2

Investigado pela Polícia Federal doa R$ 10 mil à campanha de Flávio Dino..

José Eugênio Mendonça figurou como investigado na Operação Draga, da PF, que apurou irregularidades na gestão de um contrato de mais de R$ 60 milhões para dragagem no Porto de Itaqui

 

Eugênio Mendonça é alvo da PF e doou R$ 10 mil a Dino

De O EstadoMaranhão

Alvo de uma operação da Polícia Federal na Empresa Maranhense Portuária (Emap), o engenheiro José Eugênio Mendonça de Araújo Cavalcante, diretor de engenharia do órgão, é um dos doadores da campanha do governador Flávio Dino (PCdoB).

Segundo dados do DivulgaCand, plataforma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para acompanhamento de contas eleitorais e candidaturas, Cavalcante fez uma transferência eletrônica de R$ 10 mil para a conta de campanha comunista no dia 30 de agosto.

O diretor da Emap foi um dos investigados pela Polícia Federal no bojo da Operação Draga, deflagrada em julho de 2017. Ele chegou a ser afastado cautelarmente do cargo, ficou impedido de acessar o órgão e os federais cumpriram mandados de busca e apreensão em sua residência.

Segundo a PF, a investigação que envolveu um dos doadores de campanha de Flávio Dino teve início com as declarações de um ex-funcionário da empresa que administra o Porto de Itaqui em São Luís. Esse ex-funcionário afirmou que, apesar de ocupar a função de gerente de projetos, cargo no qual deveria acompanhar a execução da obra, o andamento da obra foi deliberadamente omitido dele, com o possível objetivo de ocultar fraudes.

A responsabilidade pela execução dos contratos coube ao coordenador de projetos, enquanto que o gestor do contrato foi José Eugênio Mendonça.

Segundo declarações do ex-funcionário e indícios colhidos durante a investigação, a Empresa FOTOGEO, contratada para a fiscalização, não estava realizando a batimetria, mas apenas copiando dados fornecidos pela própria empresa responsável pela execução da obra, JAN DE NUL, e esses fatos eram de conhecimento do coordenador de projetos e diretor de engenharia. A lancha, por exemplo, supostamente utilizada pela Empresa FOTOGEO para realizar a batimetria, estava alocada para a Empresa JAN DE NUL.

Há também indícios de fraudes na obra de dragagem em si, como a ausência de fiscalização (batimetria) pela Empresa FOTOGEO, a aparente manipulação na sindicância instaurada para apurar os fatos referentes à fiscalização e o sobrepreço dos custos de mobilização/desmobilização e da obra de dragagem em si.

O custo de mobilização/desmobilização da obra foi de R$ 32 milhões, enquanto que o custo da obra em si foi de R$ 28 milhões, ou seja, o custo da mobilização/desmobilização foi superior ao da própria obra.

Mais

À época da Operação Draga, José Eugênio Mendonça manifestou-se sobre a ação policial. Na sua página pessoal no Facebook, o engenheiro se disse vítima de “denúncias infundadas de um ex-funcionário da empresa, que de forma inconsequente faz afirmações que não condizem com a realidade dos fatos”.

0

Aluisio Mendes denuncia Maranhãozinho ao TRE e à PF…

Josimar e a mulher, Detinha, enfrentam problemas com a lei nesta campanha eleitoral

O deputado Josimar de Maranhãozinho foi denunciado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e para a Polícia Federal por suspeita de fraude na documentação que apresentou em seu pedido de registro de candidatura.

A denúncia foi feita pelo deputado federal e candidato à reeleição Aluisio Mendes.

Já tramita na Polícia Federal um inquérito que apura se Maranhãozinho cometeu crime de falsificação no pedido de registro de candidatura que apresentou à Justiça Eleitoral em 2014. Para concorrer naquele pleito, ele apresentou comprovante de escolaridade do ensino fundamental suspeito, não apresentou comprovante de ensino médio e juntou uma suposta matrícula em curso superior na Universidade Anhanguera.

Agora, no registro de candidato das eleições de 2018, Maranhãozinho mudou seu nível de escolaridade e o respectivo comprovante, como consta na denúncia.

“O comprovante de escolaridade apresentado agora é diferente do que foi usado nas eleições de 2014, o que mostra a continuidade delitiva e a livre consciência para burlar a lei eleitoral”, afirma Aluisio Mendes.

A denúncia pede que Josimar de Maranhãozinho seja submetido ao teste de alfabetização perante o juiz do TRE, para saber se ele detém as condições mínimas exigidas para ser candidato e, independente do julgamento do seu registro de candidatura, já foi protocolado contra ele um segundo pedido de inquérito na Polícia Federal, para analisar os documentos apresentados desta vez à Justiça Eleitoral.

0

Juscelino Filho solicita posto da Polícia Rodoviária Federal para atender a região de Barra do Corda e Grajaú..

Nesta quarta-feira (20), o deputado federal Juscelino Filho (DEM-MA) se reuniu com o Ministro Extraordinário da Segurança Pública do Brasil, Raul Jungmann, para solicitar que o novo posto da Polícia Rodoviária Federal (PRF) seja construído entre os municípios de Barra do Corda e Grajaú, na BR-226.

O parlamentar atende aos pleitos dos prefeitos Eric Costa, de Barra do Corda e Mercial Arruda, de Grajaú, assim como de toda a população destes municípios, que clamam por mais segurança.

“Recebo e transmito ao ministro, os pleitos para que o posto seja construído na saída de Barra do Corda para a cidade de Grajaú. Esta região tem registrado um dos mais altos índices de violência no estado do Maranhão. A área é cercada por aldeias indígenas, tem compilado roubo de cargas, assaltos, cobrança indevida de pedágios, indícios de tráfico de drogas, entre outras questões que afetam drasticamente a segurança dos cidadãos. O ministro designou sua assessoria para acompanhar nosso pedido e priorizar”, destacou Juscelino.

E nesta quinta-feira (21), o deputado protocolou ofício para formalizar a solicitação junto ao ministério.

“Reforçamos e oficializamos a questão pois temos ciência da real necessidade desse posto da PRF para a região”, finalizou.

4

Disseminador de Fake News revela como recebe do governo Flávio Dino…

Além de vinculado ao PCdoB, Fabrício de Oliveira, um dos responsáveis pela divulgação de notícias falsas contra adversários do comunista, diz que tira notas fiscais para agencias em nome do governo; crime já foi denunciado à Polícia Federal

 

Com camisa do PCdoB, Fabrício faz selfie com Márcio Jerry e um aliado

Um dos agentes do governo Flávio Dino (PCdoB) mereceu destaque na Representação que o Partido Verde protocolou na Procuradoria Regional Eleitoral e na Polícia Federal por disseminação de fake news contra adversários do comunista.

Trata-se de Fabrício de Oliveira, que se identifica como funcionário do governo comunista em uma página no Facebook.

Ele é um dos denunciados por disseminar notícias falsas contra a ex-governadora Roseana Sarney.

Em conversas de grupos de WhatsApp, Fabrício conta como faz para receber dinheiro do governo Flávio Dino.

– Tiro nota da agência em nome do governo, assim como faço com a câmara (sic)… Minha nota é para o Estado, assim como tiro nota de prestação de serviços para a câmara municipal (sic) – diz Oliveira.

A declaração, com print e tudo como prova, faz parte da representação do PV.

Fabrício de Oliveira – assim como o secretário de Comunicação Edinaldo Neves, e mais Samuel Barroso e Uberlandes Alves – pode até ter uma desagradável surpresa quando for chamado a depor à Polícia Federal.

Mas esta é uma outra história…

8

Weverton Rocha vai vistoriar cela de Lula em Curitiba…

Deputado federal maranhense comporá comissão que estará na capital paranaense na próxima terça-feira, em inspeção nas condições da carceragem da Polícia Federal

 

Weverton coordenará comissão que inspecionará cela de Lula

O ministro do Supremo Tribunal Federal Edison Fachin autorizou nesta quarta-feira, 23, a inspeção de uma comissão externa da Câmara Federal na carceragem da Polícia Federal, onde está o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), na próxima terça-feira, .

O autor do requerimento de criação da comissão é o deputado maranhense Weverton Rocha (PDT), que estará com Lula. 

A comissão é formada por deputados do PDT, PCdoB, PSB e PSOL.

– A prisão do ex-presidente Lula foi arbitrária, claramente política, objetivando tirá-lo da disputa presidencial. Isto já é razão suficiente para nos fazer querer verificar pessoalmente como estão suas condições de carceragem – explicou Weverton Rocha.

Dois agendamentos de inspeção já haviam sido solicitados, mas nas duas ocasiões houve negativa da juíza Carolina Moura Lebbos, da 12ª Vara Federal de Curitiba e responsável por supervisionar a execução da pena.

As negativas fizeram com que o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, requeresse liminar em uma Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF), argumentando que a decisão da juíza violou o princípio de separação de Poderes, pois a Constituição, a lei e o regimento interno da Casa conferem aos deputados o direito de fiscalização e acesso a qualquer órgão público.

O ministro Fachin deferiu parcialmente a liminar…

0

Líderes sindicais da PF defendem a reeleição de Aluisio Mendes…

Uma homenagem ao deputado Aluisio Mendes (PODE) marcou a posse da nova diretoria do Sindicato dos Servidores da Polícia Federal no Maranhão (SISPFEM), que contou com a presença de dirigentes da Federação Nacional dos Policiais Federais (FENAPEF). Os líderes sindicais destacaram a atuação do parlamentar em defesa da categoria e da segurança pública no Congresso Nacional, e defenderam sua reeleição para a Câmara Federal.

“Não poderíamos encerrar a nossa gestão sem fazer esse justo reconhecimento ao deputado Aluisio Mendes, que já recebeu homenagens semelhantes de sindicatos da nossa categoria em outros estados. O apoio que ele tem nos dado na Câmara Federal é de fundamental importância”, declarou o ex-presidente do SISPFEM, Adailton Gaspari, ao entregar a placa de “Irmão Federal” ao deputado.Ele foi substituído na direção do sindicato por Ribamar Freire, que também agradeceu ao parlamentar pela atuação em defesa da segurança pública.

Nas entrevistas concedidas aos órgãos de imprensa em São Luís, o presidente da FENAPEF, Luis Boudens, disse que o deputado maranhense é o principal defensor dos projetos da Polícia Federal na Câmara dos Deputados, e que sua atuação motiva os membros da federação a incentivar a candidatura de outros policiais federais para os legislativos, estaduais e federal.

“É necessário termos uma bancada forte, que defenda o fortalecimento do sistema de segurança pública e o combate a todos os crimes em nosso país. E nesse contexto a reeleição de AluisioMendes é uma prioridade para nossa categoria”, ressaltou LuisBoudens.

“Aluisio atua em defesa da coletividade e fortalece a nossa luta”, acrescentou Marcus Firme, presidente do Sindicato categoria no estado do Espírito Santo.

Luis Carlos Cavalcante, presidente do Sindicato dos Policiais Federais do Rio de Janeiro, disse que o Maranhão deu para o sindicalismo da PF o parlamentar mais comprometido com as causas da categoria, que tem defendido a modernização e melhor estruturação da instituição que hoje é uma das mais respeitadas do Brasil.

“Precisamos continuar contando com a firme atuação de Aluisio Mendes na Câmara Federal”, concluiu ele.

Aluisio Mendes afirmou ter orgulho de representar os policiais federais no Congresso Nacional, e ressaltou que a homenagem dos colegas do Maranhão é especial, por ser o estado onde atua na área da segurança desde 1991.

“Como policial federal e deputado, continuarei defendendo uma instituição moderna, proativa e democrática, sempre apoiando a atuação da FENAPEF e de todas as representações sindicais que lutam por nossa categoria, e pelo fortalecimento da segurança pública do nosso país”, finalizou.

2

Caso Mariano vai ganhar investigação nacional…

Morte do médico que denunciou envolvimento do governo Flávio Dino em esquema de desvio de R$ 18 milhões deve ser acompanhado pela Polícia Federal, a pedido do senador Roberto Rocha

 

Roberto Rocha quer a entrada da Polícia Federal no caso da morte do médico que denunciou esquema de corrupção no governo Flávio Dino

O senador Roberto Rocha (PSDB) encaminhou ofício ao Ministério da Justiça, nesta sexta-feira, 13, pedindo que a Polícia Federal investigue a morte do médico Mariano de Castro, encontrado morto na noite desta quinta-feira, 12.

Mariano foi preso pela operação Pegadores, acusado de comandar um esquema de desvio da ordem de R$ 18 milhões da Secretaria de Saúde.

Nos últimos dias, veio à tona uma carta supostamente de autoria do médico, que aponta envolvimento do próprio governador Flávio Dino (PCdoB) e de alguns dos seus principais auxiliares com o esquema de corrupção.

Roberto Rocha lembra, inclusive, a existência desta cara, de 11 páginas, como mais um dos motivos para a investigação federal.

Mariano Castro foi encontrado morto em seu apartamento, em Teresina.

O caso está sendo investigado pela polícia do Piauí, estado comandado pelo petista Wellington Dias, aliado histórico do próprio Flávio Dino.

8

Delegados se trancam em cela e impedem interrogatório de Bardal…

Membros da Adepol impediram que agentes da Secretaria de Segurança levassem o ex-superintendente da SEIC para mais um depoimento no inquérito que investiga sua participação em quadrilha de contrabando

 

Preso desde fevereiro, Thiago Bardal é acusado de envolvimento com contrabando

Agentes de polícia foram surpreendidos nesta segunda-feira, 26, com a presença de dois delegados e uma advogado na cela em que está preso, na Cidade Operária, o ex-superintendente de investigações criminais, Thiago Bardal.

Os policiais levariam Bardal para mais um interrogatório no inquérito que investiga sua participação em uma quadrilha de contrabando desbaratada no mês passado.

Além de se recusar a ir com os policiais, Bardal teve o apoio dos representantes da Adepol, que se trancaram na própria cela ao lado do colega.

Em 2017, os membros da Adepol fizeram proteção ao também delegado Thiago Fillipini, preso sob acusação de corrupção

Não é a primeira vez que a Adepol interfere no serviço da polícia para impedir investigações de colegas acusados de malfeitos.

No ano passado, os delegados também se trancaram na cela onde estava preso Thiago Fillipini, de Açailândia acusado de envolvimento em corrupção. (Leia aqui)

Ocorre que, desta vez, o caso envolvendo Thiago Bardal tem jurisdição federal.

Resta saber se a Adepol continuará a tentar impedir o andamento do inquérito também na Polícia Federal…

1

Flávio Dino mente nas redes sociais para desqualificar operação da PF em seu governo…

Governador comunista insiste em negar a existência da lista de servidores fantasmas na Secretaria de Saúde e chega a inventar um afastamento do delegado da Operação Pegadores, mentira disseminada também em blogs alugados pelo Palácio dos Leões

 

Dino vai ter um natal para nunca esquecer

Acossado pela Operação Pegadores, que expôs a corrupção em seu governo, o comunista Flávio Dino tem atacado sistematicamente a Polícia Federal, tentando desqualificar a ação na Secretaria de Saúde.

E agora chegou ao disparate de mentir em suas redes sociais. Veja o que ele diz:

– 1) Há um mês, um delegado de polícia inventou 400 “fantasmas” na saúde do Maranhão. 2) Ele usou um “dossiê” falso. 3) O Judiciário o afastou do caso. 4) O Estado representou contra ele na Corregedoria da PF. Não podemos aceitar abusos e arbitrariedades – afirmou Dino, em seu perfil no Twitter.

 

O twitter de Flávio Dino com a mentiras contra a PF

O governador faltou mais uma vez com a verdade nesta postagem, desmentida agora ponto por ponto:

1 – a lista de fantasmas da Saúde já foi reconhecida pelos próprios auxiliares do governo Flávio Dino, que já promovem o “pente fino” para detectá-los;

2 – Não existe nenhuma decisão, de nenhuma instância, afastando qualquer delegado que atuou na Operação Pegadores;

3 – As decisões judiciais sobre o caso apenas confirmam que, por ter um auxiliar de Dino com foro privilegiado, as ações devem ser julgados na instância judicial devida. (Veja decisão do desembargador federal Ney Bello)

Trecho da decisão de Ney Bello que encaminhou os autos para a instância competente, o TRF

4 – As representações do governo Dino contra a Polícia Federal são apenas uma tentativa do próprio Dino de desqualificar a Operação Pegadores, sem efeito algum nas investigações.

Como se vê, o governador comunista que assola o Maranhão usa de retórica, sofismas e mentiras puras para vender-se como probo.

O que, hoje, o Maranhão inteiro já sabe que não é…

1

A contundente crítica de Aluisio Mendes à Assembleia…

Deputado federal lamentou que a Casa tenha negado uma Moção de Aplausos ao trabalho da Polícia Federal pelo simples fato de essas ações terem atingido em cheio a corrupção no governo Flávio Dino

 

Aluísio entre representantes da Polícia Federal, na mesma homenagem da Câmara à instituição negada pela Assembleia

“Como policial federal de carreira e defensor da instituição na Câmara dos Deputados, me sinto envergonhado de ver o Poder Legislativo do Maranhão tão subserviente ao governo Flávio Dino, que tem criticado a Polícia Federal por ter descoberto desvio de recursos na sua gestão”.

 

“Todos nós, representantes do povo brasileiro, devemos aplaudir e apoiar a Polícia Federal, pois o combate à corrupção evita o desvio de recursos públicos e contribui para o desenvolvimento no nosso país”.

Aluisio Mendes, deputado federal