0

Prefeitura conclui instalação de câmeras de videomonitoramento em ITZ

A Prefeitura de Imperatriz, através da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, Setran, concluiu a implantação da primeira etapa do sistema de videomonitoramento. Dispositivo que inicialmente dispõe de 30 câmeras de alta definição, passa a ser utilizado no auxílio da fiscalização de trânsito e na segurança pública em pontos estratégicos dos bairros e centro da cidade.

De acordo com o secretário de Trânsito, Leandro Braga, a segunda etapa prevê a instalação de câmeras com radar eletrônico para controle de velocidade e do tráfego de veículos com a implantação também das lombadas eletrônicas em pontos estratégicos. “Medida visa reduzir os acidentes de trânsito com vítimas, como tivemos há duas semanas na cidade”, justifica.

Ele assinalou que os técnicos concluíram a instalação das 30 primeiras câmeras de monitoramento, mas ainda falta ser finalizada a capacitação dos agentes de trânsito que irão trabalhar no Centro de Monitoramento e Controle de Trânsito, na Setran. “Benefício já começou a auxiliar a segurança pública, pois já temos solicitação de imagens da Polícia Civil para identificação de alguns crimes”, frisa.

De forma estratégica, foram instaladas câmeras de videomonitoramento nos bairros Vila Lobão, Parque do Buriti, Vila Nova e Entroncamento, entre outros. Objetivo foi verificar os pontos de congestionamentos de trânsito e equipamentos públicos que ficam nas proximidades para inibir a criminalidade.

Leandro Braga explica que o sistema de videomonitoramento funciona em tempo real, via internet, com transmissão direta para a Central de Monitoramento e Controle de Trânsito que, embora ocorra alguma falha de sinal continuam gravando normalmente, sem prejuízo de registro de imagens. “Temos um dos melhores equipamentos do Brasil, inclusive que funciona com ausência de sinal de internet”, garante.

Ele reitera que, gradualmente, o sistema de videomonitoramento abrangerá a grande maioria dos bairros de Imperatriz, conforme orientação do prefeito Assis Ramos. “Nós teremos inicialmente de 120 a 130 câmeras de videomonitoramento nesta fase do projeto, depois a meta é instalar câmeras de 360 graus em tempo real”, concluiu.

11

Reconstituição pode mostrar o monitoramento de Décio no dia do crime…

O assassino na “tocaia” para matar Décio; sem ajuda, ficaria difícil…

Desde o início das investigações da polícia, este blog tem levantado a hipótese – baseado em convicção lógica e fortes evidências – de que o jornalista Décio Sá tenha sido monitorado até o restaurante Estrela do Mar, onde foi assassinado pelo bandido Jhonatan de Sousa.

Em 27 de abril – três dias após o assassinato – publicou o post “Perseguição ou tocaia???”,  primeiro texto a levantar esta hipótese.

Depois, em 19 de junho, com a confirmação de que o bandido havia perdido Décio Sá e retornado à Litorânea, reforçou ainda mais esta tese, no post “Revelações de Pistoleiro sugerem monitoramento de Décio Sá….”.

Agora, após reconstituição do crime, ficou ainda mais claro que Jhonatan Souza só conseguiu localizar Décio no Estrela do Mar – em um espaço de tempo tão curto – por que fora informado de seu paradeiro.

Não haveria lógica alguma em o bandido, após ter percebido que perdera Décio de vista – já em frente ao Shopping do Automóvel – ter decidido pela Litorânea de forma tão convicta. (Leia trecho do depoimento do bandido)

Depoimento do matador: Ele se deu conta que havia perdido Décio muito distante do local do crime

A menos que tenha ligado para alquém, que checou a localização do jornalista e o informou detalhadamente.

Até por que, se fosse procurar de bar em bar, como disse – e mesmo sabendo a placa do seu carro – passaria pelo menos uma hora procurando, sobretudo por ter feito a escolha de seguir no sentido Caolho/Calhau na Litorânea.

E quem informou ao bandido ligou para o próprio Décio para saber sua localização.

Este blog tem convicção de que a polícia já sabe deste monitoramento; e que a reconstituição foi feita apenas para esclarecer este último elo da trama que levou à morte de Décio.

Novas prisões, portanto, podem estar sendo providenciadas…

0

A realidade lá e cá…

Policial monitora vias em São Paulo

Cada morador da cidade de São Paulo é filmado por, pelo menos, dez câmeras ao longo de um dia comum.

A cidade conta com mais de 1 milhão de câmeras de segurança instaladas e operadas 24 horas por dia.

São sete câmeras privadas para cada três controladas pelo poder público.

Avenida em São Luís: escura e sem segurança

O número de filmadoras garante que praticamente todos os principais pontos sejam monitorados.

Em São Luís, na administração de Tadeu Palácio, câmeras de segurança foram instaladas em toda a extensão da avenida Guajajaras.

Serviriam para monitoramento específico do trânsito, mas suas imagens poderiam ser requisitadas por qualquer órgão de segurança.

Não se tem notícias de que estas câmeras ainda estejam em operação…