9

Pedro Meireles é demitido da Polícia Federal…

Delegado que surgiu como esperança de combate à criminalidade no Maranhão e se perdeu nas teias do envolvimento com agiotagem – descoberto a partir da morte do jornalista Décio Sá – estava afastado das funções desde 2012, e agora perde o cargo, por decisão do ministro da Justiça, Alexandre de Moraes

 

Meireles com Ronaldo Ribeiro no velório de Décio: amigos de infância, revelou o delegado

Foi publicada no Diário Oficial da União do dia 9 de dezembro a Portaria nº 1.353/2016, assinada pelo ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, que determina a demissão do delegado de Polícia Federal Pedro Meireles.

Meireles foi enquadrado nas penas da infrações disciplinares previstas no Artigo 43 da lei 4.878/65 e do Artigo 132 da Lei 8.112/90, com seus respectivos parágrafos.

Estrela das operações da PF a partir de 2007, Meireles era visto como o terror dos prefeitos maranhenses, pelas prisões que efetuava em conjunto com a Controladoria-Geral da União.

Leia também:

A gravidade das declarações de Pedro Meireles…

Porquê Ronaldo Ribeiro ligaria para Pedro Meireles?!?

O tripé da agiotagem no Maranhão…

Amigos de infância…

A relação de Décio Sá e Pedro Meireles…

Décio Sá com Pedro Meireles: de adversários a amigos íntimos em pouco tempo

Mas, a partir de 2012, com a morte do jornalista Décio Sá, descobriu-se – a partir de investigação da polícia maranhense e da própria PF – que Meireles selecionava as vítimas de suas ações de acordo com os interesses um grupo, que tinha o agiota Gláucio Alencar e o advogado Ronaldo Ribeiro como membros.

Extrato da portaria publicada no DOU do dia 9 de dezembro: demissão

Este blog foi o primeiro a levantar suspeitas sobre a atuação do delegado Meireles, quando a mídia maranhense inteira ainda aplaudia suas ações.

Pela ousadia, o titular do blog chegou a ser processado pelo delegado, em representação que acabou sobrestada à própria investigação contra ele.

A decisão do ministro Alexandre de Moraes deve encerrar a carreira de Meireles na Polícia Federal, mas não encerra a história da agiotagem no Maranhão.

Por que ainda faltam os outros elementos do tripé…

Marco Aurélio D'Eça

9 Comments

  1. Caro blogueiro,como esse delegado participa de concursos públicos como o de notários do tjma, agora em 2017, se foi demitido, inclusive, por ato de improbidade????

    Resp.: Naõ estou sabendo. Tens mais detalhes?

  2. Se bem que esse Décio Sá também fazia parte da sacanagem. Era canalha igual ao Pedro e igual ao Gláucio. Todos bandidos.

  3. Criminoso. Mafioso. Deve ser enviado para um presídio de SEGURANÇA MÁXIMA. De preferência para aquele presídio onde está o Jhonathan de Sousa Silva. Sua mente é de um psicopata e não deve ser misturada com criminosos “comuns”. Se for enviado para Pedrinhas, irá dar aulas sobre tráfico de armas, drogas, agiotagem, contrabando. Ele foi treinado pela PF, e sabe dos caminhos.

  4. Um dos policiais mais CANALHAS que já atuou no Maranhão. Agora só falta esse BANDIDO, MARGINAL, apodrecer na cadeia!

  5. É por isso que essa nova lei de abuso de autoridade tem que ser aprovada. Um Caso parecido com esse ai é a atuação desse juiz sergio moro, que se acha o dono da razão. Todos nós sabemos que a corrupção nesse pais tem que ser combatida com firmeza. Mais o usar o poder do cargo que ocupam alguns meembros do judiciario e policiais e inadimissivel.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *