5

Uma história de fantasmas…

Um assunto que se julgava morto e enterrado voltou recentemente a assombrar os bastidores da Assembléia Legislativa.

De Brasília, o desembargador federal Tourinho Neto determinou à Polícia Federal que retome as investigações sobre um esquema de nomeações fantasmas na Assembléia Legislativa.

As investigações apontam indícios de que a prática, mesmo sob investigação, nunca parou na Assembléia.

A história é a seguinte: a partir de 2004, a Polícia Federal passou a investigar nomeações em gabinetes de deputados estaduais. Havia grande número de nomeados cujas contas eram movimentadas por assessores dos deputados.

Alguns destes asessores tinham mais de 100 procurações, com amplos poderes para sacar dinheiro, fazer empréstimos e até a Declaração de Imposto de Renda. Nas investigações, a polícia descobriu que muitos dos servidores sequer sabiam das nomeações.

A PF ouviu deputados, assessores e servidores da Assembléia, no período de 1996 até 2003.

Mas a Justiça Federal desconfia agora que a prática tenha continuado a partir de 2004.

E deve abrir nova investigação…

15

Roseana devolve gentileza e vai ao camarote de Castelo na Passarela do Samba

Roseana com Casteloe a Cote de Momo, na Passarela

Dois dias depois de receber o prefeito João Castelo (PSDB) em seu camarote no Baile de Gala do Carnaval Maranhense, a governadora Roseana Sarney (PMDB) foi recebida por ele na Passarela do Samba.

Roseana foi ao camarote do prefeito na noite de domingo, acompanhada do chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva, e do carnavalesco Joãozinho Trinta – uma espécie de retribuição da visita de Castelo.

Nos blocos, Roseana mostrou a alegria do carnaval

Na sexta-feira, ela convidou o prefeito para participar do Baile de Gala, que abre oficialmente o carnaval maranhense. Castelo foi acompanhado da mulher, dona Gardênia.

Na passarela do samba, Roseana ficou algumas horas. Conversou muito com o prefeito e se divertiu ao ver as escolas de samba.

Além da passarela, ela também participou do carnaval de rua na Madre Deus e posou para fotos com indumentárias dos blocos.

A boa convivência com Castelo tem agora que superar a Quarta-feira de Cinzas.

E se traduzir em resultados para a população…

10

Música maranhense faz a festa no carnaval de São Luís…

Beto Pereira comanda a festa do Cordão

O carnaval da música maranhense é sucesso de público nos bailes de São Luís.

Enquanto o interior se requebra com o pseudo-forró, praga que assola todos os municípios – e arrasta as piriguetis e pitboys desmiolados – a capital se diverte com o que há de melhor no carnaval.

O cantor Beto Pereira é uma destas pérolas.

Multidão agita nas ruas do centro Histórico e da Madre Deus

Sua levada de guitarra para sucessos como “Maguinha do Sá Viana”, de César Nascimento, e para suas próprias composições, encantou o público nos salões do “Cordão do Ponto Com”, sábado e domingo.

Em seguida, o Bicho Terra e seu som característico, autêntico carnaval de rua, marcado pelas marchinhas bem-humoradas e letras com duplo sentido sem ser vulgar. E ainda tem Alcione Nazaré para completar a festa.

Bandida comanda na Litorânea

Na Avenida Litorânea a festa é da Bandida, com sua jardineira movimentada pelas marhinhas e composições próprias – autêntico carnaval maranhense.

Também passa o GDAN, outro bloco autenticamente maranhense, marcado pelo som do reggae e a ginga dos “regueiros-guerreiros”. Tudo em nome da preservação da festa popular.

E o Bicho faz a festa em todo lugar...

E o circuito Deodoro/Madre Deus completa a festa popular, que valoriza a música maranhenses – onde são feitas as melhores marchinhas – e por sucessos carnavalescos de todos os tempos.

Assim se faz o carnaval e São Luís, um dos melhores do país…

Imagens: Rafael da Hora, Honório Moreira e Geraldo Furtado
15

Márcio Jardim só não quer estar na sala de aula…

Jardim com Washington: tudo, menos as aulas...

Há um pano de fundo na repentina aproximação do dutro-petista Márcio Jardim com o vice-governador Washington Oliveira: professor da rede estadual, Jardim quer ser dispensado das aulas e, para isso, cava uma vaga na assessoria especial do vice.

A história é confirmada por vários aliados de Oliveira. Segundo eles, o aliado de Dutra quer manter o estilo bom vivant. Por isso, viu na aproximação com o aliado governista esta oportunidade.

Márcio Jardim tentou emplacar um cargo no início do governo Dilma. O objetivo era o mesmo: ficar distante das aulas para fazer política e curtir a vida intensamnte. (Releia aqui)

Não conseguiu espaço no governo federal e se aproximou de Washington Oliveira, onde espera ter as garantias para ficar distante das aulas.

É só esperar para conferir depois…

23

Pseudo-forró prolifera como praga no carnaval maranhense…

para enganar também no Carnaval, "Aviões..." lançou até versão "elétrica"

O carnaval maranhense sempre foi baianizado no interior. Prefeitos com pouca cultura musical ou influenciados pelo requebra fácil da popularidade das bandas baianas enchiam as praças de trios-elétricos e botavam o povo pra dançar. Literalmente.

Agora, além do insuportável axé, o carnaval no interior virou palco do que locutores desinformados ou mau formados chamam de forró cearense.

São coisas do tipo “Aviões do Forró”, “Helicópteros do Forró”, e o  “Cacete-a-quatro do forró”, que estão na agenda da maioria das festas patrocinadas pelas prefeituras.

Pitboys e piriguetes são, literalmente, arrastados pelos trios

Música de péssima qualidade, apologistas do alcoolismo, dqa ridicularização da mulher e da vida baixo-nível dos inferninhos de prostituição, estas bandas fazem a cabeça apenas do povo aculturado.

Geralmente pitboys repletos de músculos e sem nenhum cérebro e garotas-bunda, com pouca roupa e nenhuma vergonha de passar ridículo, este “público” segue de cidade em cidade atrás destas porcarias – e deixa um rastro de confusões, agressões e quebradeiras.

Infelizmente, a atração por estas bandas só reflete o baixo nível cultural do jovem maranhense, em todas as classes sociais.

Explorados até o osso pelos promotores destes eventos…

36

O salário dos professores maranhenses…

O Maranhão tem 70% de professores com nível superior.

Estes docentes recebem R$ 1.631,69 como remuneração.  É bem mais que o piso nacional da categoria, de R$ 1.187,08, para uma carga horária de 40 horas semanais.

Todos os professores maranhenses recebem Gratificação por Atividade do Magistério (GAM), de 130%.

Os professores com nível médio são 30% da categoria estadual. O salário é de R$ 880,94.

Parece baixo em relação ao piso nacional? Não é, porque este valor é para apenas 20 horas semanais, enquanto o piso exige 40 horas. 

O professor que amplia a qualificação, também amplia a remuneração.

Os especialistas, ganham mais 15% do vencimento. Mestres chegam a 20% e doutores a 25%.

A categoria paralisou as atividades na semana que passou por melhorias salariais e nas condições de trabalho.

Reclama, por exemplo, do não pagamento das gratificações por qualificação.

Texto alterado às 21h15 para correção e atualização de informações
11

A aproximação entre Roseana e Castelo…

Castelo e Roseana: juntos por São Luís

Por volta das 14 horas de ontem, sexta-feira, o telefone do prefeito João Castelo (PSDB) tocou. Do outro lado, a governadora Roseana Sarney (PMDB), que o convidou a ir ao Baile de Gala promovido pelo Governo do Estado e que abre oficialmente o carnaval maranhense.

Castelo aceitou e chegou ao baile pouco depois de Roseana. Acompanhado da mulher, dona Gardênia, ficou no camarote, ao lado de Roseana, Joãozinho Trinta e Alcione.

O convite de Roseana foi pensado. Ela quer mesmo se aproximar do prefeito, que também demonstra simpatia pela questão.

Aliados dos dois lados já defendem publicamente a aproximação entre os dois líderes.

O verador Ivaldo Rodrigues (PDT) manifestou este desejo no Facebook e em entrevista a este blog. (Releia aqui)

Alguns projetos já foram anunciados juntos..

Ontem, no baile, o chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva, também manifestou simpatia pela aproximação e revelou que vai compor o Comitê São Luís-400 anos, órgão que vai tratar da preparação da cidade para o quarto-centenário.

Para além das festas e confraternização, Castelo e Roseana devem estar próximos também nos cuidados em São Luís.

Esta, sim, é uma festa que a população vai adorar participar…

Leia também o texto “Castelo e Roseana: parceria por São Luís”
4

Filha de Che Guevara cai no samba em Santa Catarina…

na imagem, do R7, Aleida posa, em Cuba, com integrantes da escola em que vai desfilar

O revolucionário Ernesto talvez tenha estremecido no túmulo ao saber que sua filha, Aleida, cairá no samba no Brasil. Para um revolucionário, desvios como este, se inebriando no “pão e circo” dos poderosos, é um crime contra a classe proletária.

