1

Flávio Dino avança e constrói imagem de liderança da América Latina…

Apesar das imensas desigualdades vividas no Maranhão sob sua gestão, governador comunista alcança relevância internacional ao despertar interesse de peso-pesados da economia mundial, como o brasileiro Jorge Paulo Lemman e o americano George Soros

 

Liberal George Soros investe no estado do comunista Flávio Dino, o que gera críticas em setores da esquerda brasileira

Dois movimentos do governo Flávio Dino (PCdoB) nos últimos dias – passados despercebidos do ponto de vista político – tendem a demarcar um novo ciclo de relevância internacional do governador maranhense.

Na semana passada, o secretário de Indústria e Comércio Simplício Araújo anunciou a doação de um Hospital de Campanha pelo governo dos Estados Unidos, numa operação que envolveu declarações do cônsul americano no Nordeste. (Relembre aqui)

Na última terça-feira, 21, a fundação do bilionário americano George Soros anunciou a doação de US$ 1 milhão (algo em torno de R$ 5 milhões) ao governo maranhense. (Leia aqui)

Soros é um megainvestidor húngaro-americano, famoso por apoiar ações de esquerda e de direitos humanos mundo a fora. (Saiba mais aqui)

Flávio Dino em evento promovido pelo bilionário Jorge Paulo Lemmann: projeto de “unidade democrática” para 2022

Flávio Dino já havia se tornado próximo do bilionário brasileiro Jorge Paulo Lemman, que abriu as portas para o comunista, inclusive, na prestigiada Universidade Havard.

É de Lemman os movimentos para aproximação de figuras relevantes da política e dos negócios brasileiros, como Fernando Henrique Cardoso, Luciano Huck e o próprio Dino, por intermédio dos coletivos “RenovaBR” e “Acredito”.

Com essas relações internacionais, o governador do Maranhão vai se tornando – a despeito dos gigantescos problemas sociais ainda existentes no Maranhão – uma figura de relevância não apenas nacional, mas referência latino-americana.

Em que isso vai dar são outros 500…

Marco Aurélio D'Eça

One Comment

  1. Grandes m*. Lularapio e ate doutor honoris causa em coimbra e outros títulos pelo mundo sem noção e para os brasileiros e um marginal que acabou com o pais e as esperanças.
    E soros e lemman são tão bonzinhos. Se o maior especulador da bolsa de valores e o ex homem mais rico do brasil estão com esse intetesse todo, e porque ai tem. Quem sabe a desgraca que FD e sao os maranhenses e nao que se ilude com conversa para boi dormir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *