0

Pedro Lucas enxerga “líderes do futuro” entre os jovens…

O deputado federal Pedro Lucas Fernandes (União Brasil) repercutiu a recente parceria firmada entre o partido, a Fundação Índigo e o Instituto Ibmec que lançaram o curso “Líderes do Futuro”, voltado à formação de jovens lideranças na política.

Trata-se de uma importante iniciativa cujo objetivo é capacitar gestores públicos, a partir de conceitos e ferramentas de gestão pública e liderança, com o intuito de contribuir para o desenvolvimento do país.

“O curso Líderes do Futuro é voltado para pessoas de 18 a 35 anos que querem ampliar o conhecimento, atuar na administração pública e também na política, sendo totalmente gratuito. Serão 210 vagas para jovens de todo o Brasil e as inscrições seguem até o dia 26”, disse o parlamentar.

Aprendizado

O curso “Líderes do Futuro” tem por objetivo desenvolver e capacitar jovens líderes e gestores públicos, a partir de conceitos e ferramentas de gestão pública e liderança atuais e comprovadamente eficazes adotados por instituições como a Harvard Business School e o próprio Ibmec, com mais de 50 anos de história no mundo acadêmico.

Ao todo, serão 120 horas de aulas online, com 80 horas de conteúdo comum e, ao final, o estudante deverá escolher entre 40 horas de Gestão Pública ou Gestão Política. A metodologia envolve, por exemplo, estudo de casos, aprendizagem baseada em problemas e projetos, simulações.

Da Assessoria

0

Jovens de Timon, oportunidade à vista!!! Uema oferecerá Direito como opção no próximo vestibular

Reunião em 2017, com o reitor da UEMA, na época, Gustavo Pereira, sobre a Indicação para criação do Curso de Direito da UEMA em Timon

Nesta terça-feira, 21, na Assembleia Legislativa, o deputado Rafael comemorou a confirmação da criação do Curso de Direito na UEMA em Timon. Ontem, nas comemorações dos 20 anos da instalação da Universidade Estadual do Maranhão – UEMA, em Timon, os jovens do município se aproximaram ainda da realização deste grande sonho. Instalada no município ainda no governo de Zé Reinaldo, em 2004, a UEMA conta com diversos cursos na Área de Humanas, tendo agora, no próximo vestibular, a criação do Curso de Direito.

Uma das frases mais marcantes no discurso do deputado Rafael sempre foi a de colocar “Timon no mapa do Maranhão.”

A frase se justifica por Timon ter ficado muitos anos afastada das obras e ações estruturantes do governo. Logo na primeira emenda, Rafael enviou recursos para a construção do Centro de Juventude Francisco Carlos Jansen. E em cada ação, cada posicionamento e defesa da cidade, o deputado Rafael foi traçando a linha do mapa que defende não só em discursos, mas em ações concretas.

Reunião com o reitor Valter Canales, em 2024, ajustando os detalhes para a criação do curso de Direito da UEMA em Timon

Em 2017, Rafael iniciou as Indicações e tratativas com o governo do Maranhão, Secretaria de Educação e Reitoria da UEMA, para a instalação do Curso de Direito em Timon. O processo, além do interesse pessoal, necessitava da criação de novos cargos e postos para absorção dos profissionais necessários para o funcionamento do curso. Em dezembro de 2017, em Timon, ocorreu uma Audiência Pública, cuja fala do Professor Gustavo Pereira da Costa, na época Reitor da UEMA, destaca o papel do deputado Rafael no processo:

“Atendendo o chamado da comunidade timonense, sob a liderança do deputado Rafael e da UEMA, que já está presente na cidade. O Campus de Timon é um dos mais importantes da nossa universidade. A vinda do curso de Direito para Timon é algo que muito nos orgulha e é mais um serviço de qualidade que orgulha os maranhenses”, afirmou o Professor Gustavo Pereira, ainda no primeiro mandato do deputado Rafael.

“Esta é uma luta que iniciamos ainda em 2017 e agora, com o apoio do Reitor Walter Canales, do governador Carlos Brandão e do secretário de Educação, e vice-governador, Felipe Camarão, realizamos um sonho”, comemorou Rafael.

Da Assessoria

0

Imagem do dia: finalmente o pagamento dos professores…

Governador Carlos Brnadão anunciou nesta segunda-feira, 13, o calendário do pagamento dos precatórios do Fundef aos professores da rede estadual; os recursos serão pagos a partir da quarta-feira, 15, mesmo com a pendência do bloqueio de mais de R$ 400 milhões para pagamento de advogados do Simproessema

 

Brandão anunciou nesta segunda-feira, 13, o pagamento dos professores com direito aos precatórios do Fundef

O governador Carlos Brandão (PSB) anunciou nesta segunda-feira, 13, o início do pagamento dos precatórios do Fundef aos professores maranhenses.

  • na quarta-feira, 15 recebem os professores da ativa;
  • na sexta-feira, 17, serão pagos todos os aposentados;
  • segunda-feira, 20: desligados, pensionistas e herdeiros.

Brnadão decidiu marcar as datas de repasses dos precatórios mesmo com o bloqueio de mais de R$ 400 milhões para pagamento de advogados vinculados ao Simproessema.

A Procuradoria da República e a Procuradoria do Estado têm recursos no Supremo Tribunal Federal contra a decisão que favoreceu o sindicato.

1

Othelino culpa Simproessema e Brandão por atrasar recursos dos professores

Deputado estadual responsabilizou não apenas o próprio sindicato da categoria, mas também o governador maranhense pelas movimentações que resultaram em perdas para os profissionais da educação; e representou tanto ao Ministério Público Federal quanto à Procuradoria-Geral do Estado para que corrijam os erros

 

Othelino usou instrumentos legais do mandato para tentar impedir que o setor da Educação perca mais de 55% dos recursos que deveria receber do Fundef

O deputado estadual Otelhino Neto (Solidariedade) tomou nesta terça-feira, 7, duas decisões relacionadas à tentativa de se apossar de 55% dos recursos do Fundef, que deveriam ser usados no setor da Educação do Maranhão, tanto para os pagamento de professores quanto para a melhoria da qualidade das escolas.

  • Em uma representação ao procurador-geral da República, Paulo Gonet, Othelino pediu ações contra a decisão do ministro Kassio Nunes Marques, que bloqueou 15% dos valores do Fundef  para pagar escritórios de advocacia;
  • Já em uma Indicação ao Governo do Estado, o deputado propõe ao governador Carlos Brandão (PSB), que desista – por intermédio da Procuradoria-Geral do Estado – de outra ação, também concedida por Nunes Marques, que tira 40% do valor dos precatórios para o governo usar em outras despesas.

Para Othelino Neto, não apenas o Simproessema – Sindicato que representa a própria categoria dos professores – mas também o próprio Brandão, são responsáveis pelo atraso no recebimento do que os profissionais têm direito.

Eu diria que tem, nesse episódio todo, alguns responsáveis bem marcantes: o Sinproesemma pela ação e pela omissão para, em detrimento dos professores, beneficiar escritórios de advocacia com ligações suspeitas, que precisam ser averiguadas; e o governador do estado, por omissão, no caso dos 15% que estão bloqueados e por ter recorrido para usar o recurso da educação em outras áreas”, apontou.

O documento encaminhado por Othelino ao procurador-geral da República Paulo Gonet

  • Só com a ação dos advogados estimulados pelo Simproessema, os professores perderão mais de R$ 400 milhões dos recursos que deveriam receber.
  • Já os mais de R$ 900 milhões que Branddão quer usar em áreas distintas da Educação – inclusive em pagamento de dívidas – representa uma perda signficativa para o ensino maranhense.

Para que se entenda, o estado quer pegar um montante, que seria para investir em educação, e aplicar em outras coisas, para pagar dívidas com fornecedores, enfim, setores que não têm a mesma prioridade. E o Sinproesemma apoiar que esse dinheiro dos professores e das professoras, que há anos esperam receber esse recurso, vá para bancas de advogados, que se habilitaram no processo depois do trânsito em julgado, realmente é algo muito grave. Os professores devem acompanhar isso, de perto, para cobrar o sindicato que deveria ter uma postura de defender os interesses dos educadores. Isso é como se alguém tiver que pagar por um serviço que não contratou. É literalmente uma maldade com os professores e as professoras do Maranhão”, comentou Othelino Neto.

 

As proposições de Othelino Neto ainda não tiveram respostas da PGR e do Governo do Estado…

0

Dr. Julinho entrega mais uma escola reformada na Zona Rural de São José de Ribamar

Mais uma escola foi entregue aos ribamarenses. Dessa vez, a comunidade de Juçatuba, localizada na Zona Rural do município, recebeu da prefeitura de São José de Ribamar uma escolinha novinha e totalmente reformada.

Com uma nova estrutura, toda com acessibilidade, instalação de banheiro para PCD, climatizada, uma nova mobília e completamente transformada, a comunidade de Juçatuba comemora mais essa conquista.

A Escola de Juçatuba foi inaugurada em 1994, na primeira gestão do Dr. Julinho, e agora volta a ser lembrada e reformada, 30 anos depois, pelo mesmo gestor. Já são mais de 90% das escolas reformadas, todas seguindo o mesmo modelo, principalmente com adaptação da acessibilidade e climatização.

A atual gestão, administrada pelo prefeito Dr. Julinho, segue valorizando a educação ribamarense. Essa é mais uma escola que segue o padrão de dignidade ao ribamarense, marcando mais uma vez, de forma positiva e levando qualidade de vida e ensino de qualidade às crianças ribamarenses.

“É uma satisfação enorme fazer parte dessa história, inaugurar a escola e agora reformar, trazendo as adequações necessárias. Parabenizo toda a comunidade da Zona Rural, que eu amo muito, e tem valorizado e zelado para transformar essa localidade, seja com escolas, como é o caso da construção de uma nova creche aqui, ou seja com outros serviços que dê dignidade e qualidade de vida aos munícipes da Zona Rural”, destacou o prefeito Dr. Julinho.

Da Assessoria

0

“Eudes Barros é um dos melhores prefeitos do Brasil”, afirma Josimar Maranhãozinho

Na manhã desta segunda-feira, 29, a comunidade de Raposa testemunhou um marco histórico quando o prefeito Eudes Barros (PL) entregou a oitava escola da rede pública municipal, totalmente reformada, climatizada e ampliada. Desta vez, o bairro contemplado foi o Alto do Farol, que agora abriga uma nova estrutura na Escola José Lisboa, que atende a Educação Infantil, Fundamental I e Educação de Jovens e Adultos – EJA

Durante a solenidade de reinauguração da escola, a emoção tomou conta de professores, alunos e pais de alunos ao constatarem que a U.E José Lisboa foi praticamente reconstruída, oferecendo um ambiente propício para o processo de ensino e aprendizagem.

Diante da multidão emocionada, que em coro gritava o seu nome, o prefeito Eudes Barros falou do sentimento de dever cumprido ao ver a felicidade nos olhares atentos dos presentes. Ele também expressou gratidão pelo empenho da secretária municipal de Educação, Verismar Gomes, e de todos os envolvidos no progresso da educação em Raposa.

Além do prefeito e da secretária de Educação, várias autoridades municipais, incluindo vereadores e secretários, estiveram presentes. Os deputados federais Josimar Maranhãozinho, Detinha e Gyldenemir, todos do PL, também prestigiaram a entrega da escola e elogiaram o trabalho de Eudes Barros em Raposa.

Para Josimar, Eudes está entre os melhores prefeitos do Brasil, destacando sua preocupação com a qualidade da gestão e o bem-estar da comunidade.

“O prefeito Eudes tem dado uma verdadeira aula de gestão pública e está entre os melhores prefeitos do Maranhão e do Brasil”, ressaltou Maranhãozinho.

A deputada Detinha expressou sua satisfação em ver suas emendas destinadas para Raposa sendo bem aplicadas pelo prefeito Eudes Barros.

“É por causa do trabalho apresentado por Eudes que em todo o Maranhão, por onde passamos, quando falamos em Raposa todos dizem a mesma coisa, que tem a certeza da reeleição garantida do prefeito Eudes”, destacou Detinha.

Já o deputado Gyldenemir enfatizou a importância de prefeitos como Eudes Barros, que fazem a diferença como gestores, contribuindo para o crescimento da cidade com ações planejadas que beneficiam positivamente a comunidade.

Estrutura Ampliada e Melhorias Notáveis

Anteriormente, a U.E José Lisboa contava com apenas seis salas de aula e enfrentava condições estruturais precárias, incluindo paredes rebocadas com barro, ventiladores deteriorados, salas calorentas e com péssima iluminação, lousas destruídas, banheiros sucateados, apesar de uma suposta reforma realizada pela gestão anterior.

Com a reconstrução realizada pela gestão Eudes Barros, a escola agora possui 10 salas de aula, uma biblioteca, 12 banheiros, salas equipadas com aparelhos de TV e ar-condicionado, além de um amplo refeitório para uso em atividades de ensino em tempo integral. A escola também ganhou placas para captação de energia solar e um parquinho para atender os alunos da educação infantil.

Da assessoria

0

Felipe Camarão novamente no comando do governo…

Vice-governador amanhece novamente como chefe do Executivo Estadual, em substituição ao governador Carlos Brandão, que acompanha o presidente Luiz Inácio Lula da Silva em viagem oficial à Colômbia

 

Felipe Camarão vai estar novamente à frente do Governo do Estado, enquanto Brandão viaja à Colômbia com o presidente Lula

O vice-governador  Felipe Camarão (PT) está novamente à frente do governo do Maranhão, a partir desta terça-feira, 16, até a próxima quinta-feira, 18; ele substitui o governador Carlos Brandão (PSB), que estará novamente em viagem internacional.

O próprio Brandão anunciou a viagem nas redes sociais.

– De 16 a 18 de abril, irei representar o Maranhão na comitiva do presidente Lula em Bogotá, na Colômbia. Será uma oportunidade para tratar de comércio e investimentos visando o desenvolvimento sustentável, além de participarmos do Fórum Empresarial Brasil-Colômbia”, escreveu o socialista.

Como secretário de Educação, Felipe Camarão passou a segunda-feira, 15, em visitas a escolas dos municípios de Icatu, Primeira Cruz e Santo Amaro do Maranhão.

Ainda não há divulgação de agenda do secretário no exercício do governo…

0

Prefeitura de Pinheiro chama excedentes de concurso da Educação…

A Prefeitura de Pinheiro, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), publicou nesta quarta-feira, 10, edital de convocação de candidatos que ficaram como excedentes no concurso simplificado para a Educação do Município.

O certame ocorreu no ano passado.

Os nomes dos convocados constam de uma lista divulgada junto com a convocação (baixe aqui). Os candidatos devem comparecer à sede da Semed nesta quinta-feira, 11, das 8h às 12h, munidos dos documentos exigidos no edital.

Da assessoria

0

Fernando Braide vê desinteresse do governo no fim das escolas de taipa…

Deputado denuncia que uma manobra do Palácio dos Leões pode remanejar para outras áreas cerca de R$ 1 bilhão do Fundef, que poderiam ser usados na melhorias das escolas no interior

 

Em mais uma manobra do Governo do Estado, cerca de R$ 1 bilhão do Fundef pode ser retirado da educação. O poder executivo tenta remanejar o recurso, que poderia acabar com escolas de taipa no Maranhão, para outras áreas.

Após decisão do Supremo Tribunal Federal, que garantiu o uso exclusivo dos recursos de precatórios do Fundef na educação, o Governo do Estado do Maranhão entrou com uma medida judicial tentando, mais uma vez, utilizar os recursos em outras políticas públicas.

O tema foi abordado pelo deputado estadual Fernando Braide (PSD) durante a sessão desta quinta-feira, 3, na Assembleia Legislativa. O parlamentar tem defendido mais investimentos na educação considerando as baixas avaliações de ensino que o Maranhão registra em níveis nacionais.

“Esse é um recurso que já venho defendendo que seja aplicado na construção de escolas, para acabarmos, de uma vez por todas, com as escolas de taipa em nosso estado mas, pelo visto, esse não é o interesse do Governo do Maranhão”, apontou Fernando Braide.

Com a medida judicial, o Governo do Maranhão pretende usar os juros de rendimento dos recursos da Educação em outras áreas.

Na tentativa, cerca de R$ 1 bilhão pode ser atrelado ao gabinete do governador…

Da assessoria

0

Brandão perde no STF e precatório do Fundef será só de professores…

Governador tentava convencer os ministros da Suprema Corte a determinar o depósito de cerca de R$ 920 milhões dos R$ 1,7 bilhão já encaminhados ao Maranhão numa conta específica, ligada ao seu gabinete; os valores devem ser pagos na ordem de 40% para valorização do Ensino Fundamental e outros 60% para repor perdas salariais dos profissionais da Educação

 

Brandão qeuria se apossar da maior parte dos R$ 1,7 bilhão do dinheiro do Fundef, mas o STF mandou ele repassar tudo aos professores e escolas

O governador Carlos Brandão (PSB) saiu derrotado em mais uma querela jurídica no Supremo Tribunal Federal; desta vez, perdeu para o Sindicatos dos Professores da Rede Estadual  (Simproessema), o direito de controlar parte dos R$ 1,7 bilhão destinados ao estado para repor perdas salariais do antigo Fundef.

O governador queria se apoderar dos juros decorrentes destes recursos, algo em torno de R$ 920 bilhões, o que deixaria menos da metade para repor perdas salariais de professores.

A Ação no STF foi protocolada pelo próprio Simproessema, diante da resistência de Brandão em liberar aos profissionais a integralidade dos recursos; o Supremo decidiu que todo o valor de R$ 1,7 bilhão deve ser mantido em conta própria, para aplicação específica na Educação.

São 40% para valorização do ensino fundamental e os ouros 60% para pagar professores…