0

Fábio Macedo reafirma que Podemos ainda não tem candidato a senador…

Durante inauguração da nova sede do partido, deputado estadual reafirmou apoio ao governador Carlos Brandão, mas fez questão de ressaltar que ainda vai sentar com a militância e os candidatos da legenda para escolher um candidato senatorial

 

Fábio Macedo com Executiva e pré-candidatos do Podemos na inauguração da sede do partido; escolha de senador ainda em discussão interna

Aliado do governador-tampão Carlos Brandão (PSB) – e um dos maiores apoiadores na eleição e reeleição do ex-governador Flávio Dino (PSB) – o deputado estadual Fábio Macêdo ainda não se decidiu sobre a eleição para o Senado.

Durante a inauguração da sede do Podemos no Maranhão, o parlamentar voltou a afirmar que Brandão é o candidato do partido a governador, mas não há fechamento de questão em torno de Flávio Dino, candidato da chapa socialista ao Senado.

– O podemos toma decisão em conjunto com seus filiados. Quando decidimos apoiar Brandão isso foi conversado internamente e foi consenso. Agora, nosso apoio a quem vamos apoiar para o Senado seguirá a mesma fórmula – disse Macedo, em entrevista ao jornalista Thales Castro.

Há duas semanas, quando o senador Roberto Rocha (PTB) anunciou sua candidatura à reeleição por uma frente ampla de partidos de várias tendências políticas – e com apoio de quatro candidatos a governador – Fábio Macedo foi às redes sociais parabenizar o petebista.

Até então, era senso comum que o Podemos apoiaria Flávio Dino.

Aliado do ex-governador nas duas eleições – 2014 e 2018 – a família Macedo, que tem o empresário Dedé Macedo, pai de Fábio, como principal representante, sempre deu estrutura às campanhas do comunista.

Nos dois governos, no entanto, os Macedo sentiram-se traídos pelo ex-governador, embora nunca tenham manifestado publicamente a insatisfação.

Agora, com Flávio Dino fora do poder e Roberto Rocha ameaçando sua tentativa de vener por WO, Fábio Macedo tem em mão uma importante decisão a tomar.

O que deve fazer até as convenções de agosto…

0

Petistas de base fazem ofensiva para ter Zé Inácio como opção de vice do PT

Correntes do partido que não aceitam a imposição do ex-secretário Felipe Camarão pelo ex-governador Flávio Dino vão discutir estratégias para vencer o encontro de tática e garantir o nome do deputado estadual numa eventual composição com o tampão Carlos Brandão

 

Alguns dos flyer’s usados por apoiadores de Zé Inácio para divulgá-lo entre petistas e garantir vitória no encontro de tática do PT

Representantes de várias correntes do PT iniciaram esta semana uma ofensiva nas redes sociais e grupos de troca de mensagens no Maranhão inteiro em nome da indicação do deputado estadual Zé Inácio para compor como vice em uma eventual aliança do partido com o governador-tampão Carlos Brandão (PSB).

Essas correntes, algumas chamadas de “petistas de base”, não aceitam a imposição do nome do ex-secretário Felipe Camarão pelo ex-governador Flávio Dino (PSB).

– No encontro do PT eu apoio Zé Inácio para vice-governador – diz um dos cards espalhados nas redes sociais.

A campanha incomodou Flávio Dino e seu tampão, que já pressionaram os membros da Executiva do partido empregados no Palácio dos Leões para evitar uma derrota no Encontro de Tática marcado para os dias 28 e 29.

A grande dificuldade da imposição do nome de Felipe Camarão é a falta de identidade do ex-secretário com a ideologia de esquerda e com o campo progressista, problema que sofre também, o próprio Brandão.

Histórico do PT, Zé Inácio tem identidade com os movimentos sociais e, sobretudo, com os trabalhadores na agricultura, quilombolas e indígenas, setores inacessíveis para Brandão, de família de latifundiários no interior maranhense.

Para tentar evitar um crescimento de Zé Inácio, Flávio Dino já propôs até mesmo adiar o encontro de tática, como revelou o blog Marco Aurélio D’Eça.

Essa emenda, no entanto, pode sair pior que o soneto…

1

Em meio à crise dos ferry boat Brandão anuncia cirurgia que ele mesmo reconhece poderia ser feita depois

Sem solução para o problema da travessia São Luís/Cujupe, governador parece querer se esconder das responsabilidades diante do caos instalado no transporte para a Baixada Maranhense

 

Brandão exalta a miséria do Maranhão com cestas básicas e restaurantes populares, foge dos problemas estruturais causados pelo padrinho Flávio Dino

Causou estranheza até mesmo entre aliados o anúncio – de uma hora para outra – de que o governador-tampão Carlos Brandão (PSB) vai se submeter a cirurgia fora do Maranhão.

A estranheza se deu por três motivos:

1 – ninguém, nem mesmo familiares ou coordenadores da equipe do governador, sabia desta cirurgia;

2 – se a cirurgia é “bem simples”, como disse o próprio Brandão, por que não é feita aqui mesmo no Maranhão?;

3 – se a cirurgia pode esperar, como disse tampão, por que escolher exatamente este momento de grave crise no serviço de ferry boat para fazê-la?

Em meio ao caos para na travessia São Luís/Cujupe/São Luís, Brandão reuniu novamente sua equipe nesta terça-feira, 17, para dizer que só apresentará solução na próxima semana.

E logo em seguida anunciou nas redes sociais a tal cirurgia.

Pode não ser, mas parece que o tampão quer se esconder das responsabilidades.

Então chama Flávio Dino, que criou o problema e também recusa-se a discuti-lo.

Simples assim…

0

Roberto Rocha denuncia risco do uso de ferry boat de rio na baía de São Marcos

Segundo o senador maranhense, empresa de Belém contratada no governo Flávio Dino para fazer a travessia São Luís/Cujupe está adaptando uma embarcação inadequada para uso em mar, o que pode levar a uma tragédia anunciada

O senador Roberto Rocha (PTB) voltou a pedir ajuda de órgãos federais para intervir no problema causado pelo governo Flávio Dino/Carlos Brandão (PSB) na travessia do ferry boat entre São Luís e Cujupe.

O serviço entrou em colapso depois que o então governador Flávio Dino decidiu intervir para afastar as empresas que operavam e entregar a travessia a uma empresa de Belém, que não tem know-how para este tipo de transporte.

– A empresa de Belém está adaptando uma embarcação que trafega em rio. Mas as características da baía de São Marcos são únicas; os ferry boat usados no Maranhão são específicos, para uso naquele tipo de baía – alertou Rocha, que tem uma tragédia caso a empresa de Belém decida mesmo usar a embarcação de rio.

Em colapso, serviço de ferry boat vem causando transtornos a milhares de maranhenses diante da inércia do governo Brandão

O senador maranhense entende que o governo Carlos Brandão – que é a continuação do governo Flávio Dino – não tem capacidade para solucionar o problema do ferry boat, deixando a Baixada, região mais pobre do estado, sem acesso à capital maranhense.

– O problema lá não tem solução. E a Constituição é clara quanto ao direito de ir e vir do cidadão. e o governo do Maranhão está negando este direito àquele povo.Por isso peço à Procuradoria-Geral da República, aos órgãos de controle, ao Congresso e à presidência da República que possam dar a solução que atenda às aspirações daquele povo da baixada – apelou Roberto Rocha.

Na última reunião do governo-tampão foi anunciado que a solução só se daria em uma semana.

E o colapso é diário, o dia todo…

 

 

0

Sem votos para atender Flávio Dino, executiva do PT já admite adiar encontro do dia 29

Evento deveria formalizar a política de alianças e as candidaturas apoiadas pelos petistas no Maranhão, mas a cúpula do partido – toda empregada no Palácio dos Leões – teme ser derrotada na tentativa de acatar as imposições do ex-governador comunista

 

Flávio Dino e seus postes Camarão e Brandão; sem forças para impor escolhas pessoais ao PT, ex-governador articula adiamento de encontro

A executiva Estadual do PT deve anunciar nos próximos dias o adiamento do encontro de tática eleitoral, que está marcado para os dias 28 e 29 de maio.

No encontro, o partido deve decidir sua política de alianças eleitorais e quais candidaturas apoiar nas eleições de outubro.

Seguindo o jogo do ex-governador Flávio Dino (PSB) – espécie de dono do PT maranhense – a executiva estadual entendeu que não teria os votos suficientes para aprovar as imposições do comunosocialista.

Além do apoio do PT à sua própria candidatura de senador, Flávio Dino quer impor ao partido a candidatura de Carlos Brandão ao governo e a do ex-secretário Felipe Camarão a vice.

Mas há outras teses apresentadas pela base petista: além do apoio ao senador Weverton Rocha (PDT), defendido pelo diretório de São Luís e de vários municípios, a base quer a candidatura do professor Paulo Romão ao Senado.

Mesmo entre os aliados de Flávio Dino há divergências: uma parte dos que apoiam Brandão entendem que a candidatura do deputado estadual Zé Inácio a vice é mais representativa para o PT do que a de Camarão. 

É por toda esta movimentação interna que os aliados de Flávio Dino já admitem adiar o encontro de tática.

É fazer isso ou correr o risco de ser desmoralizado pela base petista…

0

Roberto Costa reúne multidão em festa do dia das mães, em Bacabal

A tradicional festa do dia das mães realizada pelo deputado Roberto Costa reuniu uma multidão no último sábado (14), no Centro Cultural, em Bacabal.

O parlamentar, que realiza a festa há dez anos, voltou a se reunir e sentir o calor das mamães bacabalenses após a pandemia, onde os sorteios foram transmitidos ao vivo pelas TVs. E, mesmo nesse momento, Roberto cumpriu com a tradição e não deixou de presentear as mães.

O evento se iniciou com as orações do pastor João Neto, com o cantor Guilherme Kalebe, de 10 anos, o qual dedicou uma música para as mães, contou também com a cantora Taty Mel e Dj Bigu que garantiram a animação de todo o evento.

Durante a festa, milhares de mães foram premiadas com geladeiras, fogões, tanquinhos, poupanças, televisores, ventiladores, liquidificadores, ferros de passar e prêmios surpresas: mais poupanças para garantir a alegria e emoção das mamães.

Dona Juvenalda, uma das mães ganhadoras, não conseguiu segurar a emoção ao receber uma poupança de R $1.000,00: “Eu moro em casa alugada, na Terra do Sol! Obrigado deputado, Roberto Costa, o senhor sempre se preocupou com todo mundo! Eu estava precisando muito! Obrigado, Jesus”, disse emocionada.

O deputado manifestou toda a sua satisfação e gratidão por proporcionar esse momento a todas as mães da cidade: “é uma festa que foi muito bonita, dois anos sem a gente ter esse abraço carinhoso das mães de Bacabal, mas graças a Deus a gente conseguiu fazer mais um ano de festa com a grande presença das mães. Transbordou alegria e amor. Poder abraçar as mães bacabalenses foi o maior presente que eu poderia receber”, ressaltou.

2

Em 2017 Flávio Dino anunciou R$ 730 milhões no ferry; para onde foi o dinheiro?

Em divulgação nas suas redes sociais, logo no início daquele ano, então governador disse que os recursos seriam investidos na área do Porto do Itaqui e no serviço de transporte  São Luís/Cujupe; ao que tudo indica, o dinheiro afundou em algum canal da Baía de São Marcos

O anúncio de Flávio Dino nas redes sociais; cinco anos depois, nem sinal de investimentos e postagens apagadas das páginas do ex-governador

Principal responsável pelo caos no serviço de ferry boat entre São Luís e Cujupe, o ex-governador Flávio Dino (PSB) anunciou, ainda em 2017, investimento de R$ 730 milhões no setor portuário.

Era janeiro daquele ano; navegando na popularidade após eleições municipais, Dino saiu-se com essa de investimento no Porto do Itaqui e no serviço de ferry boat.

Passados cinco anos, não há qualquer sinal de nenhum tipo de investimento do governo na área das balsas; pelo contrário, o ex-governador é o responsável pelo caos em que se encontra o serviço.

Foi Dino quem decidiu intervir na área dos ferry boat’s; tomou os serviços das empresas e deu para uma outra, do Pará, que nem embarcações tinha. Desde então, o governo vem tentando sufocar as empresas que prestam serviços para repassá-lo à nova empresa.

O serviço de ferry boats – um dos setores estruturais do transporte no estado – é o símbolo do sucateamento do Maranhão no período de governo comunista.

Que agora segue o mesmo padrão no governo-tampão de Carlos Brandão (PSB).

3

Brandão faz de conta que não existe problema no ferry boat e população sofre com travessia

Governador-tampão ignora completamente o caos provocado pela fala de embarcações na viagem de ida e volta para a Baixada Maranhense ; e a única manifestação dos eu governo foi ado chefe da Casa Civil, Sebastião Madeira, para quem a população pode esperar um pouco mais

 

Usuários desembarcam de ferry boat totalmente sucateado na estação da Ponta da Espera, em São Luís

Um dos problemas mais representativos da pobreza e da falta de investimentos em estrutura no Maranhão, o serviço de ferry boat’s na travessia entre São Luís e a Baixada Maranhense é ignorado pelo governador-tampão Carlos Brandão (PSB).

Funcionando há mais de uma semana com apenas três embarcações – quando o ideal seriam pelo menos dez – o serviço já gerou reclamações e cobranças da classe política; mas Brandão desdenha dos que sofrem com o problema, e o seu governo chegou a dizer que a população pode esperar um pouco mais.

O problema no serviço de ferry boat foi causado pelo próprio governo Flávio Dino (PSB).

No ano passado, o então governador decidiu cassar a licença das empresas que prestavam serviços e contratou uma outra, do Pará, sabe-se lá com que critério; a empresa paraense nunca chegou a operar por que simplesmente não tem embarcações em sua frota.

Nesta segunda-feira, 16, a ServiPorto – uma das empresas destituídas por Flávio Dino, mas que continua a operar – anunciou que estava suspendendo, para manutenção, a operação de uma de suas balsas, diminuindo ainda mais a frota que atende às dezenas de milhares de usuários.

Mas para o governo-tampão, o sofrimento da população pode esperar…

4

Josimar reforça time de Weverton com mais de 50 prefeitos

Apoio do deputado federal garantirá também um batalhão de quase 700 vereadores, ex-prefeitos, deputados federais e estaduais à campanha do senador do PDT, além do PL, Avante e Patriotas

 

Apoio de Josimar vai garantir a Weverton a ampliação da sua base de prefeitos, deputados e vereadores em todos os 217 municípios do Maranhão

O apoio do deputado federal Josimar Maranhãozinho ao senador Weverton Rocha (PDT), o que será anunciado nos próximos dias, deve praticamente selar a ida do pedetista ao segundo turno

Josimar leva para a base de Weverton três partidos – o PL, o Avante e o Patriotas – mais de 50 prefeitos, 700 vereadores, deputados federais e estaduais, que se juntam ao time de Weverton.

Líder nas pesquisas de intenção de votos, Weverton garante, com a aliança, uma capilaridade ainda maior de sua candidatura, alcançando todos os 217 municípios maranhenses; em troca do apoio, o grupo do pedetista garantirá base eleitoral para Josimar e seu grupo de deputados estaduais e federias.

Ainda que haja as naturais defecções de um outro outro aliado do deputado descontente com o acordo, a expectativa é que Josimar entregue ao menos 90% de sua base a Weverton.

O anúncio é também um duro golpe na campanha do governador-tampão Carlos Brandão (PSB), que chegou a oferecer, literalmente, mundos e fundos pelo apoio de Josimar Maranhãozinho.

Pesou a favor do senador sua melhor articulação nacional e sua maior perspectiva de vitória…   

2

PT raiz se reúne com Weverton Rocha

Presidentes de diretórios municipais de São Luís e de outros municípios, representantes de sindicatos e associações de trabalhadores e membros de movimentos sociais vão discutir nesta segunda-feira, 16, a tese de apoio ao senador, que será apresentada no encontro de tática eleitoral, dia 29

 

Petistas de todo o Maranhão – o chamado PT raiz – vão discutir nesta segunda-feira, 16, a tese “Lealdade a quem sempre esteve com Lula e com os Trabalhadores” de apoio à candidatura do senador Weverton Rocha.

Formado por presidentes do PT de São Luís e de vários outros municípios, representantes sindicais e membros dos movimentos socias, o PT raiz que levar a tese de apoio a Weverton ao encontro de tática do partido, marcado para o dia 29 de maio.

Nesta segunda-feira, 16, esses membros do PT se reúnem na sede do Sindsep para discutir formas de participação no encontro petista.

Entre as lideranças, o pré-candidato do PT ao Senado, professor Paulo Romão, e o presidente do PT de São Luís, Honorato Fernandes.