0

Política do Maranhão está de luto com a morte de Cafeteira, diz Tema…

O presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão-FAMEM, Cleomar Tema, lamentou profundamente  o falecimento do ex-senador Epitácio Cafeteira, ocorrido na tarde do último domingo, em Brasília. De acordo com  Cleomar Tema, Cafeteira foi um político que deixou uma marca indelével na  política do Maranhão.

-Ele foi um prefeito que realizou um grande conjunto de  obras em São Luis e, como governador, também  imprimiu a maracá de seu trabalho, deixando obras em  praticamente todos os  municípios do Estado. Ele foi um tocador de obras, de sua geração, foi um dos mais importantes líderes da política maranhense – assinalou o  líder municipalista.

Segundo o dirigente da FAMEM, o municipalismo do Maranhão está de luto com a morte desse  importante e carismático  líder.

– A política maranhense  fica desfalcada com a morte de Epitácio Cafeteira, que foi deputado federal, prefeito de São Luis, governador e senador, atuando com extrema desenvoltura em todos os cargos – acrescentou.

2

Imagem do dia: a despedida de um líder…

A imagem acima é significativa do prestígio que o ex-governador João castelo (PSDB) adquiriu em sua vida pública. Em primeiro plano sua filha e principal auxiliar, Gardeninha Castelo é abraçada por amiga. Ao fundo, vê-se o governador Flávio Dino (PCdoB), o presidente da Câmara Federal, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o presidente em exercício da Assembleia, Othelino Neto (PCdoB), o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) e, ao seu lado,d e costa, o líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy. O Brasil político, portanto, prestando homenagens ao tucano. Imagem: Biné Morais/O EstadoMaranhão

5

Autoridades nada falam sobre preparatório para eventual velório de jogador da Chapecoense…

Mesmo com a possibilidade de o corpo de Ananias Eloi vir para São Luís – e com toda a repercussão mundial do acidente que matou o maranhense e mais 75 pessoas – não há notícia de nenhuma preparação do governo ou da prefeitura para recepção, velório e enterro do atleta

 

População de São Luís espera poder prestar últimas homenagens ao jogador Ananias

População de São Luís espera poder prestar últimas homenagens ao jogador Ananias

A família do atacante Ananias Eloi, 25, uma das vítimas do acidente de avião que levava o time da Chapecoense para a decisão da Copa Sul-americana, em Medelìn, na Colômbia, ainda não decidiu se traz o corpo do atleta  para São Luís ou leva para Salvador (BA).

Mas, até agora, não há notícia de qualquer preparação das autoridades públicas – Governo do Estado e Prefeitura de São Luís – para a recepção, velório e sepultamento do corpo na capital maranhense.

O acidente com o avião da Chapecoense matou 76 pessoas e causou comoção mundial; por isso há a expectativa de forte repercussão com a possível vinda do corpo de Ananias.

Velório pode atrair milhares de pessoas para a casa da família de jogador da Chapecoense

Velório pode atrair milhares de pessoas para a casa da família de jogador da Chapecoense

A família do atleta estava em dúvida até a noite desta quarta-feira, 30, por que sua esposa e filhos são de Salvador e moram na capital bahiana, embora sua mãe e irmãos vivam em São Luís. (Leia aqui)

Mas nenhum familiar ou amigo próximo confirma qualquer contato de órgãos do governo (Polícia ou Bombeiros ou setor de saúde) e da Prefeitura de São Luís (SMTT, Serviço Social) para a receptividade ao atleta maranhense.

E certamente o povo de São Luís também quer prestar sua homenagem…

18

Vidigal usa cortejo de Jackson para fazer campanha…

Popular exibe santinho entregue por Vidigal

O ex-ministro Edson Vidigal (PSDB) parecia em campanha eleitoral, ontem, no Aeroporto Hugo da Cunha Machado.

Uma multidão esperava o corpo  do ex-governador Jackson Lago (PDT), e o tucano aproveitou o momento. 

Sempre sorridente, ele subiu na sua caminhonete para acenar aos presentes, como se fossem eleitores, conversou com políticos e populares e até distribuiu santinhos.

Nem o fotógrafo Diniz deixou de receber seu panfleto...

Fez campanha eleitoral, literalmente, como mostram os flagrantes dos repórteres-fotográficos Biaman Prado e D. Jesus, ambos do jornal “O Estado do Maranhão”.

Os santinhos distribuídos por Vidigal eram da campanha eleitoral de 2010, quando ele disputou o Senado, na chapa encabeçada pelo próprio Jackson Lago.

Era um cortejo fúnebre, mas Vidigal sorria, à vontade...

Observe na foto acima que, no santinho  distribuído a um eleitor, aparecem os dois, com os respectivos números da campanha de 2010.

A postura de Edson Vidigal foi criticada pelas próprias lideranças políticas presentes ao aeroporto, mas ele não se incomodou.

Seguiu o cortejo até a sede do PDT também em clima de campanha, acenando e sorrindo para populares ao longo das avenidas.

Postura absolutamente em desacordo com o momento…

0

Carlos Lupi e Brizola Neto são esperados no velório de Jackson…

(18h ) – Está sendo aguardado para as 19 horas de hoje o desembarque do ministro do Trabalho, Carlos Lupi, e do deputado federal pelo Rio de Janeiro, Brizola Neto, ambos líderes nacionais do PDT.

Eles vão participar do velório e do sepultamento do ex-governador Jackson Lago, morto ontem, em São Paulo.

Lupi é presidente nacional do PDT, que tinha Jackson como vice-presidente nacional. Brizola Neto é herdeiro político do fundador do partido, Leonel Brizola, morto em 2004.

O corpo de Jackson já está a caminho da sede do PDT, onde será velado.

O enterro está previsto para amanhã, às 10 horas, no Cemitério Parque da Saudade.

4

Deputados querem ir em comitiva ao velório de Jackson…

O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Arnaldo Melo (PMDB), convida os colegas, desde a manhã de hoje, para seguirem juntos, em comitiva, ao velório do ex-governador Jackson Lago, na sede do PDT, no Centro de São Luís.

A idéia de Melo é que todos os parlamentares sigam para a Assembléia, por votla das 17h e, de lá, para o local do velório, às 18 horas.

Muitos, no entanto, deixarão de acompanhar as últimas homenagens ao pedetista.

O local do velório incomoda e restringe a presença apenas àqueles que a família de Jackson – e o próprio – querem por perto: pedetistas, militantes sociais e amigos mais próximos.

Os telefonemas determinados por Arnaldo Melo haviam alcançados apenas alguns deputados até às 14 de horas de hoje – e muitos deles entre os que sempre estiveram na trincheira contrária à de Jackson.

Estes não devem ir, diante da evidente má-vontade em recebê-los.

O ex-governador será velado durante à noite, apenas entre o seus e alguns populares que se atreverem a enfrentar o caos do trânsito no Centro da cidade.

O enterro está marcado para as 10 horas desta quarta-feira, no Cemitério Parque da Saudade, no Vinhais…

22

Reducionismo político…

Deve-se respeitar a decisão da família de Jackson Lago, de realizar o velório do ex-governador na acanhada sede do

Jackson: bem maior que o PDT, do tamanho do Brasil

PDT, na rua dos Afogados.

Mas é um equívoco reducionista.

Nem cabem aqui justificativas de que a cerimônia deve ser simples por que Jackson era um homem simples.

Simplicidade nada tem a ver com mediocridade ou com pequenêz.

Bem ou mal, Jackson Lago foi governador do Maranhão, votado por uma parcela do povo maranhense e representou o povo maranhense durante o período de mandato.

Não foi governador do PDT, nem governou só com o PDT – a menos que se tenha entendido seu governo como uma “confraria partidária”.

E se foi um pedido do próprio Jackson, igualmente respeitável, também é de se lamentar.

Revela que o próprio ex-governador e ex-prefeito nunca conseguiu compreender a dimensão do que representava para o estado.

O pedetista foi prefeito da capital maranhense por três mandatos, foi o principal líder da oposição durante 40 anos e foi governador do Maranhão em período recente.

Sua vida não se reduziu ao PDT, portanto…