Mas Aleida Guevara não está nem aí.

Toda prosa, ela será o destaque do carro alegórico “Tanque de Guerra”, da escola Unidos da Ilha da Magia, em Florianópolis, que desfila na madrugada deste domingo

O enredo é uma homenagem à ilha de Cuba, exaltando a revolução capitaneada por Che Guevara e que levou Fidel Castro ao poder.

Aleida é a filha mais velha do revolucionário argentino. Médica, como o pai, é membro do Partido Comunista Cubano.

Abaixo, a letra do samba-enredo Cuba sim! Em nome da verdade, da escola União da Ilha da Magia:

Uma forte emoção
No meu coração
Liberdade
Eu sou União
A voz de um povo pela igualdade

Sonhos… De um poeta ecoam no ar
Cuba… O desejo de se libertar
Conquistou a independência
Do Tio Sam sofreu influência
Momentos de luta estão na memória
Fidel e Che fizeram história
Me levaram na busca por um ideal
Que vai embalar nosso Carnaval

Guerreiros unidos na revolução
Pelo bem de uma nação
Um preço a pagar, não vou negar
Mas a comunidade em primeiro lugar

Os sonhos se tornam verdade
Trazendo pra muitos a felicidade
Com saúde, educação
A base pra um cidadão

Esporte, cultura na arte…Mistura
Riquezas, o mundo se encantou
No Cabaré Tropicana
Carmem Miranda deu um show
Ilha de pura magia
Vem sambar…
Verde, branco e ouro
Na avenida vai brilhar!

11

Usurpação ou nepotismo? Deputado manda filho representá-lo em evento oficial

Florêncio, em entrevista à TV Assembléia

O site da Asssembléia Legislativa trouxe uma notícia curiosa nesta sexta-feira.

Encaminhada pela assessoria de imprensa do deputado Neto Evangelista (PSDB), o texto traz o título “Deputados participam de encontro pró-emancipações”.

E fala da participação dos membros da Casa em uma reunião no município de Vitória do Mearim.

Até aí tudo normal.

Mas eis que um trecho da matéria diz, textualmente: Neto Evangelista (PSDB), André Fufuca (PSDB) e Carlinhos Florêncio (PHS) que na oportunidade foi representado pelo filho, Florêncio Neto, participaram do 1º Encontro de Comissões Pró-Emancipações dos Distritos do Estado do Maranhão. (gripo do blog)

É isso mesmo: o deputado Carlinhos Florêncio (PHS), eleito para representar a população maranhense, mandou o seu filho, Florêncio Neto, representá-lo em um evento oficial da Assembléia Legislativa.

Como pode?

Pior: o filho do deputado ainda se pronunciou no encontro, e teve a fala repercutida na matéria do site da Assembléia.

Carlinhos Florêncio estreou na tribuna da Assembléia no último dia 3, em discurso de menos de cinco minutos sobre as enchentes na região do Mearim.

E precisa repensar sua participação na Casa, para onde o povo o mandou na certeza de que o representaria em todas as instâncias de atuação.

Ou, da próxima vez, que coloque o filho para disputar no lugar…

Leia aqui a matéria da Assembléia sobre o assunto
2

Governo faz radiografia das áreas de enchentes no MA…

Luís Fernando e técnicos embarcam no helicóptero do GTA

Os representantes do governo maranhense e da Defesa Civil Nacional puderam ter hoje uma radiografia completa das áreas alagadas pelas enchentes do rio Mearim no Maranhão.

Coordenados pelo chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva, os técnicos sobrevoaram e mantiveram contato com as vítimas nos municípios de trizidela do Vale e Bacabal, onde foir registrado aumento no nível do rio Mearim.

– Coma  exata ideia do volume do problema, poemos acelerar mais as providências a serem tomadas – explicou Luís Fernando Silva.

na busca das soluções, o governo maranhense via formar parceria com o Governo Federal, por meio da Defesa Civil Nacional, e também com os municípios.

Junto com a equipe de Luís Fernando viajou Amin Braun, representante da Defesa Civil. Ele adiantou as primeiras ações do órgão.

– Está sendo verificado nos municípios a necessidade de trazer barracas para dar uma resposta rápida em relação às questões de abrigo e alimentação emergencial. Já na área da saúde, estamos fazendo articulação com o Ministério da Saúde para trazer medicamentos ao estado – adiantou.

Também sobrevoaram as áreas de enchente os secretários de Segurança Pública, Aluísio Mendes, e de Planejamento, Orçamento e Gestão, Fábio Gondim, além do coronel Marcos Paiva, coordenador da Defesa Civil Estadual.