0

Imagem do dia: Bem mais magro, Flávio Dino reaparece em evento do filho

Acompanhado da mulher, Daniela Lima, ministro do Supremo Tribunal federal – que está em São Luís para eventos na área jurídica – participou de torneio de Judô na Escola Crescimento, modalidade que ele repassou para os seus herdeiros

 

Flávia Dino e Daniela Lima, em pose com a rosa vermelha; descontração e jovialidade em passagem por São Luís

A imagem acima mostra o ministro do Supremo Tribunal Federal, Flávio Dino, em pleno processo de perda de peso, iniciado ainda quando comandava o Ministério da Justiça; a foto foi registrada na Escola Crescimento, na manhã deste sábado, 25, quando ele acompanhava competição de judô da qual o filho caçula participava.

Além de bem mais magro, Dino e a esposa mostram-se também mais joviais; ele modernizou os óculos e, inclusive, tem os cabelos mais rentes e mais escuros.

Durante o evento, o ministro trocou impressões e conversou com diversos presentes, entre eles o pré-candidato do PDT a prefeito de São Luís, Fábio Câmara.

Razão pela qual, o casal segura a rosa vermelha, entregue por Câmara…

0

Fábio Câmara é homenageado na escola Crescimento…

Pré-candidato do PDT a prefeito de São Luís participou na manhã deste sábado de competição de judô com os alunos da instituição e recebeu uma placa pelos serviços prestados ao esporte amador maranhense

 

Fábio Câmara participou dos eventos na Escola Crescimento e foi homenageado

O ex-vereador Fábio Câmara, pré-candidato a prefeito de São Luís pelo PDT, participou na manhã deste sábado, de evento esportivo na Escola Crescimento, ocasião em que foi homenageado.

Reconhecido como atleta de basquetebol e pelo apoio ao esporte amador no maranhão, Câmara recebeu uma placa de homenagem aos eu trabalho.

Hoje tivemos a honra de participar da Copa da Copa Rhonda de Judô, organizada pelo pré-candidato a vereador Ítalo Judoca. Se fizeram presentes na ocasião o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Flávio Dino, e sua esposa Daniela Lima. Durante o evento fui homenageado como expressão de gratidão pela atenção que tenho disponibilizando a cada um dos atletas. Que o judô continue transformando vidas e como já foi citado por seu fundador o educador japonês Jigoro Cano, que o Judô possa ser a elevação de uma simples técnica a um princípio de vida. O judô não é uma luta é uma arte”, agradeceu Câmara, em suas redes sociais.

 

Fábio Câmara exibe a placa de homenagem pelo trabalho em prol do esporte amador

O pré-candidato do PDT conversou com professores, educadores, pais de alunos e curiosos que acompanharam as competições em várias modalidade; e distribuiu uma rosa vermelha a cada participante.

Símbolo do PDT, a rosa vermelha tem sido o símbolo também da campanha de Fábio Câmara em São Luís.

2

Escola Crescimento diz não ter encontrado provas de maus tratos a aluna com autismo

Em nota divulgada nesta quarta-feira, 23, direção do colégio afirma ter envidado “amplo esforço”, coordenado pela direção geral e pelo departamento jurídico, mas não encontrou elementos que pudessem atestar o fato denunciado pela família da estudante; também diz que está colaborando com as autoridades

 

A direção da Escola Crescimento divulgou comunicado nesta quarta-feira, 23, em que rebate as acusações de maus tratos de uma professora contra uma aluna com transtorno do Espectro Autista, segundo denunciou a família da estudante.

De acordo com a nota, a direção da instituição não encontrou elementos para comprovar a acusação e diz que está colaborando com as autoridades.

– Tão logo tomou conhecimento do fato em questão, instaurou procedimento interno para a devida apuração do caso em um amplo esforço, liderado pela Direção Geral e Departamento Jurídico. Como resultado, não encontrou nenhum elemento comprobatório que possa sugerir que o caso citado tenha ocorrido dentro da Escola – diz a nota da Escola Crescimento.

De acordo coma  denúncia, a escola se negou a entregar imagens das câmeras de segurança e dificultou a investigação.

Ainda segundo o documento divulgado pelo Crescimento, a escola está colaborando com as investigações das autoridades.

Abaixo, a íntegra do documento:

São Luís, 22 de fevereiro de 2022.

A Escola Crescimento, em seus 38 anos de existência, é reconhecida por ser uma instituição de ensino inclusiva e com o maior percentual de alunos integrados em
ambiente comum de sala de aula.

Por esta razão, tão logo tomou conhecimento do fato em questão, instaurou procedimento interno para a devida apuração do caso em um amplo esforço, liderado
pela Direção Geral e Departamento Jurídico. Como resultado, não encontrou nenhum elemento comprobatório que possa sugerir que o caso citado tenha ocorrido dentro da
Escola.

Esclarece, ainda, que o fato também está sendo apurado pelas autoridades competentes para as quais a Escola se colocou totalmente à disposição para que os fatos sejam esclarecidos, tendo disponibilizado todas as informações requeridas pelas referidas autoridades.

Por fim, reiteramos o nosso compromisso com a educação inclusiva e com o bemestar de todos os nossos alunos.

A Direção

2

Família denuncia Escola Crescimento por maus tratos a aluna com austimo…

Estudante do colégio desde os dois anos e meio, P.A.M.S.R. passou a apresentar resistência em relação ás aulas, até confessar à família, com ajuda de terapeuta, que vinha sendo agredida por professores; direção da instituição recusou-se a entregar imagens das salas de aula

 

Crescimento é acusado de maltratar aluna com Transtorno do Espectro Autista; caso já foi encaminhado ao Ministério Público

A família de uma estudante com diagnóstico de Transtorno do Espectro Autista (TEA) denuncia a Escola Crescimento, em São Luís, por maus tratos.

P.A.M.S.R. é aluna da escola desde o Maternal, mas passou a enfrentar resistências para ir às aulas, até que a família descobriu hematomas em seu corpo, que a adolescente, do 5º Ano, revelou ser resultado de “beliscões da tia”.

O caso já repercutiu em Brasília, com longo texto do site Ucho.info.

A mãe e a avó da estudante acusam a direção da escola de proteção à provável agressora; nem as imagens da sala de aula foram entregues devidamente à família.

Mais grave ainda: a menina revelou ter sofrido agressões também da tutora de outra criança.

Só após acionada na Justiça, a Escola Crescimento aceitou afastar as acusadas – apenas do convívio direto com P.A.M.S.R. – mas recusou-se a admitir que houve maus tratos e muitos menos pediu desculpas públicas à aluna.

Até agora, a direção da escola não deu qualquer explicação sobre o caso, que já foi encaminhado ao Ministério Público…