0

Felipe Camarão novamente no comando do governo…

Vice-governador amanhece novamente como chefe do Executivo Estadual, em substituição ao governador Carlos Brandão, que acompanha o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em viagem oficial à Colômbia

 

Felipe Camarão vai estar novamente à frente do Governo do Estado, enquanto Brandão viaja à Colômbia com o presidente Lula

O vice-governador  Felipe Camarão (PT) está novamente à frente do governo do Maranhão, a partir desta terça-feira, 16, até a próxima quinta-feira, 18; ele substitui o governador Carlos Brandão (PSB), que estará novamente em viagem internacional.

O próprio Brandão anunciou a viagem nas redes sociais.

– De 16 a 18 de abril, irei representar o Maranhão na comitiva do presidente Lula em Bogotá, na Colômbia. Será uma oportunidade para tratar de comércio e investimentos visando o desenvolvimento sustentável, além de participarmos do Fórum Empresarial Brasil-Colômbia”, escreveu o socialista.

Como secretário de Educação, Felipe Camarão passou a segunda-feira, 15, em visitas a escolas dos municípios de Icatu, Primeira Cruz e Santo Amaro do Maranhão.

Ainda não há divulgação de agenda do secretário no exercício do governo…

0

Bancada de Brandão começa a reagir a Othelino na Assembleia…

Contrapontos do ex-presidente da Casa ao governo tem incomodado os aliados do governador, que decidiram contra-atacar com respostas pragmáticas, que buscam constranger o deputado do PCdoB em plenário

 

A posição mais “independente” de Othelino em relação a Brandão começou a ter reações na Assembleia

Uma primeira reação efetiva ao deputado Othelino Neto (PCdoB) foi vista no plenário da Assembleia Legislativa nesta quarta-feira, 10.

O deputado Rildo Amaral (PP), da bancada mais ligada ao governador Carlos Brandão (PSB), cobrou informações dos resultados da Secretaria de Representação do Governo em Brasília (Rebras), da qual Othelino fora gestor entre fevereiro e dezembro de 2023.

– Presidente, quero requerer desta Casa que cobre informações sobre os resultados práticos da secretaria. Quais as ações efetivas desta pasta em favor do povo do Maranhão – provocou Rildo Amaral, candidato de Brandão a prefeito de Imperatriz.

Embora se declare “ainda na base do governo”, Othelino tem feito sistemáticos contrapontos a Brandão e questionado aspectos significativos da gestão, como o endividamento do estado e a quebradeira no setor de Saúde.

Com base em dados do parlamentar, este blog Marco Aurélio d’Eça abordou os dois assuntos no post “Números desmentem narrativa de Brandão sobre equilíbrio do govenro”.

O confronto aberto – ainda que negado pelos dois lados – também se espalha pelo interior em que governador tem se posicionado sempre contrários a candidatos a prefeito apoiados pelo deputado estadual.

Caberá à Mesa da Assembleia solicitar e receber os dados referentes às ações da Rebras sob o comando de Othelino…

0

A correta postura de Brandão com a imprensa…

Ao lembrar o Dia do Jornalista – comemorado neste domingo, 7, governador destaca a importância deste profissional para a democracia; e este blog Marco Aurélio d’Eça reconhece no atual ocupante do Palácio dos Leões um dos mais respeitosos, abertos e democráticos políticos de sua geração, mesmo diante de críticas ácidas à sua gestão

 

Brandão tem postura atenciosa e respeitosa com jornalistas desde o início de sua carreira política

Editorial

O início efetivo do governo Carlos Brandão (PSB) – não a sua interinidade, mas o que se iniciou após sua reeleição, em 2022 – marcou, para este blog Marco Aurélio d’Eça o fim de uma espécie de exílio de oito anos fora do Palácio dos Leões, onde era hostilizado sempre que se aventurava a cobrir as pautas do governo que se iniciou em 2015.

Esta história foi revelada, ao próprio Brandão, inclusive, em sua primeira entrevista coletiva, no próprio palácio, onde o titular deste blog Marco Aurélio d’Eça esteve, em 6 de janeiro de 2023.

– Quero agradecê-lo, governador, por ter me tirado do exílio. Há oito anos eu estava banido do Palácio dos Leões, não podia sequer passar na praça que corria o risco de ser perseguido. Agora, chego aqui e o clima é outro; me sinto em casa e acolhido – disse o titular deste blog Marco Aurélio d’Eça, fato registrado em março daquele ano, no post “O fim do exílio no Palácio dos Leões…”.

A história acima é lembrada para reconhecer uma postura de Carlos Brandão, que ele demonstrou mais uma vez em sua homenagem aos  jornalistas neste domingo, 7, quando se comemora a data reservada a este profissional. 

– Não há possibilidade de democracia sem o trabalho cotidiano da imprensa; meu reconhecimento a esses profissionais, que cumprem importante papel social- declarou o governo em suas redes socias.  

Este blog Marco Aurélio d’Eça tem posicionamento fortemente crítico a vários aspectos do governo Brandão; foi, por exemplo, o primeiro a levantar os riscos da onipresença do governador em todos os poderes do estado, como destacado ainda em fevereiro de 2023, no post “Sem oposição não há democracia…”.

Este blog Marco Aurélio d’Eça pretende manter o seu posicionamento crítico – duro, ácido, ferino, o que seja… – de forma independente e livre.

E reconhece que tem no governador Brandão uma fonte respeitosa para este exercício profissional…

Esta produção intelectual é protegida pela Lei de Copyright

0

Brandão recepciona embaixadores da União Europeia

Ao longo desta semana, 17 embaixadores dos Estados-membros da União Europeia cumprem missão no Maranhão. Durante o período eles visitaram universidades, o Porto do Itaqui, equipamentos sociais e bens culturais maranhenses para conhecer a capacidade e potencialidade econômica, natural e social, bem como a localização estratégica do Maranhão em relação à Europa.

Na sexta-feira (5), o governador Carlos Brandão, acompanhado da primeira-dama, Larissa Brandão, do vice-governador, Felipe Camarão, e diversas autoridades estaduais, recebeu a comitiva em um ato solene no Palácio dos Leões, em São Luís.

A visita dos embaixadores faz parte da missão anual da União Europeia pelo Brasil. Este ano, os embaixadores, por consenso, decidiram conhecer o Maranhão, entre os dias 3 a 7 de abril. A missão tem caráter técnico, científico, econômico e, por fim, cultural e turístico.

A missão ao Maranhão é coordenada pela embaixadora da União Europeia no Brasil, Marian Schuegraf, com o embaixador da Bélgica, Peter Claes. Também participam os embaixadores da Polônia, Lituânia, Grécia, Itália, Países Baixos, Eslováquia, Malta, Finlândia, Croácia, Alemanha, Portugal, Eslovênia, República Tcheca, Suécia e Espanha

Durante a recepção organizada no Palácio dos Leões, sede do Governo do Maranhão, o governador Carlos Brandão afirmou que a visita foi importante para que os embaixadores conhecessem as oportunidades que o estado oferece.

“Apresentamos diversos projetos importantes em busca de parceria com os países da União Europeia. Portanto, foi uma visita de aproximação para que a gente possa convencer que o Maranhão é um lugar ideal para investimentos em diversas áreas. Com certeza nós vamos construir uma ótima relação comercial para que eles possam trazer empresas que gerem emprego e renda para a população do nosso Estado”, assinalou o governador Carlos Brandão.

A embaixadora da União Europeia no Brasil, Marian Schuegraf, avaliou de forma positiva a missão europeia no estado. “Foi uma visita muito bem-sucedida. Agradecemos ao governador a sua hospitalidade. Vimos muito potencial nesse Estado e estou segura que vamos reforçar os nossos laços na economia, na academia, sobretudo no contexto de sustentabilidade, energias renováveis, hidrogênio verde, turismo sustentável e muito mais”, disse.

Além de conhecerem os projetos desenvolvidos pelo Governo do Maranhão e debaterem parcerias, a comitiva europeia pode conhecer as atrações culturais do estado, que se apresentaram durante a recepção no Palácio dos Leões.

Da assessoria

0

Imagens do dia: Brandão com o agronegócio, Camarão com os sem-terra…

No mesmo dia em que sua bancada na Assembleia negou homenagem ao Sem-Terra – e também no dia seguinte – o governador fez questão de exibir em suas redes sociais a sua preferência pelo agronegócio, anunciando estradas para escoamento da Soja e benefícios a donos de terras; seu vice, o petista Felipe Camarão, preferiu solidarizar-se com os trabalhadores rurais, postando foto com eles em frente ao Palácio dos Leões

 

As imagens acima são a prova viva da dualidade do atual governo maranhense.

A foto de cima, do “Viva o Agro”, é um print de vídeo postado pelo governador Carlos Brandão (PSB) ao lado de produtores e donos de terra, no mesmo dia em que sua bancada negou na Assembleia Legislativa homenagem aos trabalhadores rurais sem terra.

Logo abaixo aparece a imagem do vice-governador Felipe Camarão (PT), que decidiu solidarizar-se com os agricultores postando foto com eles em frente ao Palácio dos Leões, no momento em que a Assembleia voltava atrás – após pressão dos movimentos sociais – e aprovava a homenagem ao MST.

Neste mesmo momento – como mostra a foto de baixo – Brandão assinava, em Mirador, a Ordem de Serviço da MA-372, um novo corredor da soja, que vai ligar Mirador a São Domingos do Azeitão, beneficiando, também as propriedades da família do governador.

Como se vê, para Brandão “o agro é pop; o agro é tudo”…®

Produção intelectual protegida pela Lei de Copyright

0

Pelo MST, Felipe Camarão faz o contraponto ideológico a Brandão…

Um dia depois de a bancada alinhada ao governador na Assembleia Legislativa negar homenagem aos Sem Terra – e depois tentar corrigir-se aprovando novo requerimento com o mesmo teor – vice-governador do PT publica imagem em suas redes sociais em que aparece sentado em frente ao Palácio dos Leões ao lado de trabalhadores rurais destacando as ações dos movimentos sociais ligados aos homens e mulheres do campo

 

Felipe Camarão com o MST em frente ao Palácio dos Leões; contraponto direto às direitices de Brandão

O vice-governador Felipe Camarão (PT) utilizou o dia destinado às lembranças pessoais nas redes sociais, o chamado #TBT – que ocorre sempre às quintas-feiras – para postar imagem ao lado de trabalhadores rurais sem-terra, homens e mulheres do campo e agricultores em frente ao Palácio dos Leões.

A imagem é um verdadeiro contraponto ao governador Carlos Brandão (PSB), cuja bancada pessoal negou, nesta quarta-feira, 3, homenagem ao MST, à Fetaema e à Contag proposta à Assembleia pelo deputado comunista Júlio Mendonça; a postura anti-esquerdista e anti-movimentos sociais de Brandão foi contada neste blog Marco Aurélio d’Eça, no post “Brandão é de direita; errado é pensar dele o contrário…”. 

– O #tbt de hoje é com registros de importantes momentos ao lado dos meus companheiros do Movimento Sem Terra, da Fetaema e tantos outros movimentos sociais de trabalhadores e trabalhadoras rurais que, incansavelmente, lutam por dignidade, igualdade, oportunidades para todos e, principalmente, pelo compromisso com os menos favorecidos. Tenho muito orgulho da atuação de vocês e merecem todas as homenagens hoje e sempre! Contem sempre comigo! – afirmou Camarão.

Curiosamente, nesta mesma quinta-feira, 4, quando Felipe Camarão destaca-se ao lado de agricultores familiares – e a Assembleia volta atrás e, pressionada pelos movimentos sociais e pela esquerda, aprova a homenagens às entidades da agricultura familiar – Carlos Brandão assinava a Ordem de Serviço da MA-372, mais um corredor da soja, ligando Colinas a São Domingos do Azeitão.

Mas esta é uma outra história…

0

Assembleia volta atrás e aprova homenagem ao MST…

Um dia depois de a bancada mais próxima ao governador Carlos Brandão se mobilizar para rejeitar o pedido do deputado comunista Júlio Mendonça, mesa diretora reforma a medida, mas ainda com acusações de atropelos a requerimentos de mesmo teor apresentados desde a quarta-feira, 3, pelo também comunista Rodrigo Lago

 

Deputados de esquerda foram à Assembleia paramentados com símbolos do MST em homenagem aos trabalhadores rurais

A forte pressão da esquerda e dos movimentos sociais levou a Assembleia Legislativa a aprovar , nesta quinta-feira, 4, homenagem ao Movimento dos Trabalhadores Rurais sem Terra (MST), à Contag e à Fetaema; na quarta-feira, 3, a bancada ligada ao governador Carlos Brandão (PSB) rejeitou o requerimento do comunista Júlio Mendonça, o que causou surpresa na classe política.

A confusão ideológica de Brandão foi analisada neste blog Marco Aurélio d’Eça, no post “Brandão é de direita; errado é pensar dele o contrário…”.

