0

Comissão da Câmara ainda não tem garantias de depoimento de Thiago Bardal…

Preso sob acusação de contrabando internacional e formação de quadrilha, delegado está sob custódia da Secretaria de Segurança e precisa de autorização judicial para ser levado a Brasília

 

PRESO SOB ACUSAÇÃO DE CONTRABANDO, BARDAL PRECISA DE AUTORIZAÇÃO JUDICIAL PARA IR A BRASÍLIA, para depoimento na próxima terça-feira, 2

Marcada para a próxima a próxima terça-feira, 2, a audiência da Comissão de Segurança da Cãmara Federal com o delegado maranhense Thiago Bardal, ainda não tem garantias de realização.

O delegado responde a investigação de formação de quadrilha e contrabando internacional, e está preso desde o ano passado.

Para viajar a Brasília, precisa de autorização do juiz Ronaldo Maciel, responsável pelo processo em que ele figura como réu.

Além de Bardal, a comissão da Câmara quer ouvir o também delegado Ney Anderson Gaspar, ora licenciado do cargo.

Os dois ex-auxiliares acusam o secretário de Segurança, Jefferson Portela, de determinar espionagem de membros do Judiciário, deputados federais, senadores e até membros do próprio governo Flávio Dino (PCdoB).

A comissão da Câmara Federal já entrou com pedido formal de autorização para que Bardal viaje a Brasília, sob escolta da Polícia Federal.

Jefferson Portela também deve ser ouvido pela Câmara em audiência cuja data ainda deve ser marcada…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *