3

“Por ter juízo, reconheci os comunicadores no esforço do combate ao crime”, diz Márcio Jerry, em resposta a Nonato Reis..

Secretário de Comunicação Social do governo Flávio Dino encaminhou ao blog nota em que pondera os pontos do artigo do jornalista, intitulado “Márcio Jerry perdeu o juízo”

 

Márcio Jerry: humildade de sobra

Márcio Jerry: humildade de sobra

O secretário de comunicação do governo Flávio Dino, jornalista Márcio Jerry, respondeu na tarde desta quarta-feira, 25, ao artigo do jornalista Nonato Reis.

No texto, publicado também neste blog, Reis aponta “Márcio Jerry perdeu o juízo”ao pregar que comunicadores deixem de repercutir “boatos ações criminosas”  à população. (Releia aqui)

– Não perdi o juízo, ao contrário. É por ter juízo que reconheci o papel dos comunicadores no esforço concentrado do aparelho de segurança no combate ao crime; por ter juízo conclamei jornalistas, radialistas e blogueiros a unirem esforços no apoio ao trabalho das polícias; e por ter juízo não pedi que notícias de crimes deixem de ser publicadas, o que difere de não repercuti-las de forma sensacionalista e espetacularizada – pondera o secretário.

Para Jerry, Nonato Reis “exagerou na descontextualização da referência à relação boatos e informações”. E afirmou também ter humildade de sobra, “do mesmo modo que sinceridade, honestidade com princípios, clareza de opiniões”.

Leia a íntegra da resposta de Jerry ao jornalista:

Em relação à postagem “Márcio Jerry perdeu o juízo…” tenho a esclarecer:

1. Agradeço o reconhecimento do missivista, a quem tenho muito respeito, à minha “reputação sólida” ;

2. Asseguro ao jornalista Nonato Reis e aos leitores que não perdi o juízo, ao contrário. É por ter juízo que reconheci o papel dos comunicadores no esforço concentrado do aparelho de segurança no combate ao crime; por ter juízo conclamei jornalista, radialistas e blogueiros à unirem esforços no apoio ao trabalho das polícias; e por ter juízo não pedi que notícias de crimes deixem de ser publicadas, o que difere de não repercuti-las de forma sensacionalista e espetacularizada.

3. A interpretação do experiente e competente Nonato Reis, homem de muito juízo, exagerou na descontextualização da referência à relação boatos e informações. Mas tudo bem, até pessoas de muito juízo são passíveis de erros, claro.

4. Sobre humildade, em mim sobra, desde sempre. Do mesmo modo que sinceridade, honestidade com princípios, clareza de opiniões. Ser assertivo nos pontos de vista só pode ser lido como falta de humildade por quem não gosta de debater ou não pode fazê-lo, o que não se aplica ao Reis.

Grato pela publicação,
Márcio Jerry Saraiva Barroso

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Sinceramente, não entendi o secretário Márcio Jerry… Ora, se fosse por meio da imprensa não teríamos o “mensalão e petrolão”. Pois é, não se combate crime fechando a “boca” da imprensa.

  2. 4. Sobre humildade, em mim sobra, desde sempre. Do mesmo modo que sinceridade, honestidade com princípios, clareza de opiniões. Ser assertivo nos pontos de vista só pode ser lido como falta de humildade por quem não gosta de debater ou não pode fazê-lo, o que não se aplica ao Reis.

    ESSE RAPAZ PENSA QUE TODOS SÃO IDIOTA?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *