21

Polarização à vista: Castelo ataca, Tadeu rebate…

Castelo e Palácio caminham para polarização da campanha em SL

O ex-prefeito de São Luís, Tadeu Palácio (PP), ocupou ontem a rádio Capital para rebater acusações da deputada estadual Gardeninha Castelo (PSDB), filha do prefeito João Castelo.

Para Palácio, Gardeninha tem sido “perversa e mentirosaao tentar defender a administração do pai.

Minutos antes, a deputada afirmoui que a pesquisa Escutec, que dá 70% de rejeição a Castelo, fora manipulada por Tadeu Palácio .

Claro que essa pesquisa não é real, ele foi encomendada pelo Tadeu Palácio, trata-se de uma pesquisa manipulada – afirmou a parlamentar.

Mas os ataques de Gardeninha ao prefeito – e suas respostas imediatas – mostram que a eleição deverá mesmo ficar polarizada entre Castelo e Tadeu Palácio.

– Se o eleitor tiver a condição de comparar as duas gestões, ele saberá perceber qual foi a melhor. E se verá que adminsitração será aprovada – disse Tadeu Palácio.

A comparação, portanto, é tudo o que o ex-prefeito espera…

10

Tadeu Palácio candidato…

Palácio só desiste em favor de Flávio

A coluna Estado Maior, do jornal O EstadoMaranhão, traz hoje a informação segundo a qual o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) já decidiu: será candidato a em qualquer circunstância na capital maranhense.

Bem situado nas pesquisas, com bom tempo na propaganda eleitoral e com recall na população de São Luís, Palácio vai encarar as urnas com ou sem o apoio do grupo formado por PSB, PPS, PTC, PCdoB e, provavelmete, o PDT.

Neste grupo, os próprios “aliados” do ex-prefeito já admitem que, ao contrário do que pregava Flávio Dino (PcdoB) desde o início da montagem, não haverá como ter candidato único.

Além de Tadeu Palácio, o deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC) também não abre mão de ser candidato. Idem para a deputada estadual Eliziane Gama (PPS) e biidem para o ex-deputado Roberto Rocha (PSB).

A menos que o próprio Flávio Dino decida ser candidato a prefeito.

Aí, neste caso, todos abrem para a composição única em torno do comunista.

E a briga será para ser o vice…

2

Apenas dois disputam no grupo de Flávio Dino…

Júnior e Tadeu: será um ou outro - ou os dois, mas sem Dino

Do blog de Roberto Kenard

São quatro – em tese – os pré-candidatos a prefeito de São Luís ligados à oposição ao sarneísmo: Eliziane Gama (PPS), Edivaldo Holanda Júnior (PTC), Roberto Rocha (PSB) e Tadeu Palácio (PP).

Os fatos – e com eles não devemos brigar – mostram, no entanto, que apenas dois têm chances de se viabilizar: Edivaldo Holanda Júnior e Tadeu Palácio.

Entre parênteses, registre-se: Flávio Dino (PCdoB), o nome mais forte de todo o grupo, ao que tudo indica, não sairá mesmo candidato a prefeito de São Luís, sobretudo após a tragédia familiar que lhe aconteceu.

Mas o dado novo que parece se desenhar é o seguinte: Dino não deverá pôr a mão no ombro do candidato que vier a se viabilizar. Parece desejar distância do pleito.

Por esse raciocínio, tudo indica que o PCdoB não irá compor nenhuma chapa majoritária.

Lembrete: são anotações que faço com base no que estou acompanhando. Pode ser que algo modifique tudo isso, mas aí serão outros quinhentos. Continue lendo aqui…

10

Tadeu cresce e incomoda…

Dino e Palácio: um, outro ou os dois. E só, revelam pesquisas...

A cada pesquisa, cada levantamento feito pelo grupo do ex-deputado Flávio Dino (PCdoB) uma certeza se fortalece sobre as eleições de São Luís.

O ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) experimenta crescimento sistemático e se consolida como principal adversário do prefeito João Castelo (PSDB).

É este o incômodo dos aliados de Dino, como revelou o blog de Gilberto Léda.

O comunista e seus aliados no PSB, PTC, PPS e PDT ainda torcem o nariz para o ex-prefeito na disputa, mas já começam a se convencer de que só com ele as chances de vitória são maiores.

Com ele ou com o próprio Flávio Dino, que ainda não foi descartado da disputa, segundo afirmou hoje o ex-deputado Roberto Rocha (PSB).

2

PDT histórico caminha para apoiar Tadeu Palácio…

Do blog de Luís Cardoso

Os pedetistas históricos defendem o lançamento de candidato próprio à sucessão municipal de São Luís.

Até aqui nenhuma novidade.

Na impossibilidade de realizar o sonho, a ala mais ligada ao ex-governador Jackson Lago (falecido há um ano) trabalha com a hipótese de apoiar a candidatura do ex-prefeito Tadeu Palácio.

Mas logo eles que sempre trabalharam contra Palácio? Sim, eles mesmo!

Os membros do PDT históricos caíram em campo para tentar reverter o quadro favorável ao atual grupo pedetista que luta pela coligação com o prefeito João Castelo (PDT). Continue lendo…

8

Grupo dinista deverá ter dois candidatos a prefeito…

Este grupo deverá ter dois lados na sucessão (imagem: Felipe Klamt)

É praticamente certo o lançamento de duas candidaturas a prefeito pelo grupo que gravita em torno do ex-deputado Flávio Dino (PCdoB).

A tese já é admitida pelos membros de PSB, PPS e pelo deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC), que vai falar amanhã sobre oa ssunto.

Primeiro a lançar-se pelo grupo, o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) é o único que ainda prega a candidatura única.

Segundo os líderes dos demais partidos, no entanto, Palácio é o único que não abre mão da candidatura.

O mais provável é que o grupo dinista tenha como candidatos, por um lado, Holanda Júnior, com apoio do PTC, do PDT e do PCdoB, e, por outro lado, Tadeu Palácio, que pode reunir PP e PPS.

A situação do ex-deputado Roberto Rocha (PSB) ainda é uma incógnita.

Ele entrou no PSB para ser candidato, e tem o aval da legenda no estado, mas não consegue deslanchar nas pesquisas internas.

O grupo de Flávio Dino, que mostra preferência por Edivaldo Júnior, espera ter também o PSB na coligação.

O anúncio do candidato – ou candidatos – do grupo, deve ser feito após o dia 15 de a bril…

13

A força eleitoral de Tadeu Palácio…

Tadeu melhora nas pesquisas, mas precisa convencer Dino

O grupo ligado ao ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB) provavelmente não vai divulgar, mas já tem em mãos o resultado de uma nova pesquisa eleitoral em São Luís.

E os números são claros: o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) apresenta desempenho surpreendente e mostra-se como único capaz de vencer a disputa com o atual prefeito João Castelo (PSDB).

Queridinho dos comunistas, o deputado federal Edivaldo Júnior (PTC) não apresenta desempenho satisfatório, e só tende a crescer com a ausência de Palácio.

Por isso a insistência de Flávio Dino em forçar uma consolidação imediata de Júnior; Por isso a tentativa de isolar o ex-prefeito para que ele deixe a disputa.

A conclusão da pesquisa já havia sido revelada por este blog, no post  Grupo de Flávio Dino conclui nova pesquisa…

O blog apurou que Tadeu Palácio só tem desempenho menor que o do próprio Flávio Dino, que não deve mesmo ser candidato.

Os números dev em ser mais um forte argumento para o ex-prefeito convencer o grupo formado por PP, PCdoB, PPS, PTC e PSB a juntar-se em torno de sua candidatura.

Apesar do encantamento por Holanda Júnior…

8

O candidato Tadeu Palácio…

Palácio ainda espera a retribuição de Flávio Dino

Primeiro a se lançar como pré-candidato no grupo formado pelos esquerdistas PCdoB e PSB – incluindo também o tucanista PPS – o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) silencia.

Nos últimos dias, deu-se como ceta a aproximação deste grupo à candidatura do deputado federal Edivaldo Júnior (PTC), mas Palácio silencia.

Holanda Júnior conseguiu uma proeza com forte repercussão na eleição: atraiu a simpatia do PDT, todo encastelado na administração municipal.

Mas Tadeu Palácio silencia.

Com o apoio do PP, Tadeu deverá falar na hora certa, mas há uma convicção:

Será candidato a prefeito de São Luís…

14

Grupo de Flávio Dino conspira contra Tadeu Palácio…

Dino dificilmente retribuirá apoio a Palácio

Se depender do grupo que gravita em torno do ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB), o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) não terá a unidade dos “partidos de esquerda” para ser candidato em São Luís.

Os comunistas, ajudados por membros do PSB e do PPS, trabalham fortemente pela viabilização do deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC), o preferido de Dino.

Apesar do apoio dado por Palácio nas eleições de 2008 – e das constantes demontrações de lealdade ao longo dos últimos anos – o comunista demonstra não ter a confiança necessária para retribuir o apoio.

Foi Dino, inclusive, quem patrocinou a reconciliação entre Roberto Rocha (PSB) e Edivaldo Holanda, pai de Holanda Júnior.

Os dois – que estavam afastados desde que Rocha apoiou a candidatura de André Fufuca (PSD), em 2010, prejudicando a eleição do petecista – voltaram a conversar no jantar de aniversário de Eliziane Gama (PPS), terça-feira.

Dinistas, aos poucos, vão afastando o ex-prefeito

A própria Eliziane Gama também já advoga o lançamento de duas ou mais candidaturas no grupo.

Ela defende que Palácio seja candidato pelo PP e que os demais membros do grupo decidam pela escolha de outro nome – provavelmente Holanda Júnior – com apoio de PPS, PSB e PCdoB.

De qualquer forma, se quiser ser candidato a prefeito, Tadeu Palácio deve ter a consciência de que não seguirá em grupo hegmônico, como esperava.

Por que, no grupo ligado a Dino, há outros interesses em jogo…

17

O cacife de Tadeu Palácio…

Tadeu Palácio aind atenta convencer Flávio Dino a apoiá-lo

Sem a presença do ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB) na sucessão municipal de São Luís, o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) surge como o principal oponente do atual prefeito João Castelo (PSDB).

Pelo menos no grupo que gravita em torno do comunista, formado ainda pelo PTC, PPS e PSB.

E não apenas por já ter ocupado o cargo, mas por ter em sua base eleitoral algumas das principais bases da capital.

Palácio tem força entre os membros do Programa Saúde na Família, no Sindicato dos Professores – com ênfase nos contratados – e, principalmente, entre os funcionários do Programa de Combate a Endemias.

Além disso, mantém viva uma militância pedetista que o apoia nos Conselhos Tutelares e nas comunidades.

O ex-prefeito tem que se viabilizar, primeiro, no grupo que circunda Flávio Dino, é verdade.

Mas seu cacife eleitoral próprio já começa a ser levado em conta por este grupo.

E pode fazer diferença na disputa…