0

Moto Club cobra da FMF R$ 200 mil de antecipação da Copa do Brasil…

Agremiação, que conquistou em campo a participação no mais rentável campeonato de futebol do país, nunca teve seu ofício respondido pela federação, e agora cobra todos os dados oficiais dos valores repassados pela CBF

 

Em Ofício encaminhado no dia 5 de dezembro à Federação Maranhense de Futebol, o Moto Club de São Luís cobrou informações acerca das cotas da Copa do Brasil 2019, da qual participará.

No documento, o Moto cobra diretamente do presidente da FMF, Antonio Américo, “datas, valores e recibos do que foi antecipado”.

O Ofício motense é assinado pelo atual presidente, jornalista Natanael Júnior, que já havia solicitado antecipação de R$ 200 mil da cota da CB.

O rubro-negro maranhense vai disputar a primeira fase da Copa do Brasil contra o Vitória, com amplas chances de passar de fase, já que faz o jogo em casa.

A antecipação da cota de R$ 200 mil foi pedida em Ofício anterior do Moto Clube, entregue em 28 de novembro na sede da FMF, que nunca respondeu ao documento.

Agora, o presidente da equipe quer respostas oficiais sobre prazos de repasses dos recursos a que o Moto tem direito,  ameaça recorrer a outras vias, caso não seja atendido.

Mas esta é uma outra história…

Leia abaixo o Ofício do Moto Club encaminhado à FMF:

 

10

Mais do mesmo na Federação de Futebol…

Aponte algo de novo nesta imatgem (foto: blog do Zeca Soares)

Se o interventor Antonio Américo quisesse mesmo mostrar seiredade nem teria sido candidato a pesidente da Federação Maranhense de Futebol.

Mas o que todos querem no futebol maranhense é ser um novo Alberto Ferreira.

A aclamação do novo presidente tem cheiro de repetição. Pelo que se desenhou desde que ele assumiu o comando da FMF, tudo ficará igualzinho ao que era antes, com “aclamações” consecutivas e ad eternas.

Primeiro, vendeu a idéia de que não seria candidato a substituir Alberto Ferreira, enquanto deparamentos de futebol – sempre eles – articulavam para defender o seu nome.

Antonio Américo ficará no comando da FMF até novembro de 2014, encabeçando a chapa que tem o sugestivo nome de “novo meomento”.

Junto com ele os mesmos de sempre, que levaram Moto, Sampaio e Maranhão para a “Série Z” do futebol brasileiro.

O momento é novo, mas o que se vê na condução do esporte mais popular do Maranhão – desde a saída de Ferreira, há quase um ano – é mais do mesmo do que foi a eternidade em que a FMF esteve sob os auspícios do ex-presidente.

Mas, complacente como ele só, já no discurso da vitória, o magnânimo Américo se digna a “trabalhar e perdoar aqueles que estão chateados”.

Repetindo, para ficar claro: é ele quem vai perdoar aqueles que estão chateados com ele.

Para isso, se declara “aberto a negociações“.

E o futebol maranhense que continue a se danar…

1

Por que não procurar o que fazer?!?

O indesejável Ferreira e Lítia Cavalcanti:

A decisão de ontem do desembargador Marcelo Carvalho manteve o ex-presidente da Federação Maranhense de Futebol, Alberto Ferreira, mais distante de voltar ao cargo.

O que chama atenção é o desespero com o qual Ferreira tenta se manter no comando da entidade – mesmo com tanta rejeição popular, política, judicial e social.

Afastado desde setembro, ele já tentou várias apelações jurídicas para voltar à federação.

Ferreira é responsável pela falência do futebol maranhense, que não o quer mais, independente do que diz a Justiça.

Ciente disto, deveria procurar o que fazer…

4

Recurso de Alberto Ferreira causa apreensão…

Nelma Sarney vai decidir futuro e Alberto Ferreira

Do blog de Zeca Soares

É grande a preocupação em meio à comunidade esportiva desde a última sexta-feira, quando o presidente da Federação Maranhense de Futebol, Alberto Ferreira deu entrada no recurso contra a decisão do juiz Josemar Lopes Santos que o afastou do cargo.

O recurso caiu nas mãos da desembargadora Nelma Sarney.

Foi o suficiente para muita gente tentar antecipar o que vai acontecer.

O retorno de Alberto Fereira agora é questão de tempo, garantem os mais apressadinhos. Continue lendo aqui…

5

Futebol maranhense: enfim a luz…

A defenestração de Alberto Ferreira et caterva da Federação Maranhense é a maior revolução já ocoirrida no futebol do Maranhão.

Foi uma época de trevas, em que o mais popular esporte brasileiro caiu no Maranhão da série A para a série Z.

O afastamento de Fereira e sua turma foi determinada pelo juiz Josemar Lopes Santos, da 1ª Vara Cível de São Luís.

Para dirigir a FMF foi nomeado o presidente do TJD, Antonio Américo.

mas a limpeza no futebol amranhense deve passar também pelos clubes.

Muitos destes que aí estão comandando Moto, Sampaio, MAC e outros clubes, são da mesma laia de Ferreira e também devem sair.

Só assim, o futebol maranhense renascerá..

1

Justiça vai decidir destino de Alberto Ferreira…

Lítia pode pedir prisão de Ferreira

Do blog de Zeca Soares

A Promotoria de Defesa do Consumidor dará entrada nesta sexta-feira na Justiça de uma Ação Civil Pública com pedido de tutela antecipada solicitando o afastamento do presidente e de toda a diretoria da Federação Maranhense de Futebol – FMF.

A Ação Civil Pública é resultado do Inquérito Civil instaurado pelo Ministério Público para investigar indícios de irreguralidades e eventuais práticas lesivas aos torcedores praticadas pela direção da FMF.

Não está descartada a possibilidade do Ministério Público pedir a prisão temporária do presidente da FMF, Alberto Ferreira. Continue lendo aqui…

7

Faxina deve ser completa no futebol maranhense…

O indesejável Ferreira e Lítia Cavalcanti: agora sai?

O pedido de expurgo de Alberto Ferreira da Federação Maranhense de Futebol, feito pelo Ministério Público, não atingiu apenas ele.

A faxina é completa: alcança Alberto et caterva.

Todos os comparsas do presidente da FMF poderão ser convidados a sair pela porta dos fundos da entidade, se a Justiça acatar o pedido do MP.

Para a promotora Lítia Cavalcanti, trata-se de uma vedadeira quadrilha, responsável por vários crimes – que vão de gestão fraudulenta, passando por improbidade administrativa, até a falência do futebol maranhense.

Mas a faxina só será completa se alcançar também os clubes.

Muitos dos que agora batem palmas para a desgraça de Alberto Ferreira foram patrocinadores de seus desmandos em anos e anos de futebol.

E assim como o presidente da FMF, devem ser banidos do esporte.

E, neste caso, já vão tarde.

Literalmente…

1

As bolas usadas da FMF…

É humilhante que a Copa União, segunda competição mais importante do futebol maranhense seja jogada com bolas usadas da federação carioca de futebol.

 Consequência de , no mínimo uma gestão fraudulenta na Federação Maranhense de Futebol.

Mas é o saldo de 20 anos sob os auspícios de Alberto Ferreira no comando do principal esporte maranhense.

Não há qualquer justificativa para isso.

Uma gestão correta, teria encontrado um patrocinador para as bolas que seriam usadas pelos nossos atletas.

Pior é ver jornalistas e radialistas tentarem justificar o ridículo.

Felizmente é gente que começou na mesma época que Ferreira.

E que também está indo embora com ele…

6

MP vai pedir afastamento de Alberto Ferreira…

Irregularidades de Ferreira são alvo de Lítia

Os promotores que investigam irregularidades da Federação Maranhense de Futebol devem encaminhar esta semana à Justiça o pedido de afastamento do presidente Alberto Ferreira.

Ferreira está sendo investigado pelos titulares de várias promotorias – e pelo Serviço de Investigações Criminais da Polícia Civil – coordenados pela titular da Promtootria de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcanti.

Nem o MP nem a polícia têm mais dúvidas de que há algo de podre no reino da FMF.

E a dificuldade imposta às investigações por Ferreira e seus asseclas justificam o pedido de afastamento do dirigente futebolista.

Mostrei ao presidente da FMF que ele não tem mais condições de dirigir a Federação Maranhense de Futebol – declarou Lítia Cavalcanti, em entrevista exclusiva ao blog do Mercial Lima, semana passada.

Pode ser questão de tempo, portanto, que a federação de futebol do Maranhão possa respirar novos ares

Muito em breve…

1

O que leva alguém a se submeter a isso???

Faixa em jogo do Sampaio: ação contra Ferreira

É um pária o presidente da Federação maranhense de Futebol, Alberto Ferreira.

Hostilizado pelos dirigentes de clubes, odiado pela torcida, ridicularizado pela mídia e acossado pela Lei, vive à margem da sociedade, como alguém que não consegue, sequer, frequentar ambientes públicos.

Ninguém o quer no comando do futebol, ninguém o quer relacionado a qualquer ato ligado ao esporte.

No paredão do futebol, ele segue cada vez mais isolado

Mesmo os bajuladores de outrora preferem manter-se às escondidas, negando as ligações com alguém tão manchado socialmente. 

Mas Alberto Ferreira, insiste em se manter no poder.

De encontro à própria dignidade, segue no comando da FMF como se se apegasse a uma tábua de salvação.

Mas o que leva um ser humano a descer tão baixo?

O que impede Ferreira de entregar a federação e mostrar aos “detratores” que o problema não é ele, mas estrutural do futebol maranhense?

Sem dignidade alguma, ele vai seguindo moribundo, envergonhado diante dos olhares enviesados nos espaços públicos que ainda se arisca a frequentar – e que, curiosamente, nada têm a ver com o futebol, de onde já foi informalmente banido.

O pária Alberto Ferreira seguirá com o controle da FMF até de lá ser arrancado pela força da Justiça.

E aí, quando olhar para trás, verá que perdeu não apenas o poder.

Mas a própria dignidade…