por isso vem trabalhando na base governista a polarização com o prefeito.

Declaradamente bolsonarista nas eleições de 2020, Duarte agora não pode assumir este campo ideológico, e ainda vai ter que dividir o eleitorado do presidente Lula (PT) com o pedetista Fábio Câmara, que já vem pedindo votos como aliado do petista.

Solto entre os eleitores de direita – tanto os conservadores quanto os bolsonaristas – Wellington faz críticas diretas a Braide, a exemplo da cobrança deste feriadão por melhorias no Samu, serviço de saúde que ele vê como sucateado em São Luís; embora esteja em segundo lugar nas pesquisas, Duarte Jr. tem, evitado críticas a Braide.

Além da liberdade para contrapor o prefeito, Wellington conta também com o apoio do ex-candidato a governador Dr. Lahésio Bonfim (Novo), que ficou em segundo lugar em 2022, tanto no Maranhão quanto em São Luís; Lahésio já declarou que estará com Wellington pedindo votos nas ruas, feiras e mercados.

O acirramento da disputa – com Braide e Wellington buscando o eleitorado de direita e Duarte tendo que dividir o eleitorado lulista com Câmara – tende a diminuir a distância entre os quatro nomes já postos à disputa, na medida em que a campanha chegar de fato à TV.

Será quando se saberá mais claramente qual a importância do presidente Lula e do ex-presidente Bolsonaro na disputa.

E quem buscará, de fato, o eleitorado de cada um deles…

0

Fábio Câmara faz a lição de casa…

Único pré-candidato efetivamente em campanha nas ruas, nas comunidades e no meio do povo, discutindo as questões mais urgentes, pedetista consolida uma base de apoio popular que deve fazer a diferença quando as eleições chegarem efetivamente ao debate público

 

O pré-candidato do PDT está diariamente nas ruas, em reuniões e contatos políticos com as comunidades

Há três cenários eleitorais em São Luís neste momento atual da pré-campanha:

  • 1 – o prefeito Eduardo Braide esnoba abertamente aliados, partidos e lideranças e segue, absoluto, como se não dependesse de ninguém para vencer as eleições;
  • 2 – definidos como candidatos de seus partidos, Duarte Jr. e Wellington do Curso tentam se consolidar  em suas bases, em busca de alianças para enfrentar Braide; 
  • 3 – único candidato efetivamente em campanha nas ruas, Fábio Câmara constrói uma base popular que terá forte influência nas eleições propriamente ditas.

Ignorando a arrogância política de Braide e a necessidade de consolidação dos outros dois pré-candiatos  já definidos, este post trata exclusivamente da lição de casa que Fábio Câmara e o seu PDT vem fazendo desde setembro do ano passado.

O ex-vereador está sistematicamente nas ruas das comunidades, na Zona Rural e nas periferias; é neste eleitorado que ele pretende formar sua base de votos, para discutir com propriedade os problemas mais básicos da população no momento em que a campanha estiver de fato no seio da sociedade.

São dezenas de comunidades já marcadas pela rosa vermelha, consolidando a base eleitoral para a campanha

Do alto de sua ilusória onipotência, Braide quer não apenas vencer, mas vencer derrotando toda as máquinas e candidaturas; seus outros adversários tentam evitar isso jogando o mesmo jogo do prefeito, em busca de força de máquinas e estruturas.

Mas o fiel da balança será aquele que consolidar uma base sólida de eleitores entre os que ninguém vê, nas comunidades.

Por que são esses que definirão as eleições…