1

Osmar Filho articula com Pedro Lucas ações em Cajari…

Deputado federal participou de reunião do presidente da Câmara Municipal de São Luís com vereadores do município, na qual discutiram investimentos em prol da população cajariense

 

Osmar Filho com Pedro Lucas e os vereadores de Cajari em busca de ações de desenvolvimento do município

O deputado federal Pedro Lucas Fernandes participou de reunião organizada em São Luís pelo vereador Osmar Filho (PDT) com os colegas de Cajari.

Os dois parlamentares discutiram com vereadores do município ações de desenvolvimento que beneficiem a população cajariense.

– Estivemos com vereadores de Cajari para tratar sobre ações e investimentos a serem desenvolvidos em prol da população cajariense. Aproveito para parabenizar a atuação dos parlamentares da cidade e agradecer ao deputado por apoiar o Município – disse Osmar Filho, que é presidente da Câmara Municipal de São Luís.

Como chefe de poder e defensor do municipalismo, Osmar Filho colocou-se à disposição não apenas de Cajari, mas de todos os municípios maranhenses.

– Enquanto presidente da Câmara de São Luís, estamos sempre disponíveis ao diálogo com vereadores de todo o Maranhão, com o intuito da troca de experiências e o fortalecimento do municipalismo – concluiu o parlamentar pedetista.

2

Ação de Weverton sobre energia vai beneficiar quase 1 milhão de famílias no MA…

Senador capitaneou reunião com diretores da Equatorial Energia em que discutiu sobre corte, oferta de serviços e tarifa social; e colheu sugestões que serão avaliadas para transformação em projeto de lei a ser apresentado ao Senado Federal

 

Diretores da Equatorial deram subsídio a Weverton Rocha para ações que beneficiem 900 mil famílias maranhenses

O senador Weverton Rocha (PDT) protagonizou na manhã desta terça-feira, 20, reunião com diretores da Equatorial Energia em que discutiu sobre oferta de serviços, cortes e tarifa social em todo o Maranhão, colhendo subsidío que podem beneficiar até 900 mil famílias no Maranhão.

– Recebi informações interessantes e sugestões de medidas. Vou avaliar com minha equipe a possibilidade de transformar em projeto de lei. O acesso à energia elétrica é fundamental para o dia a dia das famílias e até para a economia do nosso estado – disse o senador.

Além do presidente da companhia energética, Augusto Dantas, também participou do encontro com o senador o engenheiro José Jorge Leite, que é diretor da empresa e conhece a realidade da população maranhense.

– Eles entenderam a importância de essas 900 mil famílias não ter o serviço descontinuado durante a pandemia – frisou Weverton Rocha.

O senador pedetista vai reunir sua equipe  em Brasília para analisar de que forma pode aproveitar as propostas da Equatorial em forma de projeto de lei que beneficie as famílias maranhenses…

3

Gastão Vieira destaca reforma do Sítio Tamancão

Prédio do Século XIX será usado para implantação de escola do Ensino Médio de tempo integral, com educação profissional e estaleiro-escola de pesca

 

O deputado federal Gastão Vieira (PROS), destacou, nas redes sociais, a recuperação pelo Governo do Maranhão do Sítio Tamancão.

O prédio histórico do século XIX, será importante instrumento para formação de jovens pelo IEMA.

Gastão Vieira aproveitou para parabenizar o governador Flávio Dino pelo excelente trabalho na educação no Maranhão.

“Em 2008, o Ministro da Educação fez uma visita ao Maranhão e eu aproveitei para levá-lo para conhecer o Estaleiro Escola, no Tamancão, administrado pelo meu querido amigo Felipe Andrès. Lá conhecemos as ruínas de um prédio, também histórico, e sonhamos recuperá-lo e fazermos uma escola de pesca. O Fernando Haddad empolgado com a ideia, com a ruína, mandou os recursos. Somente agora, em 2021, a recuperação foi concluída. Treze anos depois de iniciadas as obras, o casarão agora ganha vida nova, vai ser mais um IEMA, mais escola em tempo integral. Parabéns ao governador Flávio dino pelo excelente trabalho realizado em prol da educação no Maranhão”, afirmou.

Nas redes sociais, o governador Flávio Dino ressaltou a importância da obra para o Maranhão.

“Concluímos a restauração do Sítio Tamancão, edifício histórico do século 19. Lá vamos implantar ensino médio de tempo integral, além dos cursos de educação profissional do estaleiro-escola e da pesca. Conheçam o novo prédio do IEMA Tamancão”, disse o governador.

5

“Juntos pelos interesses do Maranhão em Brasília”, dizem Weverton e Eliziane

Senadores do Maranhão gravam vídeo em que falam das ações da bancada federal contra a CoVID-19 e garantem que vão continuar mobilizando a classe política em defesa da população durante a pandemia de coronavírus

 

Eliziane e Weverton protagonizam vídeo em que falam das ações da bancada maranhense contra a COVID-19

Em vídeo que deve ser apresentado nas principais redes de TV neste fim de semana, os senadores Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania) exibem ações contra a CoVID-19.

Os dois parlamentares falam que estão tendo uma atuação conjunta em busca de que as medidas do Governo Federal tenham em vista as prioridades do povo maranhense.

– A cruel realidade que estamos vivendo, em função da pandemia do coronavírus, criou muitas demandas em nossa sociedade e ampliou a urgência em encontrarmos soluções para antigos problemas – falou Weverton.

O senador do PDT falou da atuação no Congresso Nacional para aprovar leis importantes, como o auxilio emergencial, o socorro financeiro a estados e municípios e as condições para que as empresas possam manter os trabalhadores apesar da crise.

Eliziane Gama, por sua vez, falou da atuação conjunta em defesa dos interesses do estado.

– Não estamos medindo esforços em dialogar com todas as esferas do poder e com nossos colegas de parlamento, para que as medidas aprovadas considerem os interesses dos maranhenses – disse ela.

Eliziane reforçou sua aliança com Weverton em vídeo sobre as ações d abancada contra a CoViD-19

Segundo Eliziane os dois senadores atuam conjuntamente em função dos interesses do estado.

– Juntos, nós senadores do Maranhão estamos defendendo os seus interesses em Brasília – disseram, os dois parlamentares.

0

Pedro Lucas sugere mudanças no Marco Civil da Internet

O Projeto de Lei 649/21 determina que o internauta que tiver conteúdo retirado do ar por decisão do provedor de aplicação (como sites e redes sociais) deverá ser informado sobre os motivos, garantindo-lhe meios para contraditório e ampla defesa. O texto tramita na Câmara dos Deputados.

A proposta é do deputado Pedro Lucas Fernandes (PTB-MA) e altera a Lei do Marco Civil da Internet. Ele afirma que a finalidade é exigir que os provedores de redes sociais sejam mais transparentes e implementem mecanismos que possibilitem o exercício da ampla defesa pelos usuários que se sentirem prejudicados.

“É bem verdade que existem conteúdos que são flagrantemente ilegais e nefastos, que devem rapidamente ser retirados. No entanto, é necessário que haja um fundamento claro para que situações limítrofes não sejam vítimas de injustiças”, disse Fernandes.

Pelo texto, os contratos de prestação de serviço ou termos de uso devem informar, em linguagem acessível, as situações para indisponibilização de conteúdo de internautas. O usuário que tiver mensagem vetada poderá pedir para que no lugar dela seja colocada a justificativa da indisponibilização.

0

Grupo de Júnior Lourenço é acusado de desvios de R$ 22 milhões…

Deputado federal foi alvo nesta quinta-feira de operação da Polícia Civil e do Ministério Público, que investiga desvio de recursos de prefeituras ligadas ao parlamentar

 

Júnior Lourenço é mais um dos membros do grupo d e Josimar de Maranhãozinho a enfrentar ações da polícia e do Ministério Público

Chegou a exatos R$ 22.061.477,53 o montante desviado de prefeituras ligadas ao deputado federal Júnior Lourenço (Avante), segundo o Ministério Público.

O parlamentar foi um dos alvos da operação “Laços de Família”, desencadeada nesta quarta-feira.

Ligado ao grupo do deputado Josimar de Maranhãozinho (PL), Lourenço é acusado de promover desvios nas prefeituras de Miranda do Norte – que comandou entre 2009 e 2016 – e também em São José de Ribamar, Bom Jardim e Paço do Lumiar.

É o segundo aliado de Josimar a ser eenvolvidoem operações policiais.

Além, dele, também já foi citado o deputado Pastor Gil (PL) em operações da Polícia Federal em dezembro e janeiro.

Na operação “Laços de Família” também estão sendo investigados empresários, ex-prefeitos e familaires de gestores apontados como membros do esquema…

3

Ultra-direita de olho no PTB…

Além do senador Roberto Rocha, que foi convidado a sair do PSDB, outros políticos alinhados ao projeto do presidente Jair Bolsonaro, como o prefeito Lahésio Bomfim e o médico Allan Garcês tentam assumir o controle da legenda, cujo deputado Pedro Lucas deixou a presidência

 

Roberto Rocha e Allan Garcês têm interesse no PTB; mas podem até entrar juntos na legenda, com as bençãos de Jair Bolsonaro

Sob o comando do controverso ex-deputado Roberto Jefferson, e radicalmente alinhado ao projeto do presidente Jair Bolsonaro, o PTB deve ganhar contornos cada vez mais de ultra-direita após saída do deputado federal Pedro Lucas Fernandes.

O partido vem sendo disputado nos bastidores por ícones da direita maranhense, como o senador Roberto Rocha – que foi convidado a deixar o PSDB – o prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Bomfim, e o médico Allan Garcês.

Todos com o mesmo alinhamento radical a Bolsonaro.

Lahésio Bomfim também aposta na relação com Bolsonaro para ter o PTB em seu projeto de disputar o Governo do Estado

Pedro Lucas já tem o controle político do PSL, mas deve filiar-se à legenda somente em abril do ano que vem, durante a janela partidária.

É o tempo que os três ultra-direitistas se viabilizam em Brasília, de olho nas eleições de 2022.

 

0

André Fufuca sobre eleições 2022: “não fechei com ninguém”

Deputado federal que preside o PP no Maranhão declarou-se surpreso com informações de que estaria na relação de aliados do vice-governador Carlos Brandão; e disse que só definiu dois votos para eleições do ano que vem: o dele próprio, na reeleição, e o do Senado, para Flávio Dino

 

André Fufuca e seu PP têm compromisso apenas com ele próprio e coma candidatura a senador de Flávio Dino; para o governo, nada definido

Presidente do PP no Maranhão, o deputado federal André Fufuca desmentiu nesta terça-feira, 13, que já tenha declarado apoio para candidatos a governador nas eleições de 2022.

– Até o momento no Maranhão dois votos eu já tenho definição que vou dar: um é no deputado federal André Fufuca; e o  outro para o candidato a senador Flávio Dino. Quanto a governador, eu não fechei nem dei palavra a ninguém – afirmou o parlamentar.

Nas últimas semanas, aliados do vice-governador Carlos Brandão têm incluído o PP de Fufuca na lista da provável aliança com o PSDB.

O deputado tem espaços importantes no governo Flávio Dino, com o qual já assumiu compromisso, mas se mantém neutro em relação às eleições para o governo.

– Só quem fala por mim sou eu mesmo. Nunca falei pra ninguém que está fechado com ele,  nem a ele mesmo [Brandão]. Se estão falando, estão falando por pensamento deles, não o meu. Nunca assumi compromisso com ninguém para governador – concluiu o deputado.

Com grande espaço na propaganda eleitoral, relação consistente de prefeitos, vice-prefeitos e vereadores no interior, o PP é visto como importante aliado nas eleições de 2022.

Mas se depender de André Fufuca, essa decisão não se dará agora…

3

Perdemos o “trem” da vacina…

Por Gastão Vieira*

A Constituinte de 1988 tinha a alma democrática e o coração voltado para proteger os desprotegidos. Criou-se, como consequência, um sistema de proteção social que incluía saúde gratuita para todos, o SUS, e a proteção financeira para todos , o BPC, o Benefício da Prestação Continuada.

Logo no primeiro governo pós-constituinte, a regra não foi cumprida integralmente e o SUS não recebia o que era devido.
O tempo priorizou os planos de saúde que se multiplicaram e levaram para médicos, clínicas e hospitais privados quem deveria ser atendido pelo SUS.

Nos municípios o sistema próprio era descuidado pelos prefeitos, hospitais antigos sobreviviam sem equipamentos , os novos que foram construídos não tinham como se sustentar.

Postos de saúde na zona rural, sem equipamentos e sem médicos,  não respondiam ao mínimo. O programa “Mais Médicos”,  da Dilma focava esse público. Os médicos cubanos moravam nos povoados.

Embora a presença deles não significasse nenhuma perda para os médicos brasileiros , nem concorrência, pois atuavam exclusivamente na zona rural, o programa foi combatido com todo vigor pelas entidades médicas e acabou.

Os municípios ficaram com enormes dificuldades para atender seus habitantes. A equivocada solução do governo estadual, de controlar a saúde municipal, também não funcionou.

Os hospitais de 22 leitos, construídos em pequenos municípios estavam acima das possibilidades de serem custeados. O SUS continuava perdendo recursos, as transferências federais eram insuficientes, decrescentes.

Enquanto isso, os planos de saúde privados bombavam e ocupavam a rede particular. Ao invés de transferir para o SUS o Ministério da Saúde transferia os recursos para o setor privado.

Assim a pandemia nos encontrou. Os municípios não testavam e limitavam-se a comprar máscaras. Os doentes eram tratados com o protocolo do Ministério da Saúde, do Bolsonaro, baseado na cloroquina.

O tratamento precoce passou a ser administrado em todo lugar, para todos os pacientes. Muitos passaram a se cuidar em casa,
por conta própria. E o tratamento precoce , sugerido pelo Presidente prevaleceu.

Os médicos não têm nenhuma responsabilidade pela prescrição. Não serão nunca processados pelo tratamento. Consegue-se receita na internet, compra-se nas promoções das farmácias.
É o Brasil do jeitinho…

Em meio a tudo isso, Bolsonaro gastou 90 milhões com o tratamento sem efeito, o que daria para comprar 3 milhões de vacinas. Agora descobre-se que a saída é vacinar. O problema é que não temos vacinas, não compramos no momento certo. E mais uma vez a sensação é de “Salve-se quem puder”!

*Deputado federal do Pros-MA

4

Venda de vacina para iniciativa privada so beneficia a elite…

Acesso garantido ao imunizante por qualquer setor privado que tenha dinheiro para pagar, além de inviabilizar o Plano Nacional de Vacinação, prejudica os mais vulneráveis e abre caminho para fraudes

 

Com poucas doses no mundo todo, as empresas são obrigadas a vender para os governos federais, o que garante vacinação de vulneráveis

A ampla maioria da bancada maranhense na Camara Federal votou a favor do Projeto de Lei que libera a compra de vacinas diretamente por empresas.

Foi um equívoco coletivo.

Liberar a compra de vacina fora do controle dos orgãos de fiscalização, além de facilitar fraudes, vai gerar uma divisão de classes ainda mais acentuada no pais.

Quem pode pagar pela vacina vai estar protegido; quem não puder, terá que esperar na fila.

O controle da compra e venda de vacina é uma necessidade exatamente pra proteger os mais vulneráveis.

Se mesmo com este controle, se vê por aí empresários tentando vacinar a si mesmos, além de desvios constantes em orgãos oficiais, imagine como não será se a compra puder ser feita por qualquer um que tenha dinheiro?

A liberação ataca violentamente o Plano Nacional de Imunização, criado exatamente para proteger os mais vulneráveis, que não têm acesso à vacina e estão mais expostos ao coronavirus.

Mesmo diante da regra que garante a liberação de 50 do produto comprado para o Sitema Unico de Saúde, a simples compra por empresas abre possibilidade de fraudes.

Além disso, as empresas são hoje obrigadas a vender seus estoques apenas para governos federais; sem essa obrigação, irão vender pra quem pagar mais; e mais rápido.

E quem não puder vai esperar na fila.

A bancada maranhense, portanto, equivocou-se ao atender os interesses da iniciativa privada.

E justamente quando deveria se preocupar mais com o seu povo…