0

Eneva deve investir R$ 90 milhões para comercializar gás natural no MA…

Empresa revelou à Comissão de Assuntos Econômicos da Assembleia Legislativa que utiliza 100% do gás que produz em sua própria usina; comercialização foi garantida por termo assinado com o governo Flávio Dino

 

MACEDO CONVERSA COM SIMPLÍCIO ARAÚJO E DIRETORES DA ENEVA, SOBRE AS DIRETRIZES do uso do gás natural veicular no Maranhão

A Comissão de Assuntos Econômicos da Assembleia Legislativa ouviu ontem o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, e representantes da empresa Eneva, que explora o gás natural no Maranhão.

E ouviram explicações sobre o Termo de Cooperação que garantirá a comercialização do gás  natural veicular no estado.

Para garantir que o gás natural chegue ao maranhense – atualmente, segundo a própria empresa, o produto é usado apenas em sua própria usina – a Eneva deve investir R$ 90 milhões em dois anos.

Simplício Araújo explicou que o governo já elaborou projeto que será encaminhado à Assembleia, estabelecendo as diretrizes para comercialização do GNV.

– A Eneva sempre dizia que não tinha como atender por que o gás não era suficiente. Quando eu criticava a Eneva, não era nada contra a empresa, apenas não era justo que o Maranhão, sendo o segundo maior produtor terrestre de gás natural do país, não pudesse destinar um por cento desse gás para uso veicular e industrial. Só sete estados não têm GNV, entre eles, o Maranhão – afirmou Fábio Macedo (PDT), presidente da comissões e uma dos principais defensores do uso comercial do GNV.

1

Eneva vai, finalmente, viabilizar uso do gás natural no Maranhão…

Secretário de Indústria e Comércio Simplício Araújo anúncio assinatura de Termo de Cooperação para que empresa que explora o produto no estado disponibilize o uso para indústrias e veículos de passageiros

 

SIMPLÍCIO ARAÚJO TRATA COM DIRETORES DA ENEVA SOBRE A VIABILIZAÇÃO DO USO DE GÁS NATURAL COMERCIALMENTE NO MARANHÃO, mudando a matriz energética no estado

Pressionada por cobranças da Assembleia Legislativa sobre a exploração de gás no Maranhão, a empresa Eneva, que controla o Consórcio Parnaíba, na região de Capinzal do Norte e Santo Antonio dos Lopes, vai, finalmente, liberar o produto para uso comercial no próprio Maranhão.

O Secretário de Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo, anunciou nesta quinta-feira, 24, que o governo Flávio Dino (PCdoB) assinou Termo de Cooperação com a empresa para viabilizar novos usos do gás natural produzido no Maranhão.

A Eneva opera no estado desde 2013, mas sua produção de gás natural é utilizada apenas para geração de energia elétrica no complexo termelétrico da própria empresa, instalado em Santo Antonio dos Lopes.

Outra parte é levada para outros estados, onde é disponibilizado para empresas e para o uso no Gás Veicular, o que não ocorre no Maranhão.

UMA DAS AUDIÊNCIAS PÚBLICAS NA ASSEMBLEIA, QUE LEVARAM A ENEVA A REPENSAR SUA PRODUÇÃO DE GÁS NATURAL, que é toda levada para fora do Maranhão

Desde o início do ano, uma comissão de deputados estaduais, liderada por Fábio Macedo (PDT), decidiu cobrar da Eneva a liberação do gás para uso veicular e empresarial também no Maranhão. (Relembre aqui, aqui e aqui)

A equipe de Simplício Araújo está adotando as medidas para que o produto da Eneva tenha aplicação comercial no estado, adotando diretrizes estabelecidas pelo Governo Federal.

– Além de sair na frente de outros estados no tocante a abertura do mercado de gás natural no Brasil, o Governo Flávio Dino traz para o Maranhão e em especial para a região de Bacabal nova perspectiva econômica, com possibilidade de oferta de gás veicular e principalmente do gás para a indústria, o que pode atrair empresas de grande porte e mudar a matriz energética de muitas já instaladas em nosso estado, trazendo maior vantagem competitiva aos empreendimentos – disse.

Elaborado pela Seinc, o Termo de Cooperação pretende dar viabilidade à oferta de gás natural para uso industrial e veicular a partir da produção no Campo de Morada Nova, localizado em Bacabal.

0

Defensoria Pública busca autossuficiência em energia

Instituição articula com a bancada federal maranhense emendas no montante de R$ 2,2 milhões, que garantirão investimento em placas solares, em nome da economia de energia e sustentabilidade

 

Com foco em um crescimento institucional pautado em economicidade e sustentabilidade, o comando da Defensoria Pública do Estado do Maranhão esteve recentemente, em Brasília, articulando com deputados federais e senadores maranhenses a destinação de emenda de bancada impositiva, no valor de R$ 2,2 milhões em favor da instituição.

A intenção é investir esse montante na aquisição de equipamentos de sistema fotovoltaico (placas solares) e tornar a Defensoria estadual um órgão autossuficiente em energia.

Além de contribuir com o desenvolvimento sustentável, a ação pioneira em âmbito nacional, visa também impulsionar a ampliação da instituição no Estado, uma vez que os valores economizados com energia elétrica seriam revertidos em instalação de novos núcleos sustentáveis. “A DPE/MA gasta em torno de R$ 1 milhão por ano, com energia elétrica, nos seus 39 núcleos espalhados pelo estado. Com a adoção das placas solares, a perspectiva é de uma economia de R$ 1 milhão por ano, o que proporcionaria a criação de cinco núcleos de atendimentos nas comarcas do Estado, anualmente”, explicou o defensor-geral Alberto Bastos.

A necessidade de expansão institucional atende à Emenda Constitucional nº 80/2014, que determina que, no prazo de oito anos, a União, Estados e Distrito Federal devem contar com defensores públicos em todas as unidades jurisdicionais. O prazo termina em 2022 e a Defensoria está presente, atualmente, em menos de 30% das comarcas maranhenses.

Pioneiro

Em novembro, será entregue o 1º núcleo de atendimento ecológico e sustentável do Brasil, formado por contêineres e placas solares, na área Itaqui-Bacanga, em São Luís, que reúne cerca de 300 mil habitantes, distribuídos em quase 60 bairros. A obra é 70% mais barata que uma edificação em alvenaria e ainda se destaca pela rapidez na execução dos serviços e geração de menor volume de resíduos.

Outro diferencial do núcleo, instalado em quatro contêineres, é a utilização de mão-de-obra carcerária, tanto na construção civil como na elaboração de móveis, graças à parceria com o Governo do Estado.

0

Porto São Luís entrega novo acesso à comunidade Andirobal…

Nova via de acesso no Andirobal reduz distância dos moradores até o ponto de ônibus

A comunidade quilombola Andirobal, na localidade Cajueiro, no bairro Vila Maranhão, ganhou um novo acesso para embarque no ônibus que atende à área. A nova estrada beneficiará as 41 famílias do Andirobal, que antes percorriam 1,5 km para ter acesso ao ônibus e agora terão o transporte praticamente na porta de casa.

O novo acesso foi construído pelo Porto São Luís, por meio da empresa Rota Nordeste, e entregue aos moradores de forma simbólica na manhã desta quinta-feira, 17 de outubro. 

Na oportunidade, também foi assinada a ordem de serviço para realocação do campo de futebol do povoado. Participaram do ato simbólico, realizado na comunidade, o presidente da Associação Quilombola do Andirobal, Nataniel Costa Barreto, o Natan, moradores e executivos do Porto São Luís e da Rota Nordeste.

O novo acesso do ônibus traz mais segurança aos moradores, pois evita que eles transitem dentro da área do Porto que está em obras. A via tem extensão de aproximadamente 850m, largura de 3,5m e está localizada após a divisa entre o porto e a comunidade.

“A melhoria teve a aplicação de 60 caminhões do material laterita, com espalhamento, umectação e compactação em toda a extensão, fazendo com que a estrada ficasse com melhores condições de tráfego”, detalha o gerente de produção da Rota Nordeste, Cassiano Bronholo.

O trabalho foi executado em 10 dias, no início deste mês de outubro, e realizado com equipamentos de pavimentação especializados para esta atividade.

Líder comunitário Natan Barreto percorre novo acesso com executivos do Porto São Luís e da Rota Nordeste

Campo de futebol

A realocação do campo de futebol foi um pedido da Associação de Moradores do Andirobal. O campo estava situado dentro da área do Porto e agora será remanejado para um local mais seguro. 

O terreno é no Andirobal, tem 30m x 25m, e foi doado pela comunidade. A previsão é de que o campo esteja concluído ainda neste mês de outubro.

“O diálogo com a empresa está permitindo à comunidade realizar sonhos. Há pessoas com problemas de mobilidade, como idosos e cadeirantes, que agora terão o ônibus passando mais perto de casa. Já o campo de futebol é uma área de lazer importante na nossa comunidade, não apenas para os adultos, mas para as crianças. Com o novo campo poderemos buscar convênios para implantar uma escolinha de futebol que reúna a criançada toda do Cajueiro”, afirma o presidente da Associação Quilombola do Andirobal, Nataniel Costa Barreto, o Natan.

0

Simplício Araújo lidera missão de empresários na China…

Secretário de Indústria e Comércio representa o governo maranhense na Canton Fair, em Guangzhou, feira que trata de contatos comerciais com empresas chinesas

 

SIMPLÍCIO COM OS EMPRESÁRIOS MARANHENSES NA CHINA; secretário lidera a representação do estados em ferias pela Ásia

 

O secretário de Indústria e Comércio Simplício Araújo está na China, após passar por Dubai, em uma missão especial com 54 empresários maranhenses.

Os empreendedores participam da Canton Fair, evento que reúne contatos e oportunidades empresarias na cidade de Guangzhou.

 – Em nome do governo Flávio Dino (PCdoB) lidero hoje na China a maior Missão Empresarial Brasileira de 2019, hoje com apoio da equipe da Seinc e Sefaz, intérpretes e especialistas em comércio exterior 54 empresários maranhenses iniciaram visita e contatos comerciais com empresas chinesas e de outros países na Canton Fair, na cidade de Guangzhou – explica o secretário

A MISSÃO MARANHENSE JÁ PASSOU POR DUBAI E TEM VÁRIAS AGENDAS EM GUANGZHOU, NA CHINA, com contatos importantes na área empresarial

A missão maranhense já passou por Dubai, onde também participou de eventos empresariais e manteve contato com empreendedores árabes sobre as oportunidades no Maranhão.

A missão maranhense é composta de autoridades públicas e empresários de vários setores…

0

Em Dubai, Simplício Araújo participa de missão empresarial…

O secretário de Indústria e Comércio Simplício Araújo está em Dubai, onde representa o Maranhão na preparação da Expo-Dubai 2020.

– A agenda da manhã hoje [domingo] aqui em Dubai foi com o embaixador Fernando Igreja, Apex-Brasil, com a empresa realizadora da Expo-Dubai 2020 e com Mohammed Ali, Executivo do Porto e Zona Franca Jebel Ali – disse o secretário.

Simplício compõe a missão empresarial Maranhão-Dubai-China, que discute investimentos e trocas comerciais entre o estado e os dois países.

1

Ambev explica entrega de ambulâncias para o Governo do Estado…

Cervejaria diz que os veículos nada tem a ver com benefícios fiscais dados à cerveja Magnífica e foram entregues como “quitação de obrigações contraídas pela empresa no âmbito de um programa de incentivo à indústria no Maranhão”

 

AS AMBULÂNCIAS “DOADAS” PELA AMBEV, AINDA COM A INSCRIÇÃO DA EMPRESA durante entrega pelo governador Flávio Dino

A Cervejaria Ambev detalhou ao blog Marco Aurélio D’Eça a contrapartida de 10 ambulâncias ao Governo do Estado, que as distribuiu há várias prefeituras maranhenses.

Segundo a empresa, as ambulâncias nada têm a ver com a cerveja Magnífica, que recebe benefícios fiscais por ser produzida com mandioca extraída no Maranhão.

– As ambulâncias foram entregues pela Ambev como quitação de obrigações contraídas pela empresa no âmbito de um programa de incentivo a indústria do Maranhão – explicou a assessoria de Comunicação da Ambev nacional, em nota encaminhada ao blog. (Saiba mais aqui)

Essas contrapartidas, segundo a nota, foram dadas por outras empresas, seja por meio de entrega de ambulância ou pinturas de escolas e prédios públicos.

A Nota da Ambev também explica a retirada da logo da empresas das ambulâncias. (Entenda aqui)

 – A logo foi colocada apenas para a cerimônia de entrega pela organização do evento – disse o documento.

