3

Eduardo Braide vai encarar candidatos de R$ 350 milhões em 2020…

Deputado foi vítima de uma espécie de atropelamento literal nas eleições de 2016 e agora tem que se preparar para o mesmo bombardeio milionário nas eleições do ano que vem

 

BRAIDE CONSEGUIU CHEGAR AO SEGUNDO TURNO EM 2016, mas enfrentou a forte reação da máquina do governo e da prefeitura

Favorito em todas as pesquisas de intenção de votos – variando entre 45% e 60%, dependendo do cenário – o deputado federal Eduardo Braide (PMN) só precisa administrar seus índices para se tornar o próximo prefeito de São Luís.

Mas, político experiente que é, sabe que, neste pouco mais de 1 ano que falta para o pleito, ainda corre risco de  desabar, diante da atuação de duas máquinas prontas para o bombardeio, que aliás, já começou.

Em 2016, então zebra nas pesquisas, Braide chegou ao segundo turno e enfrentou a força dessas máquinas – a da prefeitura e a do governo – numa ação desenfreada nunca vista em um pleito de São Luís. (Relembre aqui, aqui, aqui e aqui)

E as mesmas máquinas se preparam para atuar novamente em 2020.

A da prefeitura, com seu projeto de manutenção do poder, vai atuar com nada menos que R$ 250 milhões em serviços e obras espalhados por São Luís.

A do governo, trabalha com outros R$ 100 milhões para catapultar seu candidato.

EM 2016, AS MÁQUINAS DA PREFEITURA E DO GOVERNO ATUARAM JUNTAS EM PROL DO SEU CANDIDATO, como mostra esta imagem, de outubro daquele ano

Para enfrentá-las, Braide trabalha em duas frentes:

Na primeira, tenta articular o maior número de partidos possíveis, capazes de lhe garantir estrutura eleitoral e espaço de divulgação midiática, afim de consolidar sua liderança.

Na outra frente, vai agir exatamente denunciando eventuais abusos – não apenas para gerar demandas judiciais que, no fim das contas, nem são levadas em conta por um Judiciário também alinhado – mas para inibir ações contrárias.

E junto com essas frentes, apostar facilmente na possibilidade de o cidadão comum não voltar a se impressionar com volumes de obras que só aparece ás vésperas da eleição.

Caso contrário, já se conhece o final de tudo…

3

Lula recebe Título de Cidadão Maranhense…

União da Direita Maranhense não conseguiu impedir judicialmente a homenagem e a honraria, concedida desde 2011 por iniciativa do então deputado Magno Bacelar, o Nota 10, foi entregue em palanque ao ex-presidente

 

Deputados Ana do Gás e Zé Inácio entregam o título ao ex-presidente Lula

Não adiantou a mobilização da União da Direita Maranhense.

O Título de Cidadão Maranhense concedido por iniciativa do ex-deputado Magno Bacelar, o “Nota 10” (PV), foi entregue nesta terça-feira, 5, em pleno palanque ao ex-presidente  Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

A festa política para Lula foi toda organizada para fortalecer também o governador Flávio Dino (PCdoB), inclusive com transmissão ao vivo pela rádio Timbira e uso da estrutura do Palácio dos Leões, na praça Pedro II, onde foi montado o palanque.

Na cara da Justiça Eleitoral…

10

Aliados de Edivaldo contratam enxurrada de pesquisas para influenciar o eleitor…

Nada menos que 11 pesquisas de intenção de votos estão registradas na Justiça Eleitoral entre os dias 20 e 25, a maioria absoluta com a chancela de empresas ligadas direta ou indiretamente à campanha do candidato do PDT

 

manipulacaoUma enxurrada de pesquisas eleitorais foi registrada entre os dias 20 e 25 de outubro, para divulgação nesta reta final do segundo turno em São Luís.

À exceção da do Ibope, contratada pela TV Mirante, e as duas da Escutec, do jornal O EstadoMaranhão, todas as demais têm vínculo direto ou indireto com a campanha do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

A estratégia do pedetista é óbvia: forçar um clima de “já ganhou” para tentar minimizar o impacto do debate da TV Mirante, nesta sexta-feira, 28.

Os levantamentos forma montados de modo a apresentar um Edivaldo praticamente consolidado. Para isso, usou-se uma estratégia matreira: as entrevistas foram colhidas logo após o impacto do discurso extemporâneo do deputado Adriano Sarney (PMDB), com críticas ao candidato do PMN, Eduardo Braide, e evitaram o impacto da fuga de Edivaldo do debate da TV Guará.

As pesquisas atreladas a Edivaldo são:

1 – Perfil pesquisas, contratada por ela mesma;

2 – Instituto Econométrica, contratada pelo Jornal Pequeno;

3 – Exata, contratada pelo Sistema Guará de Comunicação;

4 – O notório DataM, contratado pela TV Difusora;

5 – DataIlha, contratada pela Rádio e TV do Maranhão;

6 – Impar Comunicação, contratada por O Imparcial;

7 – Instituto Verita EPP, contratada por si mesmo;

8 – Três Pesquisas, contratada por Jeane Oliveira Consultoria.

Os levantamentos  têm data de divulgação entre os dias 25 e 29 de outubro.

Mas apenas a Escutec deve ter levantamento com o impacto do debate da Mirante.

É aguardar e conferir…