O MST, a Contag e a Fetaema são movimentos de esquerda fortemente ligados ao PT e ao governo Lula, do qual Brnadão ainda declara-se aliado; a votação desta quinta-feira, 5, deixou mais claro quem é quem entre esquerda e direita no plenário da Assembleia:

  • Votaram contra a homenagem os deputados Ricardo Seidl (PSD), Wellington do Curso (Novo), Yglésio Moyses (Sem partido), Florêncio Neto (PSB) e Mical Damascenso (PSD);
  • Abstiveram-se os deputados Fernando Braide (PSD) e Drª Viviane (PDT).

Mesmo tentando conciliar os ânimos causados pela posição da bancada ligada a Brandão, a nova votação não deixou de causar embaraços à Assembleia.

Vice-presidente da Casa, o deputado Rodrigo Lago (PCdoB) denunciou ter sido usurpado em seu direito de precedência, por ter apresentado seus requerimentos para a nova votação antes de outros – de Roberto Costa (MDB) e de Antonio Pereira (PSB), ambos ligados ao governo – e seu documento sequer ter aparecido em plenário.

– Quero manifestar meu posicionamento; tive meus requerimentos apresentados antes destes, e foram ignorados pela Mesa Diretora; quero saber o que houve, por que o Regimento Interno deixa claro o direito de precedência – cobrou o parlamentar.

A presidente Iracema Vale (PSB) disse que ira instaurar procedimento administrativo para saber o que houve, mas pôs em votação os projetos dos seus aliados da Mesa.

O episódio ressaltou claramente o racha na base governista entre dinistas e brandonistas…

Produção intelectual protegida pela Lei de Copyright

0

Brandão é de direita; errado é pensar dele o contrário…

Reação da bancada alinhada ao Palácio dos Leões contra homenagem da Assembleia Legislativa ao MST, à Contag e à Fetaema, além de expor a contrariedade do governo com seus camaradas comunistas, revela também que a presença do governador no PSB atende apenas aos seus interesses meramente eleitorais, sem nenhuma identidade com os postulados da esquerda

 

O Brandão fazendeiro é anterior ao Brandão governador; e sua condição de dono de terra se sobrepõe à sua ideologia política

Editorial

O governador Carlos Brandão (PSB) sempre foi um homem de direita, por origem familiar, por ideais de vida e por ideologia política.

Nascido nos latifúndios de Colinas, filho de donos de terra e fazendeiros dos rincões maranhenses, pouca familiaridade ele tem com as lutas de trabalhadores sem terra e com as angústias sofridas por pequenos lavradores diante do avanço impiedoso do agronegócio.

Na política, sempre esteve vinculado a partidos de direita: PDS, PTB, PFL, DEM…

Chegou, no máximo, ao centro do espectro ideológico ao filiar-se, nos anos 90, ao social-democrata PSDB; foi deputado federal anti-Lula (PT), calou-se diante do golpe contra Dilma Rousseff (PT) e esteve no PRB bolsonarista, antes de ensaiar um retorno ao PSDB e desembarcar de mala e cuia no PSB, a pedido de Flávio Dino.

Na campanha de 2022, foi visível o seu desconforto e a falta de intimidade com os ideais do então candidato a presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que fazia um esforço hercúleo para reconhecê-lo entre os seus. (Relembre aqui, aqui, aqui e aqui)

Ingenuidade, portanto, imaginar que o governador do agronegócio, com família de fazendeiros e visão de mundo voltado às ideias liberais tenha tido, ainda que por segundos, qualquer lampejo de esquerda em sua cosmovisão.

O governador Carlos Brandão foi, é e sempre será um homem de direita.

Um homem de direita não compreende o significado e o simbolismo de um movimento como o dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), que fez muito mais pela reforma agrária do que todos os governos juntos ao longo de todo o período republicano brasileiro.

Está claro que a reação da bancada brandonista na Assembleia Legislativa à iniciativa do comunista Júlio Mendonça de homenagear o MST, a Fetaema e a Contag foi uma reação não a essas instituições, mas ao grupo que se movimenta em contraponto ao inquilino do Palácio dos Leões, formado majoritariamente por homens de esquerda ligados ao agora ministro do Supremo Tribunal Federal Flávio Dino.

Cobrar do governador coerência ideológica é ingenuidade ou desespero de causa; é como jogar xadrez com pombos.

Brandão é um homem das terras sem nenhuma sensibilidade para sem-terras, lavradores e outros tais do setor agrícola; ele só quer retaliar comunistas e esquerdistas que acham poder peitá-lo.

E pouco importa se esta retaliação atinge lavradores e trabalhadores.

É simples assim…

Produção intelectual protegida pela Lei de Copyright

0

Para Othelino, governo Brandão usurpou Assembleia com projeto de empréstimo…

Deputado estadual explicou que o Executivo dispõe de limite de apenas R$ 665 milhões para contrair dívidas no exercício fiscal de 2024, o que leva a entender que a proposta aprovada pelos deputados – de R$ 1,9 bilhão – incluía, indevidamente, autorização para novas operações em 2025 e 2026, que só poderiam ser votadas nos devidos exercícios financeiros

 

Ao lado de Wellington do Curso e Fernando Braide, Othelino foi um dos três deputados a votar contra o empréstimo da forma como queria o governo

O deputado estadual Othelino Neto (PCdoB) mostrou em uma extensa explicação em forma de press-release encaminhada pela sua assessoria que o governo Carlos Brandão (PSB) usurpou a competência da Assembleia Legislativa ao fazer aprovar, indevidamente, operação de empréstimo em valor três vezes acima do limite permitido para o exercício fiscal de 2024.

  • Segundo Othelino, em 2024 só está permitida pela Secretaria do Tesouro Nacional, operação de crédito para o Maranhão no valor exato de R$ 665.067.925,54;
  • A Assembleia, no entanto, aprovou operação de crédito de R$ 1,9 bilhão, valor três vezes maior que o permitido.

O parlamentar, que já foi presidente da Assembleia, entende que a forma de apresentação do projeto significa uma usurpação da competência dos deputados pelo governo uma vez que – ao que se presume da articulação governista – antecipa autorizações que deveriam ser analisadas apenas no exercício fiscal próprio, em 2025 e 2026.

– Embora não tenha sido explicitado na mensagem governamental, presume-se que o Poder Executivo desejou, desde logo, obter uma autorização da Assembleia Legislativa, para a contratação, não apenas de uma operação de crédito em 2024, mas de três operações, sendo a primeira em 2024 e as demais nos dois exercícios financeiros subsequentes, em 2025 e em 2026”, explica Othelino.

O parlamentar chegou a apresentar uma Emenda Modificativa ao Projeto de lei 152/2024 para que fosse aprovada operação apenas para o valor de R$ 665 milhões autorizados pela Secretaria de Tesouro Nacional para 2024, o que foi rejeitada pelo plenário.

No entender do deputado, o projeto, da forma como foi aprovado na Assembleia, corre o risco de ser rejeitado na Secretaria do Tesouro Nacional.

Por furar o teto autorizado para 2024…

0

Felipe Camarão de cabeça na campanha de Duarte Jr…

Vice-governador do PT vai coordenar a campanha do pré-candidato do PSB, liderar os vereadores nos bairros de São Luís e comandar a formação das chapas proporcionais dentro da aliança partidária, numa mostra de que o projeto é  mesmo do grupo do agora ministro do Supremo tribunal federal Flávio Dino

 

Felipe Camarão com Paulo Victor e Ivaldo Rodrigues; mais de 20 vereadores e suplentes na campanha de Duarte Jr.

O vice-governador Felipe Camarão (PT) assumiu o comando da campanha do deputado federal Duarte Júnior (PSB) a prefeito de São Luís; além de organizar a formação das chapas proporcionais dentro dos partidos, Camarão vai chefiar toda a estrutura de campanha e liderar os vereadores nos bairros de São Luís.

A confirmação do vice-governador  como coordenador de campanha é mais uma mostra de que a candidatura pertence ao grupo dos chamados ex-dinistas, aliados do agora ministro do Supremo Tribunal federal Flávio Dino, que pretende manter seu lado político em 2024 e 2026.

Este blog Marco Aurélio d’Eça já havia mostrado o novo momento de Felipe Camarão, como líder petista e construindo a formação de sua própria base, o que foi evidenciado no post “O grupo político de Felipe Camarão…”.

Esta semana, outro ícone do dinismo, o deputado federal Márcio Jerry, presidente do PCdoB e coordenador da Federação Brasil-Esperança, que reúne também o PT e o PCdoB, assumiu definitivamente a campanha de Duarte Jr. declarando que sua energia será gasta para eleger o aliado em São Luís.

O envolvimento dos chamados ex-dinistas libera o governador  Carlos Brandão (PSB) para cuidar mais diretamente das campanhas no interior do estado, onde pretende formar uma base sólida para as eleições de 2026, em muitos casos enfrentando membros do próprio dinismo.

Mas esta é uma outra história…