0

Ambev doa ambulâncias como contrapartida por imposto menor da Magnífica

Criticada no estado tanto com relação à origem da cerveja Magnífica quanto por causa da redução dos benefícios fiscais em comparação com as concorrentes, empresa entrega veículos a municípios e hospitais do interior

 

ANÚNCIO DAS AMBULÂNCIAS FEITO PELO GOVERNO DO ESTADO; contrapartida da Ambev em meio á polêmica dos benefícios fiscais

O governador Flávio Dino (PCdoB) deve entregar nesta terça-feira, 1º, um lote de 10 ambulâncias para serem usadas em hospitais estaduais no interior e também doadas a prefeituras.

Os veículos foram doados pela fabricante de cervejas Ambev, como contrapartida ao estado.

A Ambev vem sendo criticada duramente pela origem mal explicada da sua cerveja Magnífica, que ela anuncia como maranhense, mesmo com a mandioca usada na fermentação sendo processada em Pernambuco. (Relembre aqui e aqui)

Na semana passada nova polêmica envolveu a cervejaria, desta vez pelo desconto de imposto dado à Magnífica, em detrimento de outras fabricantes de cervejas no estado. (Entenda aqui)

A polêmica levou a um bate boca público entre o senador Roberto Rocha (PSDB) e o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo.

Nesta segunda-feira, 30, a secretaria divulgou a contrapartida das ambulâncias…

4

Supermercado Assaí vai iniciar operação no Turu e na Guajajaras…

Supermercado e atacadista do Grupo Pão de Açucar já pediu à Secretaria Municipal de Urbanismo a liberação das, obras e espera botar as lojas em funcionamento ainda em 2019; concorrente do Mateus estará também em Imperatriz

 

MAIOR LOJA DO GRUPO ASSAÍ SERÁ CONSTRUÍDA NESTE TERRENO, NA ANTIGA AH MADEIRAS, próximo ao Restaurante heiro Verde

O Grupo Pão de Açucar já iniciou as tratativas legais e civis para iniciar a operação da rede de supermercados e atacadista Assaí em São Luís.

No início o Assai vai operar com duas logas – uma no Turu e outra no São Cristovão, gerando 600 empregos diretos e 1,2 mil indiretos.

Além de garantir a necessária concorrência com o Grupo Mateus – que deixou de existir com a falência do Grupo Maciel – o Assaí pretende incrementar o mercado também em Imperatriz, com uma loja inicial.

Em março, o blog Marco Aurélio D’Eça já havia anunciado o interesse do Assaí em entrar no mercado maranhense, no post “Maciel pode ser usado em contra-ataque ao Mateus…”

A maior loja do novo concorrente do Mateus será construída em uma área da antiga A.H Madeiras, na Avenida São Luís Rei de França, nas proximidades do Restaurante Cheiro Verde.

A outra funcionará na Avenida Guajajaras.

Segundo apurou este blog, o pedido de licença das obras foi feito à Semurh no dia 16 de agosto.

Para legalização e construção, o Grupo Pão de Açucar conta coma  assessoria do grupo Instacon Assessoria e  Consultoria.

O objetivo é ianaugurar a primeira loja antes do Natal…

0

Participação da BRMalls no São Luís Shopping é de 15%…

Esta é a quantidade de ações que a empresa brasileira pretende se desfazer do centro de compras da capital maranhense, em busca de melhores resultados em sua operação

 

É de apenas 15% a participação da BRMalls no Shopping São Luís, na capital maranhense.

E é dessa participação que a empresa pretende se desfazer, segundo apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, em busca de negócio “que traz mais resultados”.

A empresa controladora de shoppings centers em todo o país é sócia no Maranhão do Grupo Claudino, que detém 50% do controle do SLS. O restante das ações está diluída entre outros sócios de menor monta.

Ainda segundo apurou este blog, a BRMalls tem – ou teria – participação também no Rio Anil Shopping, da qual já se desfez.

De acorod com reportagem da revista IstoÉ Dinheiro, a BRMalls iniciou em 2017 um processo de desinvestimento e “revisão de portfólio. Nesse contexto, já se desfez de sete operações em vários estados.

Com a venda da participação no São Luís Shopping, diz a Dinheiro, “restarão ainda 29 complexos comerciais sob controle da empresa.