3

“80% são do grupo Sarney”, diz Joaquim Haickel, sobre apoios a Brandão

Ex-deputado, ex-secretário e sócio do grupo Mirante revela em post nas redes sociais que o grupo derrotado pelo governador Flávio Dino está, em sua maioria, apoiando a candidatura do vice-governador tucano

 

O forte abraço de Adriano Sarney em Carlos Brandão simbolizou a presença da família Sarney no mesmo palanque de Flávio Dino

Uma postagem do ex-secretário e ex-deputado Joaquim Haickel em suas redes sociais confirmou, no fim de semana, o apoio em massa do Grupo Sarney ao vice-governador Carlos Brandão (PSDB).

– Compareci a uma reunião de apoio à candidatura de Carlos Brandão (…) Olhei em volta e cheguei à conclusão que 80% dos presentes eram provenientes do antigo Grupo Sarney – afirmou Haickel, lembrando que o neto do ex-presidente, Adriano Sarney, declarou apoio a Brandão, o que simboliza a presença da própria família Sarney no palanque do governador Flávio Dino (PSB).

O blog Marco Aurélio D’Eça já mostrou que – algoz do grupo comandado pelo ex-presidente José Sarney – Flávio Dino passou a ter uma simbiose com o mesmo grupo a partir das eleições de 2018. (Relembre aqui, aqui, aqui, aqui e também aqui)

Principal adversária do governador nas últimas três eleições – 2010, 2014 e 2018 – a ex-governadora Roseana Sarney é uma das poucas a resistir aos acenos dinistas.

Mas a maior parte do seu MDB já está cerrando fileiras com Brandão.

O apoio do grupo Sarney a Brandão deve levar muitos sarneysistas ao governo a partir de abril, quando vice tucano assume o comando do estado.

Uma doce volta por cima, sobretudo diante do fracasso da era dinista…

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Este abraço afetuoso do deputado Adriano Sarney é a despedida dele do cenario politico do Maranhão, ou seja o jovem deputado sepultou a sua carreira politica em uma sepultura feita de concreto

  2. O amigo como sempre, extremamente perspicaz e envolvente em suas postagens, tanto que levou o camarada Márcio Jardim a erro, no Twitter, ao comentar meu texto repercutido por você, aqui em seu prestigioso Blog.
    Jardim interpreta erradamente o que eu disse, muito graças ao tempero que poucos como você sabe dar nas notícias políticas.
    O que eu disse e repito, é que no evento que fui, em apoio a Brandão, meu amigo de infância, para onde quer que eu me virasse, só via pessoas que em algum momento, em graus maiores ou menores, fizeram parte do grupo Sarney.
    Mas isso não deveria ser de admirar! No governo de Flávio Dino, tem muitos quadros oriundos do grupo Sarney, ou será que Rubens Pereira, Felipe Camarão, duas dúzias de deputados, entre estaduais e federais, não estiveram em algum momento ligados ao grupo Sarney!?…
    A leitura de Jardim não está apenas errada, mas destorcida, não sei a serviço de que ou de quem.
    A leitura correta é a seguinte: Pelo menos 80% do antigo grupo Sarney apoia a candidatura de Brandão.
    Simples assim! Sem gastar muito fosfato!…

    Resp.: Você também muito perspicaz na sua observação do momento político, caro Joaquim.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *