12

Flávio Dino no limite do degaste popular…

Pesquisa do Instituto Escutec divulgada na semana que passou revela que governo comunista – que começou com mais de 70% – hoje está com apenas 54% de aprovação popular, índice baixo para o tempo de mandato

Dino: erros do primeiro semestre refletem na aprovação popular

Dino: erros do primeiro semestre refletem na aprovação popular

Eleito com o discurso da mudança e tido como a renovação a política maranhense, o governador Flávio Dino (PCdoB) começa a perder o apoio popular que o consagrou nas urnas em 2014

De acordo com a última pesquisa do Instituto Escutec, divulgada na semana passada, apenas 54,7% do eleitorado de São Luís ainda aprova a gestão do comunista.

Em outras palavras, praticamente a metade do eleitorado da capital maranhense desaprova ou é indiferente ao governo Flávio Dino.

No levantamento mais apurado, o Escutec mostrou que apenas 24,3% da capital maranhense considera o governo “Ótimo” ou “Bom”.

O índice daqueles que consideram o governo “Ruim” ou “Péssimo” chega 29,4%.

O grosso do eleitor de São luís – nada menos que 40,1% – entende que Flávio Dino faz um governo apenas “Regular”.

A avaliação do governo Dino está, portanto, dentro daquilo que se vê nas redes sociais, nas rádios e nas manifestações populares:

Muita esperança depositada e pouca ação apresentada…

Marco Aurélio D'Eça

12 Comments

  1. Volta guerreira! Bicho tuas opiniões são todas do senso comum.. Faz um estudo antes de publicar essas tuas bobagens..

  2. Discordo, Flávio Dino, não é nem um fenômeno! Pegou um vácuo e concorreu com calouros. Sem falar que a governadora parecia nem aí para sucessão.
    Tá só começando o desgaste que denota ser maior que Holandinha!

  3. Esse fresco aí inventou de brigar com mais de mil famílias para usurpar direitos conquistados e confirmados pelo STF. Lógico, vai sofrer as consequências.

  4. Esse governador merece aplausos, pois cumpriu o que prometeu.
    Falou que ia mudar o Maranhão e realmente mudou, MAS MUDOU PARA PIOR, MUITO PIOR!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *