16

Flávio Dino fracassou em sua principal promessa: tirar o Maranhão da miséria

Governador encerra no dia 31 os quase oito anos de mandato com o estado em situação ainda pior do que se encontrava em 2015, quando ele foi para a sacada do Palácio dos Leões dizer que, após o seu governo, nenhum município estaria no mapa dos 100 mais pobres do país

 

Flávio Dino na icônica entrevista a Sidney Pereira, da Mirante, em que negou a própria promessa feita em 2015 e ainda a considerou estapafúrdia

 

 

Análise de conjuntura

Em 1º de janeiro de 2015 o governador Flávio Dino (então no PCdoB) foi à sacada do Palácio dos Leões para fazer uma promessa: ao fim do seu governo, garantiu ele, nenhum município do Maranhão estaria na lista dos 100 mais pobres do país.

Oito anos depois, o Maranhão tem nada menos que oito das 10 cidades mais miseráveis do Brasil.

E ainda aumentou o número de municípios entre os 100 mais pobres.

Flávio Dino fracassou em sua principal promessa: o Maranhão hoje está na lanterna da exclusão social. A renda per capta do maranhense está hoje em R$ 635,00, menos da metade da média nacional que é de R$ 1.360,00

Além de agravar o empobrecimento do Maranhão os comunistas criaram castas milionárias entre os seus.

Dados da Organização das Nações Unidas, de setembro de 2021, mostram que 20% da população do estado vive com renda abaixo de R$ 145,00. (Veja aqui)

A incompetência do governo comunista já havia sido admitida em 2018, quando Flávio Dino chegou a negar que tenha feito a estapafúrdia promessa, mas teve que engolir seu próprio discurso exibido na tela da TV Mirante. (Relembre também aqui)

Naquele ano, mais precisamente em 27 de dezembro de 2018, o blog Marco Aurélio D’Eça já mostrava o fracasso do governo Dino, no post “Flávio Dino conclui mandato com mais da metade dos maranhenses na pobreza absoluta…”.

Passaram-se mais quatro anos com os comunistas no poder e a coisa só piorou.

O governador na sacada do Palácio dos Leões, quando prometeu tirar todos os municípios maranhenses da lista dos 100 priores IDHs do país; e fracassou

Flávio Dino se agarra a um estudo do IBGE, de dezembro, para pregar que reduziu a pobreza entre 2019 e 2020; mas esconde que essa redução se deu em índices aumentados em seu próprio governo, partir de 2015.

E o fracasso de Flávio Dino é exibido na ação do próprio governo.

A inauguração de restaurantes populares e entrega de cestas básicas, que, embora importantes ações, só reforçam a situação de miséria do povo, que este mesmo governo prometeu acabar.

Flávio Dino vem escondendo o seu fracasso no combate à miséria com a mudança de discurso; agora no PSB, ele nada mais fala sobre IDH, indicadores socioeconômicos, distribuição de renda e ações sociais fundamentais para melhorar o estado.

Flávio Dino entrega o governo em 31 de março para seu vice, Carlos Brandão (PSDB), cúmplice no fracasso do combate à miséria.

O Maranhão que emerge dos oito anos de governo comunosocialista é pior do que aquele recebido por ele em 2015.

E oito anos depois, Flávio Dino nem tem mais a quem culpar pelo próprio fracasso.

Simples assim…

Marco Aurélio D'Eça

16 Comments

  1. FLAVIO DIVO FOI UM OTIMO GOVERNADOR, QUANDO ENTROU NO GOVERNO SO TINHA 4 HOSPITAL DE ALTA COMPLEXIDADE, HOJE TEM MAIS DE 30, CRIOU OS IEMAS AS ESCOLAS DIGNAS, ENCONTROU SO 6 RESTAURANTES POPULAR TA DEIXANDO 81 FUNCIONANDO, HOSSPITAL DA ILHA, SOCORRÃO IMPERATRIAZ, AS POLICLINICAS, SALARIOOS EM DIAS, NÃO TENHO DUVIDA QUE SERA ELEITO SENADOR.

    • Aí tu acordaste. São tão complexos os hospitais que o povo do interior ainda corre para o socorrão de SLZ. Os IEMAS só mudaram de nome e as escolas dignas só servem para politiacagem. Salários em dias a custa de não reajustes e tinha que bancar os milhões de comissionados. Sem contar que estas “obras” estão mais para prefeituras do que governo de estado. Sem a envergadura que o poder executivo estadual pode executar. Quase nenhuma obra relevante saiu do papel, nem a do araçagy terminou e a litorânea saiu na marra.
      Sua grande obra foi ser o pior governador que o MA já teve. Pior que gardênia na prefeitura de SLZ. E ainda empurrou o estado para a pobreza absoluta.

  2. Não é verdade que ele tenha feito essa promessa. Na ocasião ele disse que queria tirar as cidades maranhenses do rol das cidades mais pobres do Brasil. Usou o verbo “querer” e não o verbo “prometer”, que tem significados muito diferentes.

    • E tirou? Pelo que sabemos empurrou mais e mais cidades para a pobreza absoluta.

    • Flávio Dino é um mentiroso, os índices sociais do Maranhão pioraram na sua gestação. Prometeu não alugar jatinhos e só anda de jatinho pago pelo nosso dinheiro, não reajustou o salário dos servidores do estado, hoje com uma defasagem de mais de cinquenta por cento. Esse tal de Henrique só deve ter cargo comissionado no estado, muito em breve vai perder.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *