2

Felipe Camarão vai compor Fórum Nacional da Educação…

Como representante do Conselho Nacional de Educação, secretário maranhense vai poder debater os destinos da educação brasileira e formular as políticas públicas do setor em todo o país

 

 

O secretário de Educação do Maranhão, Felipe Camarão foi indicado pelo Conselho Nacional de Educação para compor o Fórum Nacional de Educação.

Nessa condição, ele vai debater a Educação no Brasil com outros gestores.

– Foi com imensa responsabilidade que recebi minha indicação, como membro titular, representando Conselho Nacional de Secretários de Educação – CONSED, para composição do Fórum Nacional de Educação – FNE. Espaço importante para debater a educação brasileira em tempos tão difíceis – destacou.

Composto por 50 entidades, o Fórum Nacional de Educação (FNE) é um espaço de interlocução entre a sociedade civil e o Estado brasileiro, reivindicação histórica da comunidade educacional e fruto de deliberação da Conferência Nacional de Educação (CONAE 2010).

Sua atribuição principal diz respeito à organização da CONAE e acompanhamento do Plano Nacional de Educação (PNE).

A indicação de Camarão é um reconhecimento ao trabalho que ele faz no setor no Maranhão…

0

Roberto Costa parabeniza Colégio Militar de Bacabal por primeiro lugar no IDEB

O deputado Roberto Costa subiu à tribuna da Assembleia Legislativa na manhã desta terça-feira para parabenizar o Colégio Militar Tiradentes III, sediado em Bacabal, por mais um título conquistado. A escola teve a maior nota no IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) no Maranhão, nas séries finais do ensino médio.A média da escola foi de 6.2.

O índice avalia a qualidade do ensino e aprendizagem das escolas, municípios e estados, e é medido a cada dois anos. O resultado é fruto da avaliação de 2019. O deputado destacou que o mérito dessa conquista se deu ao excelente trabalho desenvolvido pelo gestor da escola, Coronel Espíndola, juntamente com o corpo de docentes capacitados e que sempre incentivam os alunos.

“Nós ficamos felizes com esse resultado, pois a cidade de Bacabal tem a Escola Militar como uma referência na nossa educação e agora ela se tornou hoje uma referência estadual e até nacional. Isso mostra o avanço da nossa educação e, acima de tudo, o envolvimento e comprometimento da direção da escola”, enfatizou o deputado.

O deputado também citou o apoio do atual secretário estadual de educação, Felipe Camarão, que sempre atendeu prontamente as necessidades da escola.” Ele sempre foi extremamente aberto e cordial, nos ajudando, ajudando a direção da escola, para que a gente pudesse chegar nesse resultado”, destacou.

O resultado mostrou que no 3° ano do ensino médio, o Colégio Militar de Bacabal ultrapassou a média dos colégios da Polícia Militar e Bombeiro Militar do Ceará, considerados as duas potências da educação daquele estado, que detinham a maior nota do IDEB no país e que obtiveram as médias 5.9 e 6.1 respectivamente.

“Eu quero aqui parabenizar a Escola Militar de Bacabal, a direção, os funcionários e alunos e dizer que esse resultado não foi uma surpresa, pois o trabalho que a escola tem feito nesses 10 anos de existência tem sido de um crescimento fenomenal na qualidade de ensino. Hoje, nós temos nesse resultado, a medalha de ouro. A escola pública do Maranhão está de parabéns!”, encerrou.

2

Expedito Junior reúne com Felipe Camarão para discutir educação e plano de governo para Bacabal

Nesta quarta-feira (16), o advogado, administrador e candidato a prefeito de Bacabal, Expedito Junior, reuniu com o Secretario de Estado de Educação (Seduc), Felipe Camarão.

Na pauta, foi discutido sobre as ações realizadas na educação do Maranhão, assim como debater sobre referências ao plano de governo da chapa Expedito Junior e Coronel Egidio para Bacabal.

“Vim colher informações e exemplos para podermos colocar no nosso programa de governo para Bacabal. Eu e o coronel Egídio temos grandes propostas e vim aqui hoje colher mais cases de sucesso para o município”, afirmou Expedito Junior.

Entre as propostas já pensadas, estão cursinhos pré-vestibular gratuitos, escola fundamental em tempo integral e uma escola cívico militar municipal.

“Estou muito feliz em poder falar sobre educação para os municípios e para o Estado. E de Bacabal veio o nosso primeiro lugar geral no IDEB do Maranhão, da nossa escola militar de Bacabal. Provando que nosso governo é um governo que não trabalha só pra capital, mas pra todas as cidades”, disse Felipe Camarão, ao declarar apoio institucional ao ex-colega de governo, Expedito Júnior.

Na reunião, foram ressaltadas também a importância das creches e do diálogo constante para pensar no melhor pra educação da cidade de Bacabal.

“[Bacabal] está entrando na rota de desenvolvimento e vamos colher bons frutos com estes grandes exemplos do Governo do Estado para realizar em Bacabal o melhor plano de governo possível”, finalizou Expedito Junior.

Da assessoria

1

Comunidade escolar decidirá retorno às aulas no Maranhão

Após decisão do Governo do Estado de manter as escolas fechadas – com ensino apenas remoto – Secretaria de Educação analisará pesquisas sobre a opinião de pais e mestres para a reabertura da rede de ensino

 

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, tem utilizado levantamentos periódicos para monitorar a melhor época de reabertura das escolas da rede estadual de ensino, que seguem suspensas.

Na última pesquisa – realizada entre alunos, pais e mestres – 54,58% disseram não concordar com a reabertura, contra 45,42% que apoiam a volta às aulas em outubro.

– Temos que respeitar, é uma insegurança das pessoas. Nós consideramos que temos condições de avançar no ensino híbrido, mas faremos isso junto com as comunidades escolares. Vamos repetir a pesquisa no final de setembro, para avaliar novamente a visão da comunidade escolar – explicou o governador Flávio Dino (PCdoB).

De acordo com o secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, o objetivo destas consultas é observar mais de perto como está o sentimento de pais e estudantes com relação ao retorno às atividades presenciais ligadas à rede pública.

– A previsão era de que as atividades presenciais fossem retomadas a partir do dia 10 de agosto, de forma gradativa. Contudo, a primeira consulta que realizamos constatamos que ainda havia muita dúvida sobre essa retomada e agora novamente, então decidimos manter as aulas não presenciais e possibilitar mais tempo para que as comunidades escolares continuem a debater – declarou Camarão.

Por enquanto, as aulas seguem de modo remoto…

0

Seduc vai catalogar trajetória do aluno da rede pública…

Monitoramento da secretaria quer entender de forma amostral o caminho percorrido pelos estudantes após conclusão do Ensino Médio, levantando quantos chegam à universidade e quantos vão direto ao mercado de trabalho

 

Secretário Felipe Camarão quer entender o caminho do aluno do Ensino Médio após conclusão dos estudos na rede pública

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) iniciou, nesta segunda-feira, 17, uma pesquisa escolar de monitoramento dos egressos do Ensino Médio de escolas da rede pública, nos anos de 2018 e 2019.

O objetivo da pesquisa é identificar, de forma amostral, a porcentagem de inserção dos egressos no Ensino Superior ou no Mercado de trabalho, com o intuito de entender a trajetória dos estudantes após a finalização dos estudos.

A pesquisa será realizada pelos gestores escolares, que deverão entrar com código Inep de sua escola para ver a lista com o nome dos estudantes egressos que deverão ser entrevistados.

A pesquisa será realizada até o dia 28 de agosto, por meio do link: http://gpagil.com.br/pesquisaEgressos

0

Felipe Camarão entrega mais uma escola em Alto Parnaíba…

Secretário de Educação inaugurou nesta segunda-feira, o Centro Educacional Vitorino Freire totalmente recuperado, já adequado às aulas presenciais, quando estiverem liberadas pelo Governo do Estado

 

A escola de Alto Parnaíba foi entregue pela Secretária de Educação em solenidade restrita, com as precauções contra a coVID-19

O secretário de Educação Felipe Camarão anunciou nesta segunda-feira, 3, a inauguração e mais uma unidade de ensino no interior maranhense.

Foi entregue o Centro Educacional Vitorino Freire, no município de Alto Parnaíba.

A escola recebeu toda a infraestrutura necessária para receber os alunos e professores, quando as aulas abrirem de forma presencial

– Obra sonhada por toda comunidade escolar e que se torna realidade. Aproveito para agradecer a todos que tornaram isso possível – frisou Camarão.

O CE Vitorino Freire foi completamente reformado e com espaços já adequados para o ensino e aprendizagem dos estudantes quando retornarem às aulas presenciais.

0

Eudes Sampaio mantém aulas presenciais suspensas em Ribamar

O prefeito Eudes Sampaio (PTB) decidiu na noite desta quinta-feira (30) manter suspensas as aulas da rede municipal de ensino de São José de Ribamar. 

A decisão foi tomada durante reunião com diversas entidades e órgãos representativos do segmento educacional, entre os quais, a Secretaria Municipal de Educação (SEMED), Sindicato dos Trabalhadores em Educação Básica das Redes Públicas Estadual e Municipais (SINPROESSEMA), Conselho Municipal de Educação, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Conselho Tutelar, representante dos Pais de alunos e dos Vereadores com assento no Conselho Municipal de Educação, Moisés Gama e Professor Cristiano.

Além da consulta às entidades presentes, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Educação, realizou uma pesquisa entre os pais e mães de alunos sobre a volta às aulas presenciais. Após o resultado da pesquisa e de ouvir a todos, o Prefeito decidiu manter as aulas presenciais da rede municipal de ensino, suspensas.

A decisão tomada de forma democrática e responsável acompanha também as orientações das autoridades sanitárias, que ainda não recomendam a volta presencial das aulas e as medidas que estão sendo tomadas pelo próprio município no combate à proliferação da doença. Atualmente, São José de Ribamar é a 27ª entre as cidades maranhenses em número de casos da covid-19, de após ser a 2ª, quando do início da pandemia.

“Essa colocação, apesar de ser razoavelmente confortável e refletir o esforço que a gestão tem feito no enfrentamento ao Novo Coronavírus, não nos permite relaxar em momento algum. E o melhor a fazer é seguir as orientações, como temos feito até aqui”, comentou o prefeito.

No Decreto de nº 1713, de 14 de julho, o prefeito chegou a autorizar a retomada das atividades educacionais de forma gradual. Mas após essa reavaliação, as atividades continuarão suspensas. Para Eudes Sampaio, essa reavaliação faz parte do protocolo adotado pela Prefeitura no combate à Covid-19.

“Avaliamos novamente e identificamos essa necessidade. Vamos continuar monitorando e sempre priorizando a preservação da vida do nosso povo”, lembrou.

Atualmente, cerca de 25 mil alunos estão matriculados na rede municipal de ensino. Apesar do impedimento das aulas presenciais, no entanto, todas as escolas estão funcionando via remota.

“Nossos professores têm se esforçado no atendimento online dos nossos alunos. As atividades curriculares estão acontecendo virtualmente e, em alguns casos, quando o aluno não tem acesso à internet, com a entrega de atividade impressa. O calendário escolar está acontecendo dentro desse novo ‘normal”, garantiu a secretária de Educação Joana Marques.

0

Imperatriz: aulas não presenciais da rede municipal iniciam segunda-feira

Mais de 33 mil alunos da rede pública de ensino de Imperatriz retomam as atividades letivas nesta segunda-feira, 03 de agosto. A volta às aulas do município será especifica para estudantes do Ensino Fundamental, 1º ao 6º ano, através de ambiente virtual, com plataforma on-line.

Para acesso, pais, responsáveis e estudantes deverão entrar no portal do aluno, no endereço eletrônico http://aluno.geduc.com.br/. Será solicitado login e senha do aluno, no qual será utilizado o mesmo já aplicado na matrícula ou rematrícula on-line.

De acordo com o Setor de Gestão Educacional da Semed, (Geduc), para os casos em que o pai ou responsável não conseguiu entrar na plataforma, deverá clicar no campo “esqueceu sua senha” e fazer uma nova senha. Se ainda assim, permanecer sem acesso, a escola deverá ser procurada para auxiliar nesse aspecto. 

Durante 3 dias, no período de 29 a 31 de julho professores, coordenadores, gestores e assessoria pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, Semed, passam por orientações técnicas sobre o uso da plataforma virtual.

“Inicialmente sabemos que haverá um período de ambientação dos nossos profissionais e dos alunos. É uma nova realidade, com uma nova proposta pedagógica que iremos vivenciar a partir de agora e sabemos como tudo que é novo, causa estranhamento, mas nossos profissionais estão empenhados e conseguiremos ter resultados esperados”, frisou José Antonio Pereira, secretário de Administração e Educação.

O uso da plataforma pelos alunos será monitorada pelas equipes das escolas, bem como pelo Geduc. Nos casos dos estudantes identificados sem realizar o devido acesso, as escolas farão o acompanhamento e diagnóstico dos motivos e as atividades serão disponibilizadas de forma impressa.

Educação Infantil

Os mais de 12 mil alunos da Educação Infantil iniciaram as atividades não presenciais ainda em 25 de junho, por meio de semanários enviados via aplicativo de mensagens. São atividades de estímulo a aprendizagem, com uso do material didático entregue pela Semed às famílias.   

2

Taxa de analfabetismo cai quatro pontos no Maranhão…

Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios mostra que o número de pessoas com 15 anos ou mais sem escolaridade caiu de 19,6% em 2014 para 15,6% em 2019; para secretário de Educação, dados estimulam seguir em frente

 

O Maranhão derrubou em 4 pontos percentuais a taxa de analfabetismo entre pessoas acima de 15 anos, segundo dados da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD).

Em 2014, o estado tinha 19,6% de cidadãos sem escolaridade nesta faixa etária; em 2019, eram 15,6%.

– Os dados da “PNAD Contínua: Educação 2019”, divulgados hoje, nos motivam a seguir firme na luta por uma educação digna para todos – comemorou o secretário de Educação, Felipe Camarão.

Entre 2016 e 2019 houve queda na taxa de analfabetismo em todas as faixas etárias avaliadas pelo PNAD.

Os dados estão disponíveis no site do IBGE…

 

0

Escolas municipais terão aulas apenas em setembro…

 

Secretário Municipal de Educação, Moacir Feitosa, informou aos vereadores de São Luís que o funcionamento das unidades de ensino serão retomadas de maneira gradual e com medidas sanitárias rígidas

 

O secretário Moacir Feitosa participou de forma remota da sessão com os vereadores na Câmara Municipal de São Luís

A Câmara Municipal de São Luís realizou, na manhã desta quarta-feira, 15, sessão extraordinária remota com o secretário municipal de Educação, Moacir Feitosa, oportunidade na qual o auxiliar do prefeito Edivaldo Holanda Júnior anunciou que as aulas presenciais na rede municipal de ensino da capital deverão ser retomadas de maneira gradual somente em setembro.

A sessão, comandada pelo vereador Osmar Filho (PDT), presidente da Casa, foi proposta pelo vereador Raimundo Penha (PDT) e contou com as participações, de forma remota e presencial, dos vereadores Marquinhos (DEM), Genival Alves (Republicanos), César Bombeiro (Podemos), Honorato Fernandes (PT), Pavão Filho (PDT), Umbelino Júnior (PRTB), Fátima Araújo (PC do B), Ivaldo Rodrigues (PDT), Marcial Lima (Podemos), Chaguinhas (Podemos) e Nato Júnior (PDT).

A proposta apresentada por Moacir Feitosa prevê o retorno gradual dos cerca de 85 mil estudantes mediante a adoção de medidas sanitárias rígidas, tais como distribuição de kits individuais com máscara, disponibilização de álcool em gel em todas as unidades, controle de temperatura e demarcação de lugares visando o distanciamento.

“Fizemos uma parceria com infectologistas da UFMA para elaborar os protocolos sanitários para ser implantados na rede de ensino municipal, que atinge direto as 98 escolas da educação infantil, 201 escolas de ensino fundamental e 56 anexos”, afirmou o titular da pasta.

De acordo com Gleise Sales, representante do Sindicato dos Profissionais do Magistério de São Luís, a entidade defende que as aulas não tenham início em setembro, mas que a Prefeitura invista na formação continuada dos professores e que as aulas sejam feitas de forma remota para preservar a saúde dos docentes, alunos e os servidores das escolas.