2

PSD ficará com o grupo de Roseana no Maranhão, garante Kassab

Kassab garante a Sarney que PSD estará aliado

O grupo da governadora Roseana Sarney (PMDB) terá o controle do PSD no Maranhão.

A garantia foi dada a ela e ao presidente do Congresso, senador José Sarney (PMDB), pelo próprio prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, fundador do partido.

O PSD é uma dissidência do Democratas.

De acordo com matéria do jornal “Valor Econômico”, Roseana se comprometeu a indicar deputados federais para a nova legenda.

Em troca, fica garantido que o PSD não lançará candidato de oposição ao seu grupo nas eleições de 2012 e 2014. 

Foi o próprio Kassab quem procurou Roseana para oferecer o partido.

A idéia é covnencer a deptuada federal Nice Lobão a comandar o partido.Ela, no entanto, prefere permanecer no DEM.

Além de Nice, deputados estaduais também devem entrar na nova legenda.

10

Professores são revistados para entrar na Assembléia…

As especulações de que professores estariam dispostos a agir como o indivíduo que agiu no Teatro Artur Azevedo, na semana pasada, levou a direção da Assembléia Legislativa a tomar uma medida drástica, na sessão de hoje.

Para subir à galeria da Casa, os membros da categoria tiveram que ser revistados pela segurança. Qualquer pacote suspeito precisava ser aberto.

A história da ameaça surgiu no blog do Luís Cardoso.

Os professores estão diariamente na Asembléia, em protesto contra o governo Roseana Sarney (PMDB).

Insistem na greve da categoria.

26

A miséria do Maranhão…

Difícil explicar que o Maranhão ainda tenha 1,7 milhão de habitantes abaixo da linha da miséria.

Governo após governo, idéias após ídéias, as soluções mirabolantes se sucedem e o estado continua entre os mais miseráveis do Brasil – agora o mais miserável.

De Sarney a Roseana, o estado teve 11 governadores eleitos – sem falar nos vices João Alberto e Ribamar Fiquene, que assumiram por um período enquanto o titular tratava de garantir mandato senatorial.

O próprio Sarney era a redenção do estado no pós-vitorinismo.

Depois Pedro Neiva de Santana, Newton Bello e Nunes Freire que passaram despercebidos.

Aí veio João Castelo, Luiz Rocha, Epitácio Cafeteira, Edison Lobão e Roseana Sarney, que inaugurou o sistema da reeleição.

Depois de Roseana, José Reinaldo e Jackson Lago. Depois, Roseana de novo.

No mosaico de salvadores do estado há membros de todas as correntes políticas.

Todos tiveram planos contra a pobreza, idéias as mais diferentes para desenvolver o Maranhão.

E nada…

26

O ano acabou ou não acabou?!?

 

É, sim! A culpa é sua, sim!

Não chore, amigo! isso acontece...

O título do texto anterior tem um complemento: …Dessa para melhor.

A expressão é usada, ironicamente, para definir aqueles que partiram, morreram, se acabaram.

Como o Flamengo na Copa do Brasil.

Mas este blog já tinha avisado, logo após a decisão do Campeonato Carioca, no texto “O Vascão segue em frente; para o mulambo, o ano acabou…

E aabou mesmo!

Ganhou um título de bairro, como sempre – com ajuda da CBF e da Globo – enquanto os times de maior estrutura seguem em frente, ano adentro, disputando os demais campeonatos.

Resta ao urubu mulambento, agora, lutar contra rebaixamento no Campeonato Brasileiro.

Aliás, como fez no ano passado.

6

Sinceramente?!? O Flamengo deve passar…

Urubu pede milagre, até pelo amor de Deus...

Brincadeiras e provocações à parte, o Flamengo tem todas as condições para avançar à semi-final da Copa do Brasil, na noite de hoje, contra o Ceará.

Apesar de ter perdido o primeiro jogo, o rubro-negro tem mais time para chegar aos dois gols de diferença – embora não seja fácil do ponto de vista na prática.

Após a derrota de quarta-feira passada, o time carioca parce ter feito a lição de casa, substituindo peças deficientes, com o atacante David e o lateral esquerdo Rodrigo Alvin.

Leia também “Torcida do Flamengo será minoria no Ceará”

A entrada de Wanderley, homem de área, dá confiança ao ataque.  Egídio, na ala esquerda, pode resolver a principal deficiência do Flamengo, bem explorada no jogo de ida pelo Ceará.

A torcida do urubu mulambento, portanto, sofrerá a ansiedade natural dos jogos decisivos, mas pode comemorar no final.

Mas, se não der pra passar, não tem problema; faça como Wanderley Luxenburgo.

Para quem a derrota não será o fim do mundo…

4

“A Câmara quer te ouvir”…

Edvaldo Jr se destaca na Câmara

Do blog de Jorge Aragão

Mesmo estando no seu primeiro mandato na Câmara Federal, o deputado Edivaldo Holanda Júnior (PTC), continua se destacando na bancada federal maranhense apresentando propostas interessantes em prol do Maranhão.

O jovem deputado que é o primeiro vice-presidente da Comissão de Legislação Participativa da Câmara Federal, protocolou um requerimento para a inclusão do município de São Luís no roteiro das audiências públicas que serão realizadas pelo Projeto “A Câmara quer te ouvir”.

A comissão de Legislação Participativa em parceria com a ouvidoria parlamentar realizará através do projeto “A câmara quer te ouvir” audiências públicas nas capitais brasileiras para ouvir os cidadãos sobre temas em discussão no Legislativo.

No entendimento do deputado Edivaldo Holanda Júnior o objetivo principal da apresentação deste requerimento é a garantia da participação efetiva da sociedade maranhense.

– Quero ouvir a sociedade, lutar pelos interesses reais preservando a democracia nos estados – concluiu o parlamentar.

6

Fátima Travassos avaliza ação de promotor sobre IPTU…

Fátima Travassos elogiou trabalho do promotor José Osmar

Deve ir parar no arquivo do Ministério Público a representação do prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB), contra o promotor da Ordem Tributária, José Osmar Dias, acusado de suposto vazamento de informações.

A procuradora-geral de Justiça, Fátima Travassos, confirmou hoje, em reunião com o deputado estdual Roberto Costa (PMDB), que a postura do promotor está dentro dos princípios que regem o MP . Segundo ela, não houve qualquer irregularidade na divulgação do relatório da promotoria.

Os relatórios são disponibilizados no site do próprio MP quando concluídas as investigações. Portanto, não houve vazamento de informações – afirmou Travassos, segundo paticipantes da reunião.

A chefe do Ministério Público fez questão de ressaltar o caráter e a postura profissional de José Osmar Dias.

No início da semana, após denúncia do promotor, de que haviam ocorrido fraudes na elaboração dos valores do IPTU, Castelo decidiu representar contra José Osmar – embora nada tivesse falado a respeito das fraudes.

Mas a posição da chefe do Ministério Públicio mostra que nada há a reparar na postura do promotor…

14

Qualificar é só o primeiro passo…

Se levado a efeito, o projeto lançado hoje pela governadora Roseana Sarney (PMDB) pode, sim, alavancar o desenvolvimento do Maranhão.

A qualificação de quase 30o mil trabalhadores coloca a mão-de-obra maranhense no ponto de competição com a de outros estados.

E serão 240 mil postos previstos para os próximos cinco anos.

Mas não basta capacitar. O governo precisa impor aos empreendimentos a prioridade na contratação de mão-de-obra local.

E este é o segundo passo.

Refinaria Premium, jazidas de petróleo e gás, extrativismo para celulose e papel, siderurgia, hidrelétricas e portos são alguns dos investimentos previstos para o estado – num total de R$ 100 bilhões.

Treinar a mão-de-obra é fundamental para envolver a classe trabalhadora maranhense no projeto de desenvolvimento econômico.

Mas garantir a empregabilidade deste contingente depende, também, de políticas públicas.

De qualquer forma, o programa “Maranhão Profissional” é um passo nunca dado.

Que pode, de fato, mudar a realidade maranhense…

0

Famem reúne número recorde de prefeitos em Brasília

Hildo Rocha e Júnior Marreca lideram movimento histórico

Em nenhum momento da história da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem), a entidade conseguiu reunir tantos prefeitos em um evento em Brasília quanto o que está sendo liderado pelo presidente Júnior Marreca (PV).

São nada menos que 120 prefeitos maranhenses na capital federal, uma das maiores delegações do país na “Marcha à Brasília em Defesa dos Municípios”.

 –  Isso significa o grau de amadurecimento dos colegas prefeitos. Com apoio da bancada federal do Maranhão, com certeza conseguiremos mais avanços – destacou Marreca.

Os gestores maranhenses estão acompanhados também do secretário de Articulação Política do Governo do Estado, Hildo Rocha.

Um dos principais temas da marcha é a inclusão de todos os municípios brasileiros na divisão dos royalties do petróleo.

– O Petróleo extraído no subsolo dos oceanos é de propriedade da União, por isso deve ser dividido de forma igual, de acordo com o critério populacional – pregou o representante do governo maranhense.

A presença de mais da metade dos prefeitos do Maranhão na capital federal mostra o bom momento pelo qual passa o movimento municipalista no estado.

Uma Famem unificada em torno dos objetivos do povo maranhense…

9

“Exatamente, naturalmente, sem sombra de dúvidas…”

Bacelar: "sem sombra de dúvidas"

O deputado estadual Magno Bacelar (PV) já fez 40 discursos na tribuna da Assembléia Legislativa, desde que assumiu o mandato de Victor Mendes (PV), em meados de fevereiro.

Não precisava tanto.

Somando-se a quantidade de “exatamente”, “naturalmente” e “sem sombra de dúvidas” que ele usa como vício de linguagem em seus pronunciamentos, são nada menos que 2.687 palavras.

O equivalente a um artigo de quase cinco laudas. O equivalente a um discurso de uma hora.

É louvável o esforço de Magno Bacelar para defender o governo.

Mas com discursos desarticulados e sem concatenação, acaba depondo contra o governo.

No último, por exemplo, segunda-feira, falou de oito assuntos absolutamente distintos entre si.

Temas que foram da homenagem às mães, passando pela sua estada em Chapadinha, sua passagem pela prefeitura, febre aftosa, homenagem a Fernando Leal, rodovias maranhenses, elogios à governadora…

Sem falar nas duas dezenas de “exatamente” e “sem sombra de dúvidas” com as quais entremeou o pensamento.

Magno Bacelar representa – “exatamente” – o momento atual da bancada governista.

Apática, sem comando, desinteressada, a bancada vive de ações pontuais dos seus membros – como o próprio Bacelar.

Esforços individuais que surtem pouco efeito prático.

Fosse organizada, Magno Bacelar não precisava se expor tanto na tribuna – “sem sombra de dúvidas”.

E, assim, o governo teria vida mais tranquila no Parlamento.

“Naturalmente”…