0

Construção civil também é alvo de Flávio Dino..

Comunista, que parece querer a “venezuelização” do Maranhão, vai aumentar em 80% o imposto para compra de material usado nas obras, o que deve encarecer e até inviabilizar investimentos no estado

 

Com a carga de impostos, setor da construção pode quebrar no Maranhão

Depois de aumentar ICMS da energia elétrica, da telefonia, do combustível e de alguns produtos de intenso consumo, como bebidas e cigarro, o governador Flávio Dino (PCdoB) segue sua sanha de taxar o maranhense para bancar sua máquina comunista.

O projeto de Lei nº 229/2016 já está na pauta da Assembleia Legislativa, e prevê aumento de 80% na alíquota do ICMS para compra de insumos da construção civil.

O general Flávio Dino segue sua “venezuelização” do estado

As empresas deste setor que pagavam 10% de ICMS nessas mercadorias, agora vão pagar 18%.

O novo reajuste, combinado com o aumento do imposto de energia elétrica, telefonia e combustível praticamente inviabiliza a atividade construção civil no Maranhão.

E o estado segue para a venezuelização de sua economia…

Marco Aurélio D'Eça